Senhores, se a gente entende que existe a reencarnação pode-se acreditar no livre arbítrio tanto no plano espiritual como no plano terrestre?

No entanto no momento que Deus nos fez como espírito, por acaso ele nos perguntou se queríamos ser criados ou não?

Se perguntou, perguntou a que ou a quem? já que não existíamos nem como espírito?

Essa é minha dúvida: devo acreditar que se Deus realmente existe ele nos colocou no mundo espiritual sem o nosso consentimento, estou certo?

Estarei aguardando uma manifestação dos

senhores.    Boa tarde........Sérgio

Exibições: 380

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá Sérgio, suas questões são bastante complexas, tenho as respostas, pois em um outro momento também me fiz as mesmas perguntas. Creio que levará um bom tempo para que eu possa te passar. No momento vou apenas lhe passar uma sugestão bastante simples e que obtive um excelente resultado. Por um tempo, me trancava em um quarto completamente escuro, de forma que se você abrir os olhos será o mesmo que estiver fechados. E me perguntava seguidamente- Quem sou eu? - Quem sou eu?. Não se trata de meditação, pois esta precisa de exercícios contínuos para aquietar nossa mente.Em um determinado dia sai do meu quarto escuro e fui direto em minha biblioteca e vi um livro que minha mãe havia me presenteado e que em mais de 30 anos nunca havia tocado nele. Aí descobri, trata-se de Pietro Ubaldi. Sua obra é composta de 24 livros. Não vou te enganar, os textos são de alta complexidade espiritual e necessitará de muita atenção e pesquisas paralelas para entender. Estou certo que este autor me ajudou muito a entender as mesmas questões das quais você gostaria de saber. Depois me conte.

José Lucio, 

Vc diz que Ubaldi o ajudou muito em questões relativas à espiritualidade, certo? Mas, o que vc diz sobre ele ter falado que espíritos 'perfeitos' se tornaram, 'sem qualquer causa' (sendo isso um absurdo, pois absolutamente todos os efeitos têm suas causas) tão enormemente 'imperfeitos' ao ponto de se rebelarem contra Deus, desprezarem o mundo divino e todas as suas benesses, todas as suas bem-aventuranças, e escolherem criar para eles mesmos um mundo absurdamente imperfeito, tanto que, até hoje, estamos tentando fugir desse mundo, fugir de seus insuportáveis sofrimentos, para voltarmos ao mundo perfeito que havíamos desprezado?!



luis conforti junior disse:

José Lucio, 

Vc diz que Ubaldi o ajudou muito em questões relativas à espiritualidade, certo? Mas, o que vc diz sobre ele ter falado que espíritos 'perfeitos' se tornaram, 'sem qualquer causa' (sendo isso um absurdo, pois absolutamente todos os efeitos têm suas causas) tão enormemente 'imperfeitos' ao ponto de se rebelarem contra Deus, desprezarem o mundo divino e todas as suas benesses, todas as suas bem-aventuranças, e escolherem criar para eles mesmos um mundo absurdamente imperfeito, tanto que, até hoje, estamos tentando fugir desse mundo, fugir de seus insuportáveis sofrimentos, para voltarmos ao mundo perfeito que havíamos desprezado?!

Sr.Luis, quando tratamos da Lei de Deus temos de reconhece-la como 100% perfeita, não há distorções, não há falta de sintonia, não há a desordem da qual nós interagimos diariamente e estamos altamente comprometido com ela. A ética do Sermão Montanha é um instrumento que podemos aplica-la em todos os momentos da vida, isto seria fazer um novo movimento buscando o alinhamento com o divino. Na minha visão, Kardec, Roustaing, Ubaldi, Rohden são órgãos de uma unica célula; o Cristo Jesus. Aqui em nosso plano estabelecemos disputas como se eles fossem concorrentes, não, vieram fazer trabalhos distintos para ser assimilado pelas diversas faixas de ignorância espiritual a qual nos encontramos. Ficar estabelecendo embates dos ditos de uns cotra outros é típico daqueles que querem desviar-se da linha de evolução. Não devemos nos fechar e cristalizar o conhecimento em apenas o que disse este ou aquele, mais sim fazermos nossas analises com equilibrio sem dogmatismo de todos aqueles abalizados em falar das coisas espirituais. 

A lei de Deus deve ser perfeita, mas se não houvesse gente como eu com dúvida a ser esclarecida, não existiria a necessidade de forum de discussões como este correto?

Portanto, deixando de lado a discussão sobre as teorias filosóficas de um autor ou outro, gostaria de uma resposta simples e direta: Deus criou o nosso espírito com nosso consentimento, ou não?

Obs: não estou falando sobre reencarnação, estou falando sobre a criação da consciência(do ser espírito). 

Se houver alguma pessoa que possa me responder eu agradeço, senão continuo com minha dúvida.

Agradeço as pessoas que se dispuseram a tentar me explicar.

Abraço fraternal a todos!!!!!!

Sérgio 

Sr. Sérgio, sugiro antes de eu te responder perguntar aos seus pais se eles te consultaram antes de seu nascimento. Posssivelmente, antes de nascer o senhor sabia a resposta.

Sr. José Lúcio, se eles me perguntaram ou não, ou se Deus me perguntou ou não, eu gostaria de saber do senhor ou de quem tem a resposta, como se pergunta uma coisa para uma outra coisa que não existe? Afinal segundo algumas crenças não éramos nada antes da criação, ou o senhor discorda que houve o momento da criação (mesmo de um espírito)?

Até o senhor, acredito, não tem certeza pois diz que "possivelmente" eu sabia a resposta.

Cadê o livre arbítrio?

Se falarmos em reencarnação até pode ser possível se acreditarmos que o corpo carnal seria como a roupa do espírito, mas eu estou me referindo ao espírito.. 

Sergio Ruiz, 

Se a Lei de Deus deve ser perfeita porq, ou qual é a causa de fazer que sofram aqueles que nada fizeram de errado? E, sem dúvida que não fomos consultados por Deus para criar nosso espírito, pois como consultar alguém que ainda não existia?! Fomos criados mesmo à nossa revelia, nem a favor nem contra nossa vontade, e muitos, milhões de espíritos (só neste pequenos planeta) desejariam nunca ter sido criados, pois milhões se suicidam por ano por não suportarem os sofrimentos da vida!


Sergio Ruiz disse:

A lei de Deus deve ser perfeita, mas se não houvesse gente como eu com dúvida a ser esclarecida, não existiria a necessidade de forum de discussões como este correto?

Portanto, deixando de lado a discussão sobre as teorias filosóficas de um autor ou outro, gostaria de uma resposta simples e direta: Deus criou o nosso espírito com nosso consentimento, ou não?

Obs: não estou falando sobre reencarnação, estou falando sobre a criação da consciência(do ser espírito). 

Se houver alguma pessoa que possa me responder eu agradeço, senão continuo com minha dúvida.

Agradeço as pessoas que se dispuseram a tentar me explicar.

Abraço fraternal a todos!!!!!!

Sérgio 

Então!!!! se houver um livre arbítrio, esse se dá quando o espírito escolhe talvez, como espiar num corpo carnal a fim de alcançar a sublimação, na encarnação e não na criação do espírito.

Portanto acho que deve ser assim: Deus cria o espírito sem seu prévio consentimento (sem livre arbítrio), esse encarna e começa sua caminhada evolutiva donde de acordo com seus atos (tanto na vida espiritual quanto na vida carnal) contrai débitos e créditos.

Para conseguir essa sublimação e ir para esferas superiores (tipo Capela) a conta tem que fechar, correto?

Tenham uma boa noite!!!!!

 

Sergio Ruiz, 

O livre-arbítrio nada mais é do que o resultado equivocado das elucubrações dos filósofos das religiões; antes era o Tentador, o representante do mal, o Diabo, quem levava a culpa por todos os erros dos homens, pois era ele que os tentava a fazer o mal e, os homens, facilmente, se submetiam às suas tentações; hoje, como o Diabo se 'aposentou', só restaram, no universo, dois agentes ativos capazes de fazer ou criar alguma coisa: Deus e suas criaturas; mas como, para as religiões deístas e teístas não se  admite que seja Deus o causador do mal, so restou, inescapavelmente, sua criatura, o homem, sobre as costas de quem se colocasse toda a culpa pelos males que existem sobre a face da Terra. No entanto, as próprias religiões que acreditam na existência de Deus, entre elas o espiritismo, se esquecem de que elas mesmas sempre afirmam que Deus é o Criador de "todas as coisas".

Assim, o livre-arbítrio é nada mais do que uma tentativa (nobre, pois consoladora) de as religiões tentarem explicar os, para elas inexplicáveis, sofrimentos dos homens.

Afinal, nenhuma escolha que fazemos é livre, pois absolutamente todas elas estão "totalmente presas" aos ensinamentos, bons ou maus, que adquirimos nesta escola de espíritos que Deus nos deu para nosso aperfeiçoamento espiritual, que é a vida, escola que tanto nos ensina a fazer o bem, como nos ensina a fazer o mal. 

E apenas mais um ponto: se o livre-arbítrio fosse uma verdade, se ele existisse mesmo, porq, ou qual é a causa de adquirirmos débitos se poderíamos só escolher fazer coisas corretas e, assim, só adquirir méritos?!!!

Olá!

Sérgio Luiz: "Deus criou o nosso espírito com nosso consentimento, ou não?"

Hilton: Entendo que não, pois Deus cria o princípio inteligente, em estado latente de inércia.
Deu determina o desenvolvimento desse princípio, até que o ponto em que esse princípio fique complexo o suficiente para exercer uma ação própria.
Nosso consentimento, nesse ponto de vista, seria uma maça madura, que está encerrada no germe da semente da macieira que ainda não fluoreceu.

O consentimento existe na fase humana da criação de Deus, depois de bilhões de anos de desenvolvimento.

Oi, Hilton, como poderia Deus criar nosso espirito com nosso consentimento, se nosso espírito não existia ainda?!



Hilton Cesar disse:

Olá!

Sérgio Luiz: "Deus criou o nosso espírito com nosso consentimento, ou não?"

Hilton: Entendo que não, pois Deus cria o princípio inteligente, em estado latente de inércia.
Deu determina o desenvolvimento desse princípio, até que o ponto em que esse princípio fique complexo o suficiente para exercer uma ação própria.
Nosso consentimento, nesse ponto de vista, seria uma maça madura, que está encerrada no germe da semente da macieira que ainda não fluoreceu.

O consentimento existe na fase humana da criação de Deus, depois de bilhões de anos de desenvolvimento.

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Carlos Pointier curtiu a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
3 horas atrás
jane maiolo curtiu a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
5 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
5 horas atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiu a postagem no blog Sei que nada sei – Orson Peter Carrara de PATRIZIA GARDONA
7 horas atrás
Goliveira Goncalves comentou a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
10 horas atrás
Carla Rezende curtiu a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
11 horas atrás
Rosa Maria Ribeiro de Souza comentou a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
11 horas atrás
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
12 horas atrás
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
13 horas atrás
os pae curtiu a postagem no blog “Suzano”, as armas de fogo e o vulgarismo da bestialidade (Jorge Hessen) de os pae
16 horas atrás
Raphael Barbosa da Silva respondeu à discussão Livre arbítrio de Sergio Ruiz
17 horas atrás
PAULO ROBERTO GOMES respondeu à discussão Existe realmente um Destino? de Decio Ney Rocha Naves
18 horas atrás
Raphael Barbosa da Silva respondeu à discussão Existe realmente um Destino? de Decio Ney Rocha Naves
18 horas atrás
Raphael Barbosa da Silva respondeu à discussão É lícito pedir para não deixar-nos cair em tentação, mas livrar-nos do mal? de Marcelo Pimentel
18 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
19 horas atrás
Ícone do perfilCamila Alles, Maria Isabel da Silva e Luana Goncalves Lamarca entraram em RAE
19 horas atrás
Posts no blog por os pae
19 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Triste Poder das Trevas de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
ontem
luis conforti junior respondeu à discussão Existe realmente um Destino? de Decio Ney Rocha Naves
ontem
Flávia curtiram a página Canal 9 de Amigo Espírita
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço