AUTISMO NA VISÃO ESPÍRITA - por Victor Passos

Viana do Castelo, Portugal

 

O Autismo é visto como um transtorno invasivo do desenvolvimento, Sindrome de Asperger. Fragilidade que se pode manifestar de forma grave por toda a vida. Ela existe em todo o mundo, em famílias de qualquer raiz racial, cultural ou social, enfim não escolhe a individualidade a encarnar a doença. Os sintomas podem ser verificados pela anamnese, observação comportamental, exames ou entrevistas com o doente e familiares.
As estatísticas dizem-nos, no âmbito do materialismo, que a doença se manifesta entre um e 3 anos de idade, porém na minha visão espírita considerando que toda uma consequência tem uma causa, ela já está presente mesmo antes da reencarnação e veremos porquê!
Os sintomas do autismo encerram:
. Perturbação na periodicidade da aparição de capacidades físicas, sociais e linguísticas; . Reacções anormais às sensações. As funções ou áreas mais afetadas são: visão, audição, tato, dor, equilíbrio, olfato, gustação e maneira de manter o corpo. . Fala ou linguagem ausentes ou atrasados. Devido a tal situação torna-se também restrita compreensão de ideias. Aplica palavras sem associação ou sem significado concernente com o significado. . Percepção anormal dos objetos, eventos e pessoas.
Enteando esta fase verificaremos desde já que o espírito fragilizado está encerrado em si mesmo, e preso no fundo entre os dois Mundos, no da erraticidade e no material.
A essência obscura do autista, aprisiona-os ao medo de enfrentar uma nova experiência, porque sabedores da sua condição, asfixiados por passagens menos dignas de amor e valorização moral, estes irmãos, ao reencarnar detêm um tempo maior da separação perispiritual de tal nível, o qual por vezes se acha já presente no momento de transição aquando da sua concepção, na busca do aborto à revelia da Lei, porém todos sabemos que nada podemos contra a mesma. Daí muitos dos partos destes espíritos serem complicados.
Claro que todos sabemos e não tem nada de novo que o crescimento educativo do espírito encarnado, se faz no período propicio da infância até aos 7 ou 8 anos de idade, mas isto em situações normais, porque no caso destas individualidades, a perturbação, se faz presente por mais tempo, como se estivesse em período de estância gestacional, tal como afirmei atrás estes espíritos sentem pressionados pelo receio de fraquejar, e estacionam, entre ambos espaços e daí a dificuldade de assimilar conhecimento e de se descobrir nos ambientes externos à sua vontade. Interessante é verificar que num estudo do feito por pesquisadores e comprova o que acabei de dizer;
“Pesquisadores realizaram o protótipo de um laboratório que simbolizava um útero e colocaram autistas, neste ambiente. Ali, eles tinham contacto com sons e sensações semelhantes àquelas transmitidas pela mãe para o bebê quando este se encontra dentro do útero, mergulhado no líquido amniótico. A experiência foi de completo êxito, pois as crianças autistas apresentaram reações, tornando-se um pouco mais receptivas.
Realizei experiências semelhantes com um grupo de pessoas sensitivas e outras habilitadas criando através de uma ação mental um útero materno. A resposta da criança autista foi positiva.” Drª Hellen
Num ápice os autistas são inteligentes, exigentes e seguros de si, para logo a seguir por vezes sem razão uma razão aparente, ou começam a saltitar como crianças, mesmo sendo adultos ou passam pelas pessoas sem as perceberem realmente. As vezes isolam-se e falam baixinho ou riem sem motivo, olhando não se sabe para quem ou onde. Algumas vezes se auto-flagelam, se auto agridem, tornando-se agressivos a tudo e todos, não importa quem.
Bastante imprevisíveis têm a capacidade de transportar quem lhe convive a outro, da esperança ao desespero. Quando concentrados e atentos, todo o aprendizado é possível e quando um conhecimento ou experiência foram aprendidos jamais será esquecido.
O Autista aparece por efeito em duas situações: espiritual quando está bem marcado no seu perispírito, que o leva a ter lesões neurológicas, aquilo que se chama o espelho refletor do cérebro, nesse caso o indivíduo não consegue comunicar-se por causa de deformações ou lesões nos corpos sideral e físico. A é consequência do espírito, estar estigmatizada com a consciência da culpa, temendo uma reencarnação compulsória na qual colherá os efeitos de faltas passadas. Por isso o espírito rejeita a reencarnação, provocando o autismo. Ocorre um severo processo de auto-obsessão por abandono consciente da vida, um auto-aprisionamento orgânico. Nesse caso, mesmo não havendo uma lesão directa do perispírito, a rejeição à reencarnação e a recusa à comunicação danificam o cérebro..
Mas vamos agora ao encontro da problemática provacional, e ela traz-nos ao o fulcro da vida, do vetor sensorial da existência e ponto vital da evolução educativa moral, espiritual e intelectual, a Familia, a escola ,o meio a sintonia envolvente que exige dos Pais e educadores uma entrega profunda de amor em toda a plenitude. A renuncia , a muito porque estes irmãos trazem em si um ensinamento para os progenitores, que faz com que a sua luta mereça de todos nós o maior respeito e oração em torno da sua coragem e luta diária para que consigam levar em frente tamanha obra como objetivo numa encarnação…
Segundo Bezerra de Menezes, no livro “Loucura e Obsessão” , muitos espíritos buscam na alienação mental, através do autismo, fugir do resgate de suas faltas passadas, das lembranças que os atormentam e das vitimas que angariaram nesse mesmo pretérito.
Esta temática visa recolher o máximo afim de irmos ao encontro quer do porquê da deficiência, da provação e expiação e da necessidade do conhecimento dos valores da vida reais.
A autora do livro “ Vida Além da Vida” deixa-nos em suas experiências três casos;
Nessas, pelo que se vê, o ser/essência nada sofreu, encarando com naturalidade e compreendendo todos processos, mesmo os mais dolorosos.
1º caso - Minha mãe não me desejava. Certa vez tentou abortar e fiquei irado por ocasião do parto, porque ela pretendia divorciar-se do meu pai. Estou agora conscientizado de que parte do meu carma consiste em aprender a amar minha mãe, de qualquer maneira. 2º caso - Ao me ligar ao feto, dava-me conta de que minha mãe estava assustada, de início, posteriormente aceitou o processo com naturalidade. 3º caso - Foi uma experiência forte, não desagradável mas surpreendente, o meu nascimento. Enviei mensagens à minha mãe para que ela encarasse tudo como sensação e não como dor. Percebia, de forma clara, as atitudes das outras pessoas. Eu estava muito feliz por assumir esta vida.
A partir da leitura desse livro e de algumas experiências realizadas em grupos holísticos e espíritas eu introduzi em algumas vivências o exercício de retorno ao útero. Muitas marcas em nosso corpo e alma tem origem no momento da concepção. Este período, o da gravidez e do parto são fundamentais para a saúde física e mental da criança. Aí se reforça na realidade tudo o que já afirmara mais acima, agora como se tratam os Autistas?
Não existe uma medicação para a cura do autismo, Existem medicações apenas para administração dos sintomas do autismo. Os autistas tem potencialidades a serem trabalhadas com um bom desempenho educacional em conjunto com uma boa equipe multidisciplinar e o apoio integrado com pais.
As preocupações em relação ao meio debatem-se com o preconceito a desistência dos pais, porque não haja duvidas tal como Jesus dizia, ”Só o amor nos salvará, em caridade” tal como as aves do céu buscam o seu alimento todos que estão envolvidos na simbiose de evolução devem procurar reforçar-se no “Orai e Vigiai”. Os pais destes irmãos necessitam de muito conhecimento espiritual, estudar, afim de com o reforço duma fé racionada e uma esperança acalentada no trabalho de caridade dando amor , é que conseguirão suplantar esta oportunidade de crescimento.

 

Victor Manuel Pereira de Passos nascido em 26 de dezembro de 1958, reside em Viana do Castelo, Portugal, onde é membro da Associação Espírita Paz e Amor. Autor de várias brochuras, tais como: "Reflexões", "Oásis de Luz", "Adolescentes e a droga", além do livro "Sementes da vida", editado em janeiro de 2007, para apoio de Instituição de Deficientes Criança Diferente. Aqui, o Blog do autor:http://criancadiferente.blogspot.com/

e-mail: caminheirodapaz@gmail.com

 

 

Leia também:

Autismo, Neurônios-espelho e Marcas Espirituais

 

 

Exibições: 7595

Respostas a este tópico

Olá Victor: Paz e harmonia!

Obrigada pelo artigo e por trazer alguns pontos de esclarecimento bem como trazer foco sobre essa problemática.

Mas gostaria de tirar algumas dúvidas:

Até onde eu sabia autismo e síndrome de Asperger já foram classificadas como primas, mas hj sabe-se que não mais. Sob esse enfoque entendi um pouco confusa a primeira frase do artigo. Poderia me esclarecer?

Onde posso encontrar registros da pesquisa sobre simulação do útero, qual bibliografia?

O que o Sr. orientaria para tratamento do autista na casa espírita?

Obrigada por tudo.

Fraternalmente,

Lucila Katy,

Natal, RN, Brasil.

Gostaria muito de estudar este assunto, pois tenho bem perto de mim, membro da família do meu marido, criança de cinco anos diagnosticada como autista, mas ela interage bem comigo, que não tenho contato frequente com ela, às vezes levo tempo sem vê-la, mas quando a vejo, ela se mostra cainhosa, vem ao meu colo, me abraça e fica comigo tranquilamente. Ela gosta de ver televisão, DVDs de desenhos animados como qualquer criança. Sua irmãzinha de sete anos o ama muito, trata-o com muito carinho e o protege como se ele fosse um bebê. Gostaria de ajudar seus pais a conviver com essa provação, pois sinto-os às vezes tristonhos e interrogativos, sem compreender o porque dessa situaçao.

Seria mesmo autismo?  Ele demonstra inteligência, tem o aparelho fonador e auditivo perfeito, mas não fala.

Como eu poderia auxiliar?

Desde já agradeço,

Paz e luz,

Marina Moreira

Ola muita paz e harmonia

Amiga Lucila

"Até onde eu sabia autismo e síndrome de Asperger já foram classificadas como primas, mas hj sabe-se que não mais. Sob esse enfoque entendi um pouco confusa a primeira frase do artigo. Poderia me esclarecer?"

  Amiga , não poderemos dizer que são primas...mas poderemos dizer isso sim que o foco de invasão mental tem as mesmas linhas dinamicas de carência de interseção,  Não poderemos classificar o autismo, como sendo isto ou aquilo, mas temos que verificar a relação que aufere na enormidade dos sintomas, engloba todos os conceitos e neles poderemos dizer que o asperger, tem semelhanças mesmo que tenues.Todos sabemos do foco de dispersam visual e de afastamento que os autistas nos mostram, no asperger eles também existem. Por exemplo; "se cozinhar batatas com casca, elas tem um determinado sabor, se o fizer sem casca ela sterão outro, porém não deixam de ser batatas."

Desculpe penso que assim podrei fazer expressar melhor a ideia.

"Onde posso encontrar registros da pesquisa sobre simulação do útero, qual bibliografia?"

  Amiga a Drª Hellen Wambach tem um Livro Recordando Vidas Passadas - da Dra. Helen Wambach

 ela faz regressões e este outro Livro também; Vida Antes da Vida, aqui obterá respostas sobre a regressão e a projeção de autistas para o ambiente do utero da Mãe.

 

"O que o Sr. orientaria para tratamento do autista na casa espírita?"

 

   Sim, como complemento às terapias medicas, porque nunca devemos descuidar a grandeza medica em todas as situações a que a isso sejam chamados.O Passe fluidico, mesmo a apometria tem tido em hospitais aí no Brasil, tido bastante sucesso...Mas o trabalho deve ser realizado com mediuns experientes .

Hospital André Luiz.Centro Espírita Evangelho em Ação, chegou atranbalhar nessa area, não sei se continua.

 

espero ter ajudado

 

abraço fraterno

 

Victor Passos

 



Lucila Katy Melo disse:

Olá Victor: Paz e harmonia!

Obrigada pelo artigo e por trazer alguns pontos de esclarecimento bem como trazer foco sobre essa problemática.

Mas gostaria de tirar algumas dúvidas:

Até onde eu sabia autismo e síndrome de Asperger já foram classificadas como primas, mas hj sabe-se que não mais. Sob esse enfoque entendi um pouco confusa a primeira frase do artigo. Poderia me esclarecer?

Onde posso encontrar registros da pesquisa sobre simulação do útero, qual bibliografia?

O que o Sr. orientaria para tratamento do autista na casa espírita?

Obrigada por tudo.

Fraternalmente,

Lucila Katy,

Natal, RN, Brasil.

         Ola muita paz

         Amiga Marina

         

      " Seria mesmo autismo?  Ele demonstra inteligência, tem o aparelho fonador e auditivo perfeito, mas não fala.

       Como eu poderia auxiliar?"

 

        Todos somos Seres inteligentes, ou não fossemos espiritos, o autista é inteligente e muitas das vezes excede até expectativas.

       

Autismo é um transtorno global do desenvolvimento marcado por três características fundamentais:

* Inabilidade para interagir socialmente;

* Dificuldade no domínio da linguagem para comunicar-se ou lidar com jogos simbólicos;

* Padrão de comportamento restritivo e repetitivo.

O grau de comprometimento é de intensidade variável: vai desde quadros mais leves, como a síndrome de Asperger (na qual não há comprometimento da fala e da inteligência), até formas graves em que o paciente se mostra incapaz de manter qualquer tipo de contato interpessoal e é portador de comportamento agressivo e retardo mental.

Os estudos iniciais consideravam o transtorno resultado de dinâmica familiar problemática e de condições de ordem psicológica alteradas, hipótese que se mostrou improcedente. A tendência atual é admitir a existência de múltiplas causas para o autismo, entre eles, fatores genéticos e biológicos.

  Como ajudar essa criança, é a forma de interação que se tem com ela, não podemos ficar especados a olhar apenas e fazer dela um coitadinho, é preciso agir, e fazê-lo é cativar pelo amor , pelo gesto,apresentar coisas novas, ganhar a siua confiança, o autista quer de quem quer ajudar muita paciência, e gestos repetitivos, hoje não teve reação, amanhã pode ter...Algumas possibilidades incluem:

- Um brinquedo específico que é particularmente desejado

- Bolhas de sabão

- Elogios / abraço forte

- Controle remoto de televisão

- Vídeo específico ou DVD

- Alimentos

- Bebidas

- Jogos musicais

        

 Mas sempre sem querer tomar o seu espaço, procurar sensibiliza-lo que o seu amor está acima de tudo,...um abraço, uma caricia...enfim são imensas as formas de poder interagir com o autista, mas o mais importante para o sucesso, é a Familia ser ativa diariamente , porque é dos gestos repetitivos que ele vai assimilando aprendizado.

  A envolvência no lar deve ser de alegria e não de tristeza nºao podemos esquecer que os fluidos são emanações que se sentem , até nos animais , por isso é importante ter um estagio de permanência no lar de positividade.

Andar a cavalo uma otima terapia também...

abraço fraterno

Victor Passos



Marina Moreira disse:

Gostaria muito de estudar este assunto, pois tenho bem perto de mim, membro da família do meu marido, criança de cinco anos diagnosticada como autista, mas ela interage bem comigo, que não tenho contato frequente com ela, às vezes levo tempo sem vê-la, mas quando a vejo, ela se mostra cainhosa, vem ao meu colo, me abraça e fica comigo tranquilamente. Ela gosta de ver televisão, DVDs de desenhos animados como qualquer criança. Sua irmãzinha de sete anos o ama muito, trata-o com muito carinho e o protege como se ele fosse um bebê. Gostaria de ajudar seus pais a conviver com essa provação, pois sinto-os às vezes tristonhos e interrogativos, sem compreender o porque dessa situaçao.

Seria mesmo autismo?  Ele demonstra inteligência, tem o aparelho fonador e auditivo perfeito, mas não fala.

Como eu poderia auxiliar?

Desde já agradeço,

Paz e luz,

Marina Moreira

   Ola muita paz e harmonia

    Amiga Gilda

   Quem agraece sou eu , sua bondade

abraço fraterno

Victor Passos

gilda.aparecida augusto disse:

Muito obrigado adorei bjs

 

             Grande ir. tema postado de valor grandioso, onde muitas famílias,vivenciam esse tema, muito esclarecedor, motivador, compreensível, principalmente em se tratando de belos gestos de amor. Agradeço muito pela bela postagem. fique em paz, ótimo fim de semana muito abençoado a vc e familiares. do ir. Jesus Carlos.

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"DEPOIS DA MORTE Em 1965, Yvonne Pereira diz que “o Evangelho é imortal, uma vez que sempre existirão cérebros e corações necessitados de renovação." Ela fala também sobre “uma…"
ontem
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
segunda-feira
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
segunda-feira
Helena Padilha de Meneses curtiram o perfil de Helena Padilha de Meneses
segunda-feira
Ícone do perfilNilton Cardoso deu um presente para José Ricardo Fernandes
domingo
Nilton Cardoso e José Ricardo Fernandes agora são amigos
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Hanseníase. Você o conhece? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"  N.F.P, 23, noiva, não consegue sentir mais os pés, (...) e sua sensibilidade totalmente debilitada. Ela tem hanseníase, doença mais conhecida como lepra. Sua primeira atitude foi querer se suicidar, mas agora,…"
sábado
José Ricardo Fernandes curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
sexta-feira
José Ricardo Fernandes curtiram o perfil de Nilton Cardoso
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog TEORIA E PRÁTICA. O QUE É BOM FAZER de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
2 Jul
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog "Especial de Natal" é Repudiado. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" A atriz Paris Jackson deve interpretar Jesus como uma mulher lésbica no próximo filme. https://observatoriodemusica.uol.com.br/noticia/filha-de-michael-jackson-vai-interpretar-jesus-em-filme-com-artista-que-fez-porno No Brasil…"
1 Jul
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Empoderamento da Mulher. O Exemplo de Norberta de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"NASA renomeia sua sede em homenagem à engenheira Mary W. Jackson A primeira engenheira negra da agência espacial norte-americana trabalhou na construção do túnel de pressão supersônico, que…"
1 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço