DE TEBAS PARA AS ESTRELAS


            No mês de junho último, especificamente no dia 30, completou-se o quinto ano da partida de Chico Xavier para o plano espiritual.

            Alma de escol que entre nós se transformou em um verdadeiro apóstolo do bem, fiel aos princípios assumidos perante Emmanuel, o seu pai espiritual, evangelizou a sua mediunidade legando um verdadeiro mandato de amor a toda a comunidade espírita.

            Como medianeiro, notabilizou-se como um dos mais afinados instrumentos de que a Espiritualidade Superior se utilizou na história relacional entre a dimensão espiritual e a terrena.

            Estudiosos apontam-no como tendo uma mediunidade orgânica, pela tangibilidade dos fenômenos e pela autenticidade do conteúdo revelado.

            Centenas de entidades se comunicaram através de Chico Xavier: desde acadêmicos, cientistas, médicos, advogados, músicos e poetas, educadores e religiosos, até os anônimos da sociedade terrena que vieram consolar seus familiares desesperados...

            Com isso, uma aura mítica foi criada em torno do “homem da paz”, gerada por lídimas e naturais razões.

            Chico Xavier refletiu, com autenticidade, a luz do pensamento dos verdadeiros seguidores do Cristo. Assim, foi ele um fiel instrumento para que a mensagem do Evangelho, resgatada pela Doutrina Espírita, chegasse a milhares de corações sedentos de consolação para as suas dores, de esclarecimentos para a promoção da autolibertação e de incentivo para o despertar do Amor – alimento insubstituível da alma.

            Nesta complexidade entre dimensões, os filhos do Calvário aproximaram-se permanentemente da mensagem Espírita representada pelas ações legítimas que, em essência, revelam, muito além do limite dos seus representantes, a magnitude da fonte que é o Cristo.

            Muito se dirá sobre Chico Xavier e seus feitos, como ele mesmo previu. Acreditamos, contudo, que cada página que for escrita, divulgando a essência do Evangelho, ganhará terreno apenas quando vier apagando a personalidade do nosso querido medianeiro. Este era o seu sonho.

            Arnaldo Rocha, um dos fiéis amigos de Chico, tem afirmado em livros, reportagens, entrevistas e diálogos, que a comunidade espírita poderia estudar com mais profundidade a vida do médium de Pedro Leopoldo em nível doutrinário. Desta forma, seria evitado o alimento à idolatria, incensada em virtude de nosso sentimentalismo que aprisiona, ao contrário da admiração dos exemplos ofertados em autêntico sentimento que liberta para vôos ascensionais.

            Recentemente, a ciência nos ofereceu um ponto de transcendência no estudo acerca da evolução espiritual de Chico Xavier. Depois de 104 anos, ficou confirmado, através de recursos tecnológicos, que uma múmia encontrada no Vale dos Reis e das Rainhas pertenceu à única mulher faraó do Egito – Hatshepsut[1] – a filha do Sol.

            Foi ela uma rainha – filha do grande rei Tutméses (Tutmósis I) e da rainha Ahmose – e que, por força das circunstâncias, assumiu o Império Egípcio e governou entre 1503 e 1482 a.C.

 

 

Múmia encontrada 1903, e identificada no dia 27/06/2007 pelos egiptólogos

 

            Unindo o Alto e o Baixo Egito, ela fez curvar os sacerdotes e as forças militares pela sua autoridade moral. Vestindo roupagem de homem realizou, durante 22 anos, um dos mais importantes reinados do maior e mais respeitado império que a Terra já viu.

            Tendo uma vida asceta, recatadamente distante da ilusão da corte, estudiosa do ocultismo e voltada para a arte, dedicou-se a seu povo como poucos faraós do grande império.

            Entre seus feitos mais importantes contam-se o de suspender as ações militares, que historicamente representavam a busca frenética pelo expansionismo, bem como a aplicação do tesouro do Império na construção de templos. Fortalecendo a economia, qualificou a vida de seus súditos. Nunca o Egito foi tão feliz. As festas religiosas se multiplicaram às margens do grande Nilo, que parecia serpentear pelas terras áridas irrigando a mente e o coração do egípcio com valores da imortalidade da alma e da reverência aos deuses, para singrar o grande rio da evolução.

 

 

Templo Deir al-Bahri, uma das atrações mais visitadas da cidade de Luxor, antiga Tebas.

O templo é uma incrível expressão do poder absoluto do faraó

 

 

            Esta rainha dignificou suas ações, enaltecendo a escrita no papiro da vida, vendo nascer o “livro dos mortos[2]”, entrando para a eternidade à frente dos grandes, permitindo se apagar para que os homens continuassem com o poderio na terra.

            Depois de cumprir a missão do seu Deus – Amon-Rá, em ser fiel representante do plano espiritual entre os homens, entregou o poder ao filho bastardo de seu pai, em razão do avançar da idade.

            Após sua partida para o Reino dos Imortais, Tutmés III, o Napoleão do Egito, destruiu, por inveja, tudo que dizia respeito a Hatshepsut, a fim de apagar os feitos daquela que enobreceu a mais importante dinastia egípcia.

            A perseguição à sua memória foi tão cruel que só na atualidade – 3.500 anos depois – vemos ressurgir das cinzas os créditos espirituais da maravilhosa contribuição deste grande Espírito ao mundo antigo. Sua história reaparece nos tempos conquistados. Em uma singela reflexão evangélica pela sua envergadura nas reencarnações que se sucederam, poderíamos mergulhar nas letras do Evangelho e analisarmos o ensinamento do Senhor: “ E todo aquele que vive e crê em mim, nunca morrerá”. (João, 11:26).

 

  

Hatshepsut. Museu Nacional de Alexandria

 

Afirmam os filósofos que estamos aprendendo com a História, hoje, para escrevermos, no livro da vida, um futuro mais promissor. Há 150 anos a Doutrina Espírita nos ensina isto, por meio das leis de causa e efeito, da reencarnação e da evolução espiritual.

            Na década de 50, do século XX, Chico Xavier confidenciou aos seus amigos, incluindo Arnaldo Rocha, que as marcas das experiências no Egito estavam indelevelmente assinaladas em seu psiquismo. Conta-nos Arnaldo, relembrando a narrativa do próprio amigo, Chico Xavier: “- Ela, a Rainha, teve que usar barbas postiças e o capacete do abutre para esconder dos homens do povo sua identidade feminina, com isso realizar a obra espiritual para o seu povo amado. Desencarnou com diabetes, câncer nos ossos e uma infecção generalizada[3]

Assim, Chico Xavier aprendeu, na própria marcha ascensional, que o povo precisa de Amor, mas esse manancial inesgotável deverá ser dinamizado a partir do próprio ideal; é por isso que Hatshepsut se apagou para que a obra dos imortais viesse aos homens.

Ampliando nossa visão psíquica, com toda a reverência que Chico Xavier nos merece, poderemos estudar aspectos significativos dos últimos decênios da sua atual encarnação. A Providência Divina, pelos meios televisivos, ampliou o trabalho de divulgação da Doutrina Espírita, a partir do programa Pinga Fogo, da rede Tupi, na década de 70, e levou a milhares de lares brasileiros a imagem de um homem simples, pacato, desprendido, que falava do Amenti[4], dos espíritos, e da mensagem viva do Evangelho do Cristo. Estas imagens reacenderam, pelo magnetismo inestimável, uma chama espiritual de reconhecimento e amor em milhares de viajores do tempo que, apesar de mudada a ribalta, ainda necessitamos de amar o amor não amado: Jesus. 

Chico Xavier nos faz pensar e, pelos seus feitos, nos incentiva a decodificar a Luz maior, pelo prisma da intuição, e a nos projetarmos ao verdadeiro caminho, à legítima verdade e à plenitude da excelsa vida.

            Muitas das vidas deste grande amigo se refletem na atualidade, mostrando que o presente de cada um é uma construção colossal. Para muitos de nós, o momento atual está inserido entre os departamentos das pirâmides que dimensionam o nosso passado na engenharia psicológica da evolução, e se projeta para os céus em busca da luz do Sol de nossas vidas, o Cristo.

Repetimos, comparando as duas vidas que revestem o perfil psicológico de Chico Xavier, e sem querer cansar o leitor atento, que só temos que prestar um preito a este Espírito que nos ensina – como um rei representa aos seus súditos – a importância da Vida e do Amor. Vencendo os desafios do caminho, aguardaremos o momento certo em que os Benfeitores nos ajudem a redescobrir e aprimorar o passado adormecido nas ruínas do tempo.

            Ave, ó faraona esquecida!

            Ave, Chico Xavier! Amigo para Sempre!

            Ave, Cristo!

Que o Sol do Evangelho traga a lume o caminho das estrelas.

 

 

Carlos Alberto Braga Costa

Autor do livro “Chico, Diálogos e Recordações...” – Ed. UEM 

 

Fonte: O Espírita Mineiro – número 299 – Setembro/Outubro 2007. Órgão da União Espírita Mineira

 

P.S.: Um dia a vida há de designar um pesquisador para comparar o dna da Farani com o dna de Chico Xavier. Com isto poder-se-á descobrir material científico para estudos aprofundados do perispírito.



[1] Hashepsut nasceu em Tebas, que atualmente se chama Luxor. Sem nome era Maat-Ka-Ram, que significa “A verdade é a palavra do seus Sol.

[2] Código de comportamento dos espíritos no Plano Espiritual

[3] Narrativa de Francisco Candido Xavier a Arnaldo Rocha, confirmada pelo exame de DNA.

[4] Amenti era conhecido como o reino dos mortos

Exibições: 3050

Respostas a este tópico

Achei muito interessante, mas ficaram duvidas por conta do P.S.

Eis as perguntas a quem me puder responder;

O nosso DNA está no perispírito?

O levaremos (o mesmo DNA) para TODAS as encarnações?

Os registros materias (DNA) continuarão noutra vida?

Obrigada♥

Obrigada pelas elucidações. Shalom

Interessantíssima esta matéria! Eu não sabia que Chico Xavier havia revelado esses detalhes da vida de Hatshepsut.Ela que reinou o Egito como faraó e foi uma mulher de grande fibra, teria sido muito mais tarde o nosso Chico? Quanto ao DNA, onde todo o código genético está registrado, será que esse registro contém as nossas vidas anteriores? Ainda há muito o que se estudar e aprofundar, tudo tão fascinante!

Muitas pessoas na terra sentem a força da bagagem trazida de outras vidas mas a grande maioria, nem nisso acredita.Para os mais sensitivos, dá para ter uma idéia dos lugares e situações vividas ao longo de algumas encarnações, e o código genético traz indelevelmente, marcas que se acentuam na atual existência.

Como exemplo:Por que uma pessoa cujos pais são fisicamente belos pode nascer feia, puxando defeitos de algum ancestral longínquo, e vice-versa? Por que o DNA dessa pessoa pegou este ou aquele detalhe que aparentemente o prejudica fisicamente ou o dota de grande beleza? Somente o estudo das reencarnações pode explicar com mais clareza estes fatos.

Ceumar.

Meu D' us! Quão grandioso é teu enredo! Esplêndido...Tudo a seu tempo, tudo à sua hora! E eu assisti à matéria; entretanto, sou obrigada apenas a concordar com alguns dos historiadores, que acreditam ter sido uma questão de necessidade política para se manter o trono, e não propriamente um ato vil de Tutmés III; não concebo a idéia de tamanha ingratidão; enfim. Quanto às dúvidas de Clotilde, se a mesma me permitir, penso eu que as comprovações científicas às quais se refere o artigo, sejam das debilidades físicas da Faraó, antecedidas por nosso Chico mais de meio século antes de sua múmia ser analisada; o DNA, no caso, deve dizer respeito a tais evidências arqueológicas de uma narração antecedente; DNA de uma vida a outra...seria legado da carne...Mas acredito que certas características podemos sustentar em nós, se possível diante as circunstâncias da nova vestimenta corpórea (qdo após muuuitas vidas, regressamos a uma nação, a um povo ou mesmo habitat familiar que outrora pertencemos; isso deve aflorar certo padrão comportamental, ou acionar o interruptor genético, aí sim, viabilizando renovada manifestação de algo comum àquele meio. Ou se em regresso tenhamos de ocupar alguma posição, seja ela qual for, que nos recorde uma profissão ou vocação anterior...À Chico Xavier o respeito amoroso, filial, a reverência cândida à qual faz jus, sempre fez e fará... D' us conosco, SEMPRE! aBÇO, f.

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei)

Vaidade ou inveja?

Vladimir Alexei

Belo Horizonte das Minas Gerais,

15 de fevereiro de…

Últimas atividades

Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“Afetividade na Família”, Aloisio Silva em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

26 maio 2019 de 9 a 10:15
“Afetividade na Família”, este será o tema da palestra do psicoterapeuta, escritor e orador Aloisio Carlos da Silva de Guarapari-ES, no próximo domingo 26 de maio de 2019, de 09 as 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Aloisio Silva é autor de diversos livros entre eles destacamos: “Terapêutica do Perdão”, “Por Entre as Dores”, “Inquietações…Ver mais...
2 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Abra seu coração": https://t.co/QG3BIDHtfn
Twitter3 minutos atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

Abra seu coração

A sala estava repleta de convidados, todos curiosos para ver a obra de arte, ainda oculta sob o pano branco.Falava-se que o quadro era lindo.As autoridades do local estavam presentes, entre fotógrafos, jornalistas e outros convidados porque o pintor era, de fato, muito famoso.Na hora marcada, o pano que cobria a pintura foi retirado e houve caloroso aplauso.O quadro era…Ver mais...
3 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Nossas Obras Ficam Conosco – por Sidney Fernandes": https://t.co/RuGedlkCbb
Twitter4 minutos atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Nossas Obras Ficam Conosco – por Sidney Fernandes

Quando se fala em holocausto, logo nos lembramos dos seis milhões de judeus que pereceram na segunda guerra mundial. Poucos, no entanto, conhecem o genocídio ocorrido na África, no início do século XX, quando duas tribos, a dos namaquas e a dos hererós, foram quase dizimadas.Na chamada Partilha da África, ocorrida no final do século XIX, nações…Ver mais...
12 minutos atrás
luis conforti junior respondeu à discussão DEVE-SE PUBLICAR TUDO? E DIVULGAR TUDO QUE SE PUBLICA? de Amigo Espírita
"Mas, se absolutamente todos são criados perfeitamente iguais, como explicar q as identidades ajam desigualmente? Onde aí está a igualdade?"
1 hora atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Como compreender isso: Jesus, segundo vc lembrou, diz q "a cada um é dado segundo suas obras" e, por outro lado e ao contrario do que disse Jesus, Paulo afirma "não sois salvos por vossas obras"?!!!"
1 hora atrás
Jussara G. Estevam curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO, SUBSISTE ALÉM DO TÚMULO ( Emmanuel ) de Jocélia Quintiliano Maurício
2 horas atrás
Jussara G. Estevam curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO, SUBSISTE ALÉM DO TÚMULO ( Emmanuel ) de Jocélia Quintiliano Maurício
2 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Porque é a Lei que opera em nós e por nós até que adquirindo consciência suficiente possamos tomar decisões por conta própria. Mas a salvação não vem das obras e sim de Deus que as…"
8 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Enquanto Temos Tempo - Evangelho na Rede com Carla Fabres assista pelo youtube https://t.co/Cx3l8RuHDK https://t.co/wleBn8XFhs
Twitter8 horas atrás · Responder · Retweet
Maria Isabel da Silva entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Mediunidade

Grupo para estudo da Mediunidade e sua prática conforme os ensinamentos de Allan Kardec, Chico Xavier, Divaldo Franco e espíritos de Escol. Vídeos, textos e todo material disponível nesta área.Ver mais...
16 horas atrás
Maria Isabel da Silva curtiram o evento Mediunidade de Amigo Espírita
17 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Reflexões sobre as causas espirituais do vício em drogas - Alírio de Cerqueira Filho assista pelo youtube… https://t.co/9MYR9LDwcP
Twitter17 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Reflexões sobre as causas espirituais do vício em drogas - Alírio de Cerqueira Filho assista pelo youtube… https://t.co/Tq09aZIjIk
Twitter18 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Tratamento com Jesus | Thiago Brito | Américo Nunes / Programa Despertar Espírita assista pelo youtube… https://t.co/04DOjlRDed
Twitter19 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Melindre, uma barreira para a evolução - Vitor Antenore Rossi assista pelo youtube https://t.co/iYGm0lIgjf https://t.co/xhb9QSdg6U
Twitter19 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Gratidão a Luz do Evangelho - Evaldo Botazzo assista pelo youtube https://t.co/DqWnWZIcx0 https://t.co/qxVSlnEdyn
Twitter20 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Fé, virtude indispensável - Palestra com Orson Peter Carrara assista pelo youtube https://t.co/Vf8jJaZSQf https://t.co/raSEcQS4Ah
Twitter20 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
A suprema excelência da caridade - Júlio César Moreira da Silva assista pelo youtube https://t.co/pdUyytFoHo https://t.co/gB3TsbTqJH
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço