Boa noite!

Vou trazer aqui um pequeno trecho para que possamos desenvolver este tópico e ver as opiniões sobre este tema que, a meu ver, não tem um esclarecimento ainda, totalmente compreensível.

Como o espiritismo vê a questão  da pedofilia?
Como um grave desequilíbrio mental e espiritual, necessitando severo tratamento multidisciplinar, isto é envolvendo diversos profissionais além de tratamento espiritual complementar.

(Retirado de uma entrevista com Dr. Ricardo de Bernardi)

Fonte: http://www.rcespiritismo.com.br/index.php?option=com_content&vi...

Seguem as questões:

Como o espiritismo vê a Pedofilia?

Como fica a situação da criança molestada?

Como se aplica a Lei de Causa e Efeito ?

Exibições: 2701

Responder esta

Respostas a este tópico

Aos amigo e, em particular ao Hilton, que é dele a msg que vamos comentar.


Luis: amigos, vamos, como manda sabiamente a DE, comentar e raciocinar sobre o que o Hilton disse (“fé raciocinada”, certo?)


Hilton disse: Se todos fossemos criados perfeitos, teríamos que ser iguais a Deus. Só Deus é perfeito e se ele criasse uma inteligência perfeita, essa inteligência seria também um Deus tão inteligente quanto a Ele. Se a criatura não é igual a Deus, logo não é perfeita.


Luis: e sermos iguais ao Criador seria para nós a felicidade absoluta, pois estaríamos livres de todos e quaisquer problemas, como os dos desentendimentos, guerras, violências, dores, sofrimentos, da pratica de maldades, crimes e das consequências de qualquer erro, pois não cometeríamos qualquer erro, certo? E, sendo assim, devemos acreditar que passamos por todos esses terríveis e mesmo desesperadores e insuportáveis problemas, devido a Deus não nos ter criado perfeitos? É isso mesmo? Quem é que sabe dar outra explicação a respeito?


E, aqui, vai uma pergunta: se a criatura foi criada por Deus não perfeita, obviamente foi criada por Deus imperfeita, certo? Mas se tanto sofremos devido a sermos imperfeitos, qual é a causa desses sofrimentos, se é Deus que nos cria imperfeitos? E é exatamente devido ao fato de sermos imperfeitos, que temos de, forçosamente, obrigatoriamente, passarmos por tantas encarnações todas elas recheadas de sofrimentos! Será isso mesmo? Onde estão aí aquele infinito amor, aquela infinita justiça? Alguém, que seja estudioso da doutrina e dela já tenha bastante conhecimento, pode responder essas perguntas?
Deus nos cria a todos (vamos esquecer a imperfeição e nos atemos apenas à ignorância): Deus nos cria ignorantes e depois nos faz sofrer para deixarmos de ser ignorantes, sendo que é Ele mesmo que a todos nós cria ignorantes?! Não consigo entender!


Hilton: Deus cria a todos sem complexidade estrutural que nos impede que armazenemos certas coisas.


Luis: peço ao jovem que explique o que quis dizer acima. Pois, o que vemos na vida é que (embora armazenemos absolutamente tudo que da vida percebemos) esse arquivo está oculto à percepção de muitos, certo?


Luis: Sim, sendo Deus justo, não poderá privilegiar ninguém, pois isso seria ser injusto. Mas, outra perguntinha: se, como vc diz, Deus guia o caminho de todos, porq tantos seguem o caminho das perversidades, das perversões, são cruéis, assassinos, profundamente egoístas etc? Em relação a muitos de nossos irmãos, parece que quem os guia é oposto de Deus, isto é, o mal, Satanás.


Hilton: ... para que o ser criado sem forma, consiga aos poucos adquirir mais e mais complexidade estrutural, que resulta numa maior soma de acúmulo de experiências e conhecimentos, que fará depois e certo tempo, que o ser deixe de andar "no colo" de Deus, aprendendo a caminhar pelo seu próprio esforço.
Assim, como uma criança que pouco a pouco deixa de depender dos pais para sobreviver, Deus deixa que nossa inteligência atue sobre as situações cuja nossa complexidade permite que sejamos capazes de fazer aquilo que Deus outrora fez por nós.


Luis: e porq, meu jovem, Deus tb deixa que nossa inteligência, que nossa vida, nos impeçam por talvez “zilhões” de séculos e de reencarnações cheias de sofrimentos terríveis, que caminhemos até chega à compreensão, a entender que devemos “fazer aquilo que Deus outrora fez por nós”?


Hilton: Assim, pouco a pouco o ser se desenvolve. Como criaturas criadas por Deus, seus filhos tentem a unidade que é Ele, mas somente pouco a pouco, o ser consegue cumprir aquilo que constitui sua natureza divina. Quanto mais se expande, mais capacidade tem de fazer as coisas "como Deus".


Luis: se é aos poucos que nos desenvolvemos, que chegamos a esse conhecimento, a essa compreensão, qual é causa de tanto sofrermos eqto ainda estivermos nos desenvolvendo?


Hilton: ... O ser criado sempre terá um infinito de ignorância, um infinito de limitação estrutural e um limitado raio de ação, quando comparamos esse ser com Deus.


Luis: meu amigo, se sempre seremos ignorantes, como explicar os nossos sofrimentos, se as escolhas erradas que fazemos se devem ao fato de sermos ignorantes? Pode nos explicar melhor?


Hilton: Temos que aceitar nossa condição de seres limitados e dependentes de Deus. Pois só somos eternos, enquanto durar a eternidade de Deus.


Luis: não, meu amigo, não temos; devemos; e essa aceitação dependerá, não de nós, de nossa vontade, mas do que a escola da vida nos ensina. E sendo as experiências/lições que adquirimos nessa escola, desiguais, por isso alguns aceitam e outros não aceitam. Portanto, nessa aceitação ou não aceitação, não há nem méritos, nem deméritos.
.

.

Minha Irmã Carmen, segue minhas reflexões sobre o assunto.

 

Seguem as questões:

Como o espiritismo vê a Pedofilia? Não tenho autoridade para responder pelo espiritismo, mas posso dar a minha visão sobre o assunto. Como sabemos, nosso planeta vive a condição de expiação e prova, portanto todos nós passamos pela queda gerada no egocentrismo e involuimos até chegar a condição atual em que nos encontramos. Para realizarmos a virada, evolução, precisamos desconstruir toda obra gerada pelo egoísmo, pela astúcia e pelo individualismo. Até aqui a humanidade pouco enxergou o evangelho e o apocalipse de Jesus como solução para a desordem gerada pelo homem em todos os sentidos. Diante deste quadro engendramos forças negativas das quais não conseguimos  perceber, pois encontram-se no invisível e é um self service . Como vivemos em um regime de dualidade e livre arbítrio, podemos desenvolver em nosso campo receptores sensíveis as mais diversas obras de destruição. Daí vamos encontrar: o assassino, o corrupto, os que se alistam voluntariamente nas guerras religiosas e também os pedófilos. Todos são produtos das excrescências geradas pelo homem e nos jogam ao atual sistema de miséria espiritual do qual nos encontramos. Assim a pedofilia não se encontra na estrutura espiritual das leis divinas, é resultado do meio empobrecido de ética e amor em que todos nós estamos inseridos.

Como fica a situação da criança molestada? Observe na resposta acima que todos aqueles que se associaram ao trabalho de destruição geraram em seu campo espiritual variações de ordem com a lei maior (Lei de Deus) e automaticamente pede correção, estabelecendo um determinismo. No caso em questão não devemos ver a criança no sentido emocional e que é comum em nós, mas sim um espirito detrator em sua condição de expiação. Portanto, um pedófilo de ontem traz em seu subconsciente a necessidade de uma experiência semelhante a que produziu para o equilíbrio de seu campo vibracional. Se molestou 10 crianças, seguramente irá fazer um resgate como homossexual e em seguida trabalhar em entidades protetoras e educadoras de menores, até alcançar seu equilíbrio moral. Disse Alziro Zarur – “a lei de Deus julgando o passado de cada homem, povos e nações, determina-lhes o futuro”

Como se aplica a Lei de Causa e Efeito?   A Lei de Causa e Efeito é seguramente um artigo da Lei de Deus e como tal obedece uma ordem e equilíbrio na proporção de100% perfeita. Observe o Universo, a natureza, as reações químicas e biológicas em nosso corpo, o solo rico em nutrientes; tudo perfeito e em plena harmonia. Além de toda esta maravilha ainda contamos como as verdades do Evangelho que é o nosso norte. Imagine se toda a humanidade em um momento de LUZ revertesse o quadro de miséria em que nos encontramos. Cabe aqui a leitura do livro de Jonas e sua empreitada na cidade de Nínive, todos ( Rei e Nação) acataram o clamor de Jonas e a cidade reverteu a profecia. Pobre humanidade que necessita da lei de causa e efeito para acordar para as verdades eternas. Deveríamos ter a percepção de que somente o AMOR é o instrumento pelo qual faremos nossa evolução. A Lei de Causa e Efeito se aplica a esta humanidade imperfeita por suas convicções quase sempre erradas e distorcidas.

Sobre a pedofilia, temos de fazer as seguintes perguntas: qual é a sua origem? Quem é que dota o ser humano de hormônios, que os levam a situações nas quais os usam para outros fins? Quem é que coloca o pedófilo nessas situações?Quem é que faz que haja quem se incline à pedofilia? Porq uns são pedófilos e outros não? 

O ego é a resposta.

Novamente a mesma resposta: Deus por tudo é responsável!

Não. Não afirmo isso. Isso quem afirma é você. Eu afirmo que embora Deus nos tenha dado o ego, o mau uso dele é responsabilidade nossa. De cada um. Portanto, nós somos responsáveis pelas nossas dores.

Exato; sou eu q afirmo que Deus é o responsável por absolutamente tudo e isso está implícito na própria codificação; simplificando: cabe a Deus a responsabilidade tanto pelo bem como pelo mal, pois vc mesmo afirma q toda responsabilidade cabe ao ego, o q mostra q cabe a Deus, pois é Deus que  coloca um ego em cada um de nós. E se, como vc tb afirma que o mau uso do ego é responsabilidade nossa, tente responder: qual é a causa de escolhermos fazer mau uso do ego, se é devido a isso que erramos tanto? Porq, se temos liberdade de escolher fazer sempre bom uso do ego, tantas vezes escolhemos fazer mau uso dele?


Marco Túlio Ferreira Silva disse:

Não. Não afirmo isso. Isso quem afirma é você. Eu afirmo que embora Deus nos tenha dado o ego, o mau uso dele é responsabilidade nossa. De cada um. Portanto, nós somos responsáveis pelas nossas dores.

Por opção. 

Não existe o mau. O que chamamos de mau é a ignorância a respeito das leis divinas.

O mal existe e não podemos ignora-lo. Não se trata de apenas ignorância das leis, porque os espíritos perversos são profundamente conhecedores delas e atuam inteligentemente no mal. Além disso existem fatos naturais que não correspondem ao amor e carecem de sentido no bem em se considerando Deus o autor deles.

E qual é a causa de, mesmo conhecendo profundamente as leis divinas, espíritos perversos atuarem inteligentemente no mal? Está é uma dúvida q me veio do estudo da DE, por muitos anos, para a qual não encontro esclarecimento na doutrina. pois qual é a causa de uns serem perversos e outros não serem? 

O inadequado uso do ego.

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

ASSISTA AO VIVO


Clique no título para acessar o vídeo no Youtube

Pede e receberás - Antonio César R. Léllis

10/12 - 16:00 as 17:00h

Virgens loucas a prudentes - Paulo Pina

10/12 - 19:30 as 21:00h

Palestra com Tadeu (Araxá-MG)

10/12 - 20:00 as 21:00h

Há espíritos? - Elo Invisível 26 - Eliomar Borgo e Marcos Bentes

11/12 - 20:30 as 21:30h

Artigos Espíritas

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

 

Há, para uma boa parcela de gente, até para aqueles que conhecem um pouco mais os Espíritos e a sua natureza, uma espécie de medo do que eles – os Espíritos – podem fazer…

Últimas atividades

Joao Iudes Nodari curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
4 horas atrás
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
4 horas atrás
André Goes curtiram a discussão Não precisamos terceirizar a fé - João de Deus não é um milagreiro! de Amigo Espírita
4 horas atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"O professor Walach elaborou um relatório da Comissão Galileu de 132 páginas, maravilhosamente escrito e apresentado, além de uma cosmovisão materialista: rumo a uma ciência expandida, que deve ser lido por…"
6 horas atrás
Conceição Valadares curtiram o evento “Levanta-te e Anda”, com Cristiano Abreu Paiva de Carlos Pretti - SCEE
7 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram o evento “Levanta-te e Anda”, com Cristiano Abreu Paiva de Carlos Pretti - SCEE
11 horas atrás
alice silvina de almeida curtiu a postagem no blog Netflix e o "grupelho" Porta dos fundos achincalham o Cristo e os cristãos (Jorge Hessen) de os pae
13 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Netflix e o "grupelho" Porta dos fundos achincalham o Cristo e os cristãos (Jorge Hessen) de os pae
" “Especial de Natal” é Repudiado. Carta a Revista Semanal de Divulgação Espírita. O Consolador Até Muçulmanos repudiam o “especial de Natal” do Porta dos Fundos e anunciam…"
23 horas atrás
Ícone do perfilAlguém deu um presente para Ivan Carneiro Vieira Júnior
23 horas atrás
Nadir Nunes curtiram a discussão Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves. de Wellington Balbo
ontem
Casa de Jaco - Lar do idoso comentou a postagem no blog Netflix e o "grupelho" Porta dos fundos achincalham o Cristo e os cristãos (Jorge Hessen) de os pae
"Até Muçulmanos repudiam o ‘especial de Natal’ do Porta dos Fundos e anunciam processo12/12/2019 às 06:45 A Associação Nacional dos Juristas Islâmicos (Anaji), divulgou nota repudiando o filme…"
ontem
Raul Barroquelo respondeu à discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo no grupo Artigos Espíritas
"    Ora! Ora! deparo aqui, um texto que despertou em mim a curiosidade de avaliar o meu patamar evolutivo, pois conforme me fez entender um dos companheiros. que se expressou anteriormente, há uma variável enorme de…"
ontem
Alexandre Nunes comentou a postagem no blog Netflix e o "grupelho" Porta dos fundos achincalham o Cristo e os cristãos (Jorge Hessen) de os pae
ontem
Liliana Rebellatto curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
ontem
Maria Aparecida dos Santos e RuiRomualdo agora são amigos
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento “Levanta-te e Anda”, com Cristiano Abreu Paiva de Carlos Pretti - SCEE
ontem
os pae comentou a postagem no blog Netflix e o "grupelho" Porta dos fundos achincalham o Cristo e os cristãos (Jorge Hessen) de os pae
"Petição contra Especial de Natal do Porta dos Fundos passa de 730 mil assinaturas Marcel Plasse 3 horas atrás Conheça 20 formas de renovar seu relacionamento 32 mercados imobiliários estão…"
ontem
os pae comentou a postagem no blog Netflix e o "grupelho" Porta dos fundos achincalham o Cristo e os cristãos (Jorge Hessen) de os pae
"Petição contra Especial de Natal do Porta dos Fundos passa de 730 mil…"
ontem
os pae comentou a postagem no blog Netflix e o "grupelho" Porta dos fundos achincalham o Cristo e os cristãos (Jorge Hessen) de os pae
"Petição contra Especial de Natal do Porta dos Fundos passa de 730 mil…"
ontem
os pae comentou a postagem no blog Netflix e o "grupelho" Porta dos fundos achincalham o Cristo e os cristãos (Jorge Hessen) de os pae
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço