Prender alguém, por mais dourados que sejam os laços ou as correntes, não deixa de ser uma prova de desamor. Como assim prender alguém? Não, não se trata de cativeiro, sequestro, prisão em grades ou algemas reais nas mãos.

     Referimo-nos antes aos efeitos danosos do ciúme, do sentimento de posse sobre alguém ou das tentativas de manipulação da liberdade de alguém em agir nesta ou naquela direção. Afinal, consideremos que não podemos forçar ninguém a nada, a não ser por força da Lei. O ciúme traz prejuízos de longo alcance, causando sofrimentos para ambos os envolvidos, em autêntica prisão psicológica cujos danosos efeitos não podemos prever.

     É uma prova de desamor porque quem ama não prende, pois o amor não impõe, não censura, não critica; o amor, antes, compreende, tolera, entende, estimula, liberta.

     Quem somos nós para determinar como, quando e onde uma pessoa pode agir, estar ou conviver? Desde que a pessoa haja com decência, dignidade, correção, como querer vigiar-lhe os passos?

     O Jornal da Cidade, de Bauru-SP, em sua edição de 27/01/2008, publicou no suplemento Comportamento, a excelente matéria Uma doença chamada ciúme, assinada por Giuliana Reginatto.   Referida reportagem inclui casos famosos de ciúme, geradores de tragédias comoventes e transcreve trecho importante do livro Ciúme – o lado amargo do amor, de Eduardo Ferreira Santos, doutor em ciências médicas e mestre em psicologia, que extraímos da reportagem citada: “O ciúme é egoísta. A pessoa exerce o ciúme para restringir a liberdade do outro. Podemos compará-lo com a dor: todo mundo sente dor, mas não é normal sentir muita dor, por tempo prolongado. Ficar enciumado com uma determinada situação é diferente de ser ciumento sempre, fantasiando motivos”.

     A reportagem traz também o relato de Cíntia Valadares, que procurou ajuda antes que uma obsessão pelo ex-noivo culminasse em tragédia: “Por causa do meu ciúme ele foi parar na delegacia. Como eu não poderia ir a um jantar com ele e não queria que fosse sozinho, fiz uma denúncia falsa. Inventei que havia sido roubada e que sabia onde o ladrão estava. Dei o endereço da festa e ele ficou detido por quatro horas. Para reatarmos, ele impôs que eu procurasse tratamento”.

     O tema, pois, merece cuidado e atenção, pelos desdobramentos prejudiciais que acarreta nos relacionamentos. Embora tenha usado o título acima para chamar a atenção do leitor, o ciúme é também insegurança, forma de chamar atenção e um verdadeiro transtorno, para o qual os psicólogos estão, estes sim mais do que eu, capacitados para ampliar as considerações sobre causas, consequências e tratamento. Mas é também, sem dúvida, em muitos casos, uma prova de desamor.

     Quem ama, confia! E prender ou constranger alguém, impedir relacionamentos e vigiar, como verdadeira neurose, é caso para terapia. Não somos propriedade de ninguém. Somos seres em aprendizado, necessitados uns dos outros, para nos estendermos as mãos nas experiências que nos façam crescer e conviver com harmonia.

 

por Orson Peter Carrara

 

Orson Peter Carrara (Matão/SP) é membro da Rede Amigo Espírita

Escritor e orador espírita. Constultor Editorial residente em Matão/SP, Articulista da imprensa espírita, tem colaborado com diversos órgãos da imprensa espírita, entre revistas e jornais do país, além de boletins regionais.  Autor dos livros "Causa e Casa Espírita" "Espíritos - Quem são? O que fazem? Onde estão? Por que nos procuram?", seus textos caracterizam-se pela objetividade e linguagem acessível a qualquer leitor, estando disponibilizados em vários sites de divulgação espírita.

Seu site www.orsonpcarrara.com.br

e-mail: orsonpeter@yahoo.com.br

Blog: http://orsonpetercarrara.blogspot.com/

 

"Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"

Exibições: 2893

Respostas a este tópico

Esse texto reproduziu com riqueza de detalhes o momento que atravesso em minha vida.Pois o ciume que estou sentindo em decorrência de uma situação me impede de visualizar a situação de forma clara e acabo me martirizando e  gerando  sofrimento para o meio familiar  (esposa e filias).

Realmente o ciume  a insegurança em nada tem haver como prova de amor e isso começo a perceber aos poucos, pois quem ama não aprisiona e nem impede que o outro seja feliz . Precisamos aprender a amar e a olhar o outro sem o sentimento de posse.

Embora saiba estou tendo dificuldades para realizar a mudança.

Obrigado!!!

De fato, o ciúme encarcera... Quem é alvo de ciúme,_ não podendo evitar a convivência com uma pessoa torturada por esse sentimento nebuloso _, tem que lidar diariamente com a frustração de não poder simplesmente "ser". Por medo de desavenças, limita-se a uma vidinha sem brilho, cheia de renúncias, com isso vai perdendo a espontaneidade.  O ciúme é um vício que inflama a alma e entorpece a razão. 

Um alerta ao descontrole. Ótimo artigo.

Graças a Deus não conheço este mal. É lamentável quem sofre dele. Precisa de tratamento mesmo. Precisa se libertar deste sentimento pequeno e mesquinho. Sofre e faz sofrer.

falou de homem x mulher, concordo não é amor.

tem que serem tratados por psiqu

iatra, bem sério.

pior na família,onde filhos sentem ciumes.

neste ponto, é muito sério, precisa de tratamentos também psiquiatra.

a grande maioria sofre deste problema, lar sem estrutura de religião.

muita prece,perdão, considero este caso pior.

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)

Espiritualidade em comportamento de crise

Por Jane Maiolo

 

Então disseram os fariseus entre si: vede que nada é proveitoso! Eis…

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Últimas atividades

Ori Pombal Franco curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Estudo 8 - Cap. 6 Cristianismo ( parte 4) - Vinicius Lara - Livro Depois da Morte / Léon Denis assista pelo youtub… https://t.co/iHhXjJSI5K
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Diovani Souza curtiu a postagem no blog O OFENDIDO - pelo espírito Emmanuel de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
2 horas atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog PERANTE OS PROBLEMAS DO LAR - (Bezerra de Menezes) de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
2 horas atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog O Hábito de Rotular Pessoas de PATRIZIA GARDONA
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"A Revelação Espírita" : https://t.co/U5UegSJ5tZ
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Entre a Terra e o Céu #28 - "Cap 32 - Recapitulação" - Mauro M Guimarães assista no youtube… https://t.co/xmMj8NQ5Go
Twitter3 horas atrás · Responder · Retweet
Jeferson Fraga curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
4 horas atrás
Carlos Pointier curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
4 horas atrás
HEWERTON FERNANDES curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
7 horas atrás
Miguel Damato Neto curtiram o evento 5º Encontro Espírita de Inverno de Poços de Caldas de Amigo Espírita
7 horas atrás
ELIAZAR TIAGO SANTOS curtiram o evento Espiritismo e Evangelho de Amigo Espírita
7 horas atrás
Ícone do perfilAngela Nardelli, valdir souza, Jeferson Fraga e mais 2 pessoas entraram em RAE
8 horas atrás
Feeak Minas curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
8 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)": https://t.co/qXgqYYo67X
Twitter8 horas atrás · Responder · Retweet
Amigo Espírita adicionou uma discussão ao grupo Artigos Espíritas
Miniatura

Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)

Espiritualidade em comportamento de crisePor Jane Maiolo Então disseram os fariseus entre si: vede que nada é proveitoso! Eis que o mundo vai atrás dele.  ¹ As anotações contidas no capítulo 12 do versículo 19 do Evangelho de João nos traz o diálogo dos fariseus sobre a infrutífera armadilha de prender Jesus, que dias antes houvera ressuscitado Lázaro, o amigo de Betânia.…Ver mais...
8 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"O OFENDIDO - pelo espírito Emmanuel" : https://t.co/ULZbhkMu0P
Twitter9 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
PROJETO PARA AJUDAR A REDE AMIGO ESPÍRITA: Saiba mais: https://t.co/KCYLRbXOf1 Apoie o livro em sua PRÉ-VENDA "Car… https://t.co/Uw83kFpDlW
Twitter9 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"PERANTE OS PROBLEMAS DO LAR - (Bezerra de Menezes)" : https://t.co/kTGULqJa62
Twitter10 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço