Ano 6 - N° 267 - 1º de Julho de 2012

O Consolador -  Revista Semanal de Divulgação Espírita

 

 

Pelas cartas que chegam à redação de nossa revista, percebe-se que o movimento espírita não trata uniformemente algumas questões que há muito deveriam estar resolvidas, como se vê, por exemplo, nas diferentes técnicas de ministração dos passes e na condução das reuniões mediúnicas destinadas à doutrinação dos Espíritos.

Pouco tempo atrás uma leitora informou-nos que no centro espírita de que ela participa as reuniões mediúnicas são abertas ao público, inclusive a crianças, além de apresentar outros inconvenientes mencionados em sua carta.

O conhecido confrade J. Raul Teixeira disse certa vez, a propósito do movimento espírita, que este expressa o nível das pessoas que o dirigem. De acordo com as palavras do estimado confrade, “sempre que ele (o movimento espírita) esteja sob comandos ineptos e despreparados para esse comando, sofrerá as consequências dessa incapacidade”. O texto completo do que Raul disse pode ser visto clicando-se neste link: http://www.oconsolador.com.br/ano5/214/raulteixeiraresponde.html

A mesma análise pode ser aplicada à administração dos grupos e dos centros espíritas. Se as pessoas que os dirigem não estão preparadas para essa função, ou desprezam deliberadamente o que as obras espíritas recomendam, a consequência será algo parecido com o que a leitora nos relatou.

Com relação às reuniões mediúnicas abertas ao público, não nos custa lembrar aqui o que já foi publicado nesta revista em mais de uma ocasião.

É preciso ter em mente – em primeiro lugar - que uma reunião mediúnica, especialmente quando seu objetivo é o esclarecimento das entidades desencarnadas, assemelha-se a uma

enfermaria, com recursos trazidos da Espiritualidade para tratamento das criaturas conturbadas e infelizes que ali comparecem.

Basta-nos esse dado para que entendamos por que a sessão não deve ser aberta a curiosos, uma recomendação que Carlos Imbassahy, Cairbar Schutel e Spártaco Banal fizeram em obras publicadas antes mesmo do advento no Brasil das obras de André Luiz e Emmanuel.

Allan Kardec também havia tratado do assunto quando respondeu aos que lhe propunham abrir ao público as sessões da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas.

Não poderia ser, pois, diferente o entendimento de Divaldo Franco acerca do tema. “Nunca é demais recomendar – afirma o ilustre médium e tribuno – que as sessões mediúnicas sejam de caráter privado.”

O motivo dessa advertência é por demais óbvio, como é possível verificar à vista do que André Luiz consignou no cap. 21 de seu livro “Desobsessão”: "Coloquemo-nos no lugar dos desencarnados em desequilíbrio e entenderemos, de pronto, a inoportunidade da presença de qualquer pessoa estranha a obra assistencial dessa natureza”. “O serviço de desobsessão não é um depar­tamento de trabalho para cortesias sociais que, embora respeitáveis, não se compadecem com a enfermagem espiritual a ser desenvolvida, a benefício de irmãos desencarnados que amargas dificuldades atormentam.”

Exibições: 258

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
Palestra: "Céu e Inferno" - Guilherme Azevedo https://t.co/2xS5XLsGVv
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Vencendo aflições com um novo modo de ver/Orson Carrara, José Antonio, André Sobreiro e Ary Dourado https://t.co/TkKbAuslNv
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Miriam Thomé curtiram a discussão Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei) de Amigo Espírita
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Nos Domínios da Ação - Evangelho na Rede com Carla Fabres https://t.co/U3npWc8KtV
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Vencendo aflições com um novo modo de ver/Orson Carrara, José Antonio, André Sobreiro e Ary Dourado https://t.co/UBEpDS1q1A
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Nos Domínios da Ação - Evangelho na Rede com Carla Fabres https://t.co/MWFkqnchjr
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Codificador do Paracleto comentou a postagem no blog Internet , redes sociais e os pseudomédiuns , ambiciosos e mistificadores (Jorge Hessen) de os pae
9 horas atrás
ARI DE SOUSA LIMA curtiram a discussão Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei) de Amigo Espírita
9 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog CUIDADO COM A OVER-DOSE! “VIVER É MELHOR QUE SONHAR" de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
10 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
A chave do Abismo - (137) Apocalipse-9:1 - Carlos Alberto Braga https://t.co/JsqOY4ymvS
Twitter10 horas atrás · Responder · Retweet
Silvia Mesquita comentou a postagem no blog Imaginemos de PATRIZIA GARDONA
11 horas atrás
Silvia Mesquita curtiu a postagem no blog Imaginemos de PATRIZIA GARDONA
11 horas atrás
Silvia Mesquita curtiu a postagem no blog Imaginemos de PATRIZIA GARDONA
11 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog CUIDADO COM A OVER-DOSE! “VIVER É MELHOR QUE SONHAR" de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
13 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog CUIDADO COM A OVER-DOSE! “VIVER É MELHOR QUE SONHAR" de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
14 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo respondeu à discussão Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei) de Amigo Espírita no grupo Artigos Espíritas
18 horas atrás
constancia mello de carvalho sou curtiram a discussão Faça o bem (artigo de Valci Silva) de Amigo Espírita
18 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Comparemos a Doutrina Espírita a uma grande empresa" : https://t.co/WkczVRxjlW
Twitter19 horas atrás · Responder · Retweet
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Comparemos a Doutrina Espírita a uma grande empresa de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
20 horas atrás
Elisabete Torres Correia Guerrie curtiu a postagem no blog A ANSIEDADE - Mensagem por Joanna de Ângelis de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
21 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço