Vitória real

Quase 200 milhões de brasileiros estamos expectantes, vibrando pela conquista da láurea na Copa, que nos tornará hexacampeões de futebol. Todo o país experimenta as emoções nacionalistas de amor e de ternura pelo Brasil, projetando no mundo moderno com as suas belezas naturais, a gentileza e a jovialidade do seu povo, as conquistas tecnológicas, suas paisagens ricas pela variedade e exuberância e também pelo seu futebol – que poderia estar melhor!

Assevera-se, no entanto, que o importante é ganhar, qual aconteceu com os pênaltis contra o Chile, transformando o nosso goleiro de “azarão” em herói nacional.

Tudo, porém, pode acontecer nas próximas etapas. Se ganharmos, conforme todos anelamos, viveremos o triunfo e a alegria esfuziante que nos fará esquecer, por instantes, os sofrimentos acumulados pelos fatores de grande perturbação, ensejando-nos a catarse das angústias e os júbilos da vitória. Se, todavia, não conseguirmos a plenitude – que Deus se compadeça de nós! –, que tenhamos o valor moral de reconhecer a necessidade de prosseguir com a esperança em outras oportunidades que virão.

Seja qual for, porém, o resultado, deveremos aproveitar os júbilos que estamos experimentando para o jogo contínuo contra as más tendências, essas que predominam em nossa natureza animal, trabalhando os valores que dignificam, a fim de que nos sobreponhamos à violência, ao desrespeito aos direitos humanos, ao cumprimento dos deveres que nos convidam ao crescimento intelecto-moral, à legítima fraternidade e ao desenvolvimento político tanto quanto socioeconômico de toda a nação...

As conquistas de fora são efêmeras e necessitam que outros objetivos psicológicos nos permeiem as emoções, a fim de prosseguirmos irretocáveis. No entanto, as aquisições internas, as de natureza ético-moral permanecerão auxiliando-nos no crescimento interior para a vitória sobre as paixões e os sofrimentos que nos exaurem. O ser humano feliz é aquele que se conquista!

Divaldo Franco 


Artigo de Divaldo Franco publicado no jornal A Tarde, coluna Opinião em 03-07-2014

Exibições: 1220

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Quando o bom não é tímido pode ser reprovado, mas constrói o passado para ser lembrado com profundo respeito. Parabéns Brasílio Marcondes Machado. A tese de Machado foi apresentada no dia 29 de agosto de…"
9 horas atrás
Luciano Franco Ramos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
11 horas atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Excelente descrição João Nodari"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Médiuns. 171. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“Sandálias Douradas”.  Credibilidade é fundamental. Alguns médiuns ganham credibilidade, mas são infectados pelo orgulho e/ou vaidade. Fator complicador - obsessão. A entidade passa a exercer…"
ontem
Antonio Carlos G. Sarmento e Edileuza R. Rodrigues agora são amigos
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" Sincera solidariedade agrega, solidariedade forçada segrega. O humanista de boutique precisa do preconceito. É o oxigênio vital dele, diz jornalista em Hipocrisia in…"
sexta-feira
augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
3 Ago
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
3 Ago
ANDREA REGINA DE SA curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
3 Ago
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Ao tentar processar o Porta dos Fundos, por retratar Jesus como um gay, igreja teve um prejuízo de R$ 82…"
1 Ago
Madelon Fonseca curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
31 Jul
Joao Iudes Nodari respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"A Marlene apresentou uma realidade constatada diariamente no processo de palestras ministradas nos centros e unidades espíritas. Está-se chegando numa fase onde a ênfase oratória pergaminha atitudes emocionais e…"
31 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço