Quando indagado sobre sua religião, o que você responde? O que você considera seja o Espiritismo?

Esse tópico tem por finalidade arrecadar as opiniões daqueles simpatizantes e estudiosos da doutrina Espírita sobre esta questão tão discutida dentro da sua comunidade.

Exibições: 5839

Responder esta

Respostas a este tópico

Luiz Carlos Duarte Formiga. 

Meu xará, me parece q vc entende bem o Espiritismo, mais do q muitos com quem tenho falado; assim, como ninguém ainda conseguiu explicar, recorro a vc, q eu mesmo não consigo entender: considerando a existência da liberdade de escolher q temos, livre-arbítrio e a frequente afirmação de o espírito é pensamento ou q ele pensa, o que significam estas palavras de Jesus: "Ninguém vem a mim, se o Pai que me enviou não o mandar a mim", e de Paulo: "É o Senhor que opera em nós o pensar, o querer e o que fazer", e mais "... como se tivésseis algum pensamento como de vós mesmos, pois todos os pensamentos vêm de Deus", e "Não sois salvos por vossas obras, ..."? Agradeço sua atenção.

Como o Luiz Carlos não respondeu, responderei abaixo:

Muito difícil entender o que o Cristo quis dizer com isso, pois, à princípio, pensava-se que todos poderiam e deveriam ir até Ele para que então Ele nos conduzisse ao Pai. Mas, surpresa!! Você só vai ao Cristo se o Pai te enviar para depois, então, o Cristo o encaminhar de volta ao Pai. Que confusão para quem não consegue entender a profundidade desse ensinamento. Dá a entender que não temos livre-arbítrio e que Deus é que resolve por nós e pra nós, como se fôssemos autômatos sem consciência e nem liberdade.

Entretanto, um sentimento secreto nos diz que assim não é, pois, se assim fosse, Deus não seria Pai mas alguém que está fazendo experiências com a sua criação. Como, porém, Deus é amor e ordem e não ódio e desordem, procuremos, então, uma explicação para esta aparente anomalia do ensinamento Cristão.

Sabemos que Deus à tudo provê, em qualquer canto do universo e até fora dele. Sabemos que nada escapa à sua Consciência Divina, inclusive o menor pensamento da menor criatura, do menor ser.

Sabemos, também, que Deus é ordem e não desordem. Que seus desígnios visam organizar a desordem e não fomentar o caos. 

A criatura na sua infância espiritual, quando ainda não tem consciência de si mesma e nem noção do Pai e da espiritualidade que o aguarda, não sabe resolver sua evolução por si mesmo. Assim como uma criança em tenra idade não pode se manter e depende dos adultos para conduzi-la através de uma educação coerente com o meio e com as necessidades corretas para vida ética, cristã  e responsável que a aguarda, o espírito infantilizado precisa ser também conduzido por um ser superior e consciente que o eduque e o prepare para a vida maior. Nesse contexto podemos incluir as almas dos animais, dos microscópicos aos mamíferos, das células, do mineral, do vegetal e até do homem na fase primitiva antes do homo sapiens.

Ocorre que, para isso se dar Deus estabeleceu leis imutáveis que se manifestam através dos fenômenos físicos, biológicos, químicos, atômicos, energéticos, morais, sociais e espirituais. Existem, portanto, Leis Divinas atuantes aqui na matéria, que nos conduzirão à civilidade humana e à espiritualidade maior, ou seja, à salvação. É a chamada providência Divina em ação.


Até esse momento, somos salvos pela graça como diz Paulo em Efésios 2:8. Chegados, porém, à condição humana, onde o ser já possui consciência suficiente para decidir, onde, conforme o Cristo, a cada um será dado segundo suas obras, o ser agora deverá decidir por si mesmo se ele pretende continuar a escalada evolutiva em direção à vida espiritual ou se vai continuar neste círculo de reencarnações sofridas e trágicas para gozar as miseráveis alegrias que a matéria nos proporciona.

Deus nos dá o direito de o negarmos e buscarmos o seu reino, porque Ele não é déspota e sim Pai.

Mas nos mostra que sempre que nos afastamos da Lei sofremos as consequências. Se queremos o viver o egoísmo na plenitude isso nos é permitido, mas não nos desobriga de pagar o tributo exigido: a desilusão e suas dores.

Qual o caminho a seguir, então? O Cristo, pois ninguém vai ao Pai senão pelo Cristo. As Leis do Pai nos levam até ao Cristo, agora com a consciência e o poder de decisão. O Cristo por sua vez nos ajudará a decidir pela vida espiritual e se nós permitirmos, Ele nos levará do Pai, agora totalmente livres e conscientes.

Portanto, nem todos os espíritos estão em condição de ir ao Cristo. Ir ao Cristo significa conhecer, entender e aceitar seu evangelho. Somente o Pai, através da Lei, poderá conduzir a criatura ao Cristo. Chegadas ao Cristo, Ele as reconduzirá ao Pai para que vivam a verdadeira vida.

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Ori Pombal Franco curtiram o evento Votação para escolha do Projeto Médicos do Bem no Prêmio Euro de Marcílio Dias Henriques
1 hora atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
1 hora atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
1 hora atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"DEPOIS DA MORTE Em 1965, Yvonne Pereira diz que “o Evangelho é imortal, uma vez que sempre existirão cérebros e corações necessitados de renovação." Ela fala também sobre “uma…"
quarta-feira
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
segunda-feira
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
segunda-feira
Helena Padilha de Meneses curtiram o perfil de Helena Padilha de Meneses
segunda-feira
Ícone do perfilNilton Cardoso deu um presente para José Ricardo Fernandes
domingo
Nilton Cardoso e José Ricardo Fernandes agora são amigos
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Hanseníase. Você o conhece? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"  N.F.P, 23, noiva, não consegue sentir mais os pés, (...) e sua sensibilidade totalmente debilitada. Ela tem hanseníase, doença mais conhecida como lepra. Sua primeira atitude foi querer se suicidar, mas agora,…"
4 Jul
José Ricardo Fernandes curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
3 Jul
José Ricardo Fernandes curtiram o perfil de Nilton Cardoso
3 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço