Estudos do Livro Gênesis (11) - Continua a Evolução... Produza a terra alma vivente O PI se prepara sua inserção no Reino Humano

E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra. E foi a tarde e a manhã, o dia quinto.

E Deus os abençoou, dizendo…; a benção de Deus representa a homologação da consciência, nós a sentimos quando concluímos que estamos ajustados ao projeto do Criador no encaminhamento da evolução. É a paz da consciência tranquila, o descanso natural daquele que trabalhou com amor.

É importante compreendermos que os sete dias (ciclos) da criação se acham presentes em cada dia, como também em cada evento realizado. A bênção de Deus se dá na conclusão da sétima etapa, é quando encerramos um determinado processo e nos preparamos para outro.

E isto é também imprescindível que compreendamos, que após a conclusão de um evento a vida sempre nos apresentará outro iniciando uma nova laçada da espiral evolutiva, faz parte do dinamismo universal.

Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares. Temos aqui a continuidade do processo definindo a necessidade de em todas as faixas da criação serem perpetuados os valores positivos. É ao mesmo tempo o dever de multiplicação do bem através do campo operacional - produza a terra… - e através deste a fixação das conquistas.

A criação divina é extremamente dinâmica, não há estagnação, se obedecermos aos Desígnios do Alto estaremos sempre atuando na faixa do Bem, quando há estacionamento, o que entendemos como perda de oportunidade de realizar o Bem, é por conta do Espírito; a Lei é frutificai e multiplicai-vos…

Água simboliza vida, mesmo após o que entendemos como morte, em todos os planos da evolução há vida, renascimento. A semente representa perpetuidade, mas para que o ciclo jamais se interrompa ela tem de morrer, se assim não for não há frutos e novamente semente.

Encher as águas nos mares significa assim, nossa capacidade de colaborar com todo este processo que jamais se extingue. Independente de nossa posição assim se dará; porém, se quisermos participar desta produção de benefícios ajustados ao Projeto Divino temos de estar sempre dispostos a atuar nas faixas construtivas da virtude seja pelo campo mental do qual nos dão notícias as aves pela capacidade de voar acima da terra, ou mesmo pelo campo operacional representado pela própria terra significando as vinculações necessárias à efetivação deste processo.

E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, e répteis e feras da terra conforme a sua espécie; e assim foi. E fez Deus as feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom.

Temos que ter em conta que quando o texto diz produza a terra alma vivente estas “almas” que seriam os princípios inteligentes em evolução em condições de naquele momento se vincular à experiência física naquela condição seja no reino animal ou no reino vegetal [erva verde], já existiam no mundo espiritual.

Como? Podemos perguntar. A Doutrina Espírita nos mostra que a evolução não é feita em um orbe apenas, e muitos outros mundos já existiam antecedendo a Terra onde estes PI (princípios inteligentes) na sua caminhada natural chegaram à condição de estarem nesta faixa já necessitando da experiência que vieram ter aqui na Terra. Tudo isto é feito, conforme já comentamos, com a supervisão dos Técnicos Espirituais que são os Espíritos já em condições de ajudar a Deus e ao Seu Cristo no encaminhamento da evolução planetária.

Assim podemos entender esta produção de almas viventes como sendo o aparecimento do ser vivo no orbe na condição dos primeiros animais, o que se deu a partir do verso vinte, e aqui neste que ora analisamos como sendo a multiplicação das espécies.

Tudo isto se deu em milhões de anos. Nestes movimentos iniciais do Gênesis de um versículo para o outro passam-se milhares de séculos.

Assim temos:

Gado – animais domésticos

Répteis – podem ser os dinossauros, os grandes monstros, grandes répteis que também por sua configuração muitos deles se assemelhavam a aves.

Feras – algumas traduções falam em bestas-feras, seriam os animais selvagens.

Estava sendo preparado o terreno para o aparecimento natural do homem o que se daria a partir de mais alguns milhões de anos.

Os proscênios terrenos assistem a lutas titânicas entre os seres dotados de mirabolantes mecanismos de ataque e destruição. Época de transição, em que verdadeiros ensaios biológicos produzem monstruosidades como a se preparar para a delicadeza de uma nova vida, a dos mamíferos, que deveria se estabelecer na Terra. Foi preciso que as forças divinas convocassem um extraordinário feito para encerrar a escomunal “era dos grandes répteis”: um bólido de proporções consideráveis caiu no golfo do México, há 60 milhões de anos, nos alvores do “6º dia”, pondo fim a aventura dos monstruosos seres. Por pouco a vida não sucumbe em nosso orbe, que se viu envolvido por convulsões telúricas e densas trevas, mas o fato era indispensável para se permitir o desenvolvimento dos mamíferos que já existiam e com dificuldades sobreviviam no hostil ambiente daquelas revolutas eras. Segundo pesquisas recentes, estima-se que este tenha sido o fato que se responsabilizou pela extinção em massa dos dinossauros, pondo fim ao seu extenso domínio no planeta.1

1 FREIRE, Gilson T.. Arquitetura Cósmica:dos mitos da criação à visão unitária do universo. Belo Horizonte: Inede, 2006.

Autor:

Claudio Fajardo de Castro (Juiz de Fora/MG)

é membro da Rede Amigo Espírita

Cláudio Fajardo é bancário, escritor desde 1997, dedica-se ao estudo do Novo Testamento à luz da Doutrina. Coordenou curso de Espiritismo no Centro Espírita Amor e Caridade em Goiânia – GO, denominado de Curso de Espiritismo e Evangelho. A partir daí surgiram seus livros: O Sermão do Monte, Jesus Terapeuta I e II, O Sermão Profético e O Sermão do Cenáculo, todos publicados pela Editora Itapuã.

Blogs: http://espiritismoeevangelho.webnode.com/

e-mail: fajardo1960@gmail.com

 

Artigos do Grupo "Espiritismo e Evangelho

Exibições: 483

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Médiuns. 171. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Federação Espírita de Porto Rico Imortalidade da Alma. Mediunidade com Jesus.   https://www.facebook.com/FEPuertorriquena/posts/10158340660170999?notif_id=1597451599247563&notif_t=story_reshare"
2 minutos atrás
Margarida Maria Madruga comentou a postagem no blog Na Escola Terrestre - (Mensagem psicografada por Wagner Paixão, em 18 abril de 2020) de Amigo Espírita
"Belíssima mensagem de Yvonne. Obrigada."
50 minutos atrás
Robério Gomes do Nascimento entrou no grupo de Nelson Peixoto de Souza Filho
Miniatura

Estudando o Livro dos Espíritos

Grupo para estudo e discussão do "Livro dos Espíritos".Sejam bem vindos!Os temas são livres.Ver mais...
4 horas atrás
Robério Gomes do Nascimento curtiram o evento Estudando o Livro dos Espíritos de Nelson Peixoto de Souza Filho
4 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA respondeu à discussão VIROSES - Conheça a melhor terapia para vencê-las por Divaldo Franco de Amigo Espírita no grupo Joanna de Ângelis e Divaldo Franco
"“PsicoImunologia”.  Soluções Mágicas e Problemas Psicológicos https://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=7032117"
terça-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
terça-feira
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Então, chega para lá

Certa feita há muitos anos, conversávamos com uma das grandes figuras femininas do movimento espírita da cidade de São…Ver mais...
terça-feira
Hilton Cesar respondeu à discussão Mediunidade - dom ou castigo? de Bárbara Martins de Castro
"Médiuns somente os são, os que possuem a faculdade de sentir a influência do mundo espiritual, de forma nítida e ostensiva. O Livro dos Médiuns » Segunda parte - Das manifestações…"
segunda-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Quando o bom não é tímido pode ser reprovado, mas constrói o passado para ser lembrado com profundo respeito. Parabéns Brasílio Marcondes Machado. A tese de Machado foi apresentada no dia 29 de agosto de…"
segunda-feira
Luciano Franco Ramos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
segunda-feira
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Excelente descrição João Nodari"
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Médiuns. 171. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“Sandálias Douradas”.  Credibilidade é fundamental. Alguns médiuns ganham credibilidade, mas são infectados pelo orgulho e/ou vaidade. Fator complicador - obsessão. A entidade passa a exercer…"
8 Ago

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço