Bem pessoa,

    Este é o meu primeiro post. A questão 124 ,acima proposta, sempre foi difícil pra mim por se tornar um paradoxo no meu entendimento. Ei-la : 

"124. Pois que há Espíritos que desde o princípio seguem o caminho do bem absoluto e outros o do mal absoluto, deve haver, sem dúvida, gradações entre esses dois extremos. Não?

“Sim, certamente, e os que se acham nos graus intermediários constituem a maioria.”

 Então, que princípio é este? Antes da evolução ou depois da evolução? 

Na questão 122, os espíritos dizem que só teremos livre-arbítrio após adquirirmos consciência de nós mesmos para que a escolha seja livre, e então, muitos escolheram o caminho do mal absoluto e outros o do bem absoluto conforme a 124.

Da maneira que está, dá a entender que na origem, antes de entrar na linha da evolução, o espírito adquire consciência de si mesmo e toma uma decisão influenciada por outros, que também já decidiram antes, e esta influência externa é de onde vem a causa da sua queda. 

Portanto, a pergunta que fica é esta:Será possível adquirir consciência de si mesmo sem passar pela linha da evolução? Por favor, não me venha falar que o espírito passa pelo mineral, vegetal e animal para depois chegar no homem e finalmente poder decidir, pois que, neste caso, já não estaríamos falando da origem e sim processo evolutivo.

Exibições: 6787

Responder esta

Respostas a este tópico

A opção é de cada individuo e ter consciência de si próprio é o ponto de partida da evolução no estagio humano . A evolução do espirito em sua humanidade tem como pre-requisito a autoconsciência que foi conquistada nos estágios anteriores .Um animal que somente tem reações a estímulos não tem ainda consciência e portanto não é responsável pelos seus atos , um tubarão devora a foca reagindo aos estímulos da fome e da percepção da presença da mesma , o tubarão não acumula em seu karma nada ... Um criminoso decide em ferir o direito alheio e opta por isto ... um criminoso tem um corpo físico que reage aos estímulos de fome frio desejo sexual , mas tem como decidir o que vai fazer . Um garanhão ao perceber uma égua no cio e vai tentar cobri-la , suponho que o senhor na presença de uma mulher em seu dia fértil reaja aos feromônios que ela produza mas pode optar se irá ou não tentar copular com ela , percebeu a diferença ...



Nicolas Glyniadakis disse:

A opção é de cada individuo e ter consciência de si próprio é o ponto de partida da evolução no estagio humano . A evolução do espirito em sua humanidade tem como pre-requisito a autoconsciência que foi conquistada nos estágios anteriores .Um animal que somente tem reações a estímulos não tem ainda consciência e portanto não é responsável pelos seus atos , um tubarão devora a foca reagindo aos estímulos da fome e da percepção da presença da mesma , o tubarão não acumula em seu karma nada ... Um criminoso decide em ferir o direito alheio e opta por isto ... um criminoso tem um corpo físico que reage aos estímulos de fome frio desejo sexual , mas tem como decidir o que vai fazer . Um garanhão ao perceber uma égua no cio e vai tentar cobri-la , suponho que o senhor na presença de uma mulher em seu dia fértil reaja aos feromônios que ela produza mas pode optar se irá ou não tentar copular com ela , percebeu a diferença ...

Percebi a diferença Nicolas e concordo. Entretanto a questão 122 até a 127, se não me engano, está falando do espírito na sua origem e não depois da evolução. Ao passar pelos estágios mineral, vegetais e animal já houve evolução, portanto, já não estamos mais na origem, estaríamos um passo à frente. Essa é a dificuldade desta questão pois que cria um paradoxo que, sinceramente, ainda não está resolvido. Outra coisa: o que significa o caminho do bem absoluto e do mal absoluto? Quem escolheu esses caminhos percorrem outras vias da evolução? É o que não ficou claro

A evolução dos estagios anteriores ao consciencial é do aparelho psíquico , mas a mônada (unidade da particula divina) só passa a habitar (emana e se insta-la) no momento em que o aparelho já evoluiu , após "Deus ter moldado o homem do barro (parte fisica e sua contraparte astral) a sua imagem e semelhança soprou o seu espirito em suas narinas" .

Nicolas,

       

       Me perdoe a impertinência, mas de acordo com a tua resposta, somente muito depois do psiquismo ter evoluído é que, após a instalação da mônada, o espírito começa a usufruir do livre-arbítrio e da consciência agora numa encarnação humana. Ok. Realmente este sempre foi o pensamento dominante. Mas o aparelho psíquico dos estágios anteriores a que você se refere tomou decisões na "Origem" segundo a 124. Sendo que uns escolheram o caminho do bem absoluto e outros o caminho do mal absoluto. Como um aparelho psíquico, destituído de mônada pode decidir isto? Como este aparelho psíquico escolheu o caminho do bem ou do mal? Outra coisa: o que significa um aparelho psíquico sem mônada? Um cérebro de carne sem espírito?  Bem absoluto e mal absoluto são decisões muito firmes e conscientes para um homem primitivo você não acha?


Obrigado por responder  Paulo Rafael Maidl,

       Mas levando em consideração a tua resposta algumas indagações permeiam o nosso raciocínio com dúvidas angustiosas. Por exemplo, mais acima você disse :

         "Creio que antes desse princípio de escolhas e auto-conhecimento, o ser espiritual não tem controle sobre sua evolução, apenas recebendo os impulsos externos propiciados pelo mundo e leis do universo que lhe proporcionam uma evolução determinada" . Mas se é assim, como a justiça determinaria os caminhos de cada um antes de se adquirir o livre-arbítrio, uma vez que recebendo "os impulsos externos propiciados pelo mundo e leis do universo" o ser já não é mais responsável pelas próprias atitudes? E nesse caso, como explicar, por exemplo, o câncer no animal e até mesmo nas plantas? Qual a causa determinante para uma mal-formação congênita nos animais? Qual o motivo de uma vaca nascer com duas cabeças?

      Se considerarmos a sua colocação, nos parece haver uma grande injustiça com alguns animais e com outros não, uma vez que existem muitos deles que ,às vezes, são mais bem cuidados que crianças pobres ou órfãs.

    Então eu acho, se é que eu tenho direito de achar, que a pergunta 124 está falando de outro princípio. Até porque o que é absoluto não é relativo, pois são situações mutuamente excludentes, ou seja, o que é absoluto não pode ser relativo sob pena de não ser absoluto. Lembrando que quem citou o termo "bem absoluto" e "mal absoluto" não foram os espíritos e sim Kardec.

Paulo!!!!! onde está o espírito na tua explicação da evolução dos corpos?

Esta teoria é a de Darwin, nós estamos num fórum espírita. No livro dos espíritos fica clara a questão : "“É, porém, inferior à do homem. Há entre a alma dos animais e a do homem distância equivalente à que medeia entre a alma do homem e de Deus". Portanto, se os animais tem alma, têm também perispírito. Você está querendo dar explicações à luz da filosofia pura. Ainda não vi você citar um trecho de obras espíritas nos seus comentários.

É claro que existe a evolução, mas nós aprendemos na doutrina, que o perispírito é que vai transmitir informações na forma somática imprimindo e moldando o DNA. Isto está muito acima do mecanicismo evolucionista proposto por Darwin. Leia  "A caminho da luz" do espírito Emmanuel e entenda a transição do homem das cavernas no capítulo 19 - Tópico "A grande transição".

Se considerarmos a existência do perispírito nos animais, sua explicação carece de lógica, pois que o perispírito veste o corpo mental e este o espírito na sua essência.  Existe, portanto, um "Eu sou" no animal. E aí fica a pergunta: exatamente porque aquele animal, exatamente aquele teve câncer e o outro não, uma vez que os dois estão sujeito às mutações e deformidades?

Se adentrarmos apenas no campo filosófico, sem considerarmos o espiritual, jamais chegaremos à uma conclusão espírita que é o que, eu espero, que todos estamos buscando.

Mas se você quiser adentrar a fundo numa filosofia arrojada e profunda das causas do mal leia "Deus e Universo" de Pietro Ubaldi.

Paulo, você acredita realmente que a ciência conseguiu sondar Marte?!! De minha parte não acredito nem que ela levou o homem à lua. Se existe misticismo religioso, também existe misticismo científico. Como a religião, a ciência também tem os seus deuses, por exemplo: O nada, A Evolução, O Caos e etc.

Concordo com você que o movimento espírita de hoje precisa de uma reforma pois a ciência dos nossos dias já avançou muito em relação a da época de Kardec e ficamos, nós espíritas, presos aos conceitos antigos. Sou a favor de uma remodelação, entretanto, alguns pilares doutrinários são, a meu ver, por enquanto inamovíveis e o perispírito é um deles.

De minha parte, não vou te ridicularizar de maneira nenhuma pelo seu ponto de vista, mas, a partir de agora, depois de exposto o teu posicionamento Doutrinário eu não mais responderei aos teus comentários por ausência de comunhão de princípios e ficar discutindo por nós mesmos ou pela filosofia dos homens, a única coisa que vai acontecer é uma grande perda de tempo, pois no universo relativista em que vivemos jamais alcançaremos certezas absolutas.

Mas, se você me permite uma última consideração, creio que lendo as obras de Pietro Ubaldi, talvez, você consiga entender o motivo pelo qual nós não vamos mais avançar continuando nesses diálogos e também o motivo pelo qual a ciência se torna impotente para tudo explicar.

Prepare e faça você mesmo poderosos defumadores para casa comercial, para atrair clientes e muito dinheiro para o seu comércio!
http://www.youtube.com/watch?v=GmwgalXlSOU

Acesse o site: www.editoraimperio.com.br

      Amigos,

      Aí está uma questão q, no meu modo de ver, contraria alguns conceitos da própria doutrina pois, se a doutrina ensina q "no princípio" somos todos iguais, como é que uns "desde o princípio" seguem o caminho do bem absoluto, enquanto outros, também "desde o princípio", seguem o caminho do mal absoluto? 

...........

Exatamente Luis Conforti Junior. Esta é uma grande questão e que passa ignorada pela maioria dos espíritas.

Aliás, não só esta mas muitas outras. Veja você que no "Evangelho Segundo o Espiritismo" no capítulo sobre
o advento do espírito da verdade nos alerta a mensagem no 3º parágrafo item 5 :
"Homens fracos, que vos limitais às trevas de vossa inteligência, não afasteis a tocha que a clemência divina vos coloca nas mãos,
para iluminar vossa rota e vos reconduzir, crianças perdidas, ao regaço de vosso Pai".

O que podemos entender por "reconduzir, crianças perdidas, ao regaço de vosso Pai"?!!! Ora,
somente poderá ser reconduzido aquele que já estava e depois saiu. Portanto, nós estávamos com nosso Pai e
agora não estamos mais. Entendemos então que há dois princípios: um no reino de nosso Pai e outro no nosso reino.
No reino de nosso Pai não existe lugar para a mínima fração de egoísmo, nem por pensamento.
Também, nesse mesmo reino, nenhum desequilíbrio, nenhum transformismo, nem espaço e nem tempo, nada que possa materializar este reino.
Ao contrário, no nosso reino, dominado pela energia e pelas vibrações, onde impera o tempo e espaço , a matéria é quem domina.
Entendemos aqui, que o reino do puro espírito é o reino de Deus. O reino da matéria é o reino onde vivemos.

O primeiro é absoluto nas suas características, o segundo o domínio do relativo onde "na natureza nada se perde nada cria tudo se transforma".

Segundo Emmanuel no livro Emmanuel capítulo XXXIII - QUATRO QUESTÕES DE FILOSOFIA no item espírito e matéria a matéria seria estado negativo do espírito,
sendo, portanto, lógico considerar o espírito como positivo. Considerando que todo efeito tem uma causa e que o efeito é de mesma natureza
da causa onde um efeito inteligente é filho de uma causa também inteligente, podemos considerar também que a perfeição absoluta encontrada em Deus não
poderia criar a imperfeição. Sendo o espírito o estado positivo e a matéria o estado negativo de uma mesma substância, inferimos que Deus criou
o espírito no estado de perfeição sendo o seu negativo a matéria uma imperfeição resultante de um evento após esta criação. Sendo perfeitos os espíritos
na sua criação, pois filhos de Deus também são deuses, conforme nos ensinou o Cristo, podemos agora entender que desde o princípio uns seguiram o caminho
do bem absoluto(reino do espírito) e outros o caminho do mal(matéria), contraindo, por livre escolha a consciência no atómo(questão 540 de o livro dos espíritos)
donde voltará a condição de anjo ou arcanjo através dos caminhos tortuosos da evolução.



Para Marco Túlio Ferreira Silva:

      Olá amigo, como, é evidente, devemos ter uma "fé raciocinada" e percebo q o amigo é um estudioso interessado em compreender a doutrina e, consequentemente, a vida, deixo para vc uma pergunta: e nisso tudo, onde está, ou qual é a causa dos sofrimentos dos espíritos?

      Abç.

Luis,

    A causa dos sofrimentos dos espíritos está no egoísmo. Deus, que somente é amor, somente amor cria. O sofrimento não faz parte do projeto Divino para a criação. O feio não é gerado pela arte Divina. A dor não faz parte da pedagogia do Criador para ensinar seus filhos a se tornarem melhores. Deus somente criou o Belo, o Bom e o Perfeito e nada diferente disso.

Entretanto, devemos entender que Deus não nos criou autômatos e sim filhos livres para escolhermos, se quisermos, inclusive o mal(leia-se mal como viver intensamente o egoísmo). Nada obstante, devemos colher o resultado das nossas atitudes. Aqui estamos nós. Vivendo numa realidade às avessas daquela proposta por nosso amoroso Pai, aceitamos as consequências da opção pelo egoísmo, quais filhos pródigos, dormindo com porcos, passando fome e tudo mais. 

Vamos sair disso? Vamos vencer este universo? Vamos vencer o mal e a dor? Só depende de nós. 

Responder à discussão

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" Sincera solidariedade agrega, solidariedade forçada segrega. O humanista de boutique precisa do preconceito. É o oxigênio vital dele, diz jornalista em Hipocrisia in…"
9 horas atrás
augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
terça-feira
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
terça-feira
ANDREA REGINA DE SA curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
segunda-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Ao tentar processar o Porta dos Fundos, por retratar Jesus como um gay, igreja teve um prejuízo de R$ 82…"
sábado
Madelon Fonseca curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
31 Jul
Joao Iudes Nodari respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"A Marlene apresentou uma realidade constatada diariamente no processo de palestras ministradas nos centros e unidades espíritas. Está-se chegando numa fase onde a ênfase oratória pergaminha atitudes emocionais e…"
31 Jul
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Espiritismo e Evangelho

Grupo destinado a estudos do Evangelho a Luz da Doutrina EspíritaVer mais...
31 Jul
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Estudo: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"

Estudo Interativo da Série: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"Áudios  e vídeos da Sala de Conferência Estudando EspiritismoAo vivo semanalmente as 20h00 pelo link…Ver mais...
31 Jul
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Marlene, Grato pelo seu comentário. Deus a abençoes . Precisando de qualquer informação estamos a disposição.."
31 Jul
MARIO FONTES curtiram o perfil de Marlene Matias da Silva
31 Jul
Raimundo Luís Godinho Costa entrou no grupo de Acacia Maria Picoli
Miniatura

Meimei - Espirito de Luz

Grupo criado com o objetivo de divulgar as lindas mensagens e preces de MeimeiVer mais...
31 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço