Boa noite!

Vou trazer aqui um pequeno trecho para que possamos desenvolver este tópico e ver as opiniões sobre este tema que, a meu ver, não tem um esclarecimento ainda, totalmente compreensível.

Como o espiritismo vê a questão  da pedofilia?
Como um grave desequilíbrio mental e espiritual, necessitando severo tratamento multidisciplinar, isto é envolvendo diversos profissionais além de tratamento espiritual complementar.

(Retirado de uma entrevista com Dr. Ricardo de Bernardi)

Fonte: http://www.rcespiritismo.com.br/index.php?option=com_content&vi...

Seguem as questões:

Como o espiritismo vê a Pedofilia?

Como fica a situação da criança molestada?

Como se aplica a Lei de Causa e Efeito ?

Exibições: 2560

Responder esta

Respostas a este tópico

Aos amigo e, em particular ao Hilton, que é dele a msg que vamos comentar.


Luis: amigos, vamos, como manda sabiamente a DE, comentar e raciocinar sobre o que o Hilton disse (“fé raciocinada”, certo?)


Hilton disse: Se todos fossemos criados perfeitos, teríamos que ser iguais a Deus. Só Deus é perfeito e se ele criasse uma inteligência perfeita, essa inteligência seria também um Deus tão inteligente quanto a Ele. Se a criatura não é igual a Deus, logo não é perfeita.


Luis: e sermos iguais ao Criador seria para nós a felicidade absoluta, pois estaríamos livres de todos e quaisquer problemas, como os dos desentendimentos, guerras, violências, dores, sofrimentos, da pratica de maldades, crimes e das consequências de qualquer erro, pois não cometeríamos qualquer erro, certo? E, sendo assim, devemos acreditar que passamos por todos esses terríveis e mesmo desesperadores e insuportáveis problemas, devido a Deus não nos ter criado perfeitos? É isso mesmo? Quem é que sabe dar outra explicação a respeito?


E, aqui, vai uma pergunta: se a criatura foi criada por Deus não perfeita, obviamente foi criada por Deus imperfeita, certo? Mas se tanto sofremos devido a sermos imperfeitos, qual é a causa desses sofrimentos, se é Deus que nos cria imperfeitos? E é exatamente devido ao fato de sermos imperfeitos, que temos de, forçosamente, obrigatoriamente, passarmos por tantas encarnações todas elas recheadas de sofrimentos! Será isso mesmo? Onde estão aí aquele infinito amor, aquela infinita justiça? Alguém, que seja estudioso da doutrina e dela já tenha bastante conhecimento, pode responder essas perguntas?
Deus nos cria a todos (vamos esquecer a imperfeição e nos atemos apenas à ignorância): Deus nos cria ignorantes e depois nos faz sofrer para deixarmos de ser ignorantes, sendo que é Ele mesmo que a todos nós cria ignorantes?! Não consigo entender!


Hilton: Deus cria a todos sem complexidade estrutural que nos impede que armazenemos certas coisas.


Luis: peço ao jovem que explique o que quis dizer acima. Pois, o que vemos na vida é que (embora armazenemos absolutamente tudo que da vida percebemos) esse arquivo está oculto à percepção de muitos, certo?


Luis: Sim, sendo Deus justo, não poderá privilegiar ninguém, pois isso seria ser injusto. Mas, outra perguntinha: se, como vc diz, Deus guia o caminho de todos, porq tantos seguem o caminho das perversidades, das perversões, são cruéis, assassinos, profundamente egoístas etc? Em relação a muitos de nossos irmãos, parece que quem os guia é oposto de Deus, isto é, o mal, Satanás.


Hilton: ... para que o ser criado sem forma, consiga aos poucos adquirir mais e mais complexidade estrutural, que resulta numa maior soma de acúmulo de experiências e conhecimentos, que fará depois e certo tempo, que o ser deixe de andar "no colo" de Deus, aprendendo a caminhar pelo seu próprio esforço.
Assim, como uma criança que pouco a pouco deixa de depender dos pais para sobreviver, Deus deixa que nossa inteligência atue sobre as situações cuja nossa complexidade permite que sejamos capazes de fazer aquilo que Deus outrora fez por nós.


Luis: e porq, meu jovem, Deus tb deixa que nossa inteligência, que nossa vida, nos impeçam por talvez “zilhões” de séculos e de reencarnações cheias de sofrimentos terríveis, que caminhemos até chega à compreensão, a entender que devemos “fazer aquilo que Deus outrora fez por nós”?


Hilton: Assim, pouco a pouco o ser se desenvolve. Como criaturas criadas por Deus, seus filhos tentem a unidade que é Ele, mas somente pouco a pouco, o ser consegue cumprir aquilo que constitui sua natureza divina. Quanto mais se expande, mais capacidade tem de fazer as coisas "como Deus".


Luis: se é aos poucos que nos desenvolvemos, que chegamos a esse conhecimento, a essa compreensão, qual é causa de tanto sofrermos eqto ainda estivermos nos desenvolvendo?


Hilton: ... O ser criado sempre terá um infinito de ignorância, um infinito de limitação estrutural e um limitado raio de ação, quando comparamos esse ser com Deus.


Luis: meu amigo, se sempre seremos ignorantes, como explicar os nossos sofrimentos, se as escolhas erradas que fazemos se devem ao fato de sermos ignorantes? Pode nos explicar melhor?


Hilton: Temos que aceitar nossa condição de seres limitados e dependentes de Deus. Pois só somos eternos, enquanto durar a eternidade de Deus.


Luis: não, meu amigo, não temos; devemos; e essa aceitação dependerá, não de nós, de nossa vontade, mas do que a escola da vida nos ensina. E sendo as experiências/lições que adquirimos nessa escola, desiguais, por isso alguns aceitam e outros não aceitam. Portanto, nessa aceitação ou não aceitação, não há nem méritos, nem deméritos.
.

.

Minha Irmã Carmen, segue minhas reflexões sobre o assunto.

 

Seguem as questões:

Como o espiritismo vê a Pedofilia? Não tenho autoridade para responder pelo espiritismo, mas posso dar a minha visão sobre o assunto. Como sabemos, nosso planeta vive a condição de expiação e prova, portanto todos nós passamos pela queda gerada no egocentrismo e involuimos até chegar a condição atual em que nos encontramos. Para realizarmos a virada, evolução, precisamos desconstruir toda obra gerada pelo egoísmo, pela astúcia e pelo individualismo. Até aqui a humanidade pouco enxergou o evangelho e o apocalipse de Jesus como solução para a desordem gerada pelo homem em todos os sentidos. Diante deste quadro engendramos forças negativas das quais não conseguimos  perceber, pois encontram-se no invisível e é um self service . Como vivemos em um regime de dualidade e livre arbítrio, podemos desenvolver em nosso campo receptores sensíveis as mais diversas obras de destruição. Daí vamos encontrar: o assassino, o corrupto, os que se alistam voluntariamente nas guerras religiosas e também os pedófilos. Todos são produtos das excrescências geradas pelo homem e nos jogam ao atual sistema de miséria espiritual do qual nos encontramos. Assim a pedofilia não se encontra na estrutura espiritual das leis divinas, é resultado do meio empobrecido de ética e amor em que todos nós estamos inseridos.

Como fica a situação da criança molestada? Observe na resposta acima que todos aqueles que se associaram ao trabalho de destruição geraram em seu campo espiritual variações de ordem com a lei maior (Lei de Deus) e automaticamente pede correção, estabelecendo um determinismo. No caso em questão não devemos ver a criança no sentido emocional e que é comum em nós, mas sim um espirito detrator em sua condição de expiação. Portanto, um pedófilo de ontem traz em seu subconsciente a necessidade de uma experiência semelhante a que produziu para o equilíbrio de seu campo vibracional. Se molestou 10 crianças, seguramente irá fazer um resgate como homossexual e em seguida trabalhar em entidades protetoras e educadoras de menores, até alcançar seu equilíbrio moral. Disse Alziro Zarur – “a lei de Deus julgando o passado de cada homem, povos e nações, determina-lhes o futuro”

Como se aplica a Lei de Causa e Efeito?   A Lei de Causa e Efeito é seguramente um artigo da Lei de Deus e como tal obedece uma ordem e equilíbrio na proporção de100% perfeita. Observe o Universo, a natureza, as reações químicas e biológicas em nosso corpo, o solo rico em nutrientes; tudo perfeito e em plena harmonia. Além de toda esta maravilha ainda contamos como as verdades do Evangelho que é o nosso norte. Imagine se toda a humanidade em um momento de LUZ revertesse o quadro de miséria em que nos encontramos. Cabe aqui a leitura do livro de Jonas e sua empreitada na cidade de Nínive, todos ( Rei e Nação) acataram o clamor de Jonas e a cidade reverteu a profecia. Pobre humanidade que necessita da lei de causa e efeito para acordar para as verdades eternas. Deveríamos ter a percepção de que somente o AMOR é o instrumento pelo qual faremos nossa evolução. A Lei de Causa e Efeito se aplica a esta humanidade imperfeita por suas convicções quase sempre erradas e distorcidas.

Sobre a pedofilia, temos de fazer as seguintes perguntas: qual é a sua origem? Quem é que dota o ser humano de hormônios, que os levam a situações nas quais os usam para outros fins? Quem é que coloca o pedófilo nessas situações?Quem é que faz que haja quem se incline à pedofilia? Porq uns são pedófilos e outros não? 

O ego é a resposta.

Novamente a mesma resposta: Deus por tudo é responsável!

Não. Não afirmo isso. Isso quem afirma é você. Eu afirmo que embora Deus nos tenha dado o ego, o mau uso dele é responsabilidade nossa. De cada um. Portanto, nós somos responsáveis pelas nossas dores.

Exato; sou eu q afirmo que Deus é o responsável por absolutamente tudo e isso está implícito na própria codificação; simplificando: cabe a Deus a responsabilidade tanto pelo bem como pelo mal, pois vc mesmo afirma q toda responsabilidade cabe ao ego, o q mostra q cabe a Deus, pois é Deus que  coloca um ego em cada um de nós. E se, como vc tb afirma que o mau uso do ego é responsabilidade nossa, tente responder: qual é a causa de escolhermos fazer mau uso do ego, se é devido a isso que erramos tanto? Porq, se temos liberdade de escolher fazer sempre bom uso do ego, tantas vezes escolhemos fazer mau uso dele?


Marco Túlio Ferreira Silva disse:

Não. Não afirmo isso. Isso quem afirma é você. Eu afirmo que embora Deus nos tenha dado o ego, o mau uso dele é responsabilidade nossa. De cada um. Portanto, nós somos responsáveis pelas nossas dores.

Por opção. 

Não existe o mau. O que chamamos de mau é a ignorância a respeito das leis divinas.

O mal existe e não podemos ignora-lo. Não se trata de apenas ignorância das leis, porque os espíritos perversos são profundamente conhecedores delas e atuam inteligentemente no mal. Além disso existem fatos naturais que não correspondem ao amor e carecem de sentido no bem em se considerando Deus o autor deles.

E qual é a causa de, mesmo conhecendo profundamente as leis divinas, espíritos perversos atuarem inteligentemente no mal? Está é uma dúvida q me veio do estudo da DE, por muitos anos, para a qual não encontro esclarecimento na doutrina. pois qual é a causa de uns serem perversos e outros não serem? 

O inadequado uso do ego.

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Um tempo atrás, quando saía do centro espírita, um senhor me abordou para narrar curioso fato.

Aspas pra…

Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas?

Pode ser que ao ler o título deste texto você imagine que se trata de uma espécie de censura ou proibição a alguma ideia veiculada no centro espírita. Por isso, faço o convite para que prossiga na leitura, pois, adianto, não se trata de censura ou proibição de qualquer…

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Últimas atividades

os pae curtiu a postagem no blog Implicações da culpa (Jorge Hessen) de os pae
3 horas atrás
os pae compartilhou o post do blog deles em Facebook
3 horas atrás
Jacimara Vieira dos Santos curtiram a discussão Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação. de Wellington Balbo
6 horas atrás
Jacimara Vieira dos Santos curtiu a postagem no blog O MAU HUMOR MATINAL de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
6 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram o evento “O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco de Carlos Pretti - SCEE
10 horas atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento “O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco de Carlos Pretti - SCEE
10 horas atrás
Posts no blog por Nilton Cardoso Moreira

ENCONTRAMOS EXPLICAÇÕES

           É comum para todos os eventos que acontecem em nossa vida querermos achar explicações. É da natureza humana o ato investigativo, pois que todos nós temos anseios de querer saber o motivo pelo qual determinado fato aconteceu, mesmo que o evento tenha sido com outra pessoa.           Existem situações na vida que embora procuremos esclarecimentos a respeito, não…Ver mais...
17 horas atrás
os pae curtiu a postagem no blog Implicações da culpa (Jorge Hessen) de os pae
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Postura Altamente Humanitária – Orson Peter Carrara

Toda cidade tem seu vulto histórico de destaque ou vários, a depender de sua história e origens no tempo. É comum que todos recordemos fatos da infância ou ainda que não tenhamos tido contato direto, até por questão cronológica, mas tenhamos conhecimento das ações e legado deixado por esses homens e mulheres que marcaram época, projetando suas ações no futuro.Vim de…Ver mais...
ontem
O evento de Carlos Pretti - SCEE foi destacado
Miniatura

“O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

22 setembro 2019 de 9 a 10:15
“O Talento Perdido!”, este será o tema da palestra do fotógrafo, pesquisador e orador espírita Rafael Brocco, de Colatina-ES, no próximo domingo 22 de setembro de 2019, de 09 às 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rafael é um jovem talento da oratória espírita aqui de Colatina. Ele é evangelizador de juventude, estudante e trabalhador na área da…Ver mais...
ontem
Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

22 setembro 2019 de 9 a 10:15
“O Talento Perdido!”, este será o tema da palestra do fotógrafo, pesquisador e orador espírita Rafael Brocco, de Colatina-ES, no próximo domingo 22 de setembro de 2019, de 09 às 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rafael é um jovem talento da oratória espírita aqui de Colatina. Ele é evangelizador de juventude, estudante e trabalhador na área da…Ver mais...
ontem
Posts no blog por os pae

Implicações da culpa (Jorge Hessen)

Jorge Hessenjorgehessen@gmail.comBrasília-DFMuitas crianças são induzidas a agir de forma sempre “correta”, conforme o padrão do seu meio ambiente, dos valores éticos, das pressões existentes. Quando a criança é obrigada a fazer as coisas dessa ou daquela maneira, todas as vezes que faz de forma diferente desenvolve a culpa. A…Ver mais...
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Procura-se urgentemente quem ouça. E ouça com atenção! de PATRIZIA GARDONA
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Dolorosa advertência de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O MAU HUMOR MATINAL de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão O Homem que fizer estas coisas viverás por elas - Estudo (67) Cartas de Paulo de Feeak Minas
quinta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de luciane Duarte de souza
quarta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de André M
quarta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Alberto Neto
quarta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de André Psicologo
quarta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço