A fecundidade de Allan Kardec e as contaminações doutrinárias (Por Jane Maiolo)

A fecundidade de Allan Kardec e as contaminações doutrinárias

Por Jane Maiolo

 

Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores(...). Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. (Salmos 1:1-3)

 

 

 

 Hippolyte León Denizard Rivail nasceu em Lyon, na França, a 3 de outubro de 1804. O discípulo de   Henri Pestalozzi, o eminente educador suíço, era dotado de uma inteligência incomum e destacado por seu marcante e inconfundível “bom senso”. Temperamento inquiridor, o mestre de Lyon, sempre conservou em sua mente intrigantes questões acerca da filosofia, ciência, religião, astronomia, magnetismo dentre outras vertentes.

 Questões intrigantes como - “de onde viemos?” “Para onde vamos? ” “Por que estamos na Terra? ” “Por que sofremos?” Foram paulatinamente fertilizando a mente aguçada de Rivail. As respostas lúcidas a esses legítimos questionamentos chegariam, sob os auspícios do Espírito de Verdade, em tempo oportuno.

 O sobrenatural foi sendo desconfigurado e os fenômenos desconhecidos entrariam na ordem dos fatos naturais marcando o início de uma nova e esperançosa era, “a era do Espírito”.

A fecundidade intelectual de Allan Kardec penetrava em pleno vigor no século XIX. Século este assinalado pela perspectiva econômica, político, social e cultural advindas das Revoluções Industrial e Francesa. As ideias materialistas eram hegemônicas, entretanto o discurso  espiritualista ia  se fortalecendo e  arejando o pensamento de alguns homens da sociedade parisiense, que se achava confusa, sem norte  e sem fé.

O intercâmbio constante entre os dois mundos: o físico e o espiritual, o amparo da plêiade do Espírito de Verdade dariam vida a uma obra capaz de regenerar o pensamento da humanidade.

 O notável codificador do Espiritismo trabalhou por  14 anos consecutivos para produzir entre os idos de  1855 e 1869  o fruto mais consistente de sua existência: a Doutrina dos  Espíritos.

Conquanto Hippolyte León Denizard Rivail e Amélie Gabrielle Boudet não tivessem filhos biológicos deram alento a uma ciência que foi capaz de oferecer laços de interação entre encarnados e desencarnados com o propósito de soerguê-los à condição de seres dispostos a abraçarem  os estudos, os esclarecimentos e a consolação.

Não restaria dúvida alguma quanto à extensão desse movimento fecundo e metafísico, capaz de oferecer ferramentais de transformação social e moral da Terra sob o efeito da fé raciocinada e apoiada nos soberanos princípios do amor.

O clássico “movimento espírita” de procedência exclusiva dos encarnados ,  se avigora para disseminar as  instruções doutrinárias , porém, paira  ente os espíritas a infestação de agentes nocivos  provindos, em boa parte , das mentes e corações  dos  “espíritas” imaturos , deslumbrados e titubeantes.

 Sabemos que os agentes etiopatogênicos agridem o nosso organismo e causam constante infecções, muitas vezes, de difícil percepção no seu estágio inicial. Os microrganismos invadem as células, se hospedam e se reproduzem no seu interior. O mais impressionante é agilidade desses microrganismos em alterar a própria estrutura e a estrutura de um organismo maior. Às vezes a ação é tão insidiosa, invasiva ao ponto de levar à falência múltipla inúmeras células.

Comparando o chamado “movimento espírita” como um grande organismo vivo , necessário se faz desenvolver anticorpos e estruturas de defesa com relação às infecções que podem deteriorar   todo órgão. Infecções doutrinárias onde se expõe a falta de coerência, a ausência do bom senso, as mistificações, as idolatrias, e as extravagantes aventuras mediúnicas.

 Sabemos, porém, que o antídoto mais  eficaz é o estudo, o diálogo, o esclarecimento e a humildade. Entretanto, tal qual as doenças causadas por vírus, que têm um ciclo de iniciar e acabar, essa onda de inercias e infecções haverão de passar.

Permaneçamos otimistas nas diretrizes que a Doutrina Espírita tem para nos oferecer e saibamos nos vacinar, de tempos em tempos, com a oportunidade de estudo, esclarecimento, consolo , humildade e muito trabalho. Conforme a mensagem acalentadora de Bittencourt Sampaio contida na obra “Instruções Psicofônicas” - Cristo continua no leme da nossa embarcação.

Façamos a assepsia mental e o cuidado com as células preciosas que tendem a renovar a mentalidade do homem contemporâneo. O legado fecundo de Allan Kardec continua a produzir os frutos capazes de saciar os homens combalidos, frágeis e psiquicamente instáveis. Além de sustentar espiritualmente os demais  que assim o desejam.

Tenhamos zelo pela Doutrina dos Espíritos.

Preciosa a contribuição do salmista “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.”

Imunizemos nossas mentes e prossigamos sob o abono da humildade com o ânimo  inexaurível de estudar as obras codificadas por Allan Kardec.

 

 

Jane Maiolo

 – É professora de Ensino Fundamental, formada em Letras e pós-graduada em Psicopedagogia. Colaboradora da Sociedade Espírita Allan Kardec de Jales/SP. Pesquisadora do Evangelho de Jesus. Colaboradora da Agenda Brasil Espírita- Jornal O Rebate /Macaé /RJ – Jornal Folha da Região de Araçatuba/SP –Blog Bruno Tavares Recife/PE-Articulista da RAE e colaboradora do site www.kardecriopreto.com.br-Apresentadora do Programa Sementes do Evangelho.

janemaiolo@bol.com.br

 

 

Exibições: 307

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Edson Lopes curtiram o evento Mediunidade de Amigo Espírita
8 minutos atrás
Edson Lopes curtiram o evento Jornais Espíritas de Amigo Espírita
24 minutos atrás
Edson Lopes curtiram o evento Áudios Espíritas de Amigo Espírita
25 minutos atrás
ANA MARIA TEODORO MASSUCI e Andressa Araujo agora são amigos
1 hora atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/HIBZZVlzvz
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/JFTh697oIW
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/kwg6zWUV6H
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
ANA MARIA TEODORO MASSUCI curtiu a postagem no blog Justiça na Espiritualidade de Antonio Carlos Navarro
2 horas atrás
Ícone do perfilTalita Guinatto de Lima Duarte, Ivan dos Santos Ferreira, Monia Alves e mais 1 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
2 horas atrás
Casa de Jaco - Lar do idoso curtiu a postagem no blog “Pai Nosso”, que assim seja!...(Jorge Hessen) de Carlos Pointier
2 horas atrás
Talita Guinatto de Lima Duarte curtiram a discussão Quem foi Léon Denis? - Estudo da Sala Falando em Espiritismo na Rede Amigo com Fernando Ben de Amigo Espírita
4 horas atrás
Marilei Helena Zanatta curtiram o evento Estudo Livro Nosso Lar de Amigo Espírita
5 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Justiça na Espiritualidade" : https://t.co/2thrtebxtp
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por Antonio Carlos Navarro
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/CnIKKWcPZZ a Libertação do Medo - 53º Assistência Espiritual
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/WqF7Mfhjvy potencialidades da Alma - Sebastião Camargo
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
SEMINÁRIO 150 Anos de A Gênese - Um resgate histórico é transferido para o Teatro Gamaro, As inscrições, que estav… https://t.co/amDnOewo0D
Twitter8 horas atrás · Responder · Retweet
Amigo Espírita atualizou um evento
8 horas atrás
Andressa Araujo e Pedro Miguel Cruz agora são amigos
11 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2018   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço