A difícil arte de amar ao próximo!

A arte de amar, habilidade humana que expressa, acima de tudo, sentimentos, mas também desejo e transcendência, é um aprendizado que o homem busca desde tempos imemoriais.

Durante a sua longa trajetória sobre a face da Terra, o ser inteligente confundiu amor com paixão e posse. Essa confusão permanece em pleno século 21, muito em função do principal vício do ego, que é o apego excessivo a si mesmo, em detrimento de interesses alheios, chamado egoísmo.

Em decorrência do egoísmo, surge o egocentrismo, ou seja, o eu observado como o centro da vida que acompanha o ser dotado de livre-arbítrio até os dias atuais, nublando a sua visão e limitando a percepção a respeito do amor.

A incompreensão do amor, fundamentada em fatores psíquicos e espirituais que se combinam, resultam no ser inseguro, carente, que procura no outrem a satisfação que não encontra em si mesmo.

Amar a si mesmo é tão difícil como amar ao próximo sem interesse de posse ou uso pessoal.. No entanto, essa é a "regra" para amar e nos sentirmos, verdadeiramente, amados.

O desafio de aprender a amar, passa pelo exercício de desapego do eu e seus mais conhecidos vícios, o egoísmo e o orgulho, pois, conhecer a si mesmo é conhecer o outrem o suficiente para entender que somos todos iguais, tanto nas experiências de sofrimento e dor, quanto nas experiências de alegria e amor.

O desprendimento do eu, associado à sensação de igualdade é a energia que move os espíritos comprometidos com a caridade humana. A visão de amor além de nossas necessidades básicas ou narcísicas, representa um considerável avanço do espírito no sentido de seu amadurecimento. Estágio que alcançaram espíritos como Chico Xavier, Madre Teresa de Calcutá e Francisco de Assis, entre outros.

No âmbito do trabalho voluntário, tudo é válido quando a vontade é o amor que move as intenções. Nessas situações, de transparência e abnegação, a tarefa flui com a ajuda invisível da Fonte Universal.

Trabalhar em centros espiritualistas de cura, por exemplo, é uma das experiências mais gratificantes para aquele que busca o aprendizado do amor em outro nível. Lidar com os mais diversos casos que se apresentam nas cabines de atendimento, e praticar o amor ao próximo, intuído ou orientado pela invisível energia, é uma experiência inesquecível.

São médiuns professores, profissionais liberais, donas de casa, aposentados, estudantes, entre outros, que se reúnem em nome do Amor Maior para o atendimento dos mais variados casos, desde os mais simples aos mais complexos. Nas paredes das salas de atendimento, as imagens de Jesus Cristo e Bezerra de Menezes... e a presença "invisível" das equipes espirituais que orientam o trabalho mediúnico.

"Onde estiverem dois ou mais reunidos em meu nome, lá eu estarei" (Jesus Cristo).

Para compreendermos o amor na sua amplitude e completude, devemos praticar o amor não egóico, aquele que nos aproxima do outrem sem interesses que não seja o de ajudar. E no âmbito da caridade associado ao trabalho voluntário, à medida que vivenciamos a tarefa em prol do próximo ou de uma causa nobre, a difícil arte de amar passa a ser melhor compreendida e aplicada no dia a dia de nossas vidas. Tudo é uma questão de aprendizado e mérito.

O merecimento é o prêmio pelas pequenas conquistas do espírito em seu processo evolutivo. Nada muito diferente do que acontece na nossa experiência vital, quando atingimos metas após superar dificuldades encontradas pelo caminho.

E o prêmio para aquele que busca o aprendizado no amor, é o conhecimento adquirido com a prática fundamentada na humildade de servir. Bônus espiritual que lhe proporcionará um melhor nível de lucidez e discernimento em relação ao significado da vida.

Lucidez e discernimento que representam, a médio e longo prazo existencial, uma gama de benefícios, a começar pela conquista do equilíbrio psíquico-espiritual - a paz interior - que é a ferramenta de cura de nossas atávicas imperfeições...

Na teia da vida universal, somos um todo indivizível, e a arte de amar ao próximo como a nós mesmos, a maior conquista do espírito imortal

 

Exibições: 429

Respostas a este tópico

Eu gostei disso; 'acho mais pessoal escrever do que clicar no curtir', rsrsrs!

...mas em fim construtivo o post.

Obrigado!

RSS

ASSOCIE-SE E COLABORE

SIGA-NOS

 

 

 

 

 

Últimas atividades

Denize Moreira Pereira deu um presente para André Luis
2 horas atrás
João Batista Xavier Oliveira curtiu o vídeo de Feeak Minas
3 horas atrás
vanda veiga Passos curtiu a postagem no blog “VADE RETRO SATANÁS!” SERÁ QUE O RITO DE “EXORCISMO” FUNCIONA? (Jorge Hessen) de Carlos Pointier
3 horas atrás
maria magna de sales giani curtiram o perfil de Haroldo Dutra Dias
3 horas atrás
Paola Branco Schweitzer Arantes e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
3 horas atrás
vanda veiga Passos comentou a postagem no blog Tem algum sentido fazermos Evangelho no Lar sozinho, sem a companhia de amigos ou familiares? de Denize Moreira Pereira
4 horas atrás
Amigo Espírita postou uma página
4 horas atrás
angela carneiro da cunha curtiu o vídeo de Feeak Minas
4 horas atrás
vanda veiga Passos curtiu a postagem no blog Tem algum sentido fazermos Evangelho no Lar sozinho, sem a companhia de amigos ou familiares? de Denize Moreira Pereira
4 horas atrás
alberto jorge ferreira bastos compartilhou a discussão de André Luiz Iesi Sobreiro em Facebook
4 horas atrás
alberto jorge ferreira bastos curtiu o vídeo de Feeak Minas
4 horas atrás
angela carneiro da cunha comentou a postagem no blog Que Doutrina é Essa? de Rosângela Felicio
4 horas atrás
joaquim costa cunha barreto compartilhou o post do blog de Denize Moreira Pereira em Facebook
4 horas atrás
angela carneiro da cunha curtiu a postagem no blog Que Doutrina é Essa? de Rosângela Felicio
4 horas atrás
joaquim costa cunha barreto compartilhou o post do blog de Rosângela Felicio em Facebook
4 horas atrás
Carlos Pointier curtiu a postagem no blog “VADE RETRO SATANÁS!” SERÁ QUE O RITO DE “EXORCISMO” FUNCIONA? (Jorge Hessen) de Carlos Pointier
5 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2014   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço