Quanto ao aspecto evolutivo da Doutrina Espírita, acho que o que está fazendo falta é a FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA, que trará:

  • Uniformidade na divulgação da doutrina.

  • Menos palestrantes despreparados.

  • Menos divisões internas.

  • Um critério cientifico de progresso dos livros de Kardec através de teses de Mestrado e Doutorado.

  • Um ambiente fechado para debater novos progressos, antes de vir a público.

  • Diminui as relações pessoais e torna mais logico e cientifico a escolha de ideia ou palestrante.

  • Hoje há muitos argumentos baseados apenas na autoridade de determinado médium ou espirito.



Assim após um curso regular, reconhecido pelo MEC, de 5 anos, onde o aluno toma contato com todas as Doutrinas Filosóficas fará:

  • 3 anos de pós graduação

  • 3 anos de Mestrado

  • 3 anos de Doutorado. ( nesta fase é que está apto a agregar novos descobrimentos numa especialidade que escolheu, porem muitos deixam isto para o pós-doutorado, até aqui apenas reproduzem o que já foi descoberto)



Hoje, na Ciência, somente após  estes 11 anos de especialização, geralmente de tempo integral, é que o pesquisador tem condições de de agregar novos conhecimentos sobre uma área, muito especifica, e geralmente não o faz sozinho sempre é acompanhado por uma equipe multidisciplinar. A maioria apenas repete experiencias já feitas para agregar uma novidade no pós-doutorado.

Nós espiritas nos ufanamos de repetir :

"É preferível rejeitar dez verdades que aceitar uma mentira."

Porém, a Ciência é muito mais restritiva. Caso você apresente, nestes 11 anos de dedicação integral, uma única frase ou formula, na sua monografia, que não está em acordo com o edifício teórico experimental , você será reprovado e não terá condições de agregar uma inovação.

Um médico que cursar a faculdade de filosofia espírita poderá defender tese sobre questões de fronteira a nível de mestrado dentro apenas de sua especialidade como:

  • Engenharia Genética e o espírito.

  • Pacientes em coma.

  • Doenças e Carma.

  • Transplante



Mario Fontes

Reconhece-se o verdadeiro Espírita
pela sua transformação moral,
e pelos esforços que faz para
domar suas más inclinações.
 
(Allan Kardec, ESE., XVII, 4)

  • A Faculdade de Medicina não faz o bom profissional de Medicina.

  • A Faculdade de Engenharia não faz o verdadeiro bom Engenheiro.

  • A Faculdade de Direito não faz o bom profissional de Direito.

  • A roupa, melhor, o hábito não faz o monge.

Analogamente:

A Faculdade de Filosofia Espírita não fará o verdadeiro Espírita.

Muitos, diria cerca de 80% optam por uma faculdade ou profissão por diferentes razões:

  • Os pais ou outro familiar queriam e influenciaram.

  • Ouviu dizer que era facil arrumar emprego nesta area, e que pagavam bem.

  • É o curso da moda e dá Status, sendo facil impressionar o sexo oposto.

  • Resolver algum problema pessoal.

  • Não conseguiu arrumar nada melhor e não aguentava mais fazer cursinho.

  • Curiosidade ( uma vez satisfeita abandonam).

  • O Brasil se sobressaiu no setor e tem mais chances.

Conheço muitos médicos, advogados e engenheiros que se tornaram empresarios da alimentação ou se tornaram políticos e ganham muita mais desta forma, e não conseguem mais retornar a sua profissão que se formaram.

Afirmo que após 30 anos de formado, pouquissimos dos meus colegas continuam trabalhando na area, por diversos motivos, sem contudo terem deixado de serem influenciados para sempre, pela sua titulação de Engenharia, no seu modo de pensar e agir.

Assim vale mesmo vale a pena a Faculdade de Filosofia Espírita, pelas mesmas razões que valem para qualquer outra Faculdade.

Exibições: 16141

Responder esta

Respostas a este tópico

Meu amigo, vc tem razão; sem dúvida que o ego, criação de Deus, é a resposta para todas as tragédias dos homens, com exceção daquelas misérias q nos são mandadas "diretamente" por Deus por meio dos desastres e catástrofes produzidas pela própria natureza divina, como os tsunamis, terremotos, erupções vulcânicas, alagamentos, deslizamentos e soterramentos, epidemias, tempestades, q destroem homens, animais e tudo q o homem, com o suor de seu rosto, edificou por anos a fio, trazendo misérias, tragédias desgraças e consequentes terríveis sofrimentos para milhões de filhos de Deus. E o ego tb tem a mesma origem de todas essas desgraças, pois tb é proporcionado a cada um dos humanos e não-humanos pelo próprio criador de todas as coisas boas e de todas as coisas más.

Não há exceção. Todos os nossos males têm sua raiz direta ou indiretamente no ego, mesmo as ditas naturais, que aliás, você tenta sutilmente atribuir à Deus dizendo que "são mandadas diretamente por Deus". 

É bom que todo espírito satânico, como você, saiba, de uma vez por todas, que de Deus não emana destruição e nem violência. Os desastres, catástrofes, como tsunamis, terremotos, erupções vulcânicas, alagamentos, deslizamentos e soterramentos, epidemias, tempestades e outros mais, são, de fato, produzidos pela própria natureza, porém, não divina, mas satânica. Isto porque a natureza é misto de divino com satânico.

Os seres que aqui vivem, não apenas os homens, mas todos, sem exceção, estão sujeitos à estas tragédias porque este é modo operante do inferno. É assim que o inferno funciona. Do contrário não seria inferno. 

Como se vê, mais uma vez sua tentativa enfurecida e satânica de culpar à Deus pelas nossas dores falhou de novo.

Ué, Marco, quem é que nos manda as misérias, tragédias, desgraças e sofrimentos resultantes dos desastres naturais?!

Ué, o próprio inferno. Queria que fosse diferente?

Sinto muito, meu amigo Marco Túlio; acreditei q vc, como está sempre presente nos estudos relativos à doutrina, pudesse esclarecer, dar alguma luz, sobre, pelo menos, algumas das dúvidas q a codificação provoca e que tenho citado aqui; no entanto, vejo que me enganei, pois vc ainda se refere àquele inimigo que Deus não conseguia derrotar, mas que já se aposentou, há muito tempo, da concepção dos homens, e que só existe nas mentes dos ingênuos, dos supersticiosos e das criancinhas inocentes, como se ele ainda estivesse ativo e perturbando a vida dos filhos de Deus. Agradeço pelas conversas que tivemos! Fique com Deus! Vou procurar esclarecimentos junto ao amigo Joel Ramos q tem aparecido por aqui. Vamos ver se dele consigo alguma coisa.

Não sinta. E só pra lembrar, satanás não é um ser com chifres e patas que vem nos aterrorizar como o bicho papão faz às criancinhas. Isso só existe na cabeça delas e dos velhinhos que ainda não conseguiram entender que o inferno é aqui e que satanás somos todos nós quando reunidos pensamos e agimos contra a Lei e contra o Amor de Deus.


Mas saiba que, neste fórum, se me for permitido, você não vai espalhar a "Fake News" de que Deus é o culpado por todos os nossos males. Não enquanto eu estiver por aqui pois, à cada postagem sua, nesse sentido, eu me manifestarei para combater o espírito satânico e perverso que quer desacreditar Deus e tornar gélido de intelectualismo vazio os corações ainda incautos que por aqui passarem e, confundidos, se encantarem com as suas perguntas maliciosas, perversas, astutas, enfim, satânicas que somente as levarão à descrença e à dúvida.

Escreva junto a Joel Ramos ou à qualquer um aqui do fórum e lá eu estarei, caso perceba que você quer continuar com essa infame tarefa.

Eu penso que teu critério de pensar aproxima-se do mesmo sentimento que percebo nos palestrantes espíritas, em sua maioria altamente teórico, hipnotizantes,mas sem maestria de aprofundar conhecimentos para transformar as pessoas, O budismo é sábio quando defende  que a teoria de consciencia não cabe em palavras, conceitos ou qualquer descrição. Sem ter uma experiência direta da  pura consciência desperta, tudo o resto não passa de palavras vazias de sentido. Como você disse,formação, integração de conteúdos morais, nada alteram enquanto a atividade mental não se relacione com o mundo e com os outros. Esse mecanismo permite transformar as experiências em conceitos e nos envolver numa comunicação interpessoal. Isso é termos consciência pura desperta.



MARIO FONTES disse:

Os governos já perceberam que o materialismo científico , e a ausência de orientação religiosa,  é uma das causas da entrada das drogas, o aumento da violência e da atividade sexual prematura nas escolas. A Faculdade de Filosofia Espírita forneceria professores, para atender a demanda dos Governos, quando pedirem,  para ensinar Espiritismo no curso de primeiro e segundo Grau.Os Católicos e os Protestantes tem faculdades centenárias e estão preparados para isto.

Nos espíritas temos palestrantes e tribunos com grande apelo emocional, porem sem conteúdo cientifico-filosófico.

Vou ilustrar melhor:

Conheço pessoas que vão a palestras espíritas, de oradores famosos, que  fazem chorar multidões, tanto que saem até desidratados direto para beber água, resultado:

  • Sentem-se melhor.
  • Mais leves.
  • Alma lavada.

Entretanto passado 3 dias se perguntarem, a estas pessoas,  do que mesmo era a palestra que causou tanta comoção, ninguém lembra de nada, é quase como se fossem hipnotizadas.

Este tipo de palestra pode ser até curativa da alma, mas não é conhecimento Espírita que transforma as pessoas pelo esclarecimento.

João Iudes Nodari, concordo totalmente com vc.

Se não buscarmos alternativas filosóficas e teológicas de conhecimento e evolução e teorias de sabedoria mais refinadas de nossos princípios crísticos repetiremos os fatos acorridos e certamente o esforço de codificação de Kardec terão idênticos resultados que os já ocorridos.

luis conforti junior disse:

João Iudes Nodari, concordo totalmente com vc.

Iudes,

Escrevi o texto abaixo pensando em aproximar as palestras espíritas com o conhecimento científico teórico experimental.

Através dos resultados das pesquisas científicas e sua adequada divulgação, derrotamos o vicio do cigarro, como algo positivo para a humanidade. O mesmo pode ser feito em relação ao álcool, aos hábitos que provocam mudanças climáticas e qualquer tipo de mazela humana.

O Budismo oferece uma linha não teórico-experimental de construir o conhecimento, através da meditação. Há muitas coisas boas a extrair dos ensinamentos budistas sendo recomendável sua prática, porem não estava referindo-me a isto.

Precisamos aproximar o Espiritismo mais da Ciência do que das doutrinas orientais como Kardec fez.

Repito porem que o Espiritismo não está completo assim como a Ciência não está portanto há muito o que evoluir. O caminho do autoconhecimento e da meditação budista pode agregar muitas coisas boas ao indivíduo apesar de não ser uma pratica exatamente espírita.



MARIO FONTES disse:

Os governos já perceberam que o materialismo científico , e a ausência de orientação religiosa, é uma das causas da entrada das drogas, o aumento da violência e da atividade sexual prematura nas escolas. A Faculdade de Filosofia Espírita forneceria professores, para atender a demanda dos Governos, quando pedirem, para ensinar Espiritismo no curso de primeiro e segundo Grau.Os Católicos e os Protestantes tem faculdades centenárias e estão preparados para isto.

Nos espíritas temos palestrantes e tribunos com grande apelo emocional, porem sem conteúdo cientifico-filosófico.

Saliento uma posição de conformação com todos as seitas,credos, religiões, verifico em todas caminhos evolutivos. Numa avaliação crescente e analítica precisam impor que cada vez mais mais aperfeiçoamos, conforme nossa evolução. Todos os princípios estão corretos, desde que fiéis a princípios de progresso espiritual. 



MARIO FONTES disse:

Iudes,

Escrevi o texto abaixo pensando em aproximar as palestras espíritas com o conhecimento científico teórico experimental.

Através dos resultados das pesquisas científicas e sua adequada divulgação, derrotamos o vicio do cigarro, como algo positivo para a humanidade. O mesmo pode ser feito em relação ao álcool, aos hábitos que provocam mudanças climáticas e qualquer tipo de mazela humana.

O Budismo oferece uma linha não teórico-experimental de construir o conhecimento, através da meditação. Há muitas coisas boas a extrair dos ensinamentos budistas sendo recomendável sua prática, porem não estava referindo-me a isto.

Precisamos aproximar o Espiritismo mais da Ciência do que das doutrinas orientais como Kardec fez.

Repito porem que o Espiritismo não está completo assim como a Ciência não está portanto há muito o que evoluir. O caminho do autoconhecimento e da meditação budista pode agregar muitas coisas boas ao indivíduo apesar de não ser uma pratica exatamente espírita.



MARIO FONTES disse:

Os governos já perceberam que o materialismo científico , e a ausência de orientação religiosa, é uma das causas da entrada das drogas, o aumento da violência e da atividade sexual prematura nas escolas. A Faculdade de Filosofia Espírita forneceria professores, para atender a demanda dos Governos, quando pedirem, para ensinar Espiritismo no curso de primeiro e segundo Grau.Os Católicos e os Protestantes tem faculdades centenárias e estão preparados para isto.

Nos espíritas temos palestrantes e tribunos com grande apelo emocional, porem sem conteúdo cientifico-filosófico.
Manifesto para uma ciência pós-materialista

Somos um grupo de cientistas internacionalmente conhecidos, de uma variedade de campos científicos (biologia, neurociência, psicologia, medicina, psiquiatria), que participaram de uma cúpula internacional sobre ciência pós-materialista, espiritualidade e sociedade. A cúpula foi co-organizada por Gary E. Schwartz, PhD, e Mario Beauregard, PhD, Universidade do Arizona, e Lisa Miller, PhD, Columbia University. Essa cúpula foi realizada no Canyon Ranch, em Tucson, Arizona, nos dias 7 e 9 de fevereiro de 2014. Nosso objetivo era discutir o impacto da ideologia materialista na ciência e o surgimento de um paradigma pós-materialista para a ciência, a espiritualidade e a sociedade. Chegamos às seguintes conclusões:



1. A visão científica moderna do mundo é predominantemente baseada em suposições que estão intimamente associadas à física clássica. O materialismo - a ideia de que a matéria é a única realidade - é uma dessas suposições. Uma suposição relacionada é o reducionismo, a noção de que coisas complexas podem ser entendidas reduzindo-as às interações de suas partes, ou a coisas mais simples ou mais fundamentais, como pequenas partículas de material.





2. Durante o século 19, essas suposições se estreitaram, se transformaram em dogmas e se fundiram em um sistema de crenças ideológicas que passou a ser conhecido como "materialismo científico". Esse sistema de crenças implica que a mente nada mais é do que a atividade física do cérebro, e que nossos pensamentos não podem ter nenhum efeito sobre nossos cérebros e corpos, nossas ações e o mundo físico.



3.A ideologia do materialismo científico tornou-se dominante na academia durante o século XX. Tão dominante que a maioria dos cientistas começou a acreditar que se baseava em evidências empíricas estabelecidas e representava a única visão racional do mundo.





4. Os métodos científicos baseados na filosofia materialista têm sido altamente bem-sucedidos não apenas em aumentar nossa compreensão da natureza, mas também em trazer maior controle e liberdade através dos avanços da tecnologia.





5. No entanto, o domínio quase absoluto do materialismo no mundo acadêmico restringiu seriamente as ciências e dificultou o desenvolvimento do estudo científico da mente e da espiritualidade. A fé nessa ideologia, como uma estrutura explicativa exclusiva da realidade, obrigou os cientistas a negligenciar a dimensão subjetiva da experiência humana.



6.A ciência é, antes de tudo, um método não dogmático e de mente aberta para adquirir conhecimento sobre a natureza através da observação, investigação experimental e explicação teórica dos fenômenos. Sua metodologia não é sinônimo de materialismo e não deve estar comprometida com nenhuma crença, dogma ou orideologia específica.



7. No final do século XIX, os físicos descobriram fenômenos empíricos que não podiam ser explicados pela física clássica. Isso levou ao desenvolvimento, durante a década de 1920 e início da década de 1930, de um novo e revolucionário ramo da mecânica dos quânticos chamados de física (QM). QM questionou as fundações materiais do mundo, mostrando que átomos e partículas subatômicas não são realmente objetos sólidos - eles não existem com certeza em locais espaciais definidos e um tempo definido. Mais importante, QM introduziu explicitamente a mente em sua estrutura conceitual básica, uma vez que se descobriu que as partículas sendo observadas e o observador - o físico e o método usado para a observação - estão ligados. Segundo uma interpretação da QM, esse fenômeno implica que a consciência do observador é vital para a existência dos eventos físicos sendo observados e que os eventos mentais podem afetar o mundo físico. Os resultados de experimentos recentes apóiam essa interpretação. Esses resultados sugerem que o mundo físico não é mais o componente primário ou único da realidade e que não pode ser totalmente compreendido sem fazer referência à mente.

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Confiança em Deus. Há sempre um amanhã, diz o poeta. Você pode esperar. Um lindo amanhã há chegar. Há sempre um amanhã, pra quem vive a sofrer, não custa esperar, você vai ver. E…"
43 minutos atrás
Nilton Cardoso Moreira comentou a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
"Muito bem colocado amigo Virgilio. Obrigado pelo comentário."
ontem
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog Deus é um imenso “inexistir”? (Jorge Hessen) de os pae
terça-feira
Virgilio Augusto Esteves comentou a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
"Nem a folha da árvore cai sem a permissão de Deus Pai. Acaso é termo Materialista"
terça-feira
Virgilio Augusto Esteves curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
terça-feira
Virgilio Augusto Esteves curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
terça-feira
Elton Santos da Costa comentou a postagem no blog Na Escola Terrestre - (Mensagem psicografada por Wagner Paixão, em 18 abril de 2020) de Amigo Espírita
"Gratidao por essa mensagem tão esclarecedora."
terça-feira
jose carlos neofiti curtiu a postagem no blog Na Escola Terrestre - (Mensagem psicografada por Wagner Paixão, em 18 abril de 2020) de Amigo Espírita
segunda-feira
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
segunda-feira
os pae curtiu a postagem no blog Deus é um imenso “inexistir”? (Jorge Hessen) de os pae
segunda-feira
Posts no blog por Nilton Cardoso Moreira

Não temos para onde fugir

            Neste momento de dificuldade que estamos todos passando e que o maior atingido na insegurança é o rico, pois que…Ver mais...
segunda-feira
Amigo Espírita agora é amigo de WAGNER RICARDO FERNANDES, Val Sousa, Marlene Costa e Tania Maria Fonseca
segunda-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço