Caráter Revelador
Orson Peter Carrara

Matão/SP




  As informações trazidas pela Revelação Espírita abriram caminhos e perspectivas novas para a longa e difícil evolução humana. Ocorre que a clareza e lógica dessas informações possibilitaram novo entendimento das razões de nascer, viver e mesmo dos “porquês” dos desafios enfrentados por todos os seres humanos encarnados no planeta.
    A simples aceitação, através do raciocínio, da imortalidade, da reencarnação e da comunicabilidade dos espíritos, muda totalmente a visão que se passa a ter das finalidades e utilidade da presente existência, em cada criatura. Pensar que a evolução é contínua, um sistema permanente de aprendizado, e sempre visando a felicidade dos filhos de Deus, convoca-nos a todos a uma postura ativa de trabalho no bem próprio e para o próximo, considerando que esta única condição (de mesma origem como filhos do mesmo Pai, como outrora também ensinou Jesus) já indica os caminhos da solidariedade.
    Pois bem, é exatamente este caminho de solidariedade, pelo qual se deixam tocar os espíritos que já alcançaram estágios mais avançados de evolução, que faz com que gradativamente despertemos para o auxílio mútuo permanente. E esse despertamento movimentou os espíritos reveladores (obedecendo a um planejamento divino), situados em estágios superiores aos vigentes no planeta, a apresentarem a Revelação Espírita. E como uma disciplina escolar, trouxeram-na didaticamente para ser estudada e compreendida.
   Na verdade, eles comparecem como professores experientes, como mestres a ensinar um caminho a percorrer, para facilitar o processo evolutivo. Isto levou o Codificador Allan Kardec a elaborar argumentos e reflexões importantes para o entendimento da proposta espírita.
    Na Revista Espírita, de setembro de 1867 – ano X, vol. 9 -, ao apresentar o trabalho Caracteres da Revelação Espírita (também apresentado no capítulo I da obra A Gênese), o Codificador – usando o método de partir do conhecido para o desconhecido, como fez em toda sua obra, leva o leitor e estudioso da Doutrina Espírita a percorrer os caminhos do raciocínio para concluir sobre o caráter revelador do Espiritismo. Indaga no item 4: “Qual o papel do professor perante os alunos, senão a de um revelador? Ele lhes ensina o que não sabem, o que nem teriam tempo nem possibilidade de descobrir por si mesmos (...) e pondera no item seguinte, de número 5: Mas o professor só ensina o que aprendeu. É um revelador de segunda ordem. (...)” Já no item 13 declara que “Por sua natureza, a revelação tem um duplo caráter: participa, ao mesmo tempo, da revelação divina e da revelação científica (...)
    E esta última frase tem um sentido extraordinário, aliás, como tudo na Codificação Espírita. Relacionando a correlação entre a revelação divina (vinda em todos os tempos através dos espíritos) e revelação científica (esta de conquista material, mas também amparada pelos espíritos), fica patente o papel mútuo que desempenham os espíritos, estejam encarnados ou na condição de espíritos vivendo no mundo espiritual, no progresso do planeta. Há uma permanente relação entre os dois planos e os movimentos de ambos os lados da vida levam a um objetivo só: a evolução.
    Por isso os espíritos que trouxeram a Revelação Espírita apresentam-se mesmo como professores. E nós somos alunos que precisam estudar para aprender e entender.
   Por outro lado, os espíritos ainda em dificuldades, que se apresentam em reuniões mediúnicas, não deixam também de serem professores, ao trazerem as próprias experiências dos resultados das próprias ações que encontraram após a desencarnação.
   Algo para pensar, afinal para isso somos convidados.



 

 Orson Peter Carra é Escritor e orador espírita. Constultor Editorial residente em Matão/SP






Exibições: 110

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Marco Antonio Serra curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
4 horas atrás
Edson Luís da Silva Macedo curtiram a página Regras de Publicação de Amigo Espírita
sábado
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"QUARENTENA. MORTE. SENTIDO DA VIDA.  Quem decidiu sobre nossa existência, sobre o seu valor? Qual o sentido do Universo e da existência humana? Que é o homem? O fato de ser portador de um diploma, de conhecimentos, leva o…"
sábado
Ícone do perfilAurora, Marco Túlio Brito e Eliana entraram em RAE
sábado
Ariel Ale Anjo curtiram a página Regras de Conduta de Amigo Espírita
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Prêmio Nobel de Química diz que medidas de isolamento podem ter custado mais vidas do que salvo.  http://www.youtube.com/watch?v=0KfxOFsWwOk"
sexta-feira
Antonio Carlos G. Sarmento curtiram o perfil de Monica lucio
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Com precaução ninguém morre antes da hora. (1) A autópsia das pessoas que morreram em conexão com o coronavírus tinham pelo menos uma doença anterior. Todos eles teriam morrido no decorrer deste ano.…"
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Confiança em Deus. Há sempre um amanhã, diz o poeta. Você pode esperar. Um lindo amanhã há chegar. Há sempre um amanhã, pra quem vive a sofrer, não custa esperar, você vai ver. E…"
quinta-feira
Nilton Cardoso Moreira comentou a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
"Muito bem colocado amigo Virgilio. Obrigado pelo comentário."
27 Maio
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog Deus é um imenso “inexistir”? (Jorge Hessen) de os pae
26 Maio
Virgilio Augusto Esteves comentou a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
"Nem a folha da árvore cai sem a permissão de Deus Pai. Acaso é termo Materialista"
26 Maio

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço