OPRESSÃO E INTOLERÂNCIA

Cássio Leonardo Carrara

cassio@oclarim.com.br

 

            Todos sabemos o quão urgente e triste ainda é a questão da fome em nosso planeta, principalmente em países da África e em parte da Ásia, onde a pobreza e a desigualdade social atingem níveis absurdos e inimagináveis para a sobrevivência do ser humano. Neste contexto, uma região está chamando a atenção de todos os povos em decorrência da situação emergencial em que se encontra.

            O Chifre da África (extremo leste do continente, próximo à Ásia) é composto por cinco países: Eritreia, Djibuti, Etiópia, Somália e Quênia. No fim de julho, a ONU decretou estado de fome para a região, o que só ocorre quando um quinto da população está sem comida e quando morrem dois adultos ou quatro crianças a cada 10.000 pessoas, diariamente.

            Essas informações são apresentadas pela revista Veja, edição 2.229, de 10 de agosto de 2011, na reportagem “Condenados à fome” (página 98). A mesma matéria também traz a informação de que a Somália vive a pior situação entre os cinco países graças a uma intolerância religiosa. Enquanto os países vizinhos recebem alimentos, remédios e médicos para aliviar o sofrimento de sua população, os somalianos estão sendo impedidos de receber auxílio internacional porque a milícia islâmica Al Shabab (“a juventude”, em árabe), que controla o sul do país e tem ligações com a Al Qaeda e o Hezbollah, tem como princípio isolar a África de qualquer influência ocidental. “Em 2009,  baniu doações de comida e campanhas de vacinação sob o argumento de que se trata de conspiração para matar crianças”, conclui a reportagem.

            A Folha de São Paulo, de 5 de agosto de 2011, pág. “Mundo” A19, também traz números alarmantes relativos à Somália. Segundo o periódico, 29 mil crianças menores de cinco anos morreram naquele país somente nos meses de maio, junho e julho, e outras 640 mil crianças estão desnutridas, o que pode aumentar consideravelmente o número de mortes nos próximos meses. Números estes que poderiam ser ao menos suavizados se houvesse bom senso naqueles que dizem “proteger o povo das más influências”. Ora, desejam propagar uma religião e manter intactos seus costumes, mas para isso sua população (teoricamente, seus protegidos) sofre física, mental e espiritualmente com a fome. É obrigada a todos os dias presenciar o sofrimento de seus filhos, amigos e parentes em troca de uma justificativa tola e intolerante, em que não se pode ver outro motivo de existir a não ser a velha necessidade do homem em manter seu orgulho e sua razão em primeiro lugar, preterindo todas as demais necessidades básicas e a dignidade das outras pessoas.

            Allan Kardec, em O Livro dos Espíritos, indaga na questão 789 se “o progresso reunirá um dia todos os povos da Terra em uma só nação?”. Como resposta, compreende-se que é impossível uniformizar costumes ou necessidades decorrentes, por exemplo, da diversidade de climas, mas que é possível sim existir um único sentimento de caridade, destituído de preconceitos. “Quando a lei de Deus for, por toda a parte, a base da lei humana, os povos praticarão a caridade de um para outro, como os indivíduos de homem para homem. Então eles viverão felizes e em paz, porque ninguém procurará fazer injustiça para seu vizinho, nem viver às suas custas.”

            Ou seja, quando o ser humano compreender que todos os encarnados na Terra estão praticamente no mesmo estágio de evolução e que, com a reencarnação, pode-se um dia nascer norte-americano e em outro afegão, não haverá mais distinção entre os povos e todos se respeitarão como membros irmãos de uma mesma morada, onde todos devem colaborar mutuamente para o progresso individual e da humanidade. Quando a lei de Deus for puramente compreendida, aberrações como esta da Somália serão raras, ou melhor, se extinguirão e muitas outras distinções, além das questões religiosas, como a cor da pele ou a opção sexual, serão meros detalhes que em nada atrapalharão nosso relacionamento interpessoal.

            A questão 807 de O Livro dos Espíritos traz uma repreensão severa àqueles que se consideram “donos do mundo e da verdade”. Vale reproduzi-la na íntegra, para nossa reflexão:

            807 – Que pensar daqueles que abusam da superioridade da sua posição social para oprimir o fraco, em seu proveito?

            – Estes merecem o anátema. Ai deles! Serão oprimidos, ao seu turno, e renascerão numa existência em que sofrerão tudo o que fizeram sofrer. 

            Com este aprendizado, que só a reencarnação pode oferecer, chegará o dia em que conseguiremos enxergar a todos como irmãos, enterrando fundo nosso orgulho e egoísmo, ainda tão latentes em nossas atitudes.

 

 

Cássio Leonardo Carrara é de família espírita, filho do conhecido escritor, articulista e palestrante espírita Orson Peter Carrara e de Aparecida Neuza Marana Carrara.

Graduando em Jornalismo, atualmente é assessor de imprensa da Casa Editora O Clarim, dedicando-se à reportagem de congressos e eventos espíritas do Brasil e escrevendo artigos para a Revista Internacional de Espiritismo (RIE) e o Jornal O Clarim, de Matão (SP).

 

 

 

Exibições: 1006

Respostas a este tópico

  Tudo o que ocorre no Mundo, penso eu, não acontece sem a aprovação e sem os propósito Divinos. Se hoje nossos irmão na África, no Rio de Janeiro e no mundo estão passando por situações parecidas não deve ser atoa. Nesse caso, em particular, as ajudas não podem ser enviadas porque simplesmente não chegarão, mas e aqueles irmãos que domem em nossas calçada? O que fazemos por ele? Temos as mesma compaixão que temos pelos africanos? Se não podemos ajudá-los daqui VAMOS auxiliar aqueles QUE TODOS OS DIAS nos clamam por um pão, um carinho, uma atenção... A compaixão é para todos e para todas as nações. 

     Um forte abraço! Mariana S.S.

  PS: no DISK 100* podemos informar a situação de nossos irmão que moram nas ruas

e nesse mesmo atendimento providências são tomadas para que eles sejam acolhidos.

Pobre do nosso planeta!  Deixa que eu dirijo!

Olá Mariana.

Assim como você, quando li o texto pensei em "carma coletivo". E por fim peguei um gancho na resposta de Cira Munhoz, que afirmou muito bem que o opressor sofre muito com sua "doença". Acredito que, mesmo inconscientemente, e sem entender o porque, sentem que sofrem uma pressão espiritual enorme, devida suas baixas vibrações. Pobres coitados! Um dia é da caça e outro do caçador. Pagarão pelo que fazem, como, provavelmente, esses que agora sofrem pagam pelo que fizeram ...ou em missão, pssam por essa situação para ajudar um filho, uma mãe, um companheiro nesse sofrimento enorme.
abraços fraternos.

MARIANA DE SOUSA DOS SANTOS disse:

  Tudo o que ocorre no Mundo, penso eu, não acontece sem a aprovação e sem os propósito Divinos. Se hoje nossos irmão na África, no Rio de Janeiro e no mundo estão passando por situações parecidas não deve ser atoa. Nesse caso, em particular, as ajudas não podem ser enviadas porque simplesmente não chegarão, mas e aqueles irmãos que domem em nossas calçada? O que fazemos por ele? Temos as mesma compaixão que temos pelos africanos? Se não podemos ajudá-los daqui VAMOS auxiliar aqueles QUE TODOS OS DIAS nos clamam por um pão, um carinho, uma atenção... A compaixão é para todos e para todas as nações. 

     Um forte abraço! Mariana S.S.

  PS: no DISK 100* podemos informar a situação de nossos irmão que moram nas ruas

e nesse mesmo atendimento providências são tomadas para que eles sejam acolhidos.

SO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO PARA TOCAR NOS CORAÇÕES DESTES IGNORANTES DE DEUS, INFELISMENTE ALGUNS VIVEM DA FOME E DAS DESGRAÇAS ALHEIAS JUSTIFICANDO COMO SER RELIGIOSO SEU EGOISMO E SUA MESQUINHEZ, PENSAM QUE PODE TUDO ATE O DIA EM QUE O CORPO CARNAL CAIR E APODREÇER ENTÃO VERÃO TARDE DEMAIS O QUANTO ESTAVAM ERRADOS E CHORARÃO.A MISERICORDIA DE DEUS SOCORRE A TODOS E APENAS NOS RESTA COM NOSSO POUCO ENTENDIMENTO DO AMOR INFINITO IR PRATICANDO O BEM E AMANDO O MÁXIMO QUE CONSEGUIRMOS EM NOSSA PEQUENA EXISTENCIA DE POUCOS MENOS  100 ANOS, NOS ESFORÇARMOS PARA AMAR CADA VEZ MAIS, AMAR COM O CORAÇÃO COM O ESPIRITO REFLETO DE LUZ, E DIGO O QUANTO É DIFICIL PARA NOS AMARMOS DE FATO.

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Goliveira Goncalves respondeu à discussão PSICOGRAFIA DIGITADA - O que você acha sobre isso? de Marcelo Pimentel
"Amigo, boa noite. Esses posts não são novos, mas resolvi participar mesmo assim.....Creio que precismos educar o nosso olhar para não nos perdermos nesse mar de coisas negativas, correndo o risco de deixar passar um oceano de…"
19 horas atrás
Goliveira Goncalves respondeu à discussão PSICOGRAFIA DIGITADA - O que você acha sobre isso? de Marcelo Pimentel
19 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“LOCKDOWN”. Fazendo “ARTE”. Resolvemos explicar como sofrer menos, quando a idade nos coloca no grupo de risco do vírus - codinome COVID 19.  A fórmula foi a “literatura e o cinema”,…"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Como dizer, através da Arte, em todos os continentes que “Tudo Passa”? Veja em Criações artísticas. No inicio da Regeneração.  As criações artísticas surpreendem e se…"
ontem
luis conforti junior comentou a postagem no blog QUEM SÃO AS PESSOAS QUE MAIS SOFREM? de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
"E porq é que sofre toda a criação de seres vivos, se absolutamente todos são criados por Deus?"
ontem
luis conforti junior comentou a postagem no blog Saúde e Paz de PATRIZIA GARDONA
"E como entender isso, que periodicamente, de tempos em tempos, Deus nos manda terríveis pragas, como essa atual pandemia, q fazem q a humanidade inteira sofra cruelmente, se ele é soberano amor?"
ontem
luis conforti junior comentou a postagem no blog Vai, e não Peques mais! de PATRIZIA GARDONA
"Se a recomendação é q não pequemos mais, porq não a obedecemos, pois q isso será melhor para nós?"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"ARTE É VIDA, O VALIOSO BEM Não pense em desistir da vida ela é o bem mais valioso. Quem pintou esse quadro?  Fotos no Blog do Bruno Tavares. (BBT) disponível provavelmente entre os dias 05-07 de junho de…"
quinta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
quarta-feira
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog Deus é um imenso “inexistir”? (Jorge Hessen) de os pae
quarta-feira
Marco Antonio Serra curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
terça-feira
Edson Luís da Silva Macedo curtiram a página Regras de Publicação de Amigo Espírita
30 Maio

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço