Umbandização da prática mediúnica espírita?


     Não sou contra a Umbanda, muito menos contra os espíritos que nela laboram. Penso que lá, tal como no seio espírita, existem os que são esclarecidos e outros em condição mediana, que dão daquilo que tem, embora ainda bastante limitados em seus conhecimentos e na apreensão da realidade espiritual.

     Durante muito tempo, até os 13 anos de idade, convivi em meio às práticas de Umbanda e de Candomblé. Acompanhava meu pai em suas muitas visitas a diversas casas, em sua busca por respostas a uma série de questionamentos, e vi, com meus próprios olhos, fenômenos e prodígios de arrepiar muita gente.

     Conversei com caboclos e pretos-velhos; ouvi verdades e conselhos que muito me auxiliaram; tomei banhos, provei beberagens, degustei pratos e muito aprendi durante todos aqueles anos de convivência produtiva; convivência, aliás, que em muito me preparou para o trato natural com a mediunidade, na seara espírita.

     Até os dias de hoje, sou acompanhado por um espírito, que se apresenta como um “preto-velho”, cuja simpatia foi conquistada naqueles tempos e que prossegue até os dias de hoje.

     Faço esse preâmbulo ao meu texto com a única finalidade de dizer que não sou contra a Umbanda, o Candomblé ou qualquer outra manifestação religiosa que encerre, no seu culto, práticas mediúnicas. Ao contrário, entendo e reconheço seu valor, acreditando que são formas válidas de crença e que trazem uma filosofia de vida que muito ensina aos seus adeptos.

     Entretanto, a par do meu respeito e da minha admiração pela Umbanda, não posso, também, negar que, a partir dos 13 anos de idade, fiz a opção de abraçar o Espiritismo. Tal opção descortinou, para mim, a compreensão daqueles fenômenos que tão moleque presenciei e de outros tantos que não conhecia.

     Entendi que a prática espírita, ou melhor, a prática mediúnica espírita, é destituída de amuletos, velas, ídolos ou objetos externos de adoração. Sendo, todos eles, recursos para canalizar o pensamento em busca das energias que se quer mobilizar, vamos aprendendo a utilizar a prece e a concentração nesse objetivo, sem o recurso a cultos exteriores.

     Aprendi, também, que banhos e queima de pólvoras, conquanto possam trazer bem estar e surtir um efeito agradável sobre a mente e as emoções, não nos “limpam” de nossas verdadeiras impurezas. Se a “sujeira” está na alma e é de fundo moral, somente a higiene moral, surgida com a “transformação moral e os esforços para domar as más inclinações”, será capaz de libertar e proteger os indivíduos das “más influências”

     Nela, na prática mediúnica espírita, não há gurus ou algo parecido, devendo, cada colaboração, ser considerada como válida e igualmente apta para nos ensinar sobre a verdade. Assim, não temos “pais” nem “mães”, “sacerdotes” ou “sacerdotisas”, “irmãos” ou “irmãs”, mas tão somente colaboradores que abraçam a tarefa mediúnica a fim de auxiliar, à medida que auxiliam a si mesmos.

     Os espíritos que se comunicam, na prática mediúnica espírita, não são deuses ou seres angelicais, demônios ou santos, mas tão somente “homens sem os corpos”, pessoas que deixaram a vida física e, agora na realidade espiritual, retornam para compartilhar suas experiências e ensinamentos. Podem ser cultos ou incultos, sábios ou ignorantes, predominantemente bons ou maus, conforme suas peculiaridades, e devem ser tratados com respeito e bom senso.

     Considerando que espírito, em sua realidade intrínseca, não tem cor, sexo ou idade, pouco importa se são brancos, pretos ou amarelos; homens ou mulheres; velhos ou novos – todos são iguais aos olhos de Deus, devendo ser acolhidos, amados e respeitados em sua singularidade.

     Contudo, assim como, em nossa residência, alguém que nos visite e nela se hospede deverá, nada obstante seus hábitos e costumes, adaptar-se aos costumes, hábitos e regras de quem hospeda, também nós, em nossa prática mediúnica espírita, deveremos prezar pelos princípios e orientações ensinados pelo Espiritismo, esclarecendo a este ou àquele espírito quais são os critérios de colaboração e assistência daquele grupo.

     Pouco importa quem seja o espírito! Se foi um padre e deseja rezar uma missa, que o faça em uma Igreja Católica, inspirando um padre, mas não no Centro Espírita! Se foi protestante e almeja pelo seu culto específico, que se dirija a um templo protestante e se reúna aos de pensamento semelhante! Se se trata de um espírito vinculado à Umbanda, pretendendo receitar banhos, limpezas, velas e práticas semelhantes, que se acerque dos Centros de Umbanda, onde encontrarão o ambiente específico para suas habilidades! Se quiserem, porém, colaborar nas Casas Espíritas, deverão se ajustar à proposta e aos critérios nelas adotados, à luz das lições de Kardec, com todas as suas peculiaridades e ensinamentos.

     Voltando a minha experiência pessoal. Quando, na prática mediúnica espírita, identifiquei a presença do preto-velho que se vinculou a mim desde os tempos da Umbanda, fiz-lhe a seguinte proposta: “poderemos trabalhar juntos, desde que o amigo aceite os critérios apresentados pelo Espiritismo”. Como ele aceitou, seguimos, há quase 20 anos, numa parceria mediúnica profícua e de muito aprendizado recíproco.

     Não se trata, volto a dizer, de qualquer tipo de discriminação. Também não emito qualquer juízo de valor, dizendo que este é bom ou aquele é ruim. Tampouco é um ato de intolerância religiosa, ou mesmo de “coro à desunião”. Seremos, sempre, todos unidos no desejo de fazer o Bem, embora por caminhos distintos. Como tudo é uma questão de opção, que cada coisa seja colocada no seu devido lugar e cada um busque a prática e a vivência com que melhor se identifique.

     Nem devemos “espiritizar” a Umbanda, nem devemos “umbandizar” o Espiritismo!

____________________________________________________________________________

"Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"

Autor:

Pedro Camilo (Salvador/BA)

Advogado. Mestre em Direito Público pela Universidade Federal da Bahia. Professor Auxiliar de Direito Penal e Processual Penal da Universidade do Estado do Bahia. Escritor e expositor espírita. Trabalhador do Núcleo Espírita Telles de Menezes, de Salvador, Bahia.
Escreveu os livros "Yvonne Pereira: uma heroína silenciosa", "Devassando a mediunidade" e "Mediunidade: para entender e refletir"; organizou o livro "Pelos caminhso da mediunidade serena"; mediunicamente, o Espírito Bento José escreveu, por seu intermédio, "Mente Aberta.

Exibições: 7073

Respostas a este tópico

Muito bom Pedro. Concordo com seu texto. Cada uma a sua própria beleza e grandeza. Obrigada.

PARABÉNS A REFLEXÃO DE PEDRO CAMILO!

CADA SER NA SUA CRENÇA E INSTITUIÇÃO RELIGIOSA!

A ACEITAÇÃO DOS IRMÃOS DA UMBANDA JUNTO AO MOVIMENTO ESPÍRITA VAI DA EVOLUÇÃO DO MÉDIUM E  A AFINIDADE COM OS ESPÍRITOS DA UMBANDA QUE SÃO IRMÃOS NOSSOS QUE NOS AJUDAM E MUITO EM AUXÍLIO AOS NECESSITADOS, PRINCIPALMENTE EM CASOS DE OBSESSÕES E MAGIA NEGRA!

CABE AO MÉDIUM TER A DISCIPLINA E A AFINIDADE COM O SER ESPIRITUAL DA UMBANDA QUE MUITA DAS VEZES É UM SER ESPIRITUALIZADO, PRINCIPALMENTE OS PRETOS VELHOS, E QUE ENTENDE A DOUTRINA, RESPEITANDO AS NORMAS DO ESPIRITISMO E AUXILIANDO COM AMOR E DISCIPLINA NA MESA MEDIÚNICA! LUZ E PAZ!

Prezado dr.Pedro Camilo

 

Nos centros espíritas do Brasil, bem como nas chamadas “mesas brancas”, existem grupos de mentores espirituais que auxiliam nos trabalhos. O que os espíritas não sabem é que na maioria dos casos estes espíritos que os auxiliam são da umbanda, os quais não tomam a iniciativa de se declarar desta forma para evitar entraves dos que participam fisicamente do trabalho. Sendo o espírita um religioso cristão se soubesse que quem lhe auxilia são espíritos da umbanda este poderia gerar bloqueios emocionais e psíquicos, o que comprometeria o fluxo de energia, a egrégora e consequentemente o trabalho feito. Para as pessoas com um desenvolvimento espiritual mais apurado é fácil identificar tais espíritos, entretanto, a maioria dos espíritas não têm essa capacidade e apenas se preocupa em se escorar em seu conhecimento intelectual da doutrina espírita e no seu tempo de religião para ditar verdades. Para o espírita importa mais o tempo de espiritismo do que o desenvolvimento espiritual .

Assim como nas mesas brancas, nos centros espíritas existe grande atividade dos espíritos da umbanda e aí entra a questão do motivo de tantos espíritos da umbanda se colocarem à disposição para auxiliar nos trabalhos espirituais: um dos karmas do Brasil. O ciclo de encarnações segue um processo anti-horário. Quer dizer: quem nasceu no Brasil nesta vida tende a nascer na África na próxima e assim por diante, seguindo um sistema anti-horário pelo globo. Milhões de brasileiros tiveram suas últimas encarnações na antiga América escravocrata, principalmente no Brasil, onde desarmonizaram-se com os escravos africanos e hoje estão resgatando seu karma justamente com os espíritos da umbanda, os quais possuem ligação direta com a África. Por isso há tantos espíritos da umbanda atuando nos centros espíritas, mesas brancas e nos próprios terreiros de umbanda em todo o Brasil. Os espíritos da umbanda estão ajudando os brasileiros a resgatar seus karmas. Ressalta-se por oportuno que a corrupção é o maior karma coletivo do Brasil.

Tais espíritos estão ajudando nos trabalhos espirituais realizados na Terra, independente da denominação a que as pessoas pertencem. Nos locais onde lhes é propício se anunciarem como sendo da umbanda, assim o fazem e quando não é, não o fazem. Se para ajudar espiritualmente alguém mediante as circunstâncias presentes é preciso que os mentores espirituais terrestres deixem de se declarar como e quem são, assim o fazem. Como os espíritas são os que fazem o maior trabalho espiritual prático e efetivo no Brasil, com os espíritas os espíritos da umbanda trabalham, não se declarando prontamente a qualquer um como sendo da umbanda, apesar de não negarem este estado aos que possuem capacidade para percebê-los como são. Nisto, há grupos espíritas de anos em que seus membros não sabem que seus mentores espirituais são da umbanda, pois se soubessem o trabalho poderia ser prejudicado em razão das percepções individuais equivocadas que cada membro poderia ter sobre a umbanda.

Nos trabalhos espirituais assistidos pelos espíritos da umbanda para evitar qualquer obstrução de energia por um pensamento ou uma emoção do espírita que poderia se travar pela ciência de ser ajudado por espíritos da umbanda, tais espíritos, desejando ajudá-los a ajudar, não tomam a iniciativa de se declarar como sendo da umbanda e os espíritas, que como religiosos não buscam de fato a Verdade, já que colocam a religião como verdade e não a Verdade como religião, além de que a maioria não possui desenvolvimento espiritual para perceber e identificá-los, acabam nem sabendo quem são estes espíritos que os ajudam, pois em sua fixação pelo trabalho espiritual, o dogma-mor da salvação em sua religião que lhes empurra temeraria e unicamente para o trabalho espiritual acima de tudo, deixam de procurar saber quem são os espíritos que os ajudam. Para o espírita importa o trabalho espiritual e se tem espíritos ali para ajudar a trabalhar, pronto, vão tocando em frente porque a caridade é a sua salvação.

Em minhas experiências práticas com os espíritos da umbanda pude perceber algumas particularidades em suas manifestações. Tais espíritos costumam rodear o recinto impondo um ritmo circular ao passar, o que diz respeito ao princípio do ritmo, pelo qual, também, os pajés usam o chocalho, os terreiros o atabaque e os budistas balançam o corpo ao meditar e os muçulmanos ao decorar as suras etc. Veja-se que não é à toa que existem os movimentos de rotação e translação no universo. Eles se manifestam de uma forma demasiadamente simples, eis que trabalham para ajudar pessoas demasiadamente simples e/ou de fé simples. Pessoas se identificam e se abrem mais, em todos os planos, com quem usa da sua linguagem. Em alguns de meus contatos com tais entidades estes espíritos me passaram alguns recados a serem passados justamente para espíritas incapazes de percebê-los. Em outros momentos anteciparam em dias que estariam em certo local em certo tempo, o que se consumou.

Compreendendo a ajuda espiritual como um efeito, a pessoa que “ajuda” deve saber a causa deste efeito e saber porque está fazendo isso. Com toda certeza se as pessoas que dizem que “ajudam espiritualmente os outros” fossem buscar o motivo que as levou a isto saberiam que ali não há nenhum sacrifício pela humanidade, um estado crístico, de mestre ou avatar ou santidade, mas, pelo contrário, um resgate kármico. Estão ajudando porque elas mesmas precisam, pois é na ajuda aos outros que elas se ajudam equilibrando, compensando, o que fizeram anteriormente. A pessoa que diz que ajuda espiritualmente os outros antes de fazer tal afirmação deve buscar e saber se não é ela que está sendo ajudada e os espíritas devem buscar o desenvolvimento para ter a capacidade de perceber quem são os espíritos que os ajudam em seus trabalhos, do contrário continuarão a receber ajuda de espíritos que nem eles mesmos sabem quem são; pois, conforme diz a própria bíblia: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:32), não o trabalho.

 

 JORGE BRAUNE

PRESIDENTE DA FRATERNIDADE RAMATIS E DO TESACAUE NO RIO DE JANEIRO

Prezado Sr Jorge Braune
Com tudo isso, gostaria de lhe perguntar: O que, exatamente o amigo faz neste fórum????

O autor (Sr Pedro Camilo) explica exaustivamente no seu texto - e com muito bom senso, aliás -  sua posição a respeito de espíritos umbandistas. Releia-o, por favor...

Perfeitíssimo. Cada território com sua cultura, suas leis e suas práticas. Um desconforto tem acontecido por parte de alguns espíritas que acham que o espiritismo é superior à Umbanda. Conhecê-la, e esse é um trunfo seu, é importante para saber que ela também tem colaborações a dar no trato tanto com a espiritualidade quanto com aqueles que procuram orientações e ajuda espirituais. Abraços.

O espiritismo se difere de outras crenças pelo grande apelo à mudança de atitudes, incitando-nos a perdoar, ter compaixão com o próximo, atenção com o nosso irmão e compreensão com os erros do próximo. Esse o motivo de eu querer participar de uma casa espírita só após ler as obras básicas de Kardec, para eu ter mais discernimento e base na doutrina codificada por Kardec.

SRA. VALERIA,

COM RESPEITO A SRA. E AO DR. PEDRO NÃO FALEI NADA DEMAIS. FUI JUSTO. SÓ QUERO MOSTRAR QUE O KARDECISMO SEM AS FALANGES DE UMBANDA NÃO SÃO NADA. OS ESPIRITOS DE UMBANDA SÃO MAIS MHUMILDES QUE DETERMINADOS DIRIGENTES DE CASAS QUE SE DIZEM ESPIRITAS E A MAIORIA DELES QUANDO CHEGA UM PRETO VELHO NA  MESA QUEREM LOGO CORRIGÍ-LOS, PEDEM PARA FALAREM CORRETAMENTE, QUE VENHAM SEM TREJEITOS COMO O KARDECISMO GOSTA. 

A SENHORA ESQUECE QUE ESTAS ENTIDADES E OUTRAS ENTIDADES SÃO MUITO MAIS CULTAS DO QUE QUALQUER DIRIGENTE NA TERRA.

E O KARDECISMO SEM AS ENTIDADES DE UMBANDA FICAM CAPENGAS PORQUE EXISTE UMA GRANDE PARCERIA COM ENTIDADES DE VÁRIOS SEGMENTOS NO BRASIL.

AGORA SRA. VALÉRIA, SÓ NÃO ENTENDI A SUA PERGUNTA O QUE EU ESTOU FAZENDO NESTE SITE (FORUM), CREIO QUE FOI UMA INDAGAÇÃO SEM HUMILDADE E COM SARCASMO. MAS VOU RESPONDÊ-LA:

TRABALHO NA ESPIRITUALIDADE DESDE OS 15 ANOS E FUNDEI A 21 ANOS ATRÁS UMA FRATERNIDADE CHAMADA FRATERNIDADE RAMATIS E A 5 ANOS ATRÁS FUNDEI OUTRA INSTITUIÇÃO ESPIRITUAL UMBANDISTA CHAMADA TESACAUE PARA QUE AS DUAS TENHAM MAIOER CAPACIDADE DE AMPARO E SOCORRO AOS IRMÃOS ENCARNADOS E DESENCARNADOS. LOGO ESTOU BEM TRANQUILO EM PERTENCER A ESTE FORUM O QUAL EU GOSTO MUITO.

OUTRA COISA SRA. VALÉRIA UM PRETO VELHO OU OUTRO TIPO DE ENTIDADE SÃO DOUTORES E VÊEM NA HUMILDADE, NA SIMPLICIDADE NUMA MESA KARDECISTA E SUJEITOS A HUMILHAÇOES NA MAIORIA DAS VEZES. ONDE ESTÁ A HUMILDADE? ONDE ESTÁ A PARCERIA QUE TANTO KARDEC PEDIU? QUEM NECESSITA EVOLUIR INFELIZMENTE SÃO OS SERES HUMANOS QUE PASSAM A VIDA INTEIRA FALANDO BOBAGENS.

CONDUZO COM MUITO AMOR AS DUAS INSTITUIÇÕES DESENVOLVENDO O KARDECISMO E OUTRAS ESPIRITUALIDADES DENTRO DE MINHA INSTUTUIÇÃO DE UMA FORMA GERAL.

ATENDEMOS MILHARES DE PESSOAS O MÊS INTEIRO, TRABALHAMOS COM CIRURGIAS ESPIEITUASI, PASSES, ANTIGOÉCIA, PALESTRAS, CURSOS DIVERSOS, ATENDIMENTOS FRATERNOS E ETC.

AGORA IMAGINA SE UM MAGO NEGRO PENETRA NUMA INSTITUIÇÃO KARDECISTA QUE SÃO DOUTORES A MILÊNIOS CONHECEM DE TUDO. O QUE O KARDECISMO VAI FAZER, NADA! POIS NÃO TEM FERRAMENTA SUFICIENTE PARA AFASTAR ESTAS ENTIDADES TREVOSAS. COM REZAS É MUITO DIFÍCIL, RIEM NA CARA DOS DIRIGENTES E DO CHEFE DA MESA, O QUE FAZER? CHAMA A UMBANDA PORQUE A UMBANDA DÁ JEITO. NÃO TEM OUTRA FORMA MINHA IRMÃ. 

FORTE ABRAÇO,

JORGE BRAUNE



Valéria Mascarello disse:

Prezado Sr Jorge Braune
Com tudo isso, gostaria de lhe perguntar: O que, exatamente o amigo faz neste fórum????

O autor (Sr Pedro Camilo) explica exaustivamente no seu texto - e com muito bom senso, aliás -  sua posição a respeito de espíritos umbandistas. Releia-o, por favor...

Olá senhor Jorge, muita paz.

Discordo do senhor nos que dizes a respeito de que o Espiritismo sem a Umbanda fica meio perdido.

Quanto a sua posição de que se um "mago" penetrasse uma Casa Espírita, ninguém saberia o que fazer, gostaria de informá-lo que na Casa onde trabalho, já há algum tempo, tivemos a honra de receber e aprender, dando nossa  contribuição no aprendizado daquele irmão, e nenhum dos trabalhadores encarnados ou desencarnados tremeu de medo ou então sentiu-se perdido. Muito pelo contrário, quem sabe onde está e o que está fazendo, e principalmente quem  está dando apoio Espiritual, continua com seriedade e tranquilidade. Tivemos vários encontros semanais coma Entidade que ao final aceitou nossa posição, sem que esta renha sido imposta.

Quanto ao respeito pelas Entidades de Umbanda, com toda certeza, merecem e devem ter toda consideração de quem quer que seja, assim como de toda e qualquer religião que possa comparecer numa reunião mediúnica.

Parabenizo ao senhor Pedro pelo artigo escrito, concordo em gênero, número e grau.

Abraço fraterno a todos.

Ciro

Jorge Braune disse:

SRA. VALERIA,

COM RESPEITO A SRA. E AO DR. PEDRO NÃO FALEI NADA DEMAIS. FUI JUSTO. SÓ QUERO MOSTRAR QUE O KARDECISMO SEM AS FALANGES DE UMBANDA NÃO SÃO NADA. OS ESPIRITOS DE UMBANDA SÃO MAIS MHUMILDES QUE DETERMINADOS DIRIGENTES DE CASAS QUE SE DIZEM ESPIRITAS E A MAIORIA DELES QUANDO CHEGA UM PRETO VELHO NA  MESA QUEREM LOGO CORRIGÍ-LOS, PEDEM PARA FALAREM CORRETAMENTE, QUE VENHAM SEM TREJEITOS COMO O KARDECISMO GOSTA. 

A SENHORA ESQUECE QUE ESTAS ENTIDADES E OUTRAS ENTIDADES SÃO MUITO MAIS CULTAS DO QUE QUALQUER DIRIGENTE NA TERRA.

E O KARDECISMO SEM AS ENTIDADES DE UMBANDA FICAM CAPENGAS PORQUE EXISTE UMA GRANDE PARCERIA COM ENTIDADES DE VÁRIOS SEGMENTOS NO BRASIL.

AGORA SRA. VALÉRIA, SÓ NÃO ENTENDI A SUA PERGUNTA O QUE EU ESTOU FAZENDO NESTE SITE (FORUM), CREIO QUE FOI UMA INDAGAÇÃO SEM HUMILDADE E COM SARCASMO. MAS VOU RESPONDÊ-LA:

TRABALHO NA ESPIRITUALIDADE DESDE OS 15 ANOS E FUNDEI A 21 ANOS ATRÁS UMA FRATERNIDADE CHAMADA FRATERNIDADE RAMATIS E A 5 ANOS ATRÁS FUNDEI OUTRA INSTITUIÇÃO ESPIRITUAL UMBANDISTA CHAMADA TESACAUE PARA QUE AS DUAS TENHAM MAIOER CAPACIDADE DE AMPARO E SOCORRO AOS IRMÃOS ENCARNADOS E DESENCARNADOS. LOGO ESTOU BEM TRANQUILO EM PERTENCER A ESTE FORUM O QUAL EU GOSTO MUITO.

OUTRA COISA SRA. VALÉRIA UM PRETO VELHO OU OUTRO TIPO DE ENTIDADE SÃO DOUTORES E VÊEM NA HUMILDADE, NA SIMPLICIDADE NUMA MESA KARDECISTA E SUJEITOS A HUMILHAÇOES NA MAIORIA DAS VEZES. ONDE ESTÁ A HUMILDADE? ONDE ESTÁ A PARCERIA QUE TANTO KARDEC PEDIU? QUEM NECESSITA EVOLUIR INFELIZMENTE SÃO OS SERES HUMANOS QUE PASSAM A VIDA INTEIRA FALANDO BOBAGENS.

CONDUZO COM MUITO AMOR AS DUAS INSTITUIÇÕES DESENVOLVENDO O KARDECISMO E OUTRAS ESPIRITUALIDADES DENTRO DE MINHA INSTUTUIÇÃO DE UMA FORMA GERAL.

ATENDEMOS MILHARES DE PESSOAS O MÊS INTEIRO, TRABALHAMOS COM CIRURGIAS ESPIEITUASI, PASSES, ANTIGOÉCIA, PALESTRAS, CURSOS DIVERSOS, ATENDIMENTOS FRATERNOS E ETC.

AGORA IMAGINA SE UM MAGO NEGRO PENETRA NUMA INSTITUIÇÃO KARDECISTA QUE SÃO DOUTORES A MILÊNIOS CONHECEM DE TUDO. O QUE O KARDECISMO VAI FAZER, NADA! POIS NÃO TEM FERRAMENTA SUFICIENTE PARA AFASTAR ESTAS ENTIDADES TREVOSAS. COM REZAS É MUITO DIFÍCIL, RIEM NA CARA DOS DIRIGENTES E DO CHEFE DA MESA, O QUE FAZER? CHAMA A UMBANDA PORQUE A UMBANDA DÁ JEITO. NÃO TEM OUTRA FORMA MINHA IRMÃ. 

FORTE ABRAÇO,

JORGE BRAUNE



Valéria Mascarello disse:

Prezado Sr Jorge Braune
Com tudo isso, gostaria de lhe perguntar: O que, exatamente o amigo faz neste fórum????

O autor (Sr Pedro Camilo) explica exaustivamente no seu texto - e com muito bom senso, aliás -  sua posição a respeito de espíritos umbandistas. Releia-o, por favor...



Valéria, Que tal cultivar um pouquinho de humildade da umbanda...

Boa noite pessoal. Sr Jorge Braune eu acredito que o senhor estrapolou as considerações e as visões da Doutrina dos Espíritos. O Espiritismo é uma Doutrina. Ela não precisa de outras pra trabalhar, ela por si só é um "Marco" de toda humanidade. Ela está fundamentada no Evangelho do Mestre Cristo Jesus. E este mesmo "Mestre" nos ensinou que somos "Deuses" também, portanto amigo somos capazes de lidarmos seja lá com "quem" for e do "modo" que for. Qualquer Espírita que tenha o conhecimento da doutrina entrará numa "Mesa Mediúnica" sabedor de tudo que pode ocorrer na sessão e saberá também sair de lá livre e desembaraçado dos ocorridos. Seja lá quais forem os "casos".  Realmente eu sinto a presença de Pretos velhos, caboclos e outros trabalhadores de boas vontade nas cameras de passes dos centros Kardecista. Mas sob a orientação e comando dos Mentores Espirituais das casas. Quando entendemos o "Amor" não existem mais doutrina ou crenças, Existe Somente Jesus! Um forte abraço.

Mais uma brilhante, profunda, racional e muito bem embasada reflexão a todos nós (cada qual a seu nível) carentes que ainda somos de conhecimento e da humildade cristã indispensável pro nosso relacionamento fraterno com todas as correntes religiosas... De toda sorte, qualquer crença religiosa que leva o ser humano a auto reflexão e auto crítica de seu comportamento perante aos irmãos do caminho, esta crença provém de Deus e merece o nosso repeito e compreensão! Abraços fraternos ao caro Pedro Camilo e a todos os irmãos de Rede Amigo Espírita!

Sr Darlan.

O senhor poderia, por gentileza, me informar em qual momento eu teria faltado com humildade em relação à minha colocação?

Sinceramente, não entendi.

Além do mais seria somente a Umbanda que teria a prerrogativa da 'humildade'?

Esclareço que o meu comentário foi apenas no sentido de que uma pessoa (no caso o Sr Jorge Braune) que discorda diametralmente da essência deste site (que é ESPÍRITA e não umbandista, sem querer ferir nenhuma convicção religiosa e SEMPRE tendo respeito por todas) não deveria perder seu tempo aqui!

Encerro por aqui minha participação neste assunto pois tenho certeza que ele já rendeu o suficiente. Se for além será pura discussão estéril, ou seja não vai dar em nada de produtivo. 

Abraços fraterno a todos

darlan bortoluzzi disse:



Valéria, Que tal cultivar um pouquinho de humildade da umbanda...

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei)

Vaidade ou inveja?

Vladimir Alexei

Belo Horizonte das Minas Gerais,

15 de fevereiro de…

Últimas atividades

francisco carvalho da Silva curtiram o perfil de Elciene Maria Tigre Galindo
3 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão DEVE-SE PUBLICAR TUDO? E DIVULGAR TUDO QUE SE PUBLICA? de Amigo Espírita
"Não. Nos tornamos egoísta porque escolhemos ser egoísta, é certo. Porém isso só ocorre porque temos um ego e não por outro motivo."
3 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"O ego é a resposta"
4 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão SUGADORES DE ENERGIA de Amigo Espírita
"Sim, fomos criados absolutamente iguais em essência, mas não em identidade. Portanto, o modo de cada um é próprio do ser individual."
4 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Podemos contribuir para o progresso destruindo o materialismo    (Jorge Hessen) de os pae
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
III Simpósio Espiritismo na atualidade 2019 - Depressão e Suicídio - Marcia Pacciulio assista pelo youtube… https://t.co/bLJRwOXgjj
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
O óbulo da Viúva - Palestra de Afonso Moreira Jr. assista pelo youtube https://t.co/5Q94yKSS3E https://t.co/x9UDKHHbQZ
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Aprendendo a comunicar-se com amorosidade", com Dr. Aldeniz Leite assista pelo youtube https://t.co/1Hc0pFHvDq https://t.co/bJElTNr4Ow
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
III Simpósio Espiritismo na atualidade 2019 - Depressão e Suicídio Oradores: Dr. Kennedy Martins - Psicólogo e Mar… https://t.co/lEPNtmcDJJ
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Peça e receba, o universo conspira a seu favor" - José Lázaro Boberg assista pelo youtube https://t.co/HKJz9FJDEk https://t.co/kuNE5avKpa
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Seminário: "Mediunidade Gloriosa: Chico Xavier" - Suely Caldas Schubert assista pelo youtube… https://t.co/Qjtu0F4ld7
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Aprendendo a comunicar-se com amorosidade", com Dr. Aldeniz Leite assista pelo youtube https://t.co/1Hc0pFHvDq https://t.co/NVJ40UpnKc
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
os pae curtiu a postagem no blog Podemos contribuir para o progresso destruindo o materialismo    (Jorge Hessen) de os pae
16 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Esperança Sempre - Palestra de Érico Miranda assista no youtube https://t.co/KBXMYWHkBy https://t.co/DNfgwODGB9
Twitter18 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Esperança Sempre - Palestra de Érico Miranda assista no youtube https://t.co/KBXMYWHkBy https://t.co/AclM0MGvMK
Twitter20 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Código Penal da Vida Futura e as tragédias coletivas - Suely Caldas Schubert assista pelo youtube… https://t.co/4tRwTc66Qe
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Os centros de forças espirituais - Ricardo Cabral Miranda assista pelo youtube https://t.co/AfpGSnYuVp https://t.co/mmEkBkBjKu
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Podemos contribuir para o progresso destruindo o materialismo    (Jorge Hessen) de os pae
"Revista Espírita novembro de 1861: “O Espiritismo aos materialistas prova a existência da alma; aos que não creem senão no nada, prova a vida eterna; aos que pensam que Deus não se ocupa das…"
21 horas atrás
francisco carvalho da Silva comentou a postagem no blog CADA UM COM SUA MISSÃO de Nilton Cardoso Moreira
"Concordo e aceito é verdade tudo isso ……………… Teria mais a dizer!  Só gostava de dar este texto a mais pessoas a ler."
22 horas atrás
francisco carvalho da Silva curtiu a postagem no blog CADA UM COM SUA MISSÃO de Nilton Cardoso Moreira
22 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço