AMOR, ALIMENTO DAS ALMAS

 Felipe Estabile Moraes 

[estabile@uol.com.br]

 

            Muito refletimos sobre o que nos “alimenta”. Sobre o que nos proporciona bem-estar, sustentação.   

            Esta oportunidade nos foi ofertada pela União Espírita Mineira ao sermos convidados para apresentar este tema na Feira do Livro Espírita, em outubro de 2018.

            Recorremos, inicialmente, à comparação feita por Jesus entre a mesa que recebe o alimento material e também o alimento espiritual.  É o conhecido Capítulo “O Culto Cristão no Lar, do livro “Jesus no Lar”, de Neio Lúcio, quando Jesus afirma:

 

“O berço doméstico é a primeira escola e o primeiro templo da alma. A casa do homem é a legítima exportadora de caracteres para a vida comum.  Se o negociante seleciona a mercadoria, se o marceneiro não consegue fazer um barco sem afeiçoar a madeira aos seus propósitos, como esperar uma comunidade segura e tranquila sem que o lar se aperfeiçoe?  A paz do mundo começa sob as telhas a que nos acolhemos. Se não aprendemos a viver em paz, entre quatro paredes, como aguardar a harmonia das nações?  Se nos não habituamos a amar o irmão mais próximo, associado à nossa luta de cada dia, como respeitar o Eterno Pai que nos parece distante?

 

Jesus relanceou o olhar pela sala modesta, fez pequeno intervalo e continuou:

 

— Pedro, acendamos aqui, em torno de quantos nos procuram a assistência fraterna, uma claridade nova. A mesa de tua casa é o lar de teu pão. Nela, recebes do Senhor o alimento para cada dia. Porque não instalar, ao redor dela, a sementeira da felicidade e da paz na conversação e no pensamento? O Pai, que nos dá o trigo para o celeiro, através do solo, envia-nos a luz através do Céu. Se a claridade é a expansão dos raios que a constituem, a fartura começa no grão. Em razão disso, o Evangelho não foi iniciado sobre a multidão, mas, sim, no singelo domicílio dos pastores e dos animais.”

 

            Reflexão importante. Necessitamos do sustento, por meio da alimentação. No plano físico, o alimento material, o pão, que dará a necessária sustentação ao corpo físico. Espiritualmente necessitamos do sustento, para a alma. E o Mestre faz o convite a Pedro, e também a todos nós, da sementeira do Amor, da Caridade.

            Retomamos a conhecida pergunta de “O Livro dos Espíritos”, relativa à Caridade:

 

  1. 886. Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entendia Jesus?

“Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas.”

 

Allan Kardec, em seu comentário, nos auxilia no entendimento:

 

“O amor e a caridade são o complemento da lei de justiça, pois amar o próximo é fazer-lhe todo o bem que nos seja possível e que desejáramos nos fosse feito. Tal o sentido destas palavras de Jesus: Amai-vos uns aos outros como irmãos.”

 

            Desta forma procuramos entender melhor o significado do amor ao próximo, da fraternidade, que procuramos sentir em nossos corações.

            No Livro “Nosso Lar”, de André Luiz, temos um capítulo com o título “Amor, Alimento das Almas”. Em forma de diálogos, envolvido em ambiente de fraternal entendimento, vamos aprendendo um pouco mais sobre este interessante tema. Interessante, é que conversação se dá no lar de Dona Laura, a nos convidar para aproveitarmos este ambiente para nossa edificação espiritual, na forma do convite de Jesus a Pedro.

            Inicialmente, a conversa se dá em torno da necessidade de alimentação no plano espiritual. A senhora Laura comenta:

 

— Afinal, nossas refeições aqui são muito mais agradáveis que na Terra. Há residências, em “Nosso Lar” que as dispensam quase por completo; mas, nas zonas do Ministério do Auxílio, não podemos prescindir dos concentrados fluídicos, tendo em vista os serviços pesados que as circunstâncias impõem. Despendemos grande quantidade de energias. É necessário renovar provisões de força.

 

            Uma jovem que participa da conversação, complementa:

 

“Todos os Ministérios, inclusive o da União Divina, não os dispensam, diferindo apenas a feição substancial. Na Comunicação e no Esclarecimento há enorme dispêndio de frutos. Na Elevação o consumo de sucos e concentrados não é reduzido, e, na União Divina, os fenômenos de alimentação atingem o inimaginável.”

 

            A mãe de Lísias amplia o tema, incluindo o Amor como base de toda alimentação:

 

“— Nosso irmão talvez ainda ignore que o maior sustentáculo das criaturas é justamente o amor. De quando em quando, recebemos em “Nosso Lar” grandes comissões de instrutores, que ministram ensinamentos relativos à nutrição espiritual. Todo sistema de alimentação, nas variadas esferas da vida, tem no amor a base profunda. O alimento físico, mesmo aqui, propriamente considerado, é simples problema de materialidade transitória, como no caso dos veículos terrestres, necessitados de colaboração da graxa e do óleo. A alma, em si, apenas se nutre de amor. Quanto mais nos elevarmos no plano evolutivo da Criação, mais extensamente conheceremos essa verdade. Não lhe parece que o amor divino seja o cibo  do Universo?”

 

Lísias, complementa:

 

“— Tudo se equilibra no amor infinito de Deus, e, quanto mais evolvido o ser criado, mais sutil o processo de alimentação. O verme, no subsolo do planeta, nutre-se essencialmente de terra. O grande animal colhe na planta os elementos de manutenção, a exemplo da criança sugando o seio materno. O homem colhe o fruto do vegetal, transforma-o segundo a exigência do paladar que lhe é próprio, e serve-se dele à mesa do lar. Nós outros, criaturas desencarnadas, necessitamos de substâncias suculentas, tendentes à condição fluídica, e o processo será cada vez mais delicado, à medida que se intensifique a ascensão individual.”

 

            O Amai-vos uns aos outros passa, então, a ser melhor interpretada, pela expressão da senhora Laura:

 

“(...)Jesus não preceituou esses princípios objetivando tão somente os casos de caridade, nos quais todos aprenderemos, mais dia menos dia, que a prática do bem constitui simples dever. Aconselhava-nos, igualmente, a nos alimentarmos uns aos outros, no campo da fraternidade e da simpatia. O homem encarnado saberá, mais tarde, que a conversação amiga, o gesto afetuoso, a bondade recíproca, a confiança mútua, a luz da compreensão, o interesse fraternal — patrimônios que se derivam naturalmente do amor profundo — constituem sólidos alimentos para a vida em si. Reencarnados na Terra, experimentamos grandes limitações; voltando para cá, entretanto, reconhecemos que toda a estabilidade da alegria é problema de alimentação puramente espiritual. Formam-se lares, vilas, cidades e nações em obediência a imperativos tais.

 

            Vamos refletindo e aprendendo, desde já, o bem que nos faz uma boa conversação, a confiança entre amigos e irmãos. Já conseguimos sentir como isto é importante para nós, para a nossa vida. Como nos sentimos realmente alimentados, sustentados quando temos essas oportunidades de trocas singelas e sinceras de afeto, entre Espíritos imortais.

            Vamos entendendo que o alimento material tem origem no Amor Divino e nele estamos envolvidos. Em nossa jornada evolutiva, rumo à perfectibilidade, vamos encontrando Espíritos que amamos e que nos amam. Em contato com esses irmãos, vamos nos alimentando espiritualmente, colocando em prática a verdadeira Caridade, conforme entendia Jesus. A reciprocidade no Bem se torna, então, algo importante para nós;

            Na sequência da conversa em Nosso Lar, alguns participantes da agradável conversação vão se dirigir a uma excursão ao Campo da Música.  A senhora Laura, então, comenta:

Vão em busca do alimento a que nos referíamos. Os laços afetivos, aqui, são mais belos e mais fortes.”

            E termina, com uma frase que nos leva a profunda reflexão:

           

            “O amor, meu amigo, é o pão divino das almas, o pábulo(*) sublime dos corações.”

 

* Pábulo. Dic.virtual: substantivo masculino. Aquilo que mantém, que sustenta; alimento, sustento.

Exibições: 281

Respostas a este tópico

Felipe Estabile Moraes

Amigo Fê, sendo o amor o alimento da alma, onde conseguiremos obter esse alimento para ofertá-lo a quem dele necessite, se como fazer para ter amor, no coração, como fazer para amar, ninguém consegue ensinar e ninguém aprende nem com conselhos, nem com ensinamentos, nem com exemplos de quem quer q sejam?!

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

ASSISTA AO VIVO

Artigos Espíritas

Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas?

Pode ser que ao ler o título deste texto você imagine que se trata de uma espécie de censura ou proibição a alguma ideia veiculada no centro espírita. Por isso, faço o convite para que prossiga na leitura, pois, adianto, não se trata de censura ou proibição de qualquer…

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Em geral o Espiritismo não trabalha com datas predefinidas para acontecimentos.

Em geral o Espiritismo não trabalha com datas predefinidas para acontecimentos.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Desde que o mundo é mundo o homem busca, por meio das previsões, antecipar-se…

Reflexões sobre ações e críticas

            Você já se perguntou o que é a verdade? Jesus ao ser indagado por P Pilatos, na descrição do Evangelho segundo João, capítulo XVIII, respondeu com o maior silêncio que a humanidade já ouviu. Tenho me perguntado por que Ele adotou tal postura?   

            Neste…

Últimas atividades

Raquel Eilert curtiu a postagem no blog Ondas do Pensamento de PATRIZIA GARDONA
1 hora atrás
Marcos Nobrega comentou a página Radios de Amigo Espírita
"O que precisamos para que o meu site sobre interpretação dos sonhos do ponto de vista espiritual também esteja aqui? https://www.segredosdosonho.com.br/significado-dos-sonhos/"
4 horas atrás
Sergio Bini curtiu a postagem no blog TRANSIÇÃO PLANETÁRIA de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
6 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

TRANSIÇÃO PLANETÁRIA

1 – Enfatiza-se no meio espírita o fato de que estamos em plena transição na sociedade planetária, de Mundo de Provas e Expiações para Mundo de Regeneração. É isso mesmo?Depende do ponto de vista. Imaginemos que façamos uma viagem de São Paulo ao Rio de Janeiro como andarilhos. Desde a saída estaremos em trânsito a caminho do Rio, mas ainda longe de nosso destino. Imagino que o fato de estarmos em transição para o Mundo de Regeneração não significa que estejamos às suas portas.2 – No que você…Ver mais...
ontem
Erika Silvira postou um evento
Miniatura

Workshop Controle da Mente- Desperte o Poder da sua Consciência em Local: Hotel Braston

28 setembro 2019 de 9 a 16:30
Diante de tantos desafios diários quais são os passos para ter uma mente mais saudável? Como podemos evitar síndromes da mente ?Todas essas respostas estarão no Workshop Controle da Mente - Desperte o Poder da sua Consciência.O encontro contará com um time de palestrantes especialistas de destaque na área da saúde mental, unindo medicina e espiritualidade.Participação: Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, Dr. João Lourenço Navajas, Marcelo Bispo e Raquel BacchiegaGaranta já seu ingresso ligando para…Ver mais...
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Anália Franco-"A Grande Dama da Educação Brasileira". de Liudmila Carla Pinheiro
"Anália Franco. Gratidão O lar Anália Franco, Rio de Janeiro (1, 2) foi fundado em 22 de outubro de 1922. Em 2017 a direção programou o Seminário Anália Franco, o Evangelho Aplicado à…"
ontem
Armando Jorge Pereira Carvalho curtiram o perfil de Georgia
segunda-feira
Sergio Bini curtiram a discussão Chorando para realizar de Maria Luci Sales Marques
segunda-feira
Sergio Bini curtiram a discussão DIAS DE SOMBRA - JOANNA DE ÂNGELIS E DIVALDO PEREIRA FRANCO de Maria Luci Sales Marques
segunda-feira
Ícone do perfilAna Mafalda Candy, Shirley Cristiane Amaral, Augusto Cesar Sousa e mais 3 pessoas entraram em RAE
domingo
Shirley Cristiane Amaral curtiu a postagem no blog SABER SOFRER - Richard Simonetti ::: de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
domingo
Shirley Cristiane Amaral curtiu a postagem no blog SABER SOFRER - Richard Simonetti ::: de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
domingo
Posts no blog por LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA

“Dia dos Pais”

Alguns podem pensar e admitir que a lei  é exageradamente generosa. (1) Tremembé, São Paulo, possui pais famosos. (2) Mesmo condenado pela Justiça após ter matado uma filha, o detento paradoxalmente poderá deixar a Penitenciária devido ao “benefício da saída temporária de Dias dos Pais”.“No projeto de lei anticrime, consta a vedação de saídas temporárias da prisão para condenados por crimes hediondos”. (3) O texto final poderá apresentar alterações advindas da Câmara dos deputados e do…Ver mais...
domingo
Elmira Vaz Malheiros comentou a página Colabore com a Rede Amigo Espírita de Amigo Espírita
"CANCELAR MEU NOME IMEDIATAMENTE. DESISTO DO RAE. obrigada !"
domingo
Fernanda de Moraes Cippiciani entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
domingo
Fernanda de Moraes Cippiciani curtiram o evento Joanna de Ângelis e Divaldo Franco de Amigo Espírita
domingo
Fernanda de Moraes Cippiciani curtiram o perfil de Fernanda de Moraes Cippiciani
domingo
Fernanda de Moraes Cippiciani curtiram o perfil de Fernanda de Moraes Cippiciani
domingo
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Ondas do Pensamento

A questão de número oitenta e oito de O Livro dos Espíritos nos esclarece que o Espírito pode ser comparado a um clarão, uma fagulha, uma centelha etérea.Na questão seguinte, oitenta e oito “a”, o Emérito Codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, pergunta se o espírito tem cor, e a resposta dos Orientadores Espirituais diz que sim, e que essa cor pode variar do escuro…Ver mais...
domingo
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog O aforismo “Fora da caridade não há salvação” de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
sábado

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço