RESILIÊNCIA – Espiritismo e Espírita

                                                                                                                      Felipe Estabile Moraes

                                                                                                                      Vanessa Martins Ferreira

 

 

            A palavra “Resiliência” é de nossa pred ileção, por três fatores.

            Primeiro, por sua sonoridade.  

            Segundo, por seu significado. Oriundo da Física, define uma das propriedades específicas da matéria: a capacidade dos materiais em retornar ao seu estado original após a aplicação de uma determinada força.

            Terceiro, por experimentar e estender esse caráter à própria vida. Como professores que somos, insistimos e persistimos na crença de que a Educação pode modificar a realidade das pessoas.

            O Prof. José Pacheco, no livro “Pequeno Dicionário das Utopias da Educação”  faz uma importante afirmação, quando trata do verbete “Resiliência”:  “Quem acredita ser fácil manter a união de uma equipa, ou resistir à maldade que se abate sobre quem ousa fazer diferente, ilude-se. Os projectos são fruto da resiliência.

            Pensando na nossa profissão, entendemos que o professor precisa estar disposto a mudar, a se adaptar e a aprimorar técnicas de ensino para propiciar o aprendizado a cada aluno. Se pensarmos nas instituições espíritas, vamos também entender que precisamos ter a mesma disposição para o ensino e a aprendizagem da Doutrina Espírita. Como pais, também vamos buscar estratégias diferentes de ensino para nossos filhos, adaptando à condição evolutiva de cada um deles.

            É interessante o uso do termo “ensino” em se tratando de Espiritismo. Allan Kardec, no capítulo “Do Método”, na primeira parte de O Livros dos Médiuns, nos orienta:  “Não se espantem os adeptos com esta palavra — ensino. Não constitui ensino unicamente o que é dado do púlpito ou da tribuna. Há também o da simples conversação.  Ensina todo aquele que procure persuadir a outro, seja pelo processo das explicações, seja pelo das experiências.

            Observamos que a afirmativa do Codificador se aplica às instâncias que citamos anteriormente: na profissão de educador, na instituição espírita e na família.

            E em todas essas instâncias da nossa vivência, muitas vezes somos visitados pelo desânimo, pelas dificuldades e quase nos sentimos abatidos. Daí vem a “Resiliência” que, entendida no sentido espiritual da nossa vivência, nos torna ainda mais fortes para enfrentarmos os desafios da oportunidade reencarnatória. E a partir das nossas experiências vamos mudando naquilo que precisamos mudar, fortalecendo aquilo que já alcançamos e nossos projetos vão frutificando.

            Neste momento em que o planeta Terra tem experimentado intensas mudanças, precisamos refletir diariamente sobre a nossa prática (como profissionais, como pais, como espíritas) e sobre o lugar que as novas gerações ocupam e ocuparão no mundo, sempre numa perspectiva de educação cidadã e moral.

            Sim, aqui precisamos refletir sobre as orientações de Allan Kardec no comentário à questão 685 de O Livro dos Espíritos:

“Há um elemento, que se não costuma fazer pesar na balança e sem o qual a ciência econômica não passa de simples teoria. Esse elemento é a educação, não a educação intelectual, mas a educação moral. Não nos referimos, porém, à educação moral pelos livros e sim à que consiste na arte de formar os caracteres, à que incute hábitos, porquanto a educação é o conjunto dos hábitos adquiridos. Considerando-se a aluvião de indivíduos que todos os dias são lançados na torrente da população, sem princípios, sem freio e entregues a seus próprios instintos, serão de espantar as consequências desastrosas que daí decorrem? Quando essa arte for conhecida, compreendida e praticada, o homem terá no mundo hábitos de ordem e de previdência para consigo mesmo e para com os seus, de respeito a tudo o que é respeitável, hábitos que lhe permitirão atravessar menos penosamente os maus dias inevitáveis. A desordem e a imprevidência são duas chagas que só uma educação bem entendida pode curar. Esse o ponto de partida, o elemento real do bem-estar, o penhor da segurança de todos.”

 

            Nem sempre será fácil ou simples. Para isso, dedicação, cuidado e “Resiliência” para seguir em frente, sendo usados como combustíveis para a nossa atuação em nossa sociedade.

            Seguindo sempre para frente e para o alto!

Exibições: 178

Respostas a este tópico

Resiliência e suicídio

O suicídio é problema de saúde relevante e uma das principais causas de morte, que se pode prevenir (1). Diante da tese da reencarnação, perguntamos como se refletirá no espírito uma lesão cerebral causada pelo suicídio? Por que pessoas que passam por situações difíceis de suportar não pensam nele, enquanto outras se matam depois de aborrecimentos ligeiros?

Leia mais em:

http://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2015/09/suicidio-e-resilien...

 

RSS

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/ACjPgLdwK6 Paradigmas 07: Introdução III - 3ª parte (por
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Nada resiste ao trabalho - Roosevelt Tiago (Mês Espírita do Seara de Luz): https://t.co/qivpOME5iX via @YouTube
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Caridade Material e Moral - Adriana Sarmento: https://t.co/FOREU3iFDF via @YouTube
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Nadia Rosangela e Lenice Agemiro Silveira agora são amigos
7 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Conselho Amigo - O Evangelho & Nós com Rosangela Pires: https://t.co/cZbx1UiXgh via @YouTube
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/w1oAA9LION
Twitter8 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estudo Impermanência e Imortalidade #11º - Cap. 4 - Mente e doenças 3ª parte - Mauro Guimarães: https://t.co/r86lvSkHQU via
Twitter9 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/3cKeOF6yZO
Twitter9 horas atrás · Responder · Retweet
Ana Oliveira curtiram a discussão BONS E MAUS PENSAMENTOS de Ari Carrasco Silveira
10 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Reconstruindo Paradigmas 07: Introdução III - 3ª parte (por André Sobreiro): https://t.co/J2xpta1Po2 via @YouTube
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Conceição Valadares curtiram o evento “Antídoto à Obsessão”, com Alisson Guedes Pessoa ao vivo pela Rede Amigo Espírita de Carlos Pretti - SCEE
12 horas atrás
Ícone do perfilMyrian de Oliveira Gonçalves, Alda Teixeira, Jorgina de Sousa Ferraz e mais 4 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
12 horas atrás
Maria Luiza Furtado Rocha curtiram a discussão Nos momentos difíceis: Trabalho, solidariedade e tolerância de Feeak Minas
13 horas atrás
Maria Luiza Furtado Rocha curtiram a discussão Nos momentos difíceis: Trabalho, solidariedade e tolerância de Feeak Minas
13 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/3cKeOF6yZO"Os Obsessores: Gente como a Gente" - Pedro Camilo
Twitter13 horas atrás · Responder · Retweet
Maria Luiza Furtado Rocha curtiu a postagem no blog OS ESPÍRITOS INFERIORES - por Léon Denis. de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
13 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Desencarne (que consideramos) Prematuro" : https://t.co/KS6XqBtQr2
Twitter13 horas atrás · Responder · Retweet
Maria Luiza Furtado Rocha curtiu a postagem no blog “NOSSOS FILHOS SÃO ESPÍRITOS- COMO LIDAR COM ELES. ” de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
14 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
14 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Programa: O Espírita no Mundo com Yasmim Madeira: https://t.co/XWLkKydcW1 via @YouTube
Twitter15 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2018   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço