Militantes político partidários, deixem o espiritismo em paz.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

É muito natural, dentro do contexto que estamos vivendo em questões políticas, que o brasileiro e, claro, o espírita, debata, discuta e argumente em favor do seu candidato ou partido político.

Faz parte do jogo democrático toda discussão saudável, que não extrapole os limites do respeito ao outro. Mas, se o espírita pode e deve exercer o seu direito de cidadão, ele deve, também, guardar respeito ao espiritismo no que concerne ao tema político partidário.

Se pode debater, argumentar, defender seu candidato, deve fazê-lo longe das lides espíritas, porque o espiritismo não se vincula a questões político partidárias. Também está fora do campo de ação do espiritismo informar se quem vota no candidato A é bom ou mau caráter, ou se quem defende o partido B tem o nível moral elevado. Aliás, são as ações e não a escolha do candidato que dirá se alguém é ou não um indivíduo moralizado.

São diretrizes de Kardec que nas reuniões espíritas não se discuta política, economia e religião. O objetivo do espiritismo é outro, bem outro, e é muito mais abrangente do que saber em quem ou qual partido nós votamos ou apoiamos.

O que vemos hoje, porém, é um cenário bem diferente do que pediu Kardec. Em face da polarização e do grande interesse do brasileiro/espírita por política, há um movimento que engloba gente de todas as preferências políticas e partidárias a recortar frases de Kardec e dos Espíritos e adequar conforme as suas conveniências, de modo a colocar o outro, ou seja, o adversário político como alguém “malvadão”, ruim, uma espécie de sub grupo da humanidade porque não “reza” em sua cartilha.

Os adversários políticos são justamente aqueles que devem ser combatidos pelo motivo de “faltarem” com a caridade que, diga-se, é uma das bandeiras defendidas por Kardec ao longo de sua obra.

Quem assim age desconhece a postura serena de Kardec a sinalizar que o campo espírita não é palco para este tipo de jogo, até porque a caridade anunciada por Kardec é muito mais profunda do que proposta de partido político ou qualquer outro plano de governo.

Há muito a fazer no campo espírita, muito a trabalhar, a divulgar, a levar adiante a doutrina tal como foi concebida por Kardec e os Espíritos. Enquanto gastamos fôlego, tinta, tempo e energia tentando provar quem dos políticos fez mais ou menos, uma infinidade de pessoas atenta contra a própria vida, sedentas que estavam do genuíno conhecimento espírita que poderia dar-lhes uma melhor qualidade de vida, poupando-lhes o triste ato.

Paro por aqui nos exemplo, pois vão aos milhares...

Por essas e outras é que peço:

Militantes político partidários, deixem o espiritismo em paz!

 

 

 

 

Exibições: 1874

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)

Espiritualidade em comportamento de crise

Por Jane Maiolo

 

Então disseram os fariseus entre si: vede que nada é proveitoso! Eis…

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Últimas atividades

Angela Nardelli e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
4 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
8 horas atrás
André Goes respondeu à discussão É lícito pedir para não deixar-nos cair em tentação, mas livrar-nos do mal? de Marcelo Pimentel
"Amigo Luis, As escolhas são diferentes porque somos diferentes. Mesmo sendo gêmeos, o ser e a mente são individuais.O fato da doutrina dizer que somos criados perfeitamente iguais é somente um teoria adotada por ela. Mas…"
16 horas atrás
suely I B Melo curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
ontem
Diógenes Francisco Pelegrini postou eventos
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Márcia Rosane Soares
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Silvia Helena Canella Mantoan
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Frederico Afonso Fragoso
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Ellen
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Claudio Wichr
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Marcelo Bizzi
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Kary Magalhães
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de ODILON FAGUNDES DA SILVA
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de MARLON DA PAIXAO DOS SANTOS
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Alice de Paula
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Sabrina
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Éder Galúcio
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de JOISANE FLOR
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de suely I B Melo
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Vera da Silva
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço