Caros amigos, estou iniciando um estudo sobre Anjos Guardiões.

Tenho lido e ouvido opiniões diversas sobre o assunto, porém gostaria de ajuda para entender melhor. No que se tem notícia, os anjos normalmente não entram em contato com seus tutelados, apenas observam os contatos de espíritos afins ou não.Sob esse ponto de vista, gostaria de saber os motivos que levam a restrição desse contato, se isso ocorre na realidade e qual o momento em que é permitido que o anjo nos contacte.

Grata desde já,

Juliana

Exibições: 1689

Responder esta

Respostas a este tópico

É mesmo. 

Sobre a ignorância dos filhos bem-amados de Deus

 

      Muitos dizem que sofremos porq, como masoquistas, queremos sofrer, pois q somos nós mesmos que, de propósito, escolhemos transgredir as leis de Deus!

 

      Outros dizem que nós, filhos de Deus, frutos de uma Sua criação especial, não somos mais tão ignorantes como fomos no passado, e, sem dúvida, isso tem de, “obrigatoriamente/forçosamente”, ser uma verdade pois, se não fosse assim, como iríamos crer no amor e na justiça divinas?!

 

      Se continuássemos ignorantes como Deus nos fez, seríamos, não apenas ignorantes, mas possuidores dos mais gigantescos e absurdos desequilíbrios mentais, pois já são passados 20 séculos da chegada do Novo Testamento, com os ensinamentos de Jesus, e 1 século e meio da chegada da codificação e, praticamente, continuamos “marcando passo” sem quase sair do lugar!

 

      E, no entanto, mesmo depois de todo esse tempo, continuamos ainda absurdamente ignorantes, talvez só um “pouquinho” menos do que qdo fomos criados por Deus, mas absurdamente ignorantes! Nem mesmo sabemos ainda quais são as causas de um ser bom, e outro ser mau, assunto imprescindível para o entendimento da doutrina!!!

 

      Segundo a doutrina, é por sermos tremendamente ignorantes, que ainda estamos neste mundo de sofrimentos sem fim, vivendo misérias, desgraças, tragédias (provocadas por nós mesmos e/ou mesmo por Deus), sofrimentos desesperadores e mesmo tão insuportáveis que fazem que, a cada ano, de 20 milhões a 40 milhões de irmãos, escolham se suicidar!

 

      Preferem trocar a escola de aperfeiçoamento, essa escola do bem e do mal que Deus nos deu, pela ignorância e sofrimentos anteriores! Deus criou para nós essa escola, mas esses milhões a ignoram, pois em vez de continuar nas aulas que objetivam seu bem, escolhem delas fugir, se suicidando!

 

      E, assim, nós continuamos a fazer de nosso mundo nada mais que um covil de criminosos de todas as espécies! E o mundo e nós mesmos continuamos a ser esse poço de perversidades, perversões, egoísmos, criminosos, corruptos, pedófilos, estupradores, causadores de terríveis dores aos semelhantes e possuidores das mais monstruosas imperfeições!

 

      Afinal o que é isso? Ignorância ou sabedoria? Se fôssemos sábios, nada de errado escolheríamos fazer e estaríamos livres de todos os sofrimentos, sem qualquer exceção!

 

      Mas, Deus não nos fez sábios; fez-nos tremendamente ignorantes e, portanto, destinados aos mais dolorosos sofrimentos, para que deixemos de ser ignorantes, como Ele mesmo nos fez! Como devemos fazer para entender isso?

 

      Outros tb dizem que, assim como a criança necessita do amparo de alguém, também necessitamos do amparo de protetores e guardiões, amparo imprescindível para nosso progresso espiritual!

 

      Mas, se é assim, isto é, se agimos corretamente devido ao que tais protetores nos aconselham, pergunto: onde estão aí nossos méritos se caminhamos ajudados por outros, como se sozinhos nada pudéssemos fazer de correto e bom?!

 

      E mais um ponto: se o amor é necessário para que não façamos, como sádicos, outros sofrerem, sabem esses protetores ensinar o como fazer para que exista amor em nosso coração?! Sem dúvida que não sabem pois, se soubessem, o nosso mundo não seria mais esse antro escuro de maldades, monstruosas imperfeições e, consequentes terríveis sofrimentos, consequências que são das sentenças que Deus nos impõe, devido a fazermos que nossos semelhantes sofram! E sem qualquer dúvida, só fazemos outros sofrerem devido a continuarmos a ser profundamente ignorantes!!!

..............

Olá!

Considerando o questionamento sobre o contato entre o anjo guardião e seu protegido, destaco a questão 505 de O Livro dos Espíritos:

505. Os protetores, que dão nomes conhecidos, sempre são, realmente, os Espíritos das personalidades que tiveram esses nomes?

Não. Muitas vezes, os que os dão são Espíritos simpá- ticos aos que de tais nomes usaram na Terra e, a mando destes, respondem ao vosso chamamento. Fazeis questão de nomes; eles tomam um que vos inspire confiança. Quando não podeis desempenhar pessoalmente determinada missão, não costumais mandar que outro, por quem respondeis como por vós mesmos, obre em vosso nome?”

No meu entendimento, para um espírito protetor "dar" algum nome, é preciso que ele entre em contato, que pode ser através da mediunidade do protegido, ou por comunicação por um outro médium.

Alguns espíritas questionam a ação dos espíritos protetores, se eles são obrigados a exercer a função, ou se essa ação é constante por toda a vida do protegido, etc. Entre um dos motivos, alguns alegam que André Luiz não faz referência direta e clara sobre o assunto.

Porém, em O Livro dos Espíritos, constam respostas à muitas dessas perguntas. Vou citar algumas das que me interessaram:

491. Qual a missão do Espírito protetor?

“A de um pai com relação aos filhos; a de guiar o seu protegido pela senda do bem, auxiliá-lo com seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições, levantar-lhe o ânimo nas provas da vida.”

492. O Espírito protetor se dedica ao indivíduo desde o seu nascimento?

“Desde o nascimento até a morte e muitas vezes o acompanha na vida espírita, depois da morte, e mesmo através de muitas existências corpóreas, que mais não são do que fases curtíssimas da vida do Espírito.”

494. O Espírito protetor fica fatalmente preso à criatura confiada à sua guarda?

Freqüentemente sucede que alguns Espíritos deixam suas posições de protetores para desempenhar diversas missões. Mas, nesse caso, outros os substituem.”

A doutrina dos Espíritos nos ensina que, toda vida material tem uma supervisão espiritual. Todo indivíduo tem sua vida amparada por espíritos elevados, assim como os grupos familiares, os grupos sociais, as nações, as civilizações, etc. Contudo, essa proteção espiritual tem por sua vez, uma ação permanente e direta de Deus.

Estando toda a criação material e espiritual imersa em Deus, Ele tem consciência dos mais ínfimos detalhes de nossas vidas e fazendo uma ação constante e permanente sobre todos os atos.

Mudando um pouco o foco da questão, mas partindo do mesmo princípio de que sempre somos guiados pelos mentores espirituais, alguns espíritas passam a ter a ideia de que Deus interage em nossas vidas somente por intermédio desses colaboradores. Ou seja, para Deus fazer sua soberana vontade, Ele não exerceria uma ação direta, mas enviaria seus emissários para a execução dos seus desígnios.

Porém, considero que não é bem assim.

Na Revista Espírita de 1866 - Maio, Kardec publica um artigo com o título "Deus Está em Toda Parte", onde descreve um consideração mais detalhada sobre a ação de Deus.

Lendo o capítulo, têm-se uma ideia melhor, mas vou citar um trecho:

"Para entender sua solicitude sobre as menores criaturas, ele não tem necessidade de mergulhar seu olhar do alto da imensidade, nem deixar sua morada de glória, pois essa morada está em toda parte. Para serem ouvidas por ele, nossas preces não precisam transpor o espaço, nem serem ditas com voz retumbante, porque, incessantemente penetrados por ele, nossos pensamentos nele repercutem".

"...Enchendo Deus o Universo, poder-se-ia admitir, a título de hipótese, que esse foco não necessita transportar-se, e que se forme em todos os pontos onde sua soberana vontade julgue conveniente produzir-se, donde se poderia dizer que está em toda parte e em parte alguma.".

Ref resp de Hilton Cesar em 3 março 2016 at 11:24

 

      Olá, Hilton.         

 

      Considerando o que vc escreveu em sua msg/resp referida acima, coloco alguns comentários e perguntas:

 

      Luis: se o espírito protetor se dedica ao individuo que protege, desde seu nascimento ou encarnação, do mesmo modo que um pai age em relação aos seus filhos, guiando seu protegido pela senda do bem, auxiliando-o com seus conselhos, consolando-o nas suas aflições, levantando-lhe o ânimo nas provas da vida, qual é a causa de os espíritos, os cerca de 7 bilhões que habitam este mundo Terra, serem ainda assim como são, fazendo de sua morada esse escuro abismo de maldades, egoísmo, crimes, ignorância e sofrimentos?

      Os espíritos aqui encarnados não conseguem apreender os conselhos de seus anjos-guardiões? Ou são seus guardiões que não têm suficiente competência para lhes transmitirem seus conselhos?? 

      Se toda vida material tem uma supervisão espiritual, todos os indivíduos têm sua vida amparada e guiada por espíritos elevados, e mesmo estão todos sob a ação permanente e direta do próprio Criador, e todos estão imersos no próprio Deus;

    Se Deus está em toda parte, pois em toda parte está Sua morada e o universo é todo enchido por Ele, e Ele, que tem consciência dos mais ínfimos detalhes de nossas vidas e executa uma ação constante e permanente sobre todos os nossos atos;

      Se, sendo assim, nossas preces, para que sejam ouvidas por Ele, não precisam transpor o espaço, nem serem ditas com voz retumbante, porque Ele está permanentemente dentro de nós, e nele nossos pensamentos repercutem...

      E se todos os efeitos têm suas causas, qual é a causa que tem como efeito isso que o mundo nos mostra: todos, ou quase todos agindo como se quem os guarde são entidades malignas, como se hão houvesse qualquer supervisão de espíritos elevados e muito menos uma supervisão direta de Deus?!!!.

     Como a própria doutrina sabiamente aconselha, temos de buscar ter uma "fé raciocinada", temos de, profundamente raciocinar sobre seus conceitos e ensinamentos para entendê-la melhor e, consequentemente, para entender a vida e tudo que nela ocorre.

......

Mais uma vez, você discorda das considerações transcritas na codificação de Allan Kardec.

Poderia ao invés disso, propor uma ideia mais clara sobre certos princípios.

Tenho certeza que você alcançou o pensamento sobre as coisas, lendo e observando pessoas que compartilharam o que sabiam. Então, qual o sentido de você guardar para si um conhecimento, uma vez que você o conquistou observando ideias de outras pessoas? Estaria sendo justo e correto com isso? Como queres que demos crédito aos seu pensamentos se você não se preocupa em apresentar uma ideia melhor?

Entendo que aqui, nós partilhamos as definições contidas na doutrina espírita. Quando alguém faz um questionamento, logo tentamos buscar na codificação, as respostas para esses questionamentos.

Por outro lado, quando alguém tenta questionar o que está na doutrina, como o nosso amigo Marco fez, ao propor as ideias de Pietro Ubaldi, deveria expor as argumentações que justifiquem esse questionamento.

Ref resp de Hilton Cesar

 

      Olá, meu jovem,

 

      Temos de concordar com os conceitos da doutrina, mesmo sem entendê-los? Lembre-se de que a doutrina não repele questionamentos e que ela mesma aconselha que raciocinemos para melhor entende-la. O que tenho feito é raciocinar e questionar sobre os ensinamentos que ela nos traz.

 

      Hilton:... Então, qual o sentido de você guardar para si um conhecimento, uma vez que você o conquistou observando ideias de outras pessoas? Estaria sendo justo e correto com isso? Como queres que demos crédito aos seu pensamentos se você não se preocupa em apresentar uma ideia melhor?

 

      Luis: meu amigo, primeiro: não procuro que deem crédito ao que aqui coloco; como já disse antes, o que procuro é que, se possível, alguém mais, um só que seja, não olhe só pra frente, como se sua visão fosse limitada por antolhos; que olhe tb para os lados, para tudo que nos cerca, que busque a verdade por si mesmo; tudo que eu ou alguém disser sobre isto que estamos estudando, será nada mais do que a opinião, as palavras de “mais um”. Cada um tem de ir até lá por seu próprio trabalho, encontrar a verdade por si mesmo; de nada adiante que a sua cabeça conheça uma verdade por empréstimo da verdade que outros encontraram!

      Porq tantos acreditam nos ensinamentos de Jesus e de espíritos que conosco se comunicam? Simplesmente porq eles abriram a boca e falaram? Se a figura de Jesus não fosse rodeada de tantos feitos misteriosos, maravilhosos, como seus milagres, curas, ressurreições etc, e da afirmação de que morreu na cruz por amor aos homens; se os espíritos não se comunicassem conosco através de meios inusitados, tão estranhos para tantos, quem lhes daria crédito??  E observe que, mesmo que estejam essas palavras emolduradas por feitos estranhos, maravilhosos, impressionantes, apesar disso, quantos bilhões de encarnados aqui neste mundo, não creem nelas!!!

 

      Hilton: Entendo que aqui... quando alguém faz um questionamento, logo tentamos buscar na codificação, as respostas para esses questionamentos.

 

      Luis: e qdo na doutrina não encontramos as respostas para esses questionamentos, o que devemos fazer? Simplesmente, esquecê-los, como se o conteúdo dos questionamentos fosse absurdo ou não digno de uma busca melhor? Como já lhe disse noutra oportunidade, conheça o conselho da doutrina que está ali no LM, cap 3, item 35; talvez nele vc encontre uma porta para seguir em sua busca! O conselho está ali bem claro; mas talvez os que o leem, não o considerem digno de atenção ou mesmo acreditem que seja tolice que poderá levar à perda de tempo.

Quem busca respostas é você que não as encontra na doutrina espírita.

Exato, meu jovem, às perguntas, que não encontro resposta na doutrina espírita, as procuro noutras doutrinas. Não é isso o sensato a se fazer?! 

Todos tem o direito de discordar ou não da doutrina espírita, porém a verdade é única.

      

      Meu jovem, isso não significa um direito; o que acontece é quem a compreende concorda; quem não a compreende, discorda. 

      E qto à "verdade" deve sim ser única; deve ser aquela a que Jesus chamou de "libertadora". É o conhecer essa verdade que nos libertara da ignorância e das consequências desta. Procurar o reino de Deus é procurar essa verdade, e depois, "tudo o mais de que necessitarmos, nós virá como acréscimo", lembra-se?

Concordo, mas não precisamos saber tudo para nos libertar. O que foi dito nos evangelhos já seria o suficiente. 

      Mas se nem mesmo sabemos o "básico dos básicos", como entender o restante da doutrina e mesmo da vida? Como vc se libertará apenas com o que já sabe, se ainda nem aprendeu como fazer para ser bom, para ser humilde, para deixar de ser egoísta? Onde na doutrina está o ensinamento de como fazer que possuir a virtude do amor, sem o qual não há salvação, como diz o slogan da doutrina?

      Meu amigo, onde vc aprenderá a amar, se a amar e como fazer para ter amor no coração, ninguém ensina e ninguém aprende, nem com conselhos, nem com ensinamentos elevados, nem com exemplos, mesmo que sejam de Jesus?

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

 

Há, para uma boa parcela de gente, até para aqueles que conhecem um pouco mais os Espíritos e a sua natureza, uma espécie de medo do que eles – os Espíritos – podem fazer…

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Últimas atividades

Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Diga-me como Você se Exibe e Eu lhe Direi Qual é o seu Vazio de PATRIZIA GARDONA
7 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog É uma Tolice aguardar a Dor Cobrar a Conta que o Amor pode Pagar. de PATRIZIA GARDONA
7 horas atrás
Raul Barroquelo respondeu à discussão Kardec sofre... de Wellington Balbo no grupo Artigos Espíritas
"        "EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA, NINGUÉM VAI AO PAI SENÃO POR MIM" - João, 14:6. É fundamental a afirmação de Jesus, a qual foi anotada por João no seu…"
12 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
14 horas atrás
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
16 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Escultores de Almas – Iniciação Mediúnica de PATRIZIA GARDONA
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O INFERNO E OS DEMÔNIOS - Esclarecimentos por Léon Denis de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O Futuro (somente) a Deus Pertence? de PATRIZIA GARDONA
ontem
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Fundamentalistas no poder, por Dora Incontri A foto de Luis Fernando Camacho invadindo o Palácio do Governo da Bolívia, de Bíblia em punho e invocando o nome de Deus; um trecho de um vídeo de partidários do golpe…"
ontem
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Precisamos obter o comprometimento do próximo governo de esquerda em montar a Faculdade de Filosofia Espirita. Tradução adaptada e comentada de: https://skeptiko.com/scientific-evidence-of-afterlife-overwhelming-chris-carter/"
ontem
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Isto tudo que as classe dominantes e os Neoliberais e Fascistas em geral abominam, na verdade, serve também a elas mesmas, porque a reencarnação costuma se fazer com alternância de classes sociais. Entretanto no Brasil,…"
ontem
Katia Cilene Dias Severino curtiram a discussão BENEFÍCIOS DAS REUNIÕES MEDIÚNICAS ESPÍRITAS (José Couto Ferraz) de Amigo Espírita
ontem
Katia Cilene Dias Severino curtiram o evento Mediunidade de Amigo Espírita
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog A Fraqueza dos Bons de PATRIZIA GARDONA
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog PESSOAS TÓXICAS. AMBIENTES TÓXICOS. de Nilton Cardoso Moreira
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Escultores de Almas – Iniciação Mediúnica de PATRIZIA GARDONA
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
ontem
Regina Ianagui e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
ontem
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

O INFERNO E OS DEMÔNIOS - Esclarecimentos por Léon Denis

Baseando-se nos casos de obsessão, nas manifestações ruidosas dos Espíritos frívolos e zombeteiros, a Igreja entendeu dever atribuir aos demônios todos os fenômenos do Espiritismo e condená-los como Inúteis ou perigosos.Antes de refutar essa interpretação, convém lembrar que o Catolicismo acolheu do mesmo modo todas as grandes descobertas, todos os progressos consideráveis que assinalam os fastos da História. Raras são as conquistas científicas que não foram julgadas como obras diabólicas. Era,…Ver mais...
ontem
Ícone do perfilAndréa, José Francisco Maranhão Junior, Joana D´Arc Ferreira e mais 4 pessoas entraram em RAE
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço