Informação

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos..

"Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"

Membros: 1547
Última atividade: 20 Abr

 

Fórum de discussão

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

Iniciado por Amigo Espírita. Última resposta de Margarida Maria Madruga 14 Abr. 1 Resposta

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Iniciado por Wellington Balbo. Última resposta de Margarida Maria Madruga 26 Mar. 1 Resposta

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Iniciado por Amigo Espírita. Última resposta de José Leonil Marques da Silva 5 Dez, 2019. 4 Respostas

Kardec sofre...

Iniciado por Wellington Balbo. Última resposta de Antonio Augusto Poli Silva 2 Jan. 7 Respostas

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Iniciado por Wellington Balbo. Última resposta de Margarida Maria Madruga 3 Dez, 2019. 1 Resposta

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Iniciado por Wellington Balbo. Última resposta de Antonio Augusto Poli Silva 2 Jan. 2 Respostas

Por que apenas em setembro?

Iniciado por Wellington Balbo. Última resposta de Blog LGBT Espírita 8 Dez, 2019. 3 Respostas

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

Iniciado por Wellington Balbo. Última resposta de Margarida Maria Madruga 3 Out, 2019. 1 Resposta

Ridículo silêncio

Iniciado por Feeak Minas 15 Jul, 2019. 0 Respostas

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

Iniciado por Amigo Espírita. Última resposta de Elciene Maria Tigre Galindo 11 Jul, 2019. 2 Respostas

Reflexões sobre ações e críticas

Iniciado por Feeak Minas. Última resposta de Margarida Maria Madruga 5 Jul, 2019. 1 Resposta

Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)

Iniciado por Amigo Espírita. Última resposta de Margarida Maria Madruga 18 Jun, 2019. 2 Respostas

Chico Xavier - O servidor

Iniciado por Feeak Minas 2 Abr, 2019. 0 Respostas

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Iniciado por Amigo Espírita. Última resposta de Ludmila Souza Cornélio 12 Jul, 2019. 1 Resposta

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Artigos Espíritas para adicionar comentários!

Comentário de Regih Silva em 17 janeiro 2012 às 14:35

Sobre a reencarnação de Emmanuel é certa,ele reeencarnou em 2000 na cidade do interior de São Paulo. Alguns afirmam que ele membro no plano físico da familia da Senhora Laura e o Senhor Ricardo,personagens do Livro Nosso Lar. O Nosso querido Emmanuel será Médium e Professor tendo o Chico Xavier como o seu Mentor Espiritual. 

Paz e Bem Para Todos.

Comentário de Fatima Araujo de Carvalho em 7 janeiro 2012 às 19:14

Olá, Vera, segundo vídeo do Divaldo, Emmanuel reencarnou no Brasil em 2000, e vive com uma família espírita no interior de São Paulo. E que o Chico participou ainda vivo da preparação da reencarnação dele. Em 2002 foi o Chico que retornou. Há pessoas que não acreditam e dizem que nunca viram o mentor reencarnar antes do desencarne do tutelado. Mas, por que não? Se nunca viram podem ver agora, né? Divaldo confirmou que Emmanuel está encarnado em SP e Joanna também vai reencarnar em breve. Vale a pena ver até o final os dois vídeos. Veja lá: http://www.youtube.com/watch?v=PT_8nmSwtc0   e   http://www.youtube.com/watch?v=224Zv6emRKA   Abraços fraternais.

Comentário de Antonio Helio Salerno em 13 setembro 2011 às 1:55
O comentário  que coloquei, me deixou em dúvida profunda, foi extraído dos manuscritos de Nag Hamadi, relata sobre a infancia de Jesus por São Tomé. Daí minha dúvida, quanto ao castigo que Jesus impôs ao filho de Anás, sendo Jesus um espírito ávido e sublime, impôr esse tipo de maldade as pessoas. Com certeza não acredito. Muita Paz
Comentário de Antonio Helio Salerno em 13 setembro 2011 às 1:48
Encontrava-se ali presente o filho de Anás, o escriba, e teve a idéia de fazer escoar as águas represadas por Jesus, usando uma planta de vime. Ante essa atitude, Jesus indignou-se e disse: — Malvado, ímpio e insensato. Será que as poças e as águas te estorvavam? Ficarás agora seco como uma árvore, sem que possas dar folhas, nem raiz nem frutos. Imediatamente o rapaz tornou-se completamente seco. Os pais pegaram o infeliz, chorando a sua tenra idade, e o levaram ante José, maldizendo-o por ter um filho que fazia tais coisas.
Comentário de Alfredo Zavatte em 9 setembro 2011 às 12:05

-  S U I C Í D I O  -

                                                                                             (Alfredo Zavatte)

 

Um chamar de atenção simples e compreensível para qualquer pessoa, não importando sua idade ou cultura.

 (Alfredo Zavatte  )

 

“Quaisquer que sejam os motivos e causas que levaram uma pessoa ao suicídio, o descontentamento sempre foi o fato desencadeador.” (1)

 

“Será que o aluno, diante de um problema de Física ou Matemática, frente ao que ele julga insolúvel naquele momento, resolverá rasgar  seu caderno ou até mesmo fugir da aula ?” (2)

                       

            Variações de situações no enfrentamento das etapas da vida, enfermidades de qualquer  natureza, desafios pessoais, escassez de recursos econômicos, tristeza profunda e abatimentos frequentes, formam uma série de motivos que levam o ser humano à infeliz idéia.

 

            Ela surge depois desses enfrentamentos. Os problemas do dia-a-dia  agravam a situação e o ato    insano se consuma, pois o desespero atinge não permitindo que se enxergue que problemas existem mas, maiores ainda, são os benefícios que a vida oferece.

           

Se  buscarmos os ensinamentos do Livro dos Espíritos, mais precisamente na 4ª parte, Cap. I,  “Desgosto da vida. Suicídio”, vamos encontrar várias  considerações  sobre esse ato impensado e perturbador, a que está acometido o executor do mesmo:

 

           O desgosto da vida nasce, na verdade, sem motivos plausíveis, se apoderando dos indivíduos, e o efeito disso vamos encontrar na ociosidade, na falta de fé e também na sociedade.

            Para aquele que usa as suas faculdades com fim útil e de acordo com as suas aptidões naturais, o  trabalho nada tem de árido e a vida se escoa mais rapidamente. Ele lhe suporta as vicissitudes com tanto mais paciência mais sólida e mais durável que o espera.”

 

            Mais especificamente, vamos encontrar, nesse mesmo capítulo, a colocação enfática na pergunta 944 :

”Tem o homem o direito de dispor da sua vida?

R: Não; só a Deus assiste esse direito. O suicido voluntário importa numa transgressão dessa lei.”(3)

 

Na verdade, o suicida não quer se matar, mas matar os problemas que o afligem. Porém, naquele momento, ele se sente tão impotente diante deles, que opta por liquidar a si, quando era o problema que deveria ser liquidado.

           

            O ser humano se depara, sempre, com dois tipos de problemas: aqueles sem solução e aqueles que tem solução. Mas, há derivadas neles. Ao desejar o imediatismo, a solução pode não aparecer naquele momento de aflição, pois a situação mental não permite ao homem enxergar as possíveis saídas e respostas que precisa, colocando-o em situações que levam ao desespero,  desencadeando outras que se agravam a cada dia.

 

             Portanto, não somente os familiares, todos nós devemos estar atentos para estender a mão àqueles que se encontram em aflições uma vez que nunca sabemos a sua profundidade e extensão.

 

            Algumas recomendações importantes que devemos ter para com os seres humanos:

 

- Amor para com o próximo;

- Predisposição de ajudar;

- Qualquer ajuda é melhor do que nada. 

 

           E o ensinamento bíblico do Decálogo recebido por nossos ancestrais: “ NÃO MATARÁS.” (4)

 

            Ora, se a recomendação é “não matar” nosso semelhante por ordem do Criador, essa recomendação é maior ainda em se tratando de nossa própria vida, pois o erro é o mesmo e com consequências ainda maiores. Se contássemos o tempo da recomendação do “não matar” por nosso ancestral Moisés, que passa de 3.500 anos, esse tempo foi suficiente para que o homem tivesse assimilado a lição, porém, infelizmente, ainda não o fez .

            Esse distanciamento de Deus, na meditação e na prática  do amor, na necessidade de uma convivência saudável, o desconhecimento do afeto nesses momentos, tornam os homens mais frágeis, e é razoável ponderar quantas lesões de ordem mental acabam por causar a violência praticada contra si próprio.

            Enquanto essas idéias perniciosas continuarem a torturar, é aconselhável que o homem se refugie em um lugar, onde seja possível trabalhar de forma a se mostrar útil àqueles que o cercam.

            Necessário, também, que busque o auxílio do  profissional médico, a fim de avaliar o estado em que se encontra.

            Dependendo de cada caso, que não esqueça também de procurar os hospitais ou institutos beneficentes, onde se encontram irmãos perturbados, a fim de verificar todas as vantagens que estão a seu favor, lembrando sempre que, ao compartilhar momentos de diálogo amigo e fraterno com aqueles necessitados, esses momentos serão transformados em preciosas meditações e, também, em alento para aqueles que lá se encontram com grande carga de aflição.

            Reeducar-se para a vida, nesses momentos difíceis, é o grande desafio. A árvore frutífera deverá passar pela poda que merece, para que os frutos apareçam com mais vigor.

            Todos passamos por aflições mas, gerenciá-las é uma arte que devemos aprender a qualquer custo.

            Entregar-se ao serviço do bem ao próximo, qualquer que seja ele, a fim de conseguir a superação desses momentos de aflição e desespero, fará vencer o homem novo, disposto a assumir novos compromissos na senda do Pai.

            Não importa quanto tempo isso tudo levará. O importante é a sublimação do espírito, qual “Fênix” que ressurgiu das cinzas e alçou seu vôo de liberdade.

E aprender com a natureza, através de seus ciclos: é inevitável passar pelo frio desejando sempre a bela paisagem das flores. Para que as flores apareçam, é necessário, primeiro, que a árvore perca suas folhas para a renovação necessária, a fim de que sejamos presenteados com a florada e o perfume de cada uma delas.

Não nos esqueçamos que, depois da tempestade virá a bonança, mas convém manter-se sempre em equilíbrio perfeito, pois, depois da bonança, a tempestade também poderá voltar.

Paz ao seu Espírito.

(Alfredo )

 

 

 

Bibliografia

1)  KARDEC,ALLAN- Evangelho Segundo o Espiritismo – Cap V; 14 a 17 )

2) CARRARA- ORSON P. – www.espirito.org.br/portal/artigos/orson/suicididar-se nunca.htm

3) KARDEC, ALLAN – L. Espíritos- Parte 4ª –Cap I  :  Desgosto da Vida. Suicídio

4)  BÍBLIA- Êxodo 20:2-17. Deuteronômio 5:6-21. (V- Mandamento )

 

 

Comentário de Alfredo Zavatte em 9 setembro 2011 às 11:49

OPORTUNIDADES  X DESAFIOS

(Alfredo Zavatte

 "Conheço muitos  velhos de  20 anos e muitos  jovens de 80 anos "

Grande maioria das  vezes nós nos colocamos numa posição que nos permite descobrir as nossas atitudes defensivas, que nitidamente aparecem visíveis, quando, enfrentamos uma situação que somos provocados a tomar uma postura de crescimento, mas que em certo momento, por várias razões levam-nos a deparar com as nossas fragilidades, que nada mais são do que nossos pontos vulneráveis, e que, de imediato a nossa primeira atitude é fugir, ou se preferirem é “não estar ali” naquele momento.

 

Exemplos disso tem aos milhares e não há a necessidade de ficar  aqui repetindo todas nossas experiências.

 

Quando nos conscientizamos disso e nos colocamos a refletir que essa situação, apesar de ter-nos apanhado de surpresa não constitui um obstáculo intransponível e, que na verdade, nós  temos capacidade para encontrar a solução e estamos capacitados  à essa tarefa, estamos proporcionando a nós mesmos a chance de um grande crescimento, basta para isso entendermos que, o que está à nossa frente não é um obstáculo e sim uma oportunidade para que demonstremos com os nossos talentos  como vamos gerenciar  e aproveitar  essa  oportunidade.

 

Oportunidades  são semelhantes  a flechas de um arqueiro, uma vez lançada, jamais voltará para as nossas mãos, ou se preferirem de uma forma mais cômica, ela é como um picolé em dia de sol bem quente, se não aproveitarmos rápido, ele derreterá e estaremos  logo lambendo os dedos porque ele mesmo já se foi.

 

O enfrentamento do problema, ou melhor dizendo, as oportunidades que nos são apresentadas  são importante instrumento para nossa auto-realização e nossa auto realização, pois somente assim é que saímos da nossa “zona de conforto” , da nossa posição de defesa e caminharemos para a postura de “ataque”, não o ataque “agressão” mas sim “ataque” de abertura ao diálogo ao enfrentamento com altruísmos e confiança naquilo que temos todos nós dentro de si “os talentos”, passando assim de um momento de instabilidade emocional, primeiro para conosco mesmo e depois sim, atingir aqueles que estão ao nosso redor com as  pedras nas mãos, se assim agirmos, a paz se fará com uma harmonia perfeita onde daí aprendemos a tirar muitas lições para o nosso dia-a-dia.

 

Aquele que busca o crescimento, no final de tudo, terá tantos  talentos multiplicados, acabará por apresentar melhor o seu trabalho junto àqueles que o procuram, pois,  esse não tem medo do enfrentamento e consegue visualizar cada oportunidade e discernir na verdade o que é um problema e o que é uma oportunidade, assim à medida que mais ele cresce com esses enfrentamentos agindo de forma correta e sadia, com diálogo aberto, mais chances teremos de encontrar outras oportunidades, pois, costumo dizer:  “quando o trabalhador  está  pronto o trabalho sempre aparece”.

 

Mais amizades,  maior será o numero de pessoas  irão nos procurar pedindo ajuda, pois a confiança se implantou de tal forma que agora esses talentos já foram multiplicados, pois, seu auto-descobrimento e sua coragem de enfrentamento ou de aproveitamento das oportunidades  aumentaram cada vez que você aceitou essa  batalha consigo mesmo e com isso você  já tem sementes suficientes para dar às outras pessoas a fim de lhes propiciar chances ou a confiança de multiplicarem os seus próprios talentos, esse processo é o que faz perpetuar a espécie, seja ela em qualquer reino da natureza que se encontre.

 

São as convicções  que temos latentes dentro de cada um de nós,  que são necessárias que  as  arranquemos de dentro de cada um e  as coloquemos em prática e a firmeza nisso, vem com exercícios constantes dessas atitudes quando realizamos o nosso trabalho.

 

Situações embaraçosas aparecerão constantemente, a fim de nos depararmos com fraquezas para aprendermos a gerenciar as empreitadas, é com esse enfrentamento que acabamos provando o quão gratificante e importante são nossas determinações, atos e pensamentos  e acima de tudo a nossa coragem por vivenciá-las a fim de alcançarmos a plenitude saudável, desejável e produtiva ao nosso ser, ocorrendo assim o nosso crescimento interior como seres da  Criação.

 

Jovens que  Deus  os abençoe e a Espiritualidade  esteja sempre em companhia de todos, mostrando-lhes o caminho correto. Os  caminhos  sempre  estarão em nossa  frente assim como os  desafios,porém não os temam,enfrente-os de maneira correta, sempre com seus pensamentos positivos e jamais abrindo mão do que é o mais importante ao  ser  humano, o respeito a ética e  profissionalismo dentro da benesses espirituais que estarão permeando vossos  atos.

 

Parabéns   a  todos, pelo enfrentamento dessas batalhas, ou parabéns pela opção que fizeram de aproveitar as oportunidades que lhes são apresentadas.

  

Paz e bênçãos á todos vocês pela opção que fizeram do "deletar"  os desafios e conseguir encará-los como oportunidades..

Paz ao seu Espírito 

 

 

Comentário de Ceumar das Graças Musmanno em 20 julho 2011 às 18:19
O meu nome é Ceumar das Graças Musmanno,sou professora de português e inglês de cursos profissionalizantes e ensino médio, sou divorciada e tenho um casal de filhos que são universitários. Frequento o Centro Espírita Antonio de Pádua em Niterói - RJ, e sempre procuro aprofundar e pesquisar a doutrina.
Comentário de Eduardo Freire em 19 julho 2011 às 18:50
Bom antes de fazer qualque comentário apresento-me a todos os meus irmãos,sou Eduardo Freire Santos sou casado com um anjo enviado pelo nosso pai há 22 anos tenho dois filhos muito amados ,sou corretor de seguros há 24 anos e depois de passar por umas boas kkkk,começei a estudar a doutrina ,porem eu ainda não me acho digno ou desenvolvido para discutir assuntos mais aprofundados ,caso eu diga alguma bobagem peço que um dos irmãos me ajude e corrija-me.

Abraços a todos.
Comentário de Maria Luzia Almeida Rosa em 30 junho 2011 às 18:51
A chei incrível essa idéia de comentar os princípios que regem a nossa maravilhosa doutrina que tanto nos esclarece e norteia a nossa vida.É preciso viver Kardec e Jesus.Não dá para dissociá-los. Há necessidade de estudar as Obras Básicas e aprender a selecionar as nossas leituras.É urgente a disciplina passando pelo coração.
Comentário de Rodrigo de Assis Cardozo em 9 maio 2011 às 5:51

É preciso estudar sempre as obras de Chico Xavier.

Não podemos esquecer que espiritismo genuìno é:

"Jesus, Kardec e Chico Xavier "

Existe um movimento sutil das trevas para que as obras de Chico Xavier sejam relgadas ao esquecimento.

Nao podemos nos esquecer que o espiritismo será no futuro o que nós espíritas o fizermos dele.

 
 
 

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

ISA SOARES entrou no grupo de Ari Carrasco Silveira
Miniatura

Reforma Intima

"CONHECE-TE A TI MESMO"Textos de reflexão para a reforma íntimaVer mais...
10 horas atrás
ISA SOARES entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Mensagens de Reflexão

Mensagens, frases e pensamentos para reflexão iluminando nossas vidas.
10 horas atrás
ISA SOARES entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Espiritismo e Evangelho

Grupo destinado a estudos do Evangelho a Luz da Doutrina EspíritaVer mais...
10 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram o evento Votação para escolha do Projeto Médicos do Bem no Prêmio Euro de Marcílio Dias Henriques
sexta-feira
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
sexta-feira
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"DEPOIS DA MORTE Em 1965, Yvonne Pereira diz que “o Evangelho é imortal, uma vez que sempre existirão cérebros e corações necessitados de renovação." Ela fala também sobre “uma…"
quarta-feira
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
6 Jul
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
6 Jul
Helena Padilha de Meneses curtiram o perfil de Helena Padilha de Meneses
6 Jul
Ícone do perfilNilton Cardoso deu um presente para José Ricardo Fernandes
4 Jul
Nilton Cardoso e José Ricardo Fernandes agora são amigos
4 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço