REDE AMIGO ESPÍRITA

Divulgando, Instruindo e Unificando!!!

Tenho sobre Dúvida Questões 120 a 123 de O Livro Dos Espíritos

120 Todos os Espíritos passam pelo mal para chegar ao bem?

– Pelo mal, não, mas sim pela fieira5 da ignorância.

121 Por que alguns Espíritos seguiram o caminho do bem e outros o do mal?

– Não têm eles o livre-arbítrio? Deus não criou Espíritos maus; criou-os simples e ignorantes, ou seja, com as mesmas aptidões tanto para o bem quanto para o mal. Os que são maus o são por vontade própria.

122 Como é que os Espíritos, em sua origem, quando ainda não têm consciência de si mesmos, podem ter a liberdade de escolha entre o bem e o mal? Há neles algum princípio, alguma tendência que os leve para um ou outro caminho?

– O livre-arbítrio se desenvolve à medida que o Espírito adquire a consciência de si mesmo. Não haveria mais liberdade se a escolha fosse determinada ou imposta por uma causa independente da vontade do Espírito. A causa não está nele, e sim fora, nas influências a que cede em virtude de sua livre vontade. É essa a grande figura da queda do homem e do pecado original: uns cederam, outros resistiram à tentação.

122 a De onde parte a influência sobre ele?

Dos Espíritos imperfeitos que procuram apossar-se dele para dominá-lo e ficam satisfeitos de o fazer fracassar. Foi isso que se quis simbolizar na figura de Satanás.

122 b Essa influência se exerce sobre o Espírito somente em sua origem?

Essa influência o segue na sua vida de Espírito até que alcance um domínio tão completo sobre si mesmo que os maus desistam de obsediá-lo6

123 Por que Deus permitiu que os Espíritos pudessem seguir o caminho do mal?

– Como ousais pedir a Deus conta de seus atos? Pensais poder penetrar seus desígnios? Entretanto, podeis pensar assim: a sabedoria de Deus está na liberdade de escolha que dá a cada um, porque, assim, cada um tem o mérito de suas obras.

 

PERGUNTO: Como pode o espirito ser influenciado,  na sua origem por espiritos imperfeitos, pois em realidade acabou de ser criado por Deus e neste momento são todos simples e ignorantes?Efetivamente mesmo estando na doutrina a 30 anos vejo uma grande incoerência nas questões 120 a 123.Escrevi a várias federações espíritas inclusive a FEB questionando e pedindo exclarecimento e não obtive resposta. A única federação que tentou pelo seu departamento doutrinário me exclarecer foi a FEESP, que efetivamente retornei o e-mail mostrando as falhas na tentativa de da explicação e nunca mais retornaram com resposta."Fé inabalável só a que pode enfrentar a razão face a face em todas as épocas da humanidade."É preferível refutar 99 verdades a aceitar uma única mentira."Estas são afirmações de Alan Kardec. Tantos médiuns, tantas casas espíritas, tantos livros, várias federações e ninguém responde a contento algumas pequenas dúvidas?A FEB deveria ter me respondido, mas esquivou-se. Alguém será capaz de pela lógica tentar encontrar ou dar uma resposta?Muita Paz e Grande Abraço ao Irmãos!

Exibições: 2586

Responder esta

Respostas a este tópico

Caro irmão de jornada Edmilson.

Já teve a oportunidade de ler a obra "Tabernáculo Eterno" psicografada pelo médium Gilson Freire e ditado pelo espírito Adamastor? Sugiro que leia e estude essa obra, pois irá ajuda-lo resolver as suas dúvidas quanto a esse assunto. Também sugiro que pesquise, caso já não o tenha feito, sobre a "grande queda" dos espíritos, onde você saberá porque teoricamente passamos pelo mal antes do bem.

Espero que tenha ajudado.

Abraço fraterno!!!

Deus é perfeito não criou o mal.O que efetivamente não entendo é a resposta dada, pelos espiritos superiores a Alan Kardec, pressupõem a influência do mal sobre os espíritos simples ignorantes que acabaram de ser criados.Como conciliar tal resposta a inexistência do mal e de demônios ou espiritos voltados ao mal?A obra céu e Inferno é clara e coloca por terra a existência do diabo, dos demônios e do inferno!Mas esta resposta dada as questões que menciono deixa-nos claramente confusos...ou a resposta foi mal traduzida, ou ouve falha em algum sentido...Vamos convir que a resposta dada a Allan Kardec, não condiz com a própria lógica da doutrina espírita no seu todo sendo um contra senso.Muita Paz! Grande Abraço!

Certamente Deus não criou o mal. Antes, disse que TEORICAMENTE passamos pelo mal antes do bem. Mantenho minha sugestão, pesquise sobre o tema a grande queda dos espíritos. Sua dúvida está intimamente ligada a esse tema.

 

Fique c/ Deus, abraço!

                    Caro Amigo Edmilson!

 

                    Quando criados simples e ignorantes, os espíritos (apesar de você achar que eles tinham livre arbítrio), tinham a sua consciência limitada pela sua evolução animal. Livre arbítrio significa liberdade de escolha entre os caminhos a seguir.  Ora, se estavam limitados por um corpo com cinco sentidos imperfeitos,sua única opção lógica era seguir seus instintos animais, reagindo a tudo com a força, pois a sua razão ainda engatinhava.

 

                     Agora, com a evolução da razão, sua consciência se expande, e ele começa a se preocupar com o resultado gerado por seus atos, pois segundo a LE621 estão grafadas no subconsciente toda a lei natural divina, e

é aí que começa a ser criado o seu céu e o seu inferno,de acordo com a sua consciência seus atos morais agregam ou liberam matéria criando o peso específico do seu perispírito, fato que determinará sua situação espiritual após a morte.

 

                      Assim sendo a resposta 120 responde às próximas, pois sendo ignorantes, não sabem discernir o que é bem ou mal, só um efeito posterior ao fato é que definirá isso, pois agiu pelo instinto,não pela razão. Um canibal, ao comer seu semelhante não comete crime,pois já nasceu nesse costume, só quando seu conhecimento moral crescer,é que ele começará a refletir sobre o assunto.

 

                       Abraço Fraterno!     

Na sua resposta a explicação se embasa num espirito encarnado e pressuporia que a primeira encarnação seria num organismo humano primitivo, o que não temos certeza, pois poderia ser numa forma de vida desconhecida em nosso planeta.Mas veja que, a resposta dada pelos espiritos superiores a Alan Kardec, não cita o processo de encarnação desses espíritos, pois acabaram de ser criados por Deus, ou seja criados em espirito, simples e ignorantes, não passaram por um processo encarnatório e sofrem influência externa, conforme fica claro nas perguntas e respostas citadas no tópico.Se admitirmos o raciocínio pelo seu ponto de vista o de que Deus criou o espirito e este imediatamente se encarnou num organismo humano primitivo, as respostas ficariam com lógica. Mas fica difícil afirmarmos tal pressuposição.Quanto a sua afirmação sobre o canibal, efetivamente o desenvolvimento cultural deste, segundo a visão antropológica o faz culturalmente comer carne.Muito interessante que estamos no século XXI e a raça humana em sua grande maioria é carnívora. Chega o final de semana, repastos de churrasco e cerveja. O grau de desenvolvimento humano atual, no ponto de vista moral, ainda muito deixa a desejar. Então compreendo que os espiritos superiores, efetivamente irão nos revelar muitas coisas, quando a humanidade estiver em condições de entender...Até lá lamentavelmente somos como crianças, diante do conhecimento espiritual e principalmente sobre Deus e o processo de sua criação. Onde se inclui obviamente nós próprios.Grande Abraço! Acho que até o momento a sua resposta foi a que mais lógica oferece, mas tratando-se de cogitações de âmbito filosófico, temos muito a questionar, afinal é o grande mistério: De onde surgiu o mal?Afinal Deus é perfeito.Adoro ler no evangelho quando Jesus diz, sobre o Pai Celestial, eu o conheço e sei de onde vim, mas vocês não o conhecem e não sabem para onde vão...Nós espiritas também não o conhecemos, mas pelo menos sabemos para onde vamos!

                    Caro Amigo Edmilsom!

 

                    Para resolver esta questão,  através das questões LE 84/85/86, devemos concluir que (se o mundo espiritual pré-existe e pós existe e o material poderia não existir que nada mudaria),  a divisão das consciências em boas ou más,

se deu através da convivência inicial desses espíritos no período pós criação,ainda quando tudo era pura energia.

 

                   As consciências que se deixaram levar por paixões, infringindo assim o código de ética Divino em si

grafado (LE 621), começaram a agregar a si matéria através da lei de atração (LE 60) , surgindo assim a cisão da

criação entre o bem e o mal, simbolizada na Bíblia pela expulsão do anjo Lúcifer dos céus.

 

                   A carne surge após, como única forma de apagar esta metéria adquirida e extinguir esse EGO criado.

                   Essa resposta fica anti-doutrinária, no ponto em que afirma que os espíritos que não se desviaram não precisam encarnar, pois a Doutrina diz que todos os espíritos necessitam disso.

 

                    Abraço Fraterno!           

Fica muito difícil,  afirmarmos que a dimensão espiritual pode existir ou existiu, sem a dimensão material, devido a resposta a questão 21 de o livro dos Espíritos. O irmão coloca que:(se o mundo espiritual pré-existe e pós existe e o material poderia não existir que nada mudaria), como podemos afirmar isto?Se o Criador continua criando e os espíritos necessitarão do mundo material pra reencarnarem, dá a impressão pela lógica que a matéria sempre vai existir...a não ser que deduzamos que os espiritos foram criados apenas o que parece ser improvável.Na questão 27:" Deus, espirito e materia o princípio de tudo o que existe."e a citação da importância do fluído universal. Efetivamente a compreensão e entendimento se a matéria existe de toda eternidade ou foi criada num dado momento é e continua sendo para todos nós uma incógnita, assim como a questão da origem do mal.Com toda nossa ciência, chegamos a conclusão de que matéria nada mais é que energia, que tudo é energia, mas dai um confronto ideológico da física quântica e teoria da relatividade com a questão dos fluídos.Por mais que tenha lido a respeito ainda creio, teremos muitas novidades conforme formos evoluindo, na nossa imensa caminhada rumo ao infinito.Podemos conjecturar, afirmar que sabemos, optarmos por uma forma de conhecimento ou resposta, mas apenas vemos por um espelho embassado. Quando enfim adquirirmos, uma evolução adequada, veremos face a face, a verdade que tanto anseiamos.Até lá teremos apenas teoria e mais teorias que deverão ser aprovadas pela nossa ciência, tão atrasada quanto os seres que habitam este planeta.Em nosso apoio a questão 17: Deus não permite que tudo seja revelado ao homem neste mundo.Grande abraço ao irmão e muito obrigado pelas sua resposta.

Querido irmão - vamos tentar: - o Espírito na sua origem - simples e ignorante (sem conhecimento) - sofrerá influenciações para o mal, que é a questão em pauta - relativas ao que pode suportar.

Vamos usar como gabarito: Deus é soberanamente justo e bom, e não daria a seus filhos uma cruz maior do que a que pode suportar.

Assim sendo, as dificuldades, dores e seduções que incidiram sobre aquele espírito, serão de acordo com o seu grau de livre arbítrio, ou seja serão leves, naturais. Neste momento, este espírito já tem alguma capacidade de perceber o bem e o mal, a ele são oferecidas possibilidades de escolha, e é ai, neste momento, que ele começa a traçar seu caminho.

Considerando as devidas proporções, vamos imaginar o Espírito na sua origem, com uma criança que está começando a andar: dizemos a ela: não suba ai, você pode cair; não ponha o dedinho na tomada, ela dá choque, vai doer; não ponha  a mão no ferro de passar, ele está quente; não bata no amiguinho, não pise no gato ele arranha.

A criança passará então pelas consequencias de seus atos, de acordo com a escolha que ela fizer.

A criança está na sua origem (sem conhecimento, e o livre arbítrio ainda tolhido) mas está exposta ao bem e ao mal. Ah! diríamos, mas ela tem os pais, os responsáveis, que se encarregam de cuidar, de avisar.  correto - ela tem.

Correto também o é, que o Espírito na sua origem, tem DEUS.

 

Não esquecendo, que tudo o que existe (mineral, vegetal e animal e hominal) sofre influência de alguma coisa ou de alguém. Tudo influencia e é influenciável, esteja na Terra ou no espaço. Encarnados e desencarnados se influenciam e são influenciados. Plantas, homens, astros, planetas e animais exercem influencia uns sobre os outros initerruptamente.

Toda prova, toda influência será relativa.

Me escreva para falarmos mais, e se o que escrevi serviu de alguma maneira, me diga.

Um abraço bem grande - que brilhe a nossa luz!

Querida irmã, no atual estágio em que nos encontramos neste planeta atrasado, nossa capacidade para compreender Deus e a sua criação são insignificantes.Compreendo que os espíritos superiores, tinham de nos dar uma resposta de acordo com nosso grau de evolução, então seria com Phd's falando a um bebê, afinal esse deve ser nosso grau de evolução máxima. somente ao alcançarmos a máxima perfeição como espiritos, quem sabe poderemos ter uma visão mais clara, sobre como fomos criados, entre tantas outras coisas da origem de tudo.Podemos fazer várias conjecturas, achar que temos respostas, mas infelizmente estamos apenas gatinhando e tentando apalpar o infinito.Muita Paz!
Essa questões podem ser esclarecidas com o estudo do Livro A gênese segundo o Espiritismo de Allan Kardec. Para podermos entender , realmente, o alcance da Doutrina Espírita, há que estudar suas obras básicas, em primeiro lugar, estudar constantemente, ler, reler, ler novamente, buscar outras obras do espírito André Luiz, Emmanuel, por exemplo. Mas de inicio, são as obras básicas que temos que estudar.
O livro dos espíritos; A Gênese; O livro dos Médiuns, O Evangelho segundo o Espiritismo, O céu e o inferno, Obras póstumas, todas de Allan Kardec.
Me surpreende que estejas na Doutrina há trinta anos e ainda não tenhas sanado essas dúvidas!Na casa que frequentas não te responderam a estes questionamentos? não há grupos de estudos?
Ensina a Doutrina Espírita que o espírito(escrito com letra minúscula) é o princípio inteligente do Universo, sendo a inteligência seu atributo essencial.Esse princípio inteligente, que tem origem no elemento inteligente universal, passa por um processo de elaboração e individualização até transformar-se no ser denominado Espírito.
Assim,a palavra Espírito, tanto é empregada para designar o princípio inteligente universal, quanto para designar esse mesmo princípio após a individualização. O Espírito (princípio inteligente individualizado) é criado por Deus. Não é, porém,uma emanaçaõ ou porção de Deus. É sua obra. Deus cria o Espírito pela sua vontade, como o faz em relação a tudo no Universo.Como Deus jamis deixou de criar, a criação dos Espíritos é permanente.
O Espírito é a individualização do princípio inteligente assim como o corpo é a individualização do princípio material.Essa individualização do princípio se efetua numa série de existências que precedem o período da Humanidade, existências essas onde o princípio inteligente passa a primeira fase do seu desenvolvimento, ensaiando-se para a vida. Esse seria para o Espírito , por assim dizer,o seu período de incubação. É, de certo modo, um trabalho preparatório, como o da germinação, por efeito do qual o princípio inteligente sofre uma transformação e se torna Espírito. Entra, então, no período de Humanização, começando a ter consciência do seu futuro, capacidade de distinguir o bem do mal e a responsabilidade dos seus atos.Desde que o Espírito nasce para a vida espiritual, tem, por adiantar-se, que fazer uso das suas faculdades, rudimentares, a princípio. Por isso é que reveste um envoltório adequado ao seu estado de infância intelectual, envoltório que ele abandona para tomar outro, à proporção que se lhe aumentam as forças. Quanto ao envoltório fluídico do Espírito, esse também se modifica com o progresso moral que o Espírito realiza em cada reencarnação.
Tanto o progresso moral, quanto o material não se dá de forma isolada, tudo se dá nas relações que desenvolvemos com os outros seres (Espíritos encarnados e desencarnados). De acordo com o progresso espiritual o espírito faz seus escolhas que podem estar de acordo com as Leis Divinas (o Bem)ou podem transgredí-las (o Mal). Quanto mais baixo o espírito se encontra no que se refere ao progresso Espiritual, mais suscetível estará às influências que desafiam as Leis de Deus (para o Mal).

Responder à discussão

RSS

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfilEvandro Luiz Zilio, Jefferson da Silva Porto, Maria Aparecida Dias e mais 2 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
20 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/KNdPbugVxP arbítrio, fatalidade e determinismo - Programa Momento
Twitter35 minutos atrás · Responder · Retweet
Rosangela Araujo Pereira respondeu à discussão Quando indagado sobre sua religião, o que você responde? O que você considera seja o Espiritismo? de Jandyra Helena
1 hora atrás
Ícone do perfilRede Amigo Espírita via Facebook
Miniatura

Programa Momento Espírita entrevista Fernando Baldan Tema: Livre arbítrio, fatalidade e determinismo -

Livre arbítrio, fatalidade e…

Ver mais...
Facebook1 hora atrás · Responder
VALDEMAR DA SILVA SITTA e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
2 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Quando indagado sobre sua religião, o que você responde? O que você considera seja o Espiritismo? de Jandyra Helena
3 horas atrás
Ícone do perfilRede Amigo Espírita via Facebook
Miniatura

Evangelho na Rede do dia 29/05/2017 às 8hs com Carla Fabres CAPÍTULO XIII – NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA Instruções dos Espíritos : A…

Ver mais...
Facebook3 horas atrás · Responder
Jefferson da Silva Porto curtiram o evento Recordando Chico Xavier de Amigo Espírita
3 horas atrás
Evelyn Spínola postou um evento
Miniatura

SEMINÁRIO COM CARLOS A. BACELLI EM ARAÇATUBA em CENTRO ESPÍRITA DR. BEZERRA DE MENEZES - ARAÇATUBA

4 junho 2017 de 9 a 12
4 horas atrás
DALVA MARIA PEREIRA PINTO curtiram o perfil de Alfredo Dias da Silva Filho
4 horas atrás
Rosangela Araujo Pereira respondeu à discussão Quando indagado sobre sua religião, o que você responde? O que você considera seja o Espiritismo? de Jandyra Helena
4 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Quando indagado sobre sua religião, o que você responde? O que você considera seja o Espiritismo? de Jandyra Helena
5 horas atrás
Clair Marisa Kohler compartilhou o post do blog de Amigo Espírita em Facebook
6 horas atrás
Clair Marisa Kohler curtiu a postagem no blog Esclarecimentos Oportunos (Perturbações Espirituais - Manoel Philomeno de Miranda) de Amigo Espírita
6 horas atrás
Elaine Freitas curtiram o perfil de Nadia Rosangela
8 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/m3X22cR8Za Família no processo de conquista das virtudes - Família
Twitter8 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfilRede Amigo Espírita via Facebook
Miniatura

Hoje as 19hs teremos transmissão ao vivo: Livre arbítrio, fatalidade e determinismo - Programa Momento Espírita entrevista Fernando Baldan. Participe com perguntas pelo chat do Youtube…

Ver mais...
Facebook9 horas atrás · Responder
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/3Gsqp9m6kJ e Depressão: Prevenção e Libertação - 16º Assistência
Twitter9 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/SDEjVcudzm Baleia Azul e a Depressão Infantil - 17º Assistência
Twitter9 horas atrás · Responder · Retweet
Halan Crystian e Analú da Cruz Lima agora são amigos
9 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2017   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço