Se não fosse por mais nada, a parábola do Festim das Bodas (Mateus 22) já mereceria muito de nossa atenção apenas por preparar-nos para a Transição Planetária como para uma fabulosa festa. Evidente que se trata de um momento importantíssimo para nossas existências individuais e coletivas, mas ele foi anunciado por tantas formas, em culturas tão diversas, que parte da humanidade, sempre obcecada pelo aspecto material das lições, alarmam-se com as catástrofes, planejam apenas a minimização dos efeitos físicos, buscando a sobrevivência do corpo, entre o terror e o alarme, preocupadíssimos, mas unicamente em salvar suas efêmeras vidas materiais.

 

Aqui o convite de Jesus – como o foram os convites de todos os profetas, gurus e iluminados de todos os tempos - é a olharmos a vida para muito além de sua expressão material. Efetivamente, aquele que olha a Transição Planetária sob o ponto de vista espiritual verá nesses tempos em que vivemos a supremacia total do espírito, os tempos em que os valores desenvolvidos, acumulados e consolidados, expressos em intenções e atitudes, apontará finalmente a supremacia do desenvolvimento moral sobre o material. Como nos exames escolares, nos concursos públicos, e em todas as provas humanas, aqueles que se distraíram, pegos de surpresa, deixar-se-ão tomar pelo medo e pela fuga, enquanto que aqueles que se prepararam profundamente só poderão alegrar-se e aliviar-se por finalmente haver chegado o tempo da expressão dos conhecimentos longamente maturados.

 

Diz-nos a parábola que, realizadas todas as preparações, os convidados recusaram o convite e fugiram atraídos pelo lazer (“um para a casa de campo”) ou pela luta pela ambição material (“outro para seu negócio”), ultrajando e depois matando os servos do Senhor que os vieram avisar. A conseqüência de tão grande descaso, de tão renitente teimosia no erro, no entanto, não foi e jamais será a desistência do Senhor. Ele nos tem trazido e ainda muito nos trará a morte não como punição, mas como mecanismo fundamental para a condução dos paralisados, petrificados em seu próprio passado de erros, a escolas mais rígidas, portadoras dos métodos necessários àqueles que demonstraram não saberem utilizar a liberdade concedida pelo Pai.

 

Desatendido por aqueles que foram longamente preparados para o momento crítico – nada mais nada menos que o orgulhoso e prepotente mundo autoproclamado cristão – , o Senhor passou então, como está passando exatamente agora, a chamar todos aqueles que foram encontrados pelos caminhos. Como anunciado, a porta estreita do amor vem sendo anunciada por toda a terra, convidando e trazendo povos que, embora até agora ignorantes dos perigos do momento e dos caminhos especiais para sua superação, mostram-se sensíveis e atenderam ao chamado (“a sala das bodas se encheu de pessoas que se puseram à mesa”). Sensíveis ao chamado, alguns, no entanto, demonstraram não haver assimilado a fraternidade verdadeira, procedendo a um atendimento do convite apenas como fruto de uma conveniência interesseira e esses, é claro não puderam ficar.

 

Aqui estão anunciadas as atitudes das quais nos devemos afastar nesse momento crítico. Primeiramente, a de não nos atentarmos para os convites feitos a nós com tão grande antecedência por acharmos, como disse o Mestre em outro momento, que o Senhor “demora a vir”. Depois, não atendermos ainda à confirmação dos convites, entorpecidos pelas distrações do mundo, agrupadas, de um lado, pelas forjadas alegrias do alegórico lazer e prazer dos sentidos, de outro, pelas falsas forças do ilusório poder do mundo. Por fim, precisaremos nos afastar também da atitude daqueles que aceitam o convite indo à festa, atendendo ao chamamento através do cumprimento das obrigações religiosas externas, mas na verdade sem estar preparado, em espírito, para uma apresentação à altura do convite feito.

 

Não nos iludamos. O Cristo nos deixa claro que nenhuma prerrogativa histórica, étnica, ou institucional – não por sermos os que sabem das verdades há mais tempo, por estarmos entre os povos primeiramente chamados, nem por julgarmo-nos cristãos, comido e bebido com o Mestre mas permanecendo na iniqüidade – nos garantirá um lugar à mesa do Mundo de Regeneração. Apenas, exclusivamente, se vinculados aos valores do espírito e do coração.

Exibições: 273

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Um tempo atrás, quando saía do centro espírita, um senhor me abordou para narrar curioso fato.

Aspas pra…

Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas?

Pode ser que ao ler o título deste texto você imagine que se trata de uma espécie de censura ou proibição a alguma ideia veiculada no centro espírita. Por isso, faço o convite para que prossiga na leitura, pois, adianto, não se trata de censura ou proibição de qualquer…

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Últimas atividades

Douglas Alves Moreira curtiram a discussão FUNÇÃO DO DOUTRINADOR de Amigo Espírita
2 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog ENCONTRAMOS EXPLICAÇÕES de Nilton Cardoso Moreira
4 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Postura Altamente Humanitária – Orson Peter Carrara de PATRIZIA GARDONA
4 horas atrás
os pae curtiu a postagem no blog Implicações da culpa (Jorge Hessen) de os pae
16 horas atrás
os pae compartilhou o post do blog deles em Facebook
16 horas atrás
Jacimara Vieira dos Santos curtiram a discussão Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação. de Wellington Balbo
19 horas atrás
Jacimara Vieira dos Santos curtiu a postagem no blog O MAU HUMOR MATINAL de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
19 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram o evento “O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco de Carlos Pretti - SCEE
23 horas atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento “O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco de Carlos Pretti - SCEE
23 horas atrás
Posts no blog por Nilton Cardoso Moreira

ENCONTRAMOS EXPLICAÇÕES

           É comum para todos os eventos que acontecem em nossa vida querermos achar explicações. É da natureza humana o ato investigativo, pois que todos nós temos anseios de querer saber o motivo pelo qual determinado fato aconteceu, mesmo que o evento tenha sido com outra pessoa.           Existem situações na vida que embora procuremos esclarecimentos a respeito, não…Ver mais...
ontem
os pae curtiu a postagem no blog Implicações da culpa (Jorge Hessen) de os pae
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Postura Altamente Humanitária – Orson Peter Carrara

Toda cidade tem seu vulto histórico de destaque ou vários, a depender de sua história e origens no tempo. É comum que todos recordemos fatos da infância ou ainda que não tenhamos tido contato direto, até por questão cronológica, mas tenhamos conhecimento das ações e legado deixado por esses homens e mulheres que marcaram época, projetando suas ações no futuro.Vim de…Ver mais...
sexta-feira
O evento de Carlos Pretti - SCEE foi destacado
Miniatura

“O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

22 setembro 2019 de 9 a 10:15
“O Talento Perdido!”, este será o tema da palestra do fotógrafo, pesquisador e orador espírita Rafael Brocco, de Colatina-ES, no próximo domingo 22 de setembro de 2019, de 09 às 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rafael é um jovem talento da oratória espírita aqui de Colatina. Ele é evangelizador de juventude, estudante e trabalhador na área da…Ver mais...
sexta-feira
Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

22 setembro 2019 de 9 a 10:15
“O Talento Perdido!”, este será o tema da palestra do fotógrafo, pesquisador e orador espírita Rafael Brocco, de Colatina-ES, no próximo domingo 22 de setembro de 2019, de 09 às 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rafael é um jovem talento da oratória espírita aqui de Colatina. Ele é evangelizador de juventude, estudante e trabalhador na área da…Ver mais...
sexta-feira
Posts no blog por os pae

Implicações da culpa (Jorge Hessen)

Jorge Hessenjorgehessen@gmail.comBrasília-DFMuitas crianças são induzidas a agir de forma sempre “correta”, conforme o padrão do seu meio ambiente, dos valores éticos, das pressões existentes. Quando a criança é obrigada a fazer as coisas dessa ou daquela maneira, todas as vezes que faz de forma diferente desenvolve a culpa. A…Ver mais...
sexta-feira
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Procura-se urgentemente quem ouça. E ouça com atenção! de PATRIZIA GARDONA
sexta-feira
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Dolorosa advertência de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
sexta-feira
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O MAU HUMOR MATINAL de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
sexta-feira
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão O Homem que fizer estas coisas viverás por elas - Estudo (67) Cartas de Paulo de Feeak Minas
quinta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de luciane Duarte de souza
quarta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço