É lícito pedir para não deixar-nos cair em tentação, mas livrar-nos do mal?

          Pela Doutrina Espírita, sabemos que as tentações fazem parte do processo depuratório do espírito, se fazendo tanto mais fortes nos estágios mais baixos da escala evolutiva.

          Penso que, sob a égide da Suprema Justiça Divina, sendo o Mal consequência de nossos atos, seria incoerente pedir a Deus para negar a Lei de Causa e Efeito e o próprio senso de justiça.


          Por isso, de forma extremamente respeitosa, pergunto: Nos dias de hoje e no estágio de conhecimento em que nos encontramos, seria lícito fazer esse pedido na Oração do Pai Nosso?

Exibições: 1116

Responder esta

Respostas a este tópico

Boa tarde Luis, como vai?

Vivemos em um mundo de provas e expiações e é através do sofrimento que resgatamos os sofrimentos que causamos ao próximo em outras encarnações. É através das provas que enfrentamos que evoluímos e aprendemos a corrigir nossas más inclinações 

Nem sempre precisamos sofrer para aprender, mas infelizmente essa é uma opção nossa e parece que preferimos sempre este caminho, rs. 

Se Jesus foi pregrado à cruz, quem somos nós para passarmos por uma vida sem sofrimentos. 

Abçs.

luis conforti junior disse:

Raphael Barbosa da Silva, porq é ou, qual é a causa faz q todos, sem exceção, tenham de passar pelos sofrimentos deste mundo de provas e expiações? Porq absolutamente todos têm de sofrer?

Olá, amigo Raphael, grato pela resposta; mas minha dúvida continua, porq, como a própria doutrina diz, todas as causas têm seus efeitos e, vice-versa, todos os efeitos têm suas causas, certo? Então ficamos sabendo q, como vc disse, a causa que nós traz como efeito o resgate de nossas dívidas é o espírito sofrer, certo? Mas e as causas que têm como efeito o contrairmos dívidas, quais são? E porq absolutamente todos os espíritos, sem qq exceção, têm de sofrer? Pois se todos q sofrem é devido ao fato de terem contraído dívidas, sendo assim, temos de acreditar que todos os espíritos, toda a criação divina transgride as leis de Deus. Se todos sem qq exceção sofrem, isso significa que todos, sem qq exceção, contraem dívidas? Todos, sem qq exceção escolhem fazer o mal, mesmo que todos possam escolher fazer o bem?!!

Raphael Barbosa da Silva disse:

Boa tarde Luis, como vai?

Vivemos em um mundo de provas e expiações e é através do sofrimento que resgatamos os sofrimentos que causamos ao próximo em outras encarnações. É através das provas que enfrentamos que evoluímos e aprendemos a corrigir nossas más inclinações 

Nem sempre precisamos sofrer para aprender, mas infelizmente essa é uma opção nossa e parece que preferimos sempre este caminho, rs. 

Se Jesus foi pregrado à cruz, quem somos nós para passarmos por uma vida sem sofrimentos. 

Abçs.

luis conforti junior disse:

Raphael Barbosa da Silva, porq é ou, qual é a causa faz q todos, sem exceção, tenham de passar pelos sofrimentos deste mundo de provas e expiações? Porq absolutamente todos têm de sofrer?

Bom dia Luis, como vai?

Gosto muito de seus questionamentos e acho muito valioso para a reflexão sobre os ensinamentos da doutrina. 

Por vezes transgredimos a lei de Deus devido à nossa ignorância. Sempre que o homem foge às leis naturais está também se afastando das leis de Deus. 

Nosso livre arbítrio nos permite escolher e por muitas vezes optamos pelo caminho que nos atrasa na chegada. Conforme a depuração do Espírito vamos adquirindo maior consciência de nós mesmos para a melhor escolha ao bem. 

Só conhecemos Jesus como Espírito puro,  portanto estamos em processos de aprendizagem e este processo consiste em errarmos vez ou outra, ou ainda, na maioria das vezes.

Deus sempre considera as intenções em nossos atos, mas isso não significa que não irá nos impor lições para o aprendizado. 

Grande abraço e obrigado pela oportunidade em me provocar a reflexão e expor as minhas ideias. 

luis conforti junior disse:

Olá, amigo Raphael, grato pela resposta; mas minha dúvida continua, porq, como a própria doutrina diz, todas as causas têm seus efeitos e, vice-versa, todos os efeitos têm suas causas, certo? Então ficamos sabendo q, como vc disse, a causa que nós traz como efeito o resgate de nossas dívidas é o espírito sofrer, certo? Mas e as causas que têm como efeito o contrairmos dívidas, quais são? E porq absolutamente todos os espíritos, sem qq exceção, têm de sofrer? Pois se todos q sofrem é devido ao fato de terem contraído dívidas, sendo assim, temos de acreditar que todos os espíritos, toda a criação divina transgride as leis de Deus. Se todos sem qq exceção sofrem, isso significa que todos, sem qq exceção, contraem dívidas? Todos, sem qq exceção escolhem fazer o mal, mesmo que todos possam escolher fazer o bem?!!

Raphael Barbosa da Silva disse:

Boa tarde Luis, como vai?

Vivemos em um mundo de provas e expiações e é através do sofrimento que resgatamos os sofrimentos que causamos ao próximo em outras encarnações. É através das provas que enfrentamos que evoluímos e aprendemos a corrigir nossas más inclinações 

Nem sempre precisamos sofrer para aprender, mas infelizmente essa é uma opção nossa e parece que preferimos sempre este caminho, rs. 

Se Jesus foi pregrado à cruz, quem somos nós para passarmos por uma vida sem sofrimentos. 

Abçs.

luis conforti junior disse:

Raphael Barbosa da Silva, porq é ou, qual é a causa faz q todos, sem exceção, tenham de passar pelos sofrimentos deste mundo de provas e expiações? Porq absolutamente todos têm de sofrer?

Oi, amigo Raphael Barbosa da Silva, vamos continuar nossa conversa; me parece que já, há vários dias, respondi sua última msg; mas, como não vejo minha resposta publicada, vou novamente respondê-la, agora procurando não deixar a resposta muito comprida como a que aqui não encontrei. É certo q muitas vezes erramos, transgredimos as leis de Deus, e cometemos absurdos; mas porq temos de sofrer devido a esses erros nossos, se erramos devido a sermos ignorantes pois, assim ignorantes vimos todos ao mundo?! Como diz a doutrina, Deus nos criou a todos simples e ignorantes! Do mesmo modo, fugimos às leis naturais, assim nos afastando das leis divinas, tb devido a nossa ignorância.

E se, como diz a doutrina, temos livre-arbítrio e, assim, podemos escolher ou o bem ou o mal, porq tantas vezes escolhemos o mal se podemos escolher o bem?! Como vc mesmo está dizendo, vamos adquirindo maior consciência à medida que vamos nos depurando, certo? Mas, porq, eqto não adquirimos maior consciência temos de sofrer por isso? Conforme a doutrina, só sofre que merece sofrer, pois Deus é justo, e só merece sofrer quem propositadamente transgride Suas leis, certo? E qual é a causa de necessitarmos de depuração? O q é q nos faz ser impuros? Vc tb diz que estamos em processo de aprendizagem, mas porq sofremos se erramos devido a que ainda estamos aprendendo? 

 

Um grande abraço tb para vc.

Oi luis!
Tens passado bem? Espero que sim.

Li algumas das indagações que você nos apresenta, sempre com o intuito de fazer-nos refletir.
Na minha percepção, dentro das indagações que você sugere, o sofrimento é apontado como sendo ruim, ou como sendo uma punição por termos infligido alguma regra.
Mas será o sofrimento algo ruim, que nos é aplicado como uma punição, com o objetivo de nos apresentar o que é certo ou errado?

Olá, Hilton Cesar, bom encontrar vc por aqui. Qto à sua pergunta, e como estamos falando da doutrina espírita, é ela que afirma que absolutamente todos os sofrimentos são semelhantes a punições, embora diga "punições instrutivas"; para a DE, sendo Deus amor e justiça, só sofre quem merece sofrer, e só merece sofrer quem transgride propositadamente as leis de Deus. É óbvio que os sofrimentos podem nos levar à compreensão, em particular para aqueles  q creem na existência de uma lei "moral" de causa e efeito, q devemos moderar nossas ações para q, se possível, ninguém sofra devido a erros nossos. 

A ORAÇÃO DO PAI NOSSO ensinada por Jesus... é a mais perfeita que existe se orada sinceramente. Quando se pedi pra que não nos deixe cair em tentação, é claro que é lícito, pois sobretudo, a oração deve ser um ato de humildade e, nesse contexto, no trecho citado acima, estamos reconhecendo que sem Ele não somos nada. Pedir que não nos deixe cair em tentação e que nos livre do mal... é o mesmo que pedir ao Pai.. que Ele nos cerque com todas as providências possíveis para que possamos nos proteger das nossas próprias fraquezas. A criança quando quer andar... pedi que o pai lhe dê a mão pra que ela não caía e o pai além de dar a mão procura colocá-la em um lugar onde, caso ela caía, que não venha a se machucar. Compra um andajar... e faz tudo pra que esse processo de aprendizado seja o menos doloroso possível. É assim que Deus nos vê... somos espíritos ainda na fase infantil. Isso já responde em parte as indagações do amigo Luiz. Nâo erramos porque queremos errar. Não sofremos porque queremos sofrer. São fases de um aprendizado e melhor... errar, sofrer... é um estágio passageiro. Todos nascemos pra felicidade e todos buscamos isso mas, pela falta de maturidade, as vezes, fazemos escolhas erradas. Se já nascessemos sabendo de tudo, fazendo tudo certinho que graça teria a vida? Qual mérito teríamos sobre nossas vitórias? É a assim o nosso processo de aprendizado nas escolas. Ninguém chega lá já sabendo ler, fazer contas, dominando física, química... e outras matérias. Conforme nosso amadurecido vamos nos moldando e assimilando conhecimentos. A verdade é que é bem mais fácil ficarmos procurando culpados pros nossos erros. Como se o mal que fizéssemos fosse somente culpa dos outros. Por isso demoramos muito em fazer nossa reforma íntima. Ficamos esperando que o mundo mude pra satisfazer as nossas vontade... quando a mudança tem que partir de cada um.
Não estou com muito tempo pra escrever... porém espero ter contribuído. Abraços a todos.

Boa noite, Ricardo!

Obrigado pela sua participação.
Concordo com a licitude do ato de humildade em reconhecer a necessidade de misericórdia diante de nossas imperfeições. Isso é bom!! É ato necessário do lado de quem pede, mas desnecessário do lado de quem recebe o pedido, em se tratando de fonte de infinita misericórdia e bondade.
Como você mesmo disse: "Não sofremos porque queremos sofrer. São fases de um aprendizado e melhor... errar, sofrer... é um estágio passageiro. Todos nascemos pra felicidade e todos buscamos isso mas, pela falta de maturidade, as vezes, fazemos escolhas erradas."

Nesse sentido, o pedido de "não nos deixeis cair em tentação", endereçado ao Pai, parece contraditório com o reconhecimento do processo de aprimoramento de nossas próprias escolhas. O esforço para resistir deve ser totalmente exclusivo da criatura em processo de aprendizado, caso contrário, poderia atribuir os meus erros à falta de misericórdia do Pai, que me deixou cair de seus braços, enquanto em minha infância evolutiva...

Sem mais delongas, acho que estas minhas poucas palavras apontam para o que quero dizer sobre a contradição do pedido...

Mesmo assim, continuo orando o "Pai Nosso" e, nessa parte, mentalmente acrescento outras palavras para poder fortalecer o meu pedido diante do Pai.

Grande abraço.



RICARDO GUEDES disse:

A ORAÇÃO DO PAI NOSSO ensinada por Jesus... é a mais perfeita que existe se orada sinceramente. Quando se pedi pra que não nos deixe cair em tentação, é claro que é lícito, pois sobretudo, a oração deve ser um ato de humildade e, nesse contexto, no trecho citado acima, estamos reconhecendo que sem Ele não somos nada. Pedir que não nos deixe cair em tentação e que nos livre do mal... é o mesmo que pedir ao Pai.. que Ele nos cerque com todas as providências possíveis para que possamos nos proteger das nossas próprias fraquezas. A criança quando quer andar... pedi que o pai lhe dê a mão pra que ela não caía e o pai além de dar a mão procura colocá-la em um lugar onde, caso ela caía, que não venha a se machucar. Compra um andajar... e faz tudo pra que esse processo de aprendizado seja o menos doloroso possível. É assim que Deus nos vê... somos espíritos ainda na fase infantil. Isso já responde em parte as indagações do amigo Luiz. Nâo erramos porque queremos errar. Não sofremos porque queremos sofrer. São fases de um aprendizado e melhor... errar, sofrer... é um estágio passageiro. Todos nascemos pra felicidade e todos buscamos isso mas, pela falta de maturidade, as vezes, fazemos escolhas erradas. Se já nascessemos sabendo de tudo, fazendo tudo certinho que graça teria a vida? Qual mérito teríamos sobre nossas vitórias? É a assim o nosso processo de aprendizado nas escolas. Ninguém chega lá já sabendo ler, fazer contas, dominando física, química... e outras matérias. Conforme nosso amadurecido vamos nos moldando e assimilando conhecimentos. A verdade é que é bem mais fácil ficarmos procurando culpados pros nossos erros. Como se o mal que fizéssemos fosse somente culpa dos outros. Por isso demoramos muito em fazer nossa reforma íntima. Ficamos esperando que o mundo mude pra satisfazer as nossas vontade... quando a mudança tem que partir de cada um.
Não estou com muito tempo pra escrever... porém espero ter contribuído. Abraços a todos.

Mas porq, se somos criados por Deus, nos tornamos imperfeitos? E a doutrina afirma q, sendo Deus, amor, justiça e inteligência, nada q dele procede pode se mau, injusto ou ininteligente!!! Como entender isso?

Na verdade, Luis, somos perfeitos!

Abraços fraternos.

luis conforti junior disse:

Mas porq, se somos criados por Deus, nos tornamos imperfeitos? E a doutrina afirma q, sendo Deus, amor, justiça e inteligência, nada q dele procede pode se mau, injusto ou ininteligente!!! Como entender isso?

Epa! Como somos perfeitos?! Quem é q está assassinando, sendo assassinado, corrompendo, explorando os mais fracos, fazendo guerras, se suicidando e fazendo deste mundo esse abismo de ignorâncias, egoísmos, perversidades, perversões, misérias, tragédias, desesperos e sofrimentos sobre sofrimentos, q ele é?! 

Não. É totalmente ilícito!!
  A cada um o dever de cumprir com suas responsabilidades consigo mesmo e com aqueles que ainda depende de dele.
Cada um aprende com os erros alheios e seus próprios. É preciso compreender que tudo é uma questão de escolha e que toda a escolha tem consequência. É preciso usar a racionalidade de assumir a própria vida.
As doutrinas e religiões devem parar de atribuir fatos decorrente na vida das pessoas a uma causa espiritual( demonios, espiritos obsessores). Depende de cada um buscar sua melhora e evitar a tentações que há no mundo.
Tudo é questão de escolha. 

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

 

Há, para uma boa parcela de gente, até para aqueles que conhecem um pouco mais os Espíritos e a sua natureza, uma espécie de medo do que eles – os Espíritos – podem fazer…

Últimas atividades

Margarida Maria Madruga e francisco carvalho da Silva agora são amigos
4 horas atrás
Margarida Maria Madruga comentou o evento “Força Espiritual”, com Eliomar Borgo Cypriano de Carlos Pretti - SCEE
"Obrigada pelo convite."
4 horas atrás
Margarida Maria Madruga respondeu à discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo no grupo Artigos Espíritas
"Que assim seja, Wellington. Obrigada."
4 horas atrás
Nath Story Reis curtiu a postagem no blog PALAVRA "CRISE" - BEZERRA DE MENEZES de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
14 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
ontem
Ícone do perfilJosé Leonil Marques da Silva, André Goes e Alexandre Guilherme Martins Soar entraram no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos.."Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"Ver mais...
ontem
José Leonil Marques da Silva respondeu à discussão Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich de Amigo Espírita no grupo Artigos Espíritas
"Excelente o artigo da culta Simoni Privato Goidanich. Porém, peço licença para acrescentar que, posteriormente, AK reconheceu ser médium intuitivo em nota ao artigo "Caracteres da Revelação…"
ontem
José Leonil Marques da Silva curtiram a discussão Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich de Amigo Espírita
ontem
Elciene Maria Tigre Galindo curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
quinta-feira
Maria Isabel Januário curtiram o evento Músicas de Paz de EvandroOlivah
quinta-feira
Ori Pombal Franco curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
quinta-feira
Ícone do perfilCassia Garcia, Décio Luiz Rosa Eugênio, Wendell Fridman de Vasconcelos e mais 13 pessoas entraram em RAE
quinta-feira
Valéria curtiram o perfil de Valéria
quinta-feira
Valéria curtiram o perfil de Maristela Santos
quinta-feira
Valéria curtiram o perfil de Maristela Santos
quinta-feira
Rafaela Bernardelli Penna curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
quinta-feira
Rafaela Bernardelli Penna curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
quinta-feira
José Leonil Marques da Silva curtiu a postagem no blog AURA E CLARIVIDÊNCIA de Suely dos Anjos
quinta-feira
Sylia Rehder curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
quinta-feira
Rosangela Silva curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
quinta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço