Dando continuidade as nossas reflexões sobre as atividades de preparação para os trabalhadores das atividades espíritas, ofertamos a segunda parte do estudo sobre o Estudo do Evangelho à luz da Doutrina Espírita. Esperamos que o material possa auxiliar.

sds fraternas

Beto Costa

A Dinâmica do Estudo do Evangelho

 

 

 

1.       Divisão da Bíblia

A Bíblia se divide em:

Velho Testamento ( VT):

- Leis, profecias, história e sabedoria.

 

-Novo Testamento(N.T.):

* Quatro Evangelhos - Mateus (Mt.),

  Marcos (Mc.), Lucas (Lc.), João (Jo.)

  • Atos dos Apóstolos  (Lucas).
  • Vinte e uma Epístolas ou Cartas - de Paulo (14)

de Tiago (1), Pedro (2), João (3) e de Judas (1).

  • Apocalipse ou Revelação  (João).

 

- O Velho e o Novo Testamento se dividem em capítulos e estes em versículos.

Ex.:   Lc.:  10  :  38 a 42

 

evangelho capítulo versículo

 

- Referências após os Títulos:

Algumas passagens do NT, trazem após o seu título as referencias de outros evangelistas que narram o mesmo tema. São especificados os capítulos e versículos que tratam do mesmo assunto.

Ex.: “A vocação de Mateus”

Mt 9:9-13 - Mc 2:14-17 - Lc 5:27-32

Outro exemplo: “O Leproso purificado”

Mt 8:1-4 - Mc 1:40-45 - Lc 5:12-14

 

Obs.: se necessário, utilizar a “Concordância Bíblica” e/ou a “Chave Bíblica”, que são publicações que, através de palavras-chave, localizam no V.T. e no N.T. onde estas palavras aparecem, quem as escreveu, em qual capitulo e versículo elas estão.

 

2. REFERÊNCIAS AO PÉ OU CENTRO DA PÀGINA

 

Existem  referências  representadas  por pequenos números próximos à alguma palavra ou no meio do versículo que indicam a abordagem do mesmo Tema em outra parte da Bíblia. Por Exemplo:

“E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz,21 dizendo: Eloí, Eloí, Iama sabactani? Que, traduzido é: Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?”  - (Mc 15:34)

 

21 - Sal 22:1 - Mt 27:45  =  Referências que contem no pé da página.

 

Eis as referências:

Deus  meu,  deus  meu,  porque  me desamparaste? Porque te alongas das palavras do meu bramido, e não me auxilias?” Salmo 22:1

Obs.: continuando o exame deste salmo, verificasse que se trata de um cântico de caráter profético. Dá uma visão antecipada dos fatos do Calvário, descendo a detalhes, como nos versículos 6, 7, 16, 17 e 18.

 

“E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, Iama sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste? (Mt 27:46)

 

Outro exemplo:

 

“E, (9) como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o filho do homem seja levantado.” (João 3:14)

 

(9) - Nu 21:9 - Jo 8:28 - Jo 12:32

 

Eis as referencias:

“E Moisés fez uma serpente de metal, e pô-la sobre uma haste; e era que, mordendo alguma serpente a alguém, olhava para a serpente de metal e ficava vivo.” Números 21:9

“Disse-lhes pois Jesus: quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis quem eu sou, e que nada faço por mim mesmo; mas falo como o Pai me ensinou.” João 8:28

“E eu, quando for levantado da terra todos atrairei a mim.” João 12:32

 

Como vemos, as referências ajudam a compreensão do texto ou acrescentam pormenores valiosos.

 

Obs.: Se necessário, utilizar a Concordância Bíblica e a Chave Bíblica.

 

2 - Estudo Interpretativo do Evangelho - Interpretação do

Novo Testamento à Luz da Doutrina Espírita

 

“Num ambiente descontraído, ao embalo do entusiasmo e vontade de aprender, o trabalho é levado a efeito em torno de uma mesa.”

 

(Grupo Espírita Emmanuel, Luz Imperecível, Introdução)

 

 

É um estudo com participação de todos os componentes do grupo, através de troca de idéias e reflexões, de forma continua, detalhada e metódica, no qual se procura extrair das entrelinhas do Novo Testamento as mensagens nelas contidas, buscando entender não só a letra, mas também o espírito da letra. Realizado semanalmente, em grupo fixo, mantêm a mesma dinâmica de demais reuniões da Casa Espírita, tendo inicio e término com uma prece, e duração de l h / l h e meia.

 

a) O Local:

- casa espírita: em pequenos grupos;

- no lar.

b) O Dirigente:

- É indispensável que ele tenha sólido conhecimento da Doutrina Espírita, principalmente das obras básicas e subsidiárias, com consistente conhecimento dos Princípios Fundamentais da Doutrina. Geralmente, este dirigente é aquele companheiro que, já tendo conhecimento do Estudo Interpretativo do Evangelho, se destaca pela experiência e interesse despertado em estudar e coordenar grupo de estudo. É ele quem se prepara anteriormente à reunião, estudando para estimular as participações do grupo, conduzir as conversações em clima fraterno, evitar divagações e questões polêmicas que se desviem do assunto, e que, principalmente, procure lembrar ao grupo que este estudo tem como principal objetivo a reforma interior, e que as questões levantadas são de aplicação pessoal na vida de cada um dos participantes.

 

c) O Participante:

- em pequenos grupos, com número máximo de 20 pessoas. Podem ser admitidos novos participantes, mesmo que o estudo já tenha sido iniciado. Não há prazo para encerramento de cada passagem evangélica. Pode ser admitido todo aquele que já tenha conhecimentos doutrinários, perseverança e boa vontade. Recomenda-se que este membro tenha conhecimento seguro dos Princípios Fundamentais da Doutrina, e, sendo possível, que participe paralelamente de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE).

 

d) A Pesquisa:

- é interessante que os participantes levem algum material encontrado ou refletido, inclusive dúvidas. Tais pesquisas podem ser feitas também ao momento do estudo, utilizando a bibliografia indicada (item 7.3).

 

e) O Estudo:

- Selecionar um trecho do Novo Testamento. Este pode ser uma passagem inteira, alguns versículos, apenas um versículo, parábolas, situações vividas por Jesus, profecias, Bem-aventuranças, instruções, curas, etc. Não há necessidade de se seguir uma ordem cronológica nesta escolha.

- Ler todo este trecho, procurando entender o que ele nos traz, à uma primeira leitura. Extrair do texto seu sentido geral, analisando-o literalmente, bem como situar o contexto histórico no qual ele está inserido. No caso de um único versículo, analisar seu sentido dentro da passagem à qual ele pertence.

- Buscar no texto o seu sentido particular, estudando cada versículo, buscando separar o ensinamento em expressões e, posteriormente, em palavras isoladas, identificando aspectos como: lugar, ambiente, época, tempo, atitudes e gestos, verbos, etc.

 

            - Extrair, finalmente, o espírito da letra. “Buscar cuidadosamente o seu conteúdo espiritual. Este é o que dá vida, universalidade e eternidade à Boa Nova” (GEE - Grupo Espírita Emmanuel, Luz Imperecível, Introdução). Estaremos assim atendendo a orientação do apóstolo Paulo em sua II Epístola aos Coríntios (3:6) “... porque a letra mata e o espirito vivifica”. Tendo a Doutrina Espírita como guia, devemos tentar retirar das entrelinhas do Evangelho de Jesus, as mensagens que o Mestre nos deixou:

 

“Jesus emprega amiúde, na sua linguagem, alegorias e parábolas, porque falava de conformidade com os tempos e os lugares. Faz-se mister agora que a verdade se torne inteligível para todo mundo. Muito necessário é que aquelas leis sejam explicadas e desenvolvidas, tão poucos são os que as compreendem e ainda menos os que as praticam. (...)”

(Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, pergunta 627)

 

 

f) A Reunião Pública:

O estudo de passagens evangélicas já tem se mostrado presente em várias casas espíritas, sendo apresentado sob forma de palestras e explanações. E é geralmente através destas que os membros e participantes da instituição tomam conhecimento deste tipo de estudo, onde se procura retirar o espírito da letra e as mensagens contidas nas entrelinhas do Evangelho de Jesus. Tais palestras são comumente conduzidas por membros mais experientes na oratória e no estudo, que trazem reflexões e observações, à luz da Doutrina Espírita, baseados na experiência que carregam consigo e se mostram como valiosas ferramentas de renovação e mudança íntima, tanto para os que assistem quanto para aquele que as ministra. Porém, o conceito de Estudo do Evangelho assim como propomos é diferente do que se observa em Reuniões Públicas, pois nestas a participação dos assistentes é menor e há pouco espaço para reflexões pessoais e em grupo e troca de idéias. A Reunião Pública se mostra muito importante pelo consolo que traz ao freqüentador iniciante.

Portanto, o que temos observado é que o Estudo Interpretativo do Evangelho segue um ciclo, assim como apresentaremos:

1ª “FASE” - Reuniões públicas - onde membros mais experientes trazem estudos desta natureza, muitas das vezes preparados pelos mesmos, em particular. É através destas reuniões que membros da casa tomam conhecimento da possibilidade de se estudar minuciosa e detalhadamente o Novo Testamento, despertando em si o interesse de estudá-lo mais profundamente, em pequenos grupos.

2ª “FASE” - Grupos de Estudo Interpretativo do Evangelho - grupos pequenos de estudo participativo, contínuo, detalhado e metódico do Novo Testamento. É aqui que estes companheiros tomarão conhecimento da técnica e da metodologia de estudo, necessárias ao aprofundamento seguro nas passagens evangélicas, adquirindo conhecimento e embasamento, tanto acerca do Novo Testamento, quanto acerca da Doutrina Espírita.

3ª “FASE” - Reuniões públicas - desta maneira, estes colaboradores, ao adquirir conhecimento e bases seguras, passam a ser aqueles que poderão apresentar este tipo de estudo em Reuniões Públicas, onde novos membros tomarão contato com o Estudo Interpretativo do Evangelho e assim formando um ciclo de estudos na casa.

 

g) Repercussões no plano espiritual:

Durante a reunião de Estudo do Evangelho, não só os participantes encarnados são beneficiados pelas reflexões e esclarecimentos, mas também os irmãos desencarnados que são levados ao local para que possam usufruir dos ensinamentos e das questões aí levantadas, esclarecendo-se à luz da Doutrina Espírita e compartilhando das vibrações de paz e harmonia que emanam deste ambiente.

 

  • Observações Práticas -

*  Lembrar que o Evangelho é uma Norma de Conduta sempre atual, para cada um de nós e que o objetivo maior do Estudo Interpretativo do Evangelho de Jesus é a reflexão efetiva sobre as idéias levantadas durante a reunião e aplicação da mensagem do Mestre na vida prática.

 

“Os ensinamentos do Mestre, nos princípios espíritas-cristãos, constituem sistema renovador, indicação de caminho, roteiro de ação, diretriz no aperfeiçoamento de cada ser.”

 

(Emmanuel, Francisco Cândido Xavier, Palavras de Vida Eterna, cap. 118)

 

  • O dirigente deverá estimular a participação e a pesquisa, sem constrangimentos.
  • Evitar comentários particulares excessivos, a centralização e monopolização dos comentários por apenas um participante, com carinho e fraternidade sem tolher-lhe a espontaneidade.
  • Concentrar a participação dentro de um clima fraterno, enfocando sempre o tema em questão e analisando se as colocações têm bom senso, lógica e razão, nunca faltando com a caridade.
  • O dirigente deverá observar, sempre, os Princípios Fundamentais da Doutrina Espírita.
  •  Não se deve permitir manifestações mediúnica de qualquer espécie.
  • Havendo influências espirituais, o dirigente deverá conduzir a situação de forma discreta.
  • Evitar o passe e a água fluidificada durante o estudo.
  • Na implantação deste estudo, sempre que possível, buscar ajuda daqueles companheiros já experientes no trabalho.
  • O estudo detalhado do Novo Testamento é imprescindível para todos os membros do Centro Espírita (inclusive dirigentes e coordenadores de reunião e outras tarefas), pela transformação íntima que este nos traz.

 

  • O estudo do Velho Testamento seria aconselhável para os grupos mais amadurecidos no Estudo do Evangelho. Porém, o Velho Testamento se faz muito importante como fonte de pesquisa, durante o estudo do Novo Testamento.

 

 

3 Bibliografia usada para Estudo Interpretativo do Evangelho

* Bíblia  completa  -  Velho  e  Novo Testamento (sugestão: Tradução de João Ferreira de Almeida - Editora: Imprensa Bíblica)

* Obras da Codificação

* Obras subsidiárias

* Concordância Bíblica / Chave Bíblica

* Dicionário Bíblico

* Dicionário da Língua Portuguesa

Exibições: 2657

Respostas a este tópico

Uma das nossas maiores dificuldades, na nossa Casa Espírita, é encontrar dirigentes para os grupos de Estudo Interpretativo do Evangelho. Este material nos será muito útil no trabalho de formação de novos monitores que estamos planejando para 2014.

Mas fiquei com uma dúvida: embora em nossa Casa não se use aplicação de passes e água fluidificada durante os estudos, gostaria de saber os motivos de sua recomendação de "Evitar o passe e a água fluidificada durante o estudo". 

Obrigada e abraço fraternal!

Tudo que é rígido quebra, a flexibilidade deveria ser ponderada sempre, pois a ortodoxia nos levou para caminhos bastante tortuosos antes.

Cada reunião tem sua característica. Normalmente há reuniões específicas para o tratamento magnético ou aplicação de passes, em especial ao final das reuniões públicas. Uma reunião de estudos tem o objetivo implícito no próprio nome, ou seja, visa estudo e aprendizado. Certamente que, se alguém sente-se mal e demonstra uma necessidade real de uma prece com aplicação de um passe, não devemos deixar de atender. Porém tais casos devem ser exceção e não regra. O passe visa socorro e amparo para fortalecimento do atendido; este deve compreender que a solução de seus problemas virão da transformação de suas atitudes no sentido de serem coerentes com a lei natural. Pois bem, o passe ele recebe na reunião pública, o entendimento mais profundo do segundo passo (transformação) ele apreende na reunião de estudos.

Na dúvida apresentada, entendo tratar-se de uma questão de organização das atividades, conforme os objetivos de cada momento. Mesmo porque não devemos generalizar o passe como se ele fosse salvacionista.

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Em geral o Espiritismo não trabalha com datas predefinidas para acontecimentos.

Em geral o Espiritismo não trabalha com datas predefinidas para acontecimentos.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Desde que o mundo é mundo o homem busca, por meio das previsões, antecipar-se…

Reflexões sobre ações e críticas

            Você já se perguntou o que é a verdade? Jesus ao ser indagado por P Pilatos, na descrição do Evangelho segundo João, capítulo XVIII, respondeu com o maior silêncio que a humanidade já ouviu. Tenho me perguntado por que Ele adotou tal postura?   

            Neste…

Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)

Espiritualidade em comportamento de crise

Por Jane Maiolo

 

Então disseram os fariseus entre si: vede que nada é proveitoso! Eis…

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
Controle Universal do Ensino dos Espíritos 5ª parte - 46º Reconstruindo Paradigmas - André Sobreiro assista pelo yo… https://t.co/3KFmfNhsrx
Twitter33 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Controle Universal do Ensino dos Espíritos 5ª parte - 46º Reconstruindo Paradigmas - André Sobreiro assista pelo yo… https://t.co/Z2qL1sGnz7
Twitter47 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Dupla Renovação" - Evangelho na Rede com Carla Fabres assista pelo youtube https://t.co/LskC5XrOtb https://t.co/WRRLex2Tvw
Twitter9 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Energia Mental e Saúde Espiritual - Estudo Reflexivo com Alírio de Cerqueira Filho assista pelo youtube… https://t.co/pPiCsHzZuv
Twitter19 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Tempos de mudanças - Carlos Alberto Braga assista pelo youtube https://t.co/Azxrat1eNP https://t.co/pGtwvic8ME
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
O Espiritismo - Palestra com Revair Lopes assista pelo youtube https://t.co/zsWPOFdU2n https://t.co/cO7HS642Ol
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Onde está o teu coração, aí está o teu tesouro - Hélio Tinoco assista pelo youtube https://t.co/CzSYpcJ024 https://t.co/bqR774JCaV
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"A herança do pecado" - Mauro Rodrigues assista pelo youtube https://t.co/ceDagqztEt https://t.co/phVohEizh0
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet
Diovani Souza curtiu a postagem no blog ACEITAÇÃO de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
21 horas atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog Esquecimento do passado e consciência de PATRIZIA GARDONA
21 horas atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog SUA FÉ SUPORTA AS TEMPESTADES DA VIDA ? de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
21 horas atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog Como os Espíritos nos Influenciam? de PATRIZIA GARDONA
21 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Tempos de mudanças - Carlos Alberto Braga assista pelo youtube https://t.co/Azxrat1eNP https://t.co/PHqtzba1Xc
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"SUA FÉ SUPORTA AS TEMPESTADES DA VIDA ?": https://t.co/00TpXxpWb2
Twitter23 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

SUA FÉ SUPORTA AS TEMPESTADES DA VIDA ?

Então Jesus entrou na barca, e seus discípulos o acompanharam. E eis que houve grande agitação no mar, de modo que a barca estava sendo coberta pelas ondas. Jesus, porém, estava dormindo. Os discípulos se aproximaram e o acordaram, dizendo: - Senhor, salva-nos, porque estamos afundando!Jesus respondeu:- Por que vocês tem medo, homens de pouca fé?E, levantando-se, ordenou os ventos e o mar, e tudo ficou calmo. Os homens ficaram admirados e disseram:- Quem é esse que até os ventos e o mar lhe…Ver mais...
23 horas atrás
Ícone do perfilSusana Schulz e claudia martins entraram em RAE
23 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Como os Espíritos nos Influenciam?" : https://t.co/QKfn2ID0oj
Twitter23 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Como os Espíritos nos Influenciam?

Primeiro, porque estão ao nosso lado e vêem tudo o que fazemos. Não existe um segredo que possamos esconder deles – mesmo aqueles que escondemos de nós mesmos.Além disso, existem os espíritos que conhecem também os atos que praticamos em outras vidas e dos quais, momentaneamente, não nos lembramos.É muito mais fácil esconder algo de pessoas vivas do que dos…Ver mais...
23 horas atrás
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão RESILIÊNCIA – Espiritismo e Espírita de Feeak Minas
ontem
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão RESILIÊNCIA – Espiritismo e Espírita de Feeak Minas
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço