REDE AMIGO ESPÍRITA

Divulgando, Instruindo e Unificando!!!

Eu não acredito em Deus, você acredita?

 

Mas para aí Décio, já até assisti algumas preleções suas aqui na Rede Amigo Espírita, falando sobre Deus, Jesus e muitas vezes no final de suas falas costuma dizer, entre outras coisas: Que O criador, a boa espiritualidade nos direcione sempre ao propósito do bem servir, estou a matutar...

 

Sim, eu afirmo de forma peremptória que não acredito em Deus segundo os homens O idealizaram, mas em um Deus que fizeram os homens. Acreditar significa crer, ter ciência de, convencer; contudo quem crê, pode um dia desacreditar. Então, tenho certeza, plena convicção de Sua existência; não como um dogma ou um mistério que não podemos questionar ou dialogar sobre, mas uma verdade lógica pela evidência das coisas. Diria que um percentual muito grande das pessoas acredita na existência de Deus. Pode ser até difícil apresentar tese sobre Sua inexistência; usando evidências científicas, filosóficas e culturais podemos até atingir “um voo curto de galinha”. Todavia, seja qual for sua tese defendida é de bom alvitre sempre respeitar e ouvir a pessoa com quem você dialoga, é uma questão de boa educação.

 

Ora, como há muitas doenças, seres humanos de vários tipos, posicionamentos sociais, dores e sofrimentos dos mais variáveis, com Deus sendo justo e bom, não poderia ter isso evitado? Pois os mesmos sendo seus filhos, deveria criá-los todos iguais em termos de belezas, riquezas, felicidades, etc., e não uns sofrendo ou mesmo serem tão diferentemente quanto os outros. Há uma injustiça nesse caso. Essa é uma entre tantas argumentações dentro da ciência mecanicista que poderia ser usada. Outra, em uma guerra, um tsunami, ou hecatombe qualquer, por que morre tantas crianças, idosos e/ou pessoa boas que, aparentemente nunca foram voltadas ao mal? A doutrina reencarnacionista espírita, que propugna a evolução constante e que nada ocorre por acaso, explica de forma objetiva, direta e cristalina o questionamento filosófico sobre de onde viemos, o que estamos aqui fazendo e em função do que aqui fizermos, para onde vamos. E mais, a razão da dor, do sofrimento, do por que da tudo certo para uns e a outros sempre em provações e expiações enormes?

 

Faço aqui minhas, as palavras de Einstein que, quando perguntado sobre se acreditava em Deus o mesmo disse que acreditava segundo o Deus de Spinoza: um Deus que se revela em si Mesmo na harmonia de tudo que existe e não em Deus que se interessa pelas ações e sorte dos homens. Ademais, devo admitir que sorte é o aproveitar de uma oportunidade, é você estar preparado naquele momento. Não ficar nesses templos lúgubres, rezando, orando sempre e só pedindo e nada doando. Vá em frente, desfrute a vida, Deus o criou para ser feliz. Deus está, além de  nós, na beleza da vida, no som da cachoeira, no voar de um colibri, na harmonia das coisas. Esse Mesmo Deus não precisa perdoar, castigar ou punir. Por Ele ser perfeito em todas as coisas, não sente raiva, mágoa, paixão, malefícios de nós, os humanos. Então, por tudo isso eu não acredito nesse Deus antropomórfico que as pessoas conceberam: um Deus julgador, mosaico, olho por olho, dente por dente, um Deus segundo o meu julgamento. E como Deus sendo causa primária e inteligência suprema criadoras de todas as outras coisas, não posso ou devo julgá-lo ou concebê-lo segundo os meus parâmetros. Bjs em vossos corações e que Deus esteja conosco agora, hoje e sempre!

Décio Naves 

Exibições: 919

Responder esta

Respostas a este tópico

Ao amigo Decio Ney e todos os demais amigos:

 

Luis: amigos, precisamos raciocinar muito mais do que estamos raciocinado para poder entender a doutrina. Não esquecer que é a própria doutrina que aconselha ter uma “fé raciocinada”!

 

Luis (msg ant): - primeiro: porq, ou qual é a causa de ser o processo evolutivo um processo de cura, de reconstrução?

 

Décio:  Justo, pois em evoluindo em determinado campo, adquirindo maiores e melhores conhecimentos, naturalmente não cometemos erros crassos, vez que teremos maiores subsídios para reverter aquele processo errôneo.

 

Luis: mas, meu amigo, se temos livre-arbítrio porq escolhermos cometer erros, se podemos escolher não cometê-los?

 

Luis (msg ant): - segundo: O que, ou quem foi que nos fez ficar doentes para que, agora, precisemos nos curar?

 

Décio: Pois se não detemos o devido conhecimento e a respectiva evolução sobre aquele ponto, necessariamente tornamo-nos mais vulneráveis sobre o mesmo e, aí, estamos mais passíveis de cometer erros e, em consequência, tornarmo-nos doentes.

 

Luis: e qual a justificativa que a doutrina dá para o fato de sofrermos devido a não termos ainda o “devido conhecimento”?

 

Luis (msg ant): - terceiro: e quem, ou o que foi que destruiu ou desconstruiu alguma coisa em nós que, agora, precisa ser "reconstruída"??!!

 

Décio: Sem dúvida alguma, não foi o criador, pois Este nos criou perfectíveis, ou seja, sem conhecimentos e rumo à perfeição relativa. Então foi dado o livre escolher, ou até por outra, pela falta de algum conhecimento específico ou alguma deliberação errada, adveio esses malefícios que necessitam uma cura e isso é de responsabilidade daquele Espírito que claudicou. Veja que o criador, responsável vestibular pela criação da criatura lhe deu ampla liberdade em implementar aquilo que lhe convinha no momento, no entanto, esta, ao perceber o devido erro e querendo repará-lo, sempre Deus lhe dá a oportunidade em redimir.

Luis: mas se Deus nos criou perfectíveis, o que é que nos impede ser perfeitos? Porq é que nos tornamos assim carregados das mais monstruosas imperfeitos? O que é que está nos impedindo de possuirmos a perfeição possível ao espírito?

E, se é verdade que temos o livre-arbítrio, o que é que nos impede de fazer sempre o bem? Porq tão numerosas vezes, escolhemos fazer o mal, se podemos sempre escolher fazer o bem?

 

Décio: Sem dúvidas alguma, estimado e dileto Luis, foi o próprio ser criado, vez que este tem plena liberdade em seguir este ou aquele caminho.

 

Luis: mas porq, se o ser criado, como vc e a doutrina dizem, tem plena liberdade de escolher, porq, ou qual é a causa que faz que o ser criado, nós, escolhamos tão numerosas vezes o caminho do mal, se podemos sempre escolher o caminho do bem?

 

Luis (msg ant): - quarto: e qual é essa coisa que foi desconstruída?

 

Décio: Sabedores que somos que as Leis Naturais, ou seja as Leis Divinas estão em nossa consciência e só somos infelizes quando delas o afastamos, ou por outra, quando vamos de encontro as mesmas, então quando isso ocorre, acontece aquilo que denominamos: desconstrução.

 

Luis: e de que adianta para nós que as leis divinas estejam em nossa consciência, se estão ocultas à nossa percepção? E porq nos afastamos delas se temos o livre-arbítrio e assim podemos escolher nunca nos afastarmos delas?

 

Decio: Estimado Luis, não sei se dirimi dúvidas ou coloquei mais gasolina na fogueira, contudo é essa a beleza de nossa doutrina, pois a mesma nos fazer perquirir, pensar, correr atrás de respostas que nos parecem mais lógicas. Veja que no caso, puxei toda a responsabilidade para nós, o ser criado, daí aquela afirmação extraordinária do nosso Divino Mestre: “o plantio é opcional, contudo a colheita é obrigatória”.

 

Luis: e porq, caro amigo, se a colheita é obrigatória, porq é que tantas vezes escolhemos plantar o mal, se podemos plantar o bem? Meu querido amigo, sinto dizer que vc colocou mais lenha na fogueira pois, como vc pode ver acima, nenhuma daquelas dúvidas foi solucionada; nem mesmo a doutrina consegue dirimir as dúvidas que apresentei nos meus questionamentos! Observe que ela, não consegue nem mesmo responder à uma pergunta cuja resposta é imprescindível para que se entenda a doutrina: "porq uns são bons e outros são maus?". Todas respostas que a doutrina dá acerca dessa pergunta, são apenas meias-respostas; nunca são respostas inteiras, pois nunca são definitivas, conclusivas; sempre são questionáveis.

 

Tbm, para vc, um forte abraço! 

Respondendo ao último parágrafo do Luis:

1 - Pelo livre-arbítrio

2 - Por causa do grau de manifestação do egoísmo que nos é próprio. Quanto mais egoísta mais mau. Quanto menos, menos mau.

Eu já respondi várias vezes todos os questionamentos do Luis, mas ele as ignora. Então vou responder de novo:

  1 - Deus não é o criador de todas as coisas, principalmente desse nosso universo invertido e vibracional.

      2 - O processo evolutivo é um processo de cura porque esse universo é uma doença no seio do verdadeiro universo, no seio da eternidade.

      3 - Fomos nós mesmos que nos fizemos ficar doentes com o nosso egoísmo. Estamos doentes de egoísmo. Somos as células cancerosas dessa ferida no seio Divino que é esse nosso universo.

      4 - Nós nos desconstruímos a nós mesmos nos desmanchando na matéria enrodilhados nas cadeias do tempo, espaço e energia.

      5 - O que foi desconstruído foi a substância Divina, da qual fomos feitos e que agora se tornou matéria.

Responder à discussão

RSS

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfilsilvana maria gonçalves de faria, Marize da Silva Freitas, Silvana Tierling e mais 12 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
3 horas atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
3 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
4 horas atrás
LUIZ PRETTI LEAL comentou o vídeo de Amigo Espírita
4 horas atrás
LUIZ PRETTI LEAL curtiu o vídeo de Amigo Espírita
4 horas atrás
Nadia Rosangela curtiu o vídeo de Canal Amigos da Luz
4 horas atrás
Marlucia Andrade curtiu a postagem no blog O excesso de rigor na Doutrina Espírita ...o rigor desencoraja, afasta e irrita.(ESE X,16) de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
5 horas atrás
Claudia Maria Mungo e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
5 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo curtiram o evento "As Doenças podem ser evitadas", com Alda Maria ao vivo no Canal 4 de Carlos Pretti - SCEE
6 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo está participando do evento de Carlos Pretti - SCEE
Miniatura

"As Doenças podem ser evitadas", com Alda Maria ao vivo no Canal 4 em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

26 março 2017 de 9 a 10:15
6 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
6 horas atrás
regina maria tardin curtiu o vídeo de Amigo Espírita
6 horas atrás
Anna Maria MMiranda curtiu o vídeo de Canal Amigos da Luz
7 horas atrás
Rosangela Araujo Pereira respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
10 horas atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
11 horas atrás
Augusto Rebelo comentou a postagem no blog A Carne é fraca de Antonio Carlos Navarro
12 horas atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
12 horas atrás
Ícone do perfilRede Amigo Espírita via Facebook
Miniatura

Iniciando agora 12h43 a palestra de encerramento do 1º Encontro Fraternidade sem Fronteiras com Divaldo Franco, acesse agora Divaldo ao vivo https://www.youtube.com/watch?v=s0BtnwoEp2Q

Ver mais...
Facebook13 horas atrás · Responder
Flávia curtiu o vídeo de Canal Amigos da Luz
13 horas atrás
Maria Fernanda Franco A.Pessanha curtiu o vídeo de Canal Amigos da Luz
14 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2017   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço