Planejamento Reencarnatório

 

O espírito sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem nem para onde vai; assim é todo aquele que foi gerado do Espírito. (Jesus - João 3:8)*

 

 

No diálogo com Nicodemos, o Doutor da Lei, Jesus diz que o Espírito sopra onde quer.

 

O fato de querer nos remete a idéia de consciência a respeito do que se quer, e por isso mesmo quem quer algo ou alguma coisa tem motivos, necessidades, objetivos.

 

Depreende-se do texto que a imortalidade é apresentada, com a existência do espírito antes e depois da formação e decomposição do corpo físico, e que o espírito tem consciência daquilo que está querendo. Por extensão, se o espírito quer soprar a vida em determinado lugar, tem consciência de quem serão seus pais, se há irmãos o aguardando, a posição moral de todos, condição social, educacional, material e financeira, a religião praticada pela família, etc.

 

Com isso podemos dizer que o espírito sabe onde vai reencarnar, e quais as condições externas gerais que o aguardam, e como há reencarnações em todos os tipos de famílias e condições, das mais favoráveis às mais críticas, podemos ainda deduzir que quanto às dificuldades, os espíritos as escolhem em função de suas necessidades e objetivos.

 

Esta interpretação nos remete a questão 258 e seguintes de O Livro dos Espíritos, onde o Codificador interpela a Espiritualidade Superior sobre o conhecimento, por parte do espírito, do tipo de vida que terá em sua próxima reencarnção, e a resposta é afirmativa, e que o próprio espírito planeja sua futura existência, baseado na sua condição atual, e quanto e o que lhe falta para se aproximar da perfeição. Planeja então suas provas e expiações, visando seu progresso.

 

Naturalmente, pode-se entender, que o espírito não pode simplesmente determinar sua vida futura, sem consultar os envolvidos, porque estes também têm seus planejamentos, seus direitos e livrearbítrio. Isto significa que temos que “negociar” nossa presença em programas alheios, a começar pelos pais, mas principalmente pela mãe, quando não, pedir , ou até mesmo implorar pelo aceite de nossa participação em suas vidas, o que nos leva a necessidade de sermos gratos àqueles que caminham conosco em nossas vidas, principalmente os que nos causam problemas e repulsões, porque estes representam a Misericórdia Divina nos concedendo a oportunidade de nos reconciliarmos “enquanto estamos a caminho”.

 

Portanto, as provas e expiações que se apresentam em nossas vidas foram escolhidas por nós mesmos, em função de nossas necessidades espirituais, visando uma condição melhor para nossos espíritos no futuro, e foram concedidas por Deus a fim de que possamos nos aproximar da perfeição.

 

Não podemos reclamar de nada e de ninguém, senão de nós mesmos, entendendo que só há uma saída para as dificuldades que nos envolvem: adaptarmo-nos à Lei de Amor, que nos remete a necessidade de espalharmos o Bem em todas as oportunidades de nossas vidas, para todas as pessoas, e à Lei de Progresso, que nos dá ensejo de crescermos primordialmente como espíritos e não necessariamente como ser social.

 

Temos teimado, até agora, em reclamar e acusar, desculpando-nos baseados em comportamentos alheios, fugindo de nossos próprios compromissos espirituais, mas o Consolador nos dá, de maneira clara e lógica, a explicação necessária para que nos assentemos no compromisso que assumimos antes de encarnarmos, e a consciência de que somos os construtores de nossa própria felicidade ou desgraça, que é ratificada por Jesus no ensinamento “a cada segundo suas obras”.

 

Pensemos nisso, e tomemos a decisão de vivermos a vida como ela se nos apresenta, buscando soluções inteligentes, fundamentadas no Evangelho, e seremos mais felizes desde já, porque agindo no bem alivia-se a consciência, e esta, por sua vez, nos proporcionará a felicidade possível nesta terra de expiação e provas.

 

*Novo Testamento – Tradução de Haroldo Dutra Dias

Exibições: 1556

Responder esta

Respostas a este tópico

 

Sobre “opiniões” que nos chegam, lembrei psicografia de Francisco Cândido Xavier, onde Emmanuel diz que “cada qual de nós está no centro das próprias experiências.  Ninguém consegue obrigar determinada criatura a raciocinar com outro cérebro, a não ser aquele que lhe pertença.”

http://www.oespiritismo.com.br/mensagens/ver.php?id1=48

Em seguida, lembrei o diálogo entre dois meninos.

Depois de ouvir mais uma vez a mesma resposta do coleguinha - de que “Deus não Existia”, o menino parou a discussão concordando com o coleguinha incrédulo, dizendo: “Você tem razão, Deus não existe!”

Mas olha: “Deus não existe, porque não quer!”

***

Aproveito a oportunidade para divulgar dois novos pequenos artigos.

Se não gostar não divulgue e não precisa me avisar. Isso é livre-arbítrio. Deus nos deu e é intransferível. Liberdade, mas somos responsáveis por ela. Detalhe, o remorso vem de quebra.

O primeiro artigo. Link abaixo, julho. Nele encontramos as frases abaixo.

Aborto de anecéfalos.

Na ínfima possibilidade de sobrevida, na sua baixa qualidade ou na efêmera duração pressuposta, o argumento para ceifa-la por impulso defensivo, por economia ou por falsa piedade, é insustentável à luz da ordem constitucional que declara, sobreleva e assegura valor supremo à vida humana.

Como infringir a pena de morte ao incapaz de pressentir a agressão e de esboçar qualquer defesa?

Detalhe:

A mesma pessoa que argumenta contra o aborto, em defesa da vida intrauterina, pode ser encontrada entre os que apoiam governos materialistas, adeptos da “morte in útero”, através do voto e nas redes sociais. Como explicar a incoerência?

Tenho na minha família um refém “em curto”. Ele me lembra o estado psicológico encontrado na síndrome de Estocolmo, pois está apaixonado pelo seu político populista-sequestrador.

Em relação à cultura da morte, entre nós, um dos primeiros atos foi assinatura do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, onde há o compromisso de legalizar o aborto no Brasil. Em Abril de 2005, foi apresentado à ONU um documento com o compromisso de  legalizar o aborto durante aquele mandato presidencial.

À face de nossa destinação à suprema felicidade, estamos intimados ao bem, impelidos ao progresso, endereçados à educação e policiados pela justiça. Cada conta exige resgate proporcional aos débitos assumidos, com o remorso de quebra.”

Curto-circuito-espiritual

http://paespirita.blogspot.com/2018/07/curto-circuito-cognitivo-esp...

Outro, com o título “Anestesia, Deus e Dor Humana”, que lembrará o diálogo entre esses dois meninos, acima referidos. Estará na Revista O CONSOLADOR, dia 29 de julho do corrente.

Edição atual. http://www.oconsolador.com.br/ano12/576/principal.html

 

Luiz Carlos Duarte Nogueira

Mas porq, meu amigo, as pessoas, os filhos, as criaturas de Deus, são assim tão ignorantes como sua resposta acima nos mostra? O quê, ou quem os fez assim tão profundamente ignorantes? E qto ao livre-arbítrio, a que vc se referiu, como crer que ele existe se o Mestre Jesus, o apóstolo Paulo, e os mais renomados cientistas, aqueles que formularam a mais bem arquitetada e avançada ciência do mundo, a mecânica ou física quântica, afirmam que a liberdade de escolher é apenas uma ilusão?!!!

“SEM EXPLICAÇÃO?”.

Apenas um exemplo de coisas “sem explicação” que atormentam a alma do incrédulo.

Estudiosos conseguem explicar,  porque Marcondes perdeu os membros superiores e inferiores e, em seguida, tornou-se cego.

Conseguem explicar sua cura depois de tantos quimioterápicos, antibióticos. Conseguem explicar o uso da cadeira de rodas.

Não conseguem explicar o que descreveu o Juiz Reynaldo Leite antes daquele programa de TV. Como Explicar?

Leia em 2015, 2017, 2018

  1. Admiráveis e poderosos.

https://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2015/10/admiraveis-e-poder...

  1. Surto psicótico

https://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2017/05/mediunidade-ou-sur...

  1. Céu. Propriedade Particular. (Dimitri)

http://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2018/01/ceu-propriedade-par...

O Juiz Reynaldo Leite, talvez pudesse pensar que existe uma possibilidade, embora remota, do incrédulo entender liberdade e “justiça”:

“A palavra “justiça”, toda vez que ocorre nas sagradas Escrituras, significa a relação, ou atitude justa e reta, que o homem assume em face de Deus. Não se refere à justiça no sentido jurídico, do plano horizontal, como é usada na vida social de cada dia. Justiça é, pois, a compreensão intuitiva de Deus (a mística) e o seu natural transbordamento na vida cotidiana (a ética). Como explicar o Céu do Conde Dimitri?

 

O artigo acima referido (Anestesia, Deus e Dor Humana) já está disponível.

http://www.oconsolador.com.br/ano12/578/principal.html

Uma pergunta: como fazer o planejamento reencarnatório, se a escolha de o q fazer na seguinte encarnação, não depende de nós, de nossa vontade?

Depende de que ou de quem, então?!!

Depende do q a vida, a escola do bem e do mal q frequentamos, nos levar a fazer; se nela aprendemos a fazer o bem, faremos o bem, se aprendermos a fazer o mal, faremos o mal.

Então está respondida sua pergunta.

Para a doutrina não é essa a resposta correta; para ela fazemos o mal pq "escolhemos" fazer o mal, resposta q, para mim, necessita de esclarecimentos, pois pq escolhemos fazer o mal se sabemos q fazer o mal, resulta em sofrimentos para quem o faz? É por isso q fiz a pergunta, para me esclarecer qto a essa dúvida. Acredito q alguém, estudioso da DE, possa esclarecer.

Essa pergunta já foi respondida diversas vezes por mim e por outros neste e em outros tópicos mas sempre perguntada por voce. Procure e achará a resposta.

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

ARI DE SOUSA LIMA curtiu o vídeo de os pae
43 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
A Dimensão da Influência - com Iris Ribeiro https://t.co/XKhA3RPGjr
Twitter47 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Palestra: "Lei de Destruição" - André Sobreiro https://t.co/HnrDTrQkX7
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
As curas de Jesus: uma proposta de auto iluminação - Sergio Huallas https://t.co/Gs7j8hGu9r
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Palestra: "Lei de Destruição" - André Sobreiro https://t.co/Yylm8It237
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
O que acontece após a morte? - Livro dos Espíritos, Qs 283 a 287 - Carlos Alberto Braga https://t.co/6fdhetduvK
Twitter3 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
38º Estudo Impermanência e Imortalidade - Capítulo 14 "Incerteza" 3ª parte Mauro Guimarães https://t.co/3l5mGku9M1
Twitter4 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
38º Estudo Impermanência e Imortalidade - Capítulo 14 "Incerteza" 3ª parte Mauro Guimarães https://t.co/BskiKOXg2r
Twitter4 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
29º “Reconstruindo paradigmas: Introdução XI” com André Sobreiro https://t.co/LhLHtH7Gri
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
29º “Reconstruindo paradigmas: Introdução XI” com André Sobreiro https://t.co/1jZpKzOSng
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Jaqueline Casado Carpigiani curtiu o vídeo de ROBERTO JOSÉ DAMASCENO
5 horas atrás
Jaqueline Casado Carpigiani curtiu o vídeo de ROBERTO JOSÉ DAMASCENO
5 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Carnaval. Bom, Bonito e Barato. Valores São Caros. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
29º “Reconstruindo paradigmas: Introdução XI” com André Sobreiro https://t.co/WdyrXkbA2x
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Aos quase suicidas" : https://t.co/HdeyUgsjRl
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
7 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"PAIS E FILHOS" : https://t.co/KVhyCA6nYc
Twitter8 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Reconstrução Após uma Tragedia - Vivências com Jesus - Yasmin Madeira https://t.co/W50Lrf7bAR
Twitter10 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Deus não Castiga": https://t.co/0F78xafSYx
Twitter14 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
14 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço