Quanto ao aspecto evolutivo da Doutrina Espírita, acho que o que está fazendo falta é a FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA, que trará:

  • Uniformidade na divulgação da doutrina.

  • Menos palestrantes despreparados.

  • Menos divisões internas.

  • Um critério cientifico de progresso dos livros de Kardec através de teses de Mestrado e Doutorado.

  • Um ambiente fechado para debater novos progressos, antes de vir a público.

  • Diminui as relações pessoais e torna mais logico e cientifico a escolha de ideia ou palestrante.

  • Hoje há muitos argumentos baseados apenas na autoridade de determinado médium ou espirito.



Assim após um curso regular, reconhecido pelo MEC, de 5 anos, onde o aluno toma contato com todas as Doutrinas Filosóficas fará:

  • 3 anos de pós graduação

  • 3 anos de Mestrado

  • 3 anos de Doutorado. ( nesta fase é que está apto a agregar novos descobrimentos numa especialidade que escolheu, porem muitos deixam isto para o pós-doutorado, até aqui apenas reproduzem o que já foi descoberto)



Hoje, na Ciência, somente após  estes 11 anos de especialização, geralmente de tempo integral, é que o pesquisador tem condições de de agregar novos conhecimentos sobre uma área, muito especifica, e geralmente não o faz sozinho sempre é acompanhado por uma equipe multidisciplinar. A maioria apenas repete experiencias já feitas para agregar uma novidade no pós-doutorado.

Nós espiritas nos ufanamos de repetir :

"É preferível rejeitar dez verdades que aceitar uma mentira."

Porém, a Ciência é muito mais restritiva. Caso você apresente, nestes 11 anos de dedicação integral, uma única frase ou formula, na sua monografia, que não está em acordo com o edifício teórico experimental , você será reprovado e não terá condições de agregar uma inovação.

Um médico que cursar a faculdade de filosofia espírita poderá defender tese sobre questões de fronteira a nível de mestrado dentro apenas de sua especialidade como:

  • Engenharia Genética e o espírito.

  • Pacientes em coma.

  • Doenças e Carma.

  • Transplante



Mario Fontes

Reconhece-se o verdadeiro Espírita
pela sua transformação moral,
e pelos esforços que faz para
domar suas más inclinações.
 
(Allan Kardec, ESE., XVII, 4)

  • A Faculdade de Medicina não faz o bom profissional de Medicina.

  • A Faculdade de Engenharia não faz o verdadeiro bom Engenheiro.

  • A Faculdade de Direito não faz o bom profissional de Direito.

  • A roupa, melhor, o hábito não faz o monge.

Analogamente:

A Faculdade de Filosofia Espírita não fará o verdadeiro Espírita.

Muitos, diria cerca de 80% optam por uma faculdade ou profissão por diferentes razões:

  • Os pais ou outro familiar queriam e influenciaram.

  • Ouviu dizer que era facil arrumar emprego nesta area, e que pagavam bem.

  • É o curso da moda e dá Status, sendo facil impressionar o sexo oposto.

  • Resolver algum problema pessoal.

  • Não conseguiu arrumar nada melhor e não aguentava mais fazer cursinho.

  • Curiosidade ( uma vez satisfeita abandonam).

  • O Brasil se sobressaiu no setor e tem mais chances.

Conheço muitos médicos, advogados e engenheiros que se tornaram empresarios da alimentação ou se tornaram políticos e ganham muita mais desta forma, e não conseguem mais retornar a sua profissão que se formaram.

Afirmo que após 30 anos de formado, pouquissimos dos meus colegas continuam trabalhando na area, por diversos motivos, sem contudo terem deixado de serem influenciados para sempre, pela sua titulação de Engenharia, no seu modo de pensar e agir.

Assim vale mesmo vale a pena a Faculdade de Filosofia Espírita, pelas mesmas razões que valem para qualquer outra Faculdade.

Exibições: 16031

Responder esta

Respostas a este tópico

Mario Fontes, 

Meu amigo, "todas" as religiões do planeta e suas filosofias possuem dogmas; assim o cristianismo e as religiões que dele nasceram; portanto está aí tb o espiritismo; o próprio codificador por várias vezes se referiu a eles! 

Luis Conforti,

O significado da palavra Dogma, não estava ainda bem definido pela Filosofia da Ciências, na época de Kardec.

Havia uma confusão, muito grande, entre Dogma, Postulado, Principio, Teorema, Teoria, Hipótese, Lei , Crença, Fundamentos, Dedução, Inferência etc...

Lendo Kardec pelo "espírito da letra" e não ao pé da letra que mata verá que o significado de Dogma não era o mesmo que damos hoje na epistemologia, infelizmente este termo está desatualizado em relação as convenções que se resolveu adotar no dia de hoje na Filosofia da Ciencia.

A FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA é necessária para mostrar estas diferenças e esclarecer  e atualizar este assunto.

Mario Fontes,

Amigo Mario, voltando à msg início deste tópico que, entre outros conselhos, diz que o espírito deve domar suas más inclinações, pergunto: qual é a causa de o espírito adquirir más inclinações, se ele, como todos nós, segundo a doutrina, possuímos livre-arbítrio? Vc poderá nos dar uma luz sobre isso?

Mario Fontes,

 

Esqueçamos, então, o significado de "dogma", do tempo de Kardec, e vamos ao significado de hoje:

 

Wikipedia: Dogma é uma crença ou doutrina estabelecida de uma religião, ideologia ou qualquer tipo de organização, considerada um ponto fundamental e indiscutível de uma crença.

 

Filosofia: Dogmas são crenças básicas pregadas pelas religiões, que devem ser seguidas e respeitadas pelos seus membros sem nenhuma dúvida.r".[2]Dogma é um termo de origem grega que significa literalmente “o que se pensa é verdade”. Na antiguidade, o termo estava ligado ao que parecia ser uma crença ou convicção, um pensamento firme ou doutrina.

Posteriormente passou a ter um fundamento religioso em que caracteriza cada um dos pontos fundamentais e indiscutíveis de uma crença religiosa. Pontos inquestionáveis, uma verdade absoluta que deve ser ensinada com autoridade.

 

Dicionário on line de português: Ponto fundamental ou mais importante de uma doutrina religiosa que se apresenta como algo indiscutível ou inquestionável, ideologia inquestionável.

 

Logo, dogma é algo que devemos aceitar, apenas imaginando, ou acreditando, pela fé, que existe, mas sem qualquer comprovação científica de que exista mesmo.

 

Pelo significado atual portanto são dogmas: Deus, onisciência, onipotência, onipresença, criações de Deus, amor e justiça, sabedoria e perfeição de Deus, espíritos, espíritos guias e guardiões, livre-arbítrio, necessidade de aperfeiçoamento espiritual, reencarnações, recompensas e penalizações conferidas por Deus, as leis de Deus, a responsabilidade dos homens frente às leis de Deus, que os homens são responsáveis pelos sofrimentos que os atingem, ou pelo seu próprio destino, existência de outros mundos habitados, comunicação dos espíritos, inspiração, reino de Deus, céu, inferno, umbral, obsessões, espíritos obsessores, e outros.

Inspiração existe..Pq eu sinto. Obsessão existe porque eu sei....

luis conforti junior disse:

Mario Fontes,

 

Esqueçamos, então, o significado de "dogma", do tempo de Kardec, e vamos ao significado de hoje:

 

Wikipedia: Dogma é uma crença ou doutrina estabelecida de uma religião, ideologia ou qualquer tipo de organização, considerada um ponto fundamental e indiscutível de uma crença.

 

Filosofia: Dogmas são crenças básicas pregadas pelas religiões, que devem ser seguidas e respeitadas pelos seus membros sem nenhuma dúvida.r".[2]Dogma é um termo de origem grega que significa literalmente “o que se pensa é verdade”. Na antiguidade, o termo estava ligado ao que parecia ser uma crença ou convicção, um pensamento firme ou doutrina.

Posteriormente passou a ter um fundamento religioso em que caracteriza cada um dos pontos fundamentais e indiscutíveis de uma crença religiosa. Pontos inquestionáveis, uma verdade absoluta que deve ser ensinada com autoridade.

 

Dicionário on line de português: Ponto fundamental ou mais importante de uma doutrina religiosa que se apresenta como algo indiscutível ou inquestionável, ideologia inquestionável.

 

Logo, dogma é algo que devemos aceitar, apenas imaginando, ou acreditando, pela fé, que existe, mas sem qualquer comprovação científica de que exista mesmo.

 

Pelo significado atual portanto são dogmas: Deus, onisciência, onipotência, onipresença, criações de Deus, amor e justiça, sabedoria e perfeição de Deus, espíritos, espíritos guias e guardiões, livre-arbítrio, necessidade de aperfeiçoamento espiritual, reencarnações, recompensas e penalizações conferidas por Deus, as leis de Deus, a responsabilidade dos homens frente às leis de Deus, que os homens são responsáveis pelos sofrimentos que os atingem, ou pelo seu próprio destino, existência de outros mundos habitados, comunicação dos espíritos, inspiração, reino de Deus, céu, inferno, umbral, obsessões, espíritos obsessores, e outros.

Luis,

Você está correto em buscar o significado atualmente dado as palavras num dicionário, deveríamos ter um Dicionário de termos espíritas .

Este assunto é velho já debatemos anteriormente, mas parece que você não leu então repito novamente abaixo:

Excluir

Luis,

Vou repetir novamente acho que é a terceira ou quarta vez:

O Espiritismo tem convenções colocadas na base do conhecimento Espírita como qualquer ramos do conhecimento que podem ser reduzidas a pelo menos três:

1-Deus ( manifestado, em nossa atual evolução, por leis naturais)

2-Espírito ( principio inteligente distinto da matéria)

3-Matéria ( tudo que nos atinge os sentidos físicos e extra sensoriais  ) 

Se você estudasse Filosofia saberia que todas os ramos do conhecimento tem fundamentos ( não Dogmas) pois não se pode ir ao infinito reduzindo tudo a um certo ponto temos que parar e estabelecer convenções.

Excluir
Luis Conforti Junior,
Não você está errado: -Crença é uma coisa opinião é outra coisa isto é uma das primeiras aulas de um bom curso de filosofia.
Todo conhecimento, seja ele qualquer que seja, mesmo o científico, possui em seus fundamentos, crenças.
A Geometria Euclidiana, entre suas crenças, possui a de que o espaço tem 3 dimensões, para que seus postulados façam sentido. Hoje se sabe que esta crença não é absoluta.
A Teoria Eletromagnética clássica possui, em sua base, a ideia de campo, que é um conceito primitivo, um dado de crença, uma convenção necessária para poder explicar as coisas, sem que se possa definir exatamente o que vem a ser.
O Espiritismo em seus fundamentos possui crenças:
-Deus( manifestado por leis naturais)
-Matéria ( tudo que pode ser percebido pelos sentidos físicos ou extraordinárias)
--Espírito ( principio inteligente)
Sem estas crenças ( entes primitivos) nada pode ser explicado tudo deriva disto para explicar os fenômenos ( fatos ):
-Sobrevivência
-Comunicação
-Reencarnação

Portanto um curso da FFE explicaria estas coisas para voce coisa que não posso fazer teclando.

Excluir

Paulo,

Até onde aprendi foi que:

http://en.wikipedia.org/wiki/Michelson%E2%80%93Morley_experiment

A experiencia de Michelson–Morley ficou difícil conceber o Fluido Cósmico Universal que atendessem as propriedades que o experimento manifestou, então abandonou-se a esta teoria e assumiu-se a teoria do campo eletromagnético de Maxwell, mas isto é uma convenção útil apenas, ninguém provou que o campo existe, como ninguém provou que o fluido Cósmico não existe.

André Luis em Evolução em Dois Mundos diz que o fluido cósmico existe

Excluir

O consenso entre sistemas dogmáticos é difícil se não impossível, pois partem de pressuposto que a única verdade é a sua percepção da verdade ou interpretação da revelação entendida como Divina, não como nós espíritas entendemos, a revelação é relativa ao nossa compreensão e feita pelos espíritos superiores . A verdade dos outros é incompleta errada ou satânica.

O ensino da "moral e civismo, ordem e respeito no 1° e 2° grau" está sempre baseado num viés de um paradigma. A juventude hitlerista também tinha suas ideias de civismo . As escolas fundamentalistas islamistas tem os seus paradigmas que orientam as suas noções de moral e civismo.

Todo conhecimento, me refiro ao científico, ensinado nas escolas, que é o único aceito modernamente como tal,  tem também nos seus fundamentos crenças, mas que podem e devem ser questionados mediante procedimento científico, ou seja,teórico experimental.

Pergunto:

  • Há possibilidade de formar um Curriculum Mínimo Comum de Filosofia da Religião sem viés dogmático?
  • Poderíamos ter como na Serie Sagrado da Rede Globo, cada sistema religioso dando seu ponto de vista com uma palestra por semana, a respeito de um tema?


luis conforti junior disse:

Mario Fontes,

 

Esqueçamos, então, o significado de "dogma", do tempo de Kardec, e vamos ao significado de hoje:

 

Wikipedia: Dogma é uma crença ou doutrina estabelecida de uma religião, ideologia ou qualquer tipo de organização, considerada um ponto fundamental e indiscutível de uma crença.

 

Filosofia: Dogmas são crenças básicas pregadas pelas religiões, que devem ser seguidas e respeitadas pelos seus membros sem nenhuma dúvida.r".[2]Dogma é um termo de origem grega que significa literalmente “o que se pensa é verdade”. Na antiguidade, o termo estava ligado ao que parecia ser uma crença ou convicção, um pensamento firme ou doutrina.

Posteriormente passou a ter um fundamento religioso em que caracteriza cada um dos pontos fundamentais e indiscutíveis de uma crença religiosa. Pontos inquestionáveis, uma verdade absoluta que deve ser ensinada com autoridade.

 

Dicionário on line de português: Ponto fundamental ou mais importante de uma doutrina religiosa que se apresenta como algo indiscutível ou inquestionável, ideologia inquestionável.

 

Logo, dogma é algo que devemos aceitar, apenas imaginando, ou acreditando, pela fé, que existe, mas sem qualquer comprovação científica de que exista mesmo.

 

Pelo significado atual portanto são dogmas: Deus, onisciência, onipotência, onipresença, criações de Deus, amor e justiça, sabedoria e perfeição de Deus, espíritos, espíritos guias e guardiões, livre-arbítrio, necessidade de aperfeiçoamento espiritual, reencarnações, recompensas e penalizações conferidas por Deus, as leis de Deus, a responsabilidade dos homens frente às leis de Deus, que os homens são responsáveis pelos sofrimentos que os atingem, ou pelo seu próprio destino, existência de outros mundos habitados, comunicação dos espíritos, inspiração, reino de Deus, céu, inferno, umbral, obsessões, espíritos obsessores, e outros.

Luis,

Diga agora desta vez que entendeu que :
-Sobrevivência
-Comunicação
-Reencarnação

São fatos observáveis não são crenças e muito menos Dogmas no sentido atual da palavra.

Porem:

Matéria,Espírito, Deus na definição espírita são crenças ou convenções úteis sem as quais os fatos acima não podem ser explicados, há diferenças entre  princípios e crenças e Dogmas.

Por favor diga que entendeu e não ter de voltar este assunto no mês que vem?


MARIO FONTES disse:

Luis,

Você está correto em buscar o significado atualmente dado as palavras num dicionário, deveríamos ter um Dicionário de termos espíritas .

Este assunto é velho já debatemos anteriormente, mas parece que você não leu então repito novamente abaixo:

Excluir

Luis,

Vou repetir novamente acho que é a terceira ou quarta vez:

O Espiritismo tem convenções colocadas na base do conhecimento Espírita como qualquer ramos do conhecimento que podem ser reduzidas a pelo menos três:

1-Deus ( manifestado, em nossa atual evolução, por leis naturais)

2-Espírito ( principio inteligente distinto da matéria)

3-Matéria ( tudo que nos atinge os sentidos físicos e extra sensoriais  ) 

Se você estudasse Filosofia saberia que todas os ramos do conhecimento tem fundamentos ( não Dogmas) pois não se pode ir ao infinito reduzindo tudo a um certo ponto temos que parar e estabelecer convenções.

Excluir
Luis Conforti Junior,
Não você está errado: -Crença é uma coisa opinião é outra coisa isto é uma das primeiras aulas de um bom curso de filosofia.
Todo conhecimento, seja ele qualquer que seja, mesmo o científico, possui em seus fundamentos, crenças.
A Geometria Euclidiana, entre suas crenças, possui a de que o espaço tem 3 dimensões, para que seus postulados façam sentido. Hoje se sabe que esta crença não é absoluta.
A Teoria Eletromagnética clássica possui, em sua base, a ideia de campo, que é um conceito primitivo, um dado de crença, uma convenção necessária para poder explicar as coisas, sem que se possa definir exatamente o que vem a ser.
O Espiritismo em seus fundamentos possui crenças:
-Deus( manifestado por leis naturais)
-Matéria ( tudo que pode ser percebido pelos sentidos físicos ou extraordinárias)
--Espírito ( principio inteligente)
Sem estas crenças ( entes primitivos) nada pode ser explicado tudo deriva disto para explicar os fenômenos ( fatos ):
-Sobrevivência
-Comunicação
-Reencarnação

Portanto um curso da FFE explicaria estas coisas para voce coisa que não posso fazer teclando.

Excluir

Paulo,

Até onde aprendi foi que:

http://en.wikipedia.org/wiki/Michelson%E2%80%93Morley_experiment

A experiencia de Michelson–Morley ficou difícil conceber o Fluido Cósmico Universal que atendessem as propriedades que o experimento manifestou, então abandonou-se a esta teoria e assumiu-se a teoria do campo eletromagnético de Maxwell, mas isto é uma convenção útil apenas, ninguém provou que o campo existe, como ninguém provou que o fluido Cósmico não existe.

André Luis em Evolução em Dois Mundos diz que o fluido cósmico existe

Excluir

O consenso entre sistemas dogmáticos é difícil se não impossível, pois partem de pressuposto que a única verdade é a sua percepção da verdade ou interpretação da revelação entendida como Divina, não como nós espíritas entendemos, a revelação é relativa ao nossa compreensão e feita pelos espíritos superiores . A verdade dos outros é incompleta errada ou satânica.

O ensino da "moral e civismo, ordem e respeito no 1° e 2° grau" está sempre baseado num viés de um paradigma. A juventude hitlerista também tinha suas ideias de civismo . As escolas fundamentalistas islamistas tem os seus paradigmas que orientam as suas noções de moral e civismo.

Todo conhecimento, me refiro ao científico, ensinado nas escolas, que é o único aceito modernamente como tal,  tem também nos seus fundamentos crenças, mas que podem e devem ser questionados mediante procedimento científico, ou seja,teórico experimental.

Pergunto:

  • Há possibilidade de formar um Curriculum Mínimo Comum de Filosofia da Religião sem viés dogmático?
  • Poderíamos ter como na Serie Sagrado da Rede Globo, cada sistema religioso dando seu ponto de vista com uma palestra por semana, a respeito de um tema?


luis conforti junior disse:

Mario Fontes,

 

Esqueçamos, então, o significado de "dogma", do tempo de Kardec, e vamos ao significado de hoje:

 

Wikipedia: Dogma é uma crença ou doutrina estabelecida de uma religião, ideologia ou qualquer tipo de organização, considerada um ponto fundamental e indiscutível de uma crença.

 

Filosofia: Dogmas são crenças básicas pregadas pelas religiões, que devem ser seguidas e respeitadas pelos seus membros sem nenhuma dúvida.r".[2]Dogma é um termo de origem grega que significa literalmente “o que se pensa é verdade”. Na antiguidade, o termo estava ligado ao que parecia ser uma crença ou convicção, um pensamento firme ou doutrina.

Posteriormente passou a ter um fundamento religioso em que caracteriza cada um dos pontos fundamentais e indiscutíveis de uma crença religiosa. Pontos inquestionáveis, uma verdade absoluta que deve ser ensinada com autoridade.

 

Dicionário on line de português: Ponto fundamental ou mais importante de uma doutrina religiosa que se apresenta como algo indiscutível ou inquestionável, ideologia inquestionável.

 

Logo, dogma é algo que devemos aceitar, apenas imaginando, ou acreditando, pela fé, que existe, mas sem qualquer comprovação científica de que exista mesmo.

 

Pelo significado atual portanto são dogmas: Deus, onisciência, onipotência, onipresença, criações de Deus, amor e justiça, sabedoria e perfeição de Deus, espíritos, espíritos guias e guardiões, livre-arbítrio, necessidade de aperfeiçoamento espiritual, reencarnações, recompensas e penalizações conferidas por Deus, as leis de Deus, a responsabilidade dos homens frente às leis de Deus, que os homens são responsáveis pelos sofrimentos que os atingem, ou pelo seu próprio destino, existência de outros mundos habitados, comunicação dos espíritos, inspiração, reino de Deus, céu, inferno, umbral, obsessões, espíritos obsessores, e outros.

Luis,

Caso você tivesse dúvida que são fatos e não crenças as afirmativas Sobrevivência, Comunicação e Reencarnação. Sugeri que fizesse as suas próprias experiências .

Pergunto você fez alguma das experiências que sugeri?

Deu algum resultado?

Parece que não fez, Estou certo?

Porque não fez ?

Teve medo?

Faltou coragem?

Mario Fontes,

Sinceramente, me perdoe, amigo Fontes, mas não me recordo de qualquer experiência que vc houvesse sugerido que eu fizesse! Terei mesmo satisfação em fazê-las, desde que vc me lembre quais são elas!


Caro confrade Luis. Me parece que os anseios do confrade Mario são de simples compreensão: Os testes são: Sobreviver no meio do mato (como os escoteiros)...Se comunicar por meio de fumaça como os índios. E agora, sobre reencarnação, somente desencarnando e enviando uma mensagem do alem... 
luis conforti junior disse:

Mario Fontes,

Sinceramente, me perdoe, amigo Fontes, mas não me recordo de qualquer experiência que vc houvesse sugerido que eu fizesse! Terei mesmo satisfação em fazê-las, desde que vc me lembre quais são elas!

Oi, amigo Espírito de Escol, falas pelo Mario, por vc mesmo, ou estás a brincar?


Estou a tentar entender, pois pois...
luis conforti junior disse:

Oi, amigo Espírito de Escol, falas pelo Mario, por vc mesmo, ou estás a brincar?

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Últimas atividades

marina kione e francisco carvalho da Silva agora são amigos
9 horas atrás
André Sobreiro e Márcio Pereira de Souza agora são amigos
17 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Vai, e não Peques mais!

Sidney FernandesVárias condições são necessárias para que o passe espírita favoreça o candidato ao benefício. A câmara de…Ver mais...
19 horas atrás
Ditinha Calixto agora é amigo de Juliano Scrignoli, Viviane Patricia Granetto, André Luís Bettoni e 2
21 horas atrás
Márcio Pereira de Souza e Regina A. agora são amigos
22 horas atrás
Márcio Pereira de Souza curtiram o perfil de Claudio Palermo
22 horas atrás
Márcio Pereira de Souza entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos.."Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE…Ver mais...
22 horas atrás
Arthur Silva Filho e Angelita Bagatin agora são amigos
23 horas atrás
Luciane Soares entrou no grupo de Maurício de Araújo Zomignani
Miniatura

Transição Planetária

Grupo para quem quer se dedicar à reflexão sobre o momento de transição que vimos atravessando no mundo e dentro de nós mesmos. Ver mais...
ontem
Isabelly Tomazini talvez participe do evento de Erika Silvira
Miniatura

18° Encontro Amigos da Boa Nova em Internacional Eventos Guarulhos

25 abril 2020 de 10 a 19
18° Encontro Amigos da Boa Nova No dia 25 de abril acontece o 18° Encontro Amigos da Boa Nova no Espaço Internacional…Ver mais...
ontem
Isabelly Tomazini entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Mediunidade

Grupo para estudo da Mediunidade e sua prática conforme os ensinamentos de Allan Kardec, Chico Xavier, Divaldo Franco e espíritos de Escol. Vídeos, textos e todo material disponível nesta área.Ver mais...
ontem
Isabelly Tomazini curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço