Querido amigos.

Com a postura de respeitar as diversas crenças, principalmente, cristãs, que fazem parte deste Brasil, coração do Mundo e Pátria do Evangelho, eu não descarto e estudo o porquê de algumas conceitos, mesmo divergindo, em alguns pontos, de uma ou outra religião ou doutrina.

Em Mateus 24:14 diz ‘E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim’. Jesus somente voltará quanto todas as pessoas de todo o mundo ouvirem a Palavra de Deus.

Diante desta anotação bíblica, algumas religiões acreditam que Jesus irá voltar. Talvez não em uma nuvem branca e nem em alguma espaçonave, como, com ironia, infelizmente, brincam alguns companheiros de jornada espírita.

Respeitar todas as crenças significa entrar na realidade de cada ser que busca, assim como nós, estudantes da Doutrina Espírita, respostas que possam nos dar um norte e uma base firme de fé e equilíbrio. 

Estudando, mais detalhadamente "O Evangelho Segundo o Espiritismo" questionei, a meus colegas de estudos, sobre a seguinte passagem:

Na tradução Herculano Pires temos, no Capítulo II 

A Vida Futura

1 – “Tornou pois a entrar Pilatos no pretório, e chamou a Jesus, e disse-lhe: Tu és o Reino dos Judeus? Respondeu-lhe Jesus: O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, certo que os meus ministros haviam de pelejar para que eu não fosse entregue aos judeus; mas por agora o meu Reino não é daqui. Disse-lhe então Pilatos: Logo, tu és rei? Respondeu Jesus: Tu o dizes, que eu sou rei. Eu não nasci nem vim a este mundo senão para dar testemunho da verdade; todo aquele que é da verdade ouve a minha voz”. (João, cap. XVIII, 33-37)

Em outras traduções " Meu Reino ainda não é deste mundo".

Se Pilatos era o governador da Judéia...Ele era considerado Rei dos Judeus, na ordem de hierarquia política. E se Jesus é o governador do Planeta Terra, ele seria o Rei, mesmo que na hierarquia Espiritual. Pois não deixamos de sermos espíritos por estarmos encarnados. Somente temos um corpo, mais denso, para suportar e administrar. Então, diante destas observações, para que nos localizemos melhor eu pergunto: O que Jesus quis dizer com meu Reino "ainda" não é deste mundo? Esta tradução não daria vazão para que acreditemos que ele voltará, quando a ordem se estabelecer na Terra? Haja visto que o Planeta Terra está fadado a evolução? Ou a evolução dos homens, aqui encarnados, nunca atingirão a evolução de Jesus?

Exibições: 2409

Responder esta

Respostas a este tópico

Não fomos criados perfeitamente iguais como diz o Luis, pois cada um é único na criação. Nem se fosse possível clonar um ser humano o outro seria igual. Nem numa fabricação em série os produtos são iguais, pois, mesmo sendo fisicamente idênticos cada um recebe o seu ID, o seu GUID, que é único. O modo de criação é igual mas a criatura é única e isso não existe na DE como quer afirmar o Luis.

O que faz uns terem olhos para ver e ouvidos para ouvir mais ou menos que outros é a frequência vibratória e  como já disse antes, é o despedaçamento, a fragmentação do uno que revela a desigualdade.

  • A idade espiritual é importante sim. E muito. Pois quanto mais velho for o espírito mais maduro e vicioso ele é. É de quem mais sabe que mais se exige. Se ele tem mais tempo de existência é porque passou por mais situações que o outro. Então aprendeu através dos seus próprios erros. Porém se ele repete demais o erro ele fica vicioso. Uns preferem seguir o caminho do bem e outros do mal. E quem prefere seguir a do mal tem´que se esforçar muito para encontrar o bem, por conta de seu vício.Leia a questão 125 de O Livro dos Espíritos. Não queria que os mais jovens que entram neste fórum (e no meu caso 58 - 70) pesquisasse? Não disseste que não tínhas mais fôlego, para não dizer (procuram, deixem de ser preguiçosos rsrsr)


luis conforti junior disse:

Não, minha querida, a intenção não é saber a idade espiritual de ninguém, que isso em nada adiantará para estes nossos estudos.


A intenção é saber qual é a causa dessa gigantesca desigualdade entre nós pois, conforme afirma a DE, no princípio, todos nós éramos perfeitamente iguais, inclusive, portanto, em relação a todas as faculdades subjetivas e objetivas, e tb em relação a todos os requisitos necessários para a evolução!


É procurar saber/entender o que, ou quem destruiu aquela perfeita igualdade original, e porq a destruiu, transformando-a em gigantesca desigualdade, pois leva uns para o caminho do bem e do amor e para a consequente felicidade, enquanto leva outros para o caminho do mal absoluto e, em consequência, para as mais extremas infelicidades!


É isso que temos de entender se queremos, verdadeiramente, entender a doutrina e a vida! Pois, se não entendemos isso (ou qual é a causa de um ser bom e o outro ser mau), nunca vamos poder entender a doutrina e a vida!

.

À Rosângela e

A Marco Tulio

 

Ao Marco Túlio (ref a msg dele de hoje):

 

Marco disse: Não fomos criados perfeitamente iguais, como diz o Luis, pois cada um é único na criação... O modo de criação é igual mas a criatura é única e isso não existe na DE como quer afirmar o Luis.

E o que faz uns terem olhos para ver e ouvidos para ouvir, mais ou menos que outros, é a frequência vibratória e, como já disse antes, é o despedaçamento, a fragmentação do uno que revela a desigualdade.

 

Luis diz: amigo,

- primeiramente, lhe pergunto: qual é a causa de uns terem a frequência vibratória melhor do que outros? Vc consegue nos dar essa resposta?

- segundo: como estamos neste espaço espírita, me refiro sempre, em todos os meus argumentos e comentários, ao que a DE ensina, e o que ela ensina é exatamente isto: que, ao sermos criados, somos todos perfeitamente iguais. Se vc estudou ou estuda a doutrina, e não sabe disso, é porq se esqueceu.  Consulte o OLE, ou pergunte a qualquer espírita, Marco.

E parto sempre dos conceitos da doutrina para fazer meus questionamentos etc.

Assim, digo, que o que a doutrina ensina é que, cada um pode ser único depois da criação mas, no momento da criação, somos todos, sem exceção de ninguém, perfeitamente iguais; e, se não fosse assim, aquela perfeita justiça divina, a que se referem as religiões deístas, seria nada mais que uma utopia.

..........................

A Rosangela Araujo Pereira (ref msg dela de 14/11/16)

 

Luis diz: é evidente que a idade espiritual é importante sim. Mas ela não é a causa de sofrimentos de ninguém! Concorda? Pode ser, segundo a doutrina, a causa de muitos erros, mas não de algum sofrimento. Segundo a DE, a causa de todos os sofrimentos (exceção: os produzidos por Deus) está nas transgressões que conscientemente escolhemos fazer contra as leis de Deua, isto é, de propósito, mesmo sabendo que o que o que estamos fazendo é um erro.

Mas, já que vc lembrou um dos defeitos ou imperfeições dos homens – o ser vicioso, ou viciado -, tenho de lhe perguntar: vc entende porq (=qual é a causa de) uns são viciosos e outros não? Ou porq todos nós somos imperfeitos? Ou, pelo menos, porq uns são bons e outros são maus?

E porq, no seu entendimento, uns preferem seguir o caminho do bem e outros o do mal?

 

Rosang disse: Leia a OLE/125. Não queria que os mais jovens que entram neste fórum (e no meu caso 58 - 70) pesquisasse? Não disseste que não tínhas mais fôlego, para não dizer (procuram, deixem de ser preguiçosos rsrsr).

 

Luis: minha linda,

- primeiramente: essa OLE/125 não nos dá qualquer reposta sobre o que estamos falando.

- Segundo: o que quero é exatamente o oposto do que vc colocou acima; e eu já disse muitas vezes (vc talvez não leu ou se esqueceu), que, não o principal, mas o único motivo que me faz participar deste fórum e de outros, é exatamente contribuir para que os amigos, (um só que seja, embora eu gostasse que fossem todos) tentem raciocinar, estudar e pesquisar para entender a doutrina, não se lembra? E nada melhor para fazer raciocinar, estudar, pesquisar, do que procurar respostas às perguntas que nos fazem, concorda?

E, como já lhe disse, a intenção não saber qual é a idade espiritual de ninguém, mas saber qual é a causa dessa gigantesca desigualdade entre nós pois, conforme afirma a DE, no princípio, todos nós éramos perfeitamente iguais, inclusive, portanto, em relação a todas as faculdades subjetivas e objetivas, e tb em relação a todos os requisitos necessários para a evolução!

E, se não sabemos qual é a causa dessa desigualdade, ou a causa de uns serem bons e outros maus, nunca vamos poder nos tornar no “homem de bem” que Jesus tanto aconselhou nos evangelhos. Pois, se não conhecermos quais são essas causas, como vamos evitar cair ou recair (incidir ou reincidir) nelas? Nunca, concorda?

 

É isso que temos de entender se queremos, realmente, entender a doutrina e a vida! Pois, se não entendemos isso (ou qual é a causa de um ser bom e o outro ser mau), nunca vamos poder entender a doutrina e nem a vida!

.

Luis,

    A causa de uns terem frequência vibratória mais alta ou mais baixa se deve ao direcionamento do foco mental do ser. Aquele que focaliza o externo, a matéria, aumenta a sua vibração externa, materializando, por assim dizer, seu espírito. Ao contrário aquele focaliza o interno, o espiritual, diminui a vibração material e aumenta sua vibração psíquica, espiritualizando, por assim dizer, a matéria. Dessa forma, quanto menos materializada sua vibração mais sensível o ser se torna, ganhando em percepção e sintonia com os pensamento mais sutis, menos grosseiros, menos materializados e mais espiritualizados. Cabe a cada um decidir se quer buscar a matéria ou o espírito.

    Sim, no momento da criação somos criados perfeitamente iguais no sentido de que somos todos espíritos, filhos do mesmo Pai, recebendo igualmente o mesmo quinhão de perfeição das mãos do Criador(Parábola dos trabalhadores da última hora), com uma diferença fundamental: cada um é único na criação e não existe e não existirá a igualdade perfeita na criação. Inclusive aqui, no Anti-Sistema, nem os gêmeos são perfeitamente iguais. Numa linha de produção os produtos daquela mesma linha são criados iguais, mas cada um recebe o seu ID, o seu GUID, que o identifica unicamente em todas as linhas. 

    Quando as unidades menores trabalham unidas em prol da Unidade Maior, essa desigualdade praticamente desaparece. Ao contrário se as unidades menores se recusarem à tarefa e buscarem cada uma servir à si mesma ao invés de servir à Unidade Maior, então a desigualdade se manifesta. Portanto, se o uno se despedaça a desigualdade aparece e assim o contrário.

   Se você diz que a DE ensina o contrário, então cite a fonte, a pergunta, o livro, o tópico, o item para que possamos consultá-los e estudarmos juntos. Caso contrário, vou continuar considerando isso como uma ideia sua.

  

Sobre a questão 125 de OLE  - Os espíritos que seguiram o caminho do mal poderão alcançar o mesmo grau de superioridade do que os outros? Sim, mas "as eternidades", para eles serão mais longa.

Segundo comentário de Kardec: A expressão "as eternidades" pode ser explicada assim: Os espíritos inferiores têm a ideia de que seus sofrimentos são eternos. Como não lhes é dado ver o fim desse sofrimento, esta idéia se renova a todas as provas na quais fracassa. (agora observações minha: o ser vicioso fracassa inúmeras vezes. E vai se tronando um círculo vicioso, pois ele, de tanto permanecer no erro, acaba criando uma padrão mental difícil de sair. Assim, quem escolhe o caminho do mal, permanece mais tempo conosco neste planeta de provas e expiações. Seja expiando ou provando. E tem como observar, pela sua astúcia. O espirito mais novo, não tem tanta astúcia. Não é ardiloso e, sim, mais inconsequente do que qualquer outra coisa

luis conforti junior disse:

À Rosângela e

A Marco Tulio

 

Ao Marco Túlio (ref a msg dele de hoje):

 

Marco disse: Não fomos criados perfeitamente iguais, como diz o Luis, pois cada um é único na criação... O modo de criação é igual mas a criatura é única e isso não existe na DE como quer afirmar o Luis.

E o que faz uns terem olhos para ver e ouvidos para ouvir, mais ou menos que outros, é a frequência vibratória e, como já disse antes, é o despedaçamento, a fragmentação do uno que revela a desigualdade.

 

Luis diz: amigo,

- primeiramente, lhe pergunto: qual é a causa de uns terem a frequência vibratória melhor do que outros? Vc consegue nos dar essa resposta?

- segundo: como estamos neste espaço espírita, me refiro sempre, em todos os meus argumentos e comentários, ao que a DE ensina, e o que ela ensina é exatamente isto: que, ao sermos criados, somos todos perfeitamente iguais. Se vc estudou ou estuda a doutrina, e não sabe disso, é porq se esqueceu.  Consulte o OLE, ou pergunte a qualquer espírita, Marco.

E parto sempre dos conceitos da doutrina para fazer meus questionamentos etc.

Assim, digo, que o que a doutrina ensina é que, cada um pode ser único depois da criação mas, no momento da criação, somos todos, sem exceção de ninguém, perfeitamente iguais; e, se não fosse assim, aquela perfeita justiça divina, a que se referem as religiões deístas, seria nada mais que uma utopia.

..........................

A Rosangela Araujo Pereira (ref msg dela de 14/11/16)

 

Luis diz: é evidente que a idade espiritual é importante sim. Mas ela não é a causa de sofrimentos de ninguém! Concorda? Pode ser, segundo a doutrina, a causa de muitos erros, mas não de algum sofrimento. Segundo a DE, a causa de todos os sofrimentos (exceção: os produzidos por Deus) está nas transgressões que conscientemente escolhemos fazer contra as leis de Deua, isto é, de propósito, mesmo sabendo que o que o que estamos fazendo é um erro.

Mas, já que vc lembrou um dos defeitos ou imperfeições dos homens – o ser vicioso, ou viciado -, tenho de lhe perguntar: vc entende porq (=qual é a causa de) uns são viciosos e outros não? Ou porq todos nós somos imperfeitos? Ou, pelo menos, porq uns são bons e outros são maus?

E porq, no seu entendimento, uns preferem seguir o caminho do bem e outros o do mal?

 

Rosang disse: Leia a OLE/125. Não queria que os mais jovens que entram neste fórum (e no meu caso 58 - 70) pesquisasse? Não disseste que não tínhas mais fôlego, para não dizer (procuram, deixem de ser preguiçosos rsrsr).

 

Luis: minha linda,

- primeiramente: essa OLE/125 não nos dá qualquer reposta sobre o que estamos falando.

- Segundo: o que quero é exatamente o oposto do que vc colocou acima; e eu já disse muitas vezes (vc talvez não leu ou se esqueceu), que, não o principal, mas o único motivo que me faz participar deste fórum e de outros, é exatamente contribuir para que os amigos, (um só que seja, embora eu gostasse que fossem todos) tentem raciocinar, estudar e pesquisar para entender a doutrina, não se lembra? E nada melhor para fazer raciocinar, estudar, pesquisar, do que procurar respostas às perguntas que nos fazem, concorda?

E, como já lhe disse, a intenção não saber qual é a idade espiritual de ninguém, mas saber qual é a causa dessa gigantesca desigualdade entre nós pois, conforme afirma a DE, no princípio, todos nós éramos perfeitamente iguais, inclusive, portanto, em relação a todas as faculdades subjetivas e objetivas, e tb em relação a todos os requisitos necessários para a evolução!

E, se não sabemos qual é a causa dessa desigualdade, ou a causa de uns serem bons e outros maus, nunca vamos poder nos tornar no “homem de bem” que Jesus tanto aconselhou nos evangelhos. Pois, se não conhecermos quais são essas causas, como vamos evitar cair ou recair (incidir ou reincidir) nelas? Nunca, concorda?

 

É isso que temos de entender se queremos, realmente, entender a doutrina e a vida! Pois, se não entendemos isso (ou qual é a causa de um ser bom e o outro ser mau), nunca vamos poder entender a doutrina e nem a vida!

.

À Rosangela

  

 

Rosang disse: Sobre a questão 125 de OLE  - Os espíritos que seguiram o caminho do mal poderão alcançar o mesmo grau de superioridade do que os outros? Sim, mas "as eternidades", para eles serão mais longa.

 

 

Segundo comentário de Kardec: A expressão "as eternidades" pode ser explicada assim: Os espíritos inferiores têm a ideia de que seus sofrimentos são eternos. Como não lhes é dado ver o fim desse sofrimento, esta idéia se renova a todas as provas na quais fracassa. (agora observações minha: o ser vicioso fracassa inúmeras vezes. E vai se tronando um círculo vicioso, pois ele, de tanto permanecer no erro, acaba criando uma padrão mental difícil de sair. Assim, quem escolhe o caminho do mal, permanece mais tempo conosco neste planeta de provas e expiações. Seja expiando ou provando. E tem como observar, pela sua astúcia. O espirito mais novo, não tem tanta astúcia. Não é ardiloso e, sim, mais inconsequente do que qualquer outra coisa.

 

 

Luis diz: minha jovem, percebo, pelo que vc tem escrito, que vc tem raciocinado acerca dos ensinamentos da doutrina; e para raciocinar mais um pouco lhe trago algumas novas perguntas, estas, como as anteriores, provocadas pelo que vc escreveu nessa sua última msg. Assim, partindo da verdade de que todos os efeitos têm suas causas, pergunto:

 

- qual é a causa de existirem espíritos inferiores, além da causa que é o fato de terem diferentes idades espirituais?

 

- porq os espíritos inferiores (que lhe peço explicar porq são inferiores) poderão ter a ideia de que seus sofrimentos são eternos, ao passo que outros, em níveis mais elevados que os dos inferiores, talvez não terão ideia semelhante?

 

- qual é a causa dos sofrimentos (além daqueles que nos são proporcionados por Deus, com todos esses terríveis desastres naturais que assolam a Terra), se todos temos o livre-arbítrio e, assim, podemos escolher sempre agir corretamente?

 

- porq há quem fracasse nas provas e há quem não fracasse?

 

- porq há seres viciosos e há quem não seja vicioso?

 

- porq muitos erram tanto se, tendo todos o livre-arbítrio, podem escolher nunca errar?

 

- porq uns escolhem o caminho do bem e outros o do mal?

 

- porq teremos de sofrer expiações se podemos evitar não sofrer qualquer expiação, praticando sempre somente ações corretas?

 

Veja, minha querida, que não há necessidade de responder a nenhuma dessas perguntas, se vc responder apenas esta: porq ou qual é a causa de uns serem bons e outros serem maus?

.

A causa de uns serem bons e maus( e na verdade ninguém é bom ou mau) está na manifestação do egoísmo em menor ou maior grau.

Agora o amigo Marco quase acertou, pois ninguém é mau porque quer ser mau, nem bom porq quer ser bom! E, tb, ninguém é egoísta, nem orgulhoso, nem perverso, nem pervertido, nem possuidor de qualquer defeito moral ou imperfeição porq quer, ou porq escolheu ser assim; sempre é a vida, o que nela vivemos, as experiencias/lições que nela passamos, que nos faz ser como somos. A escola da vida sempre nos convence de que, em qualquer situação que estivermos vivendo, temos de fazer exatamente o que ela nos mostrou ser o mais conveniente fazer; e todos nós, então, fazemos exatamente o que a vida nos convence que devemos fazer. (pois estamos convencidos de que é o que devemos fazer).

.

Sim. Concordo com você, mas manifestar o bem ou o mau é decisão nossa. Responsabilidade de cada um.


Amigo. Se não me falha a memória. E olha que ela já falou várias vezes. E isto é natural rsrsr Li, em algum comentário teu, que Jesus te disse que se sentiu mal diante de outros Cristos. Não seria imaginação tua? Ou foi imaginação minha ter lido isto?
Hilton Cesar disse:

Resumindo o que eu entendo, Deus age em benefício de todos com o objetivo de amparar o princípio inteligente desde o átomo até o arcanjo, conforme é dito na questão 540 de O Livro dos Espíritos.

Dessa forma, podemos dizer que o reino de Deus não é deste mundo, pois este mundo é transitório, mas o reino de Deus é para sempre.
Nenhum reino deste munto poderia ser eterno, pois este mundo deixará de existir daqui a alguns bilhões de anos.

Então, o reino de Deus não é deste mundo. É o reino para o espírito imortal.

Contudo, não descarto a opinião de que Jesus voltará. Vale lembrar que Jesus é o espírito de Verdade que nos trouxe a revelação espírita. Poderíamos dizer que isso é um retorno dele.

Sobre a outra pergunta: "Ou a evolução dos homens, aqui encarnados, nunca atingirão a evolução de Jesus?", penso o seguinte: segundo a Gênese bíblica e algumas obras de Emmanuel como A Caminho da Luz, Jesus já era um Cristo antes da Terra ser criada. Jesus e sua plêiade de de espíritos, estão nos acompanhando desde nossas primeiras manifestações como princípio inteligente.
Se é certo que todos invariavelmente chegaremos a evolução espiritual equivalente à que Jesus nos revelou, será certo afirmarmos que até lá, ou seja, até que nos alcancemos aquele patamar de evolução, será que poderíamos imaginar que Jesus estacionou? É possível imaginar um limite para a expansão da grandeza de cada ser criado por Deus?

Chico Xavier em entrevista com Herculano Pires, diz que Jesus é o governador da Terra, mas haveria um Cristo de maior grandeza que governa todo o sistema solar.
Imaginemos então, que esse Cristo do sistema solar se sente muito pequeno, pois periodicamente ele participa de uma reunião com vários Cristos de outros sistemas solares e quem preside a reunião é um Cristo de um aglomerado de sistemas solares.
Esse Cristo que governa vários sistemas solares, também se sente pequeno, pois periodicamente ele participa de uma reunião dos Cristos dos aglomerados de sistemas e quem preside é o Cristo da galáxia.
O Cristo da galáxia também se sente pequeno, pois ele participa de uma reunião dirigida pelo Cristo de um aglomerado de galáxias. E assim até o infinito.
Por esse ponto de vista, podemos dizer que não atingiremos a mesma grandeza de Jesus, não por ele ser de criação especial, mas por ele ter mais experiência que nós.


Querida Rosang, vc pode estar certa ao dizer que "nunca haverá nem igualdade, nem unicidade", mas a doutrina afirma que "tudo tende para o uno", ou" para a unicidade".

,

Tudo caminha para a unidade. Disse Jesus: "Eu e o Pai somos um". E nós também seremos um com o Pai.

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas?

Pode ser que ao ler o título deste texto você imagine que se trata de uma espécie de censura ou proibição a alguma ideia veiculada no centro espírita. Por isso, faço o convite para que prossiga na leitura, pois, adianto, não se trata de censura ou proibição de qualquer…

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Em geral o Espiritismo não trabalha com datas predefinidas para acontecimentos.

Em geral o Espiritismo não trabalha com datas predefinidas para acontecimentos.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Desde que o mundo é mundo o homem busca, por meio das previsões, antecipar-se…

Reflexões sobre ações e críticas

            Você já se perguntou o que é a verdade? Jesus ao ser indagado por P Pilatos, na descrição do Evangelho segundo João, capítulo XVIII, respondeu com o maior silêncio que a humanidade já ouviu. Tenho me perguntado por que Ele adotou tal postura?   

            Neste…

Últimas atividades

Nelson de Oliveira curtiram o perfil de sandra cristina alves de araujo
13 horas atrás
Nelson de Oliveira curtiram o perfil de PATRIZIA GARDONA
13 horas atrás
Nelson de Oliveira curtiram o perfil de Ori Pombal Franco
13 horas atrás
Ícone do perfilLuciana Mara dos Santos, Fatima regina e Edna Luiza Chaves entraram em RAE
ontem
Valcimar da Silveira postou um evento
Miniatura

III CONFERÊNCIA ESPÍRITA CATARINENSE em Centro de Eventos Brand

4 outubro 2019 às 18 a 6 outubro 2019 às 12
III Conferência Espírita Catarinense Espiritismo: um olhar para o futuroPeríodo: dias 04, 05 e 06 de OutubroLocal: Centro de Eventos Brand - R. Fúlvio Aducci, 757A - Estreito, Florianópolis - SCExpositores:ANA GUIMARÃESANETE GUIMARÃESHAROLDO DUTRA DIAS (Abertura dia 04)SIMÃO PEDROJORGE ELARRATSIDNEY LOURENÇOARTHUR VALADARESMais informações em …Ver mais...
ontem
Ori Pombal Franco curtiram o evento "Equilíbrio do Corpo e da Alma", com Dalva Silva Souza de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Conceição Valadares curtiram o evento "Equilíbrio do Corpo e da Alma", com Dalva Silva Souza de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Raquel Eilert curtiu a postagem no blog SABER SOFRER - Richard Simonetti ::: de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Raquel Eilert curtiram o evento "Equilíbrio do Corpo e da Alma", com Dalva Silva Souza de Carlos Pretti - SCEE
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog CUIDADO COM A OVER-DOSE! “VIVER É MELHOR QUE SONHAR" de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Entrevista 27 agosto 2019 Aspectos Espiritas da Dependência Quimica https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2389351081304967&set=a.1876084972631583&type=3&theater"
sábado
Ina Maria A. S.Lima curtiu a postagem no blog TRANSIÇÃO PLANETÁRIA de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
sexta-feira
Ina Maria A. S.Lima curtiu a postagem no blog TRANSIÇÃO PLANETÁRIA de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
sexta-feira
Shirley Cristiane Amaral curtiram a discussão MÉDIUNS E MEDIUNIDADE de Amigo Espírita
sexta-feira
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O IDEAL DE CADA UM - André Luiz de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
sexta-feira
Luiz Otavio Lemos Bastos curtiram a discussão Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas? de Wellington Balbo
sexta-feira
Michel Jean Quete curtiu a postagem no blog Vigoroso convite! – Orson Peter Carrara de PATRIZIA GARDONA
sexta-feira
Michel Jean Quete curtiu a postagem no blog TRANSIÇÃO PLANETÁRIA de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
sexta-feira
Michel Jean Quete curtiu a postagem no blog TRANSIÇÃO PLANETÁRIA de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
sexta-feira
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

CHICO XAVIER FALOU DA IMPORTÂNCIA DE AJUNTARMOS TESOUROS DA ALMA

"Sobre a Terra, tudo é ilusão, tudo passa, tudo se transforma de um instante para outro. O que conta é o que guardamos dentro de nós; tudo mais há de ficar com o corpo, que se desfará em pó... Não vale a pena tanta luta por nada! Precisamos crescer interiormente, adquirir valores que sejamos eternos... Uma simples célula cancerígena que nos apareça no corpo joga tudo no chão. Vamos partir para o Além com os tesouros da alma. Como é que haveremos de nos apresentar aos que nos endossaram a…Ver mais...
sexta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento "Equilíbrio do Corpo e da Alma", com Dalva Silva Souza de Carlos Pretti - SCEE
sexta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço