Paulo: Uma Perspectiva Espírita

Estudando Paulo de Tarso

Dando sequência ao nosso estudo, continuemos...

Providência – trata-se da solicitude do Criador em relação à Sua criação; o cuidado e o acompanhamento que Ele tem com ela. Kardec desenvolverá o tema no Livro A Gênese1, no capítulo II a partir do item 20.

Podemos ver aqui uma prefiguração do Deus-Pai do qual falou Jesus, de um Deus segundo entendemos, que também é Mãe, pois zela incessantemente em favor de seus filhos, os assiste em todos os momentos2.

Mas é a tua Providência, ó Pai, que o pilota, pois abriste um caminho até no mar e uma rota segura entre as ondas.3

Deste-me a vida e o amor, e a tua solicitude me guardou.4

No desenvolvimento do tema, aprofundando os conceitos de Criação e Providência surge um outro de fundamental importância para compreendermos Paulo em sua cultura judaica, trata-se do que podemos compreender por Aliança.

Deus criou o homem e o cercou de tudo que ele precisava, e mais, o colocou num Jardim de delícias (Éden).

Entretanto, fez com ele um pacto, uma aliança:

De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.5

O homem não conseguiu manter sua fidelidade e desobedeceu, surge deste modo a experiência do mal e a necessidade do homem se recompor.

O erro na criação não é de Deus, mas do homem, entretanto o Criador providencia recursos para que o homem corrija sua rota.

Assim, Deus renova sua aliança com Adão, e o mesmo vai fazer com Abraão, com Isaac, com Jacó, com Moisés…

Cada vez que o ser humano falha seu destino é reconfigurado para que atinja o objetivo de recompor-se diante de Deus com toda assistência Deste.

Vemos aí uma manifestação clara da Providência Divina auxiliando o homem em seu reerguimento espiritual, o que vai acontecer segundo Paulo, a partir de uma nova criação em Cristo. Ele viu Jesus como o redentor do erro de Adão. Ele era a manifestação plena da justiça de Deus, através de Jesus Deus confirma sua Fidelidade à Aliança.

Juízo – este é um tema que está presente em toda literatura bíblica, Deus é Santo, Nele não há mácula, nenhum tipo de impureza. A Justiça de Deus é manifestação plena de Seu caráter, assim, ele recompensa o bem e pune o mal. Haverá um juízo final, que é o momento de prestação de contas em que o homem diante de Deus será ou não justificado, isto é, reconhecido como justo.

Se for bem sucedido no julgamento terá vida, se não, morte. No Espiritismo a obra básica que aprofunda sobre este assunto é O Céu e o Inferno6.

Estes são temas sempre presentes em Paulo o que nos mostra ser ele fiel ao judaísmo. Voltamos a repetir, Paulo não rompeu com o judaísmo, o que ele percebeu era que Jesus era o objetivo da Torah (Romanos, 10: 4), o cumprimento da Promessa.

Tendo visto estas questões fundamentais que situam Paulo dentro do contexto judaico, faz-se necessário citarmos que o cristianismo, principalmente a partir do quarto século de nossa era, modificou alguns conceitos, baseados numa forma errônea de ler Paulo e que agora precisamos reconsiderar.

Assim, Jesus foi tido como Criador, e se é Criador, entendeu-se que Jesus é Deus, ou seja, Deus que encarnou.

Lembramos de Kardec quando na questão 59 de O Livro dos Espíritos ao comentar sobre algumas considerações bíblicas sobre a criação afirma:

Dever-se-á daí concluir que a Bíblia é um erro? Não; a conclusão a tirar-se é que os homens se equivocaram ao interpretá-la.

Assim, se nos propomos realizar uma nova interpretação dos textos de Paulo à luz da Doutrina Espírita, precisamos conhecer e estudar os princípios fundamentais do Espiritismo.

Temas como Deus, Jesus (Cristo), Espírito, Perispírito, Evolução, Mediunidade, Imortalidade da Alma, Livre Arbítrio, entre outros, são essenciais para verdadeiramente entendermos o que quis dizer ao mundo este Bandeirante do Evangelho.

Continua...

1 KARDEC, Allan. A Gênese, 26ª Ed. Rio de Janeiro: FEB, 1984.

2 Não vamos encontrar em nenhum texto esta ideia de Deus-mãe, esta é apenas uma figura de linguagem a fim de melhor compreendermos a Providência Divina.

3 Sabedoria, 14: 3

4 Jó, 10: 12

5 Gênesis, 2: 16 e 17

6 KARDEC, Allan. O Céu e o Inferno. Rio de Janeiro: FEB, 1944




Autor: Claudio Fajardo de Castro (Juiz de Fora/MG)

e-mail: fajardo1960@gmail



texto anterior: http://amigoespirita.ning.com/group/estudandopaulodetarso/forum/top...

Exibições: 691

Respostas a este tópico

Obrigada!

Muito bom. Obrigada.

Muito bom o texto, Obrigado.

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

 

Há, para uma boa parcela de gente, até para aqueles que conhecem um pouco mais os Espíritos e a sua natureza, uma espécie de medo do que eles – os Espíritos – podem fazer…

Últimas atividades

André Goes respondeu à discussão Kardec sofre... de Wellington Balbo no grupo Artigos Espíritas
"Faço das palavras de Allan Kardec as minhas palavras. Se temos o mesmo mestre e as mesmas diretrizes, por qual ou quais razões não nos entendemos? R= Porque continuam fazendo tudo diferente do que jesus fez. O primeiro erro foi…"
28 minutos atrás
André Goes respondeu à discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo no grupo Artigos Espíritas
"Há muitas variáveis que estão fora deste contexto. Nem tudo é questão espiritual, mas sim da própria natureza. Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…"
49 minutos atrás
Ícone do perfilAndré Goes e Alexandre Guilherme Martins Soar entraram no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos.."Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"Ver mais...
49 minutos atrás
José Leonil Marques da Silva curtiram a discussão Chico Xavier - O servidor de Feeak Minas
49 minutos atrás
Josué Mattos curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
1 hora atrás
FLAVIO LUIZ FONSECA curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
1 hora atrás
Cláudia de Jesus curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
2 horas atrás
Cláudia de Jesus curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
2 horas atrás
Aline Grasiele Rosa curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
2 horas atrás
Aline Grasiele Rosa curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
2 horas atrás
Alexandre Guilherme Martins Soar comentou o grupo Artigos Espíritas de Amigo Espírita
"Muito bom essa explanação que trata o porque que não nos sentimos de forma confortável com pessoas e em algum lugares que passamos, estamos e etc...! Se não for espíritos simpáticos a nos, podem ser…"
2 horas atrás
Conceição Valadares curtiram o evento “Força Espiritual”, com Eliomar Borgo Cypriano de Carlos Pretti - SCEE
3 horas atrás
ARI DE SOUSA LIMA curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
3 horas atrás
Conceição Valadares respondeu à discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo no grupo Artigos Espíritas
"Muito obrigada pelo belíssimo texto"
3 horas atrás
Conceição Valadares curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
3 horas atrás
MILTON JOSE DE OLIVEIRA curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
3 horas atrás
Jessica Costa curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
3 horas atrás
Andréa Wernke Schumacher curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
3 horas atrás
Valéria Augusta Sobrinho curtiram o perfil de Amigo Espírita
4 horas atrás
Valéria Augusta Sobrinho curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
4 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço