E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi. E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo. (Gn, 1: 6 a 8)

E disse Deus; é a atuação sempre presente do Criador orientando e ordenando tudo com Sua Sábia Vontade. Vontade esta capaz de agir sabendo todas as necessidades que adviriam no infinito dos tempos.

Haja uma expansão no meio das águas; os antigos semitas criam que acima da terra e dos céus havia uma camada sólida que retinha as águas superiores, talvez por isso alguns tradutores usaram a palavra “firmamento” ao invés de expansão. Porém, para definir o que a genial intuição dos iniciados hebreus captaram, expansão fica melhor se observarmos os conceitos científicos atuais.

Se projetarmos este acontecimento para além da formação de nosso orbe, pensando na formação do Universo físico de um modo geral, não afirmam os estudiosos do assunto que após a “explosão” inicial entrou nosso mundo num processo de expansão?

Esta onda expansionista que persevera até hoje, segundo a comunidade científica, foi percebida intuitivamente pelos médiuns da literatura bíblica e expressam com segurança o impulso criador do princípio.

As águas inicias seriam assim, a Substância Divina original com que o Criador fez todas as coisas.

e haja separação entre águas e águas; mais uma vez podemos citar aqui a separação que originou a dualidade. Surgem dois ambientes em dimensões distintas, o Céu representando o Universo Espiritual que é preexistente e sobrevivente a tudo, e a terra representando o Universo material que é finito e se extinguirá um dia.

As águas representantes do universo material se condensarão ainda em inumeráveis dimensões o que por sua vez gerarão as galáxias, os sóis, planetas, e também as dimensões espirituais diversas que conhecemos como Plano Espiritual…

E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi. As águas debaixo da expansão definem o elemento material já mais denso, entretanto sutil em relação à matéria no estado em que conhecemos. O verbo “fazer” fala-nos de uma ação que aqui devemos atribuir aos Espíritos, já que Deus não exerce ação direta sobre a matéria.

Deste modo, podemos ver neste passo, já muito tempo depois, a atuação dos Técnicos Espirituais, os Cocriadores em plano maior, aqueles Espíritos que operam em perfeito ajuste à Vontade Soberana da Inteligência Suprema, trabalhando com o elemento material formando os mundos necessários à evolução do Espírito em seu caminho de retorno ao Pai.

E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo.

Este segundo ciclo da criação é marcado como aquele em que surge a dualidade.

Céu, assim, representa o Plano da Perfeição, o Mundo do Puro Espírito, é para nós, em nosso estágio de evolução, um desafio, sabemos que existe, mas não o compreendemos. Qualquer coisa que falarmos a respeito não passa de mera suposição.

Para facilitar a nossa compreensão vamos formando concepções no plano mental e criando dimensões superiores às nossas, de acordo com estagio evolucional de cada um, e assim ampliando no relativo o nosso entendimento. Talvez por isso o redator bíblico fale em céus no plural significando a imensidade de dimensões de acordo com a compreensão de cada um.

Na casa de meu Pai há muitas moradas1

1 João, 14: 2

Exibições: 276

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

Margarida Maria Madruga comentou a postagem no blog Na Escola Terrestre - (Mensagem psicografada por Wagner Paixão, em 18 abril de 2020) de Amigo Espírita
"Belíssima mensagem de Yvonne. Obrigada."
29 minutos atrás
Robério Gomes do Nascimento entrou no grupo de Nelson Peixoto de Souza Filho
Miniatura

Estudando o Livro dos Espíritos

Grupo para estudo e discussão do "Livro dos Espíritos".Sejam bem vindos!Os temas são livres.Ver mais...
4 horas atrás
Robério Gomes do Nascimento curtiram o evento Estudando o Livro dos Espíritos de Nelson Peixoto de Souza Filho
4 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA respondeu à discussão VIROSES - Conheça a melhor terapia para vencê-las por Divaldo Franco de Amigo Espírita no grupo Joanna de Ângelis e Divaldo Franco
"“PsicoImunologia”.  Soluções Mágicas e Problemas Psicológicos https://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=7032117"
terça-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
terça-feira
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Então, chega para lá

Certa feita há muitos anos, conversávamos com uma das grandes figuras femininas do movimento espírita da cidade de São…Ver mais...
terça-feira
Hilton Cesar respondeu à discussão Mediunidade - dom ou castigo? de Bárbara Martins de Castro
"Médiuns somente os são, os que possuem a faculdade de sentir a influência do mundo espiritual, de forma nítida e ostensiva. O Livro dos Médiuns » Segunda parte - Das manifestações…"
segunda-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Quando o bom não é tímido pode ser reprovado, mas constrói o passado para ser lembrado com profundo respeito. Parabéns Brasílio Marcondes Machado. A tese de Machado foi apresentada no dia 29 de agosto de…"
segunda-feira
Luciano Franco Ramos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
segunda-feira
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Excelente descrição João Nodari"
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Médiuns. 171. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“Sandálias Douradas”.  Credibilidade é fundamental. Alguns médiuns ganham credibilidade, mas são infectados pelo orgulho e/ou vaidade. Fator complicador - obsessão. A entidade passa a exercer…"
8 Ago
Antonio Carlos G. Sarmento e Edileuza R. Rodrigues agora são amigos
8 Ago

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço