A lamentação dificulta o progresso do espírito A lamentação é um vício tão arraigado em nosso ser, que o praticamos sem mesmo sentir. Quando percebemos, já escorregamos no erro e nos pegamos em lamúrias e piedade própria. Este vício nos faz perder um precioso tempo que deveríamos usar no progresso espiritual e planetário. Ao lamentarmos “queimamos nossos neurônios” com pensamentos destrutivos e deixamos passar, em vão, oportunidades preciosas de criação e trabalho engrandecedores. Frequentemente, nós acreditamos que nossas provas são as mais difíceis e dignas de comiseração, e em alguns casos determinamos que são intrasponíveis. A lamentação nos conduz ao mundo do "Narciso sofredor e injustiçado", nos torna cegos e, muitas vezes, nos afasta de Deus, que passamos a culpar pela nossa "má sorte". A supervalorização continuada dos nossos problemas nos transforma em um "lamentador profissional" que não procura respostas, mas sim o palco, o público e a sensação de importância na vida de todos. Exaltamos o orgulho, faltamos com a caridade e, consequentemente, caimos nas teias da preguiça, já que, resolver problemas "dá muito trabalho".

Quando lamentamos, em pensamentos ou em palavras, aumentamos nossas vicissitudes enormemente, porque pensamentos e palavras têm forças criadoras. E a lamentação cria as formas-pensamento negativas que contaminam, como um vírus destrutivo, a nossa essência e os ambientes por onde passamos e vivemos, tornando-se uma força depressiva e de atração de irmãos, encarnados e desencarnados, em sofrimento e atraso moral. Como parte de um processo natural e instintivo de auto-preservação, até os que nos são mais caros ao coração se retiram de nosso convívio, quando percebem que nós não estamos dispostos a melhorar, mas somente lamentar e contaminar tudo e todos. O vício do lamento nos afasta dos amigos que nos oferecem o ombro e suas palavras de conforto. Jesus, o exemplo maior de resignação e fé, não se lamentou de sua, nada fácil, passagem pela Terra. Ele, que sofreu as mais cruéis blasfêmias e foi pregado ao madeiro infame, pediu que o Pai perdoasse seus algozes. Não queiramos, então, ser mais do que realmente somos. Sejamos humildes, pensemos positivo e mãos à obra para o progresso, dando passos mais largos em direção a Deus! No lugar da lamentação, vamos dar chance à fé, à esperança e à oração sincera e espontânea. A oração, canal de comunicação direto com o Pai e seus Tarefeiros, acalma o coração doído e vacilante, e abre os olhos da alma para as soluções salutares dos nossos necessários problemas.

*****************************************************

Trecho do livro “Nosso Lar”, onde Clarêncio dá um “precioso aviso” a André Luiz, que acabara de chegar à colônia espiritual e ainda era presa fácil da lamentação e auto-piedade: “- Aprenda, então, a não falar excessivamente de si mesmo, nem comente a própria dor. Lamentação denota enfermidade mental e enfermidade de curso laborioso e tratamento difícil. É indispensável criar pensamentos novos e disciplinar os lábios. Somente conseguiremos equilíbrio, abrindo o coração ao Sol da Divindade. Classificar o esforço necessário de imposição esmagadora, enxergar padecimentos onde há luta edificante, sói identificar indesejável cegueira dalma. Quanto mais utilize o verbo por dilatar considerações dolorosas, no círculo da personalidade, mais duros se tornarão os laços que o prendem a lembranças mesquinhas. O mesmo Pai que vela por sua pessoa, oferecendo-lhe teto generoso, nesta casa, atenderá aos seus parentes terrestres. Devemos ter nosso agrupamento familiar como sagrada construção, mas sem esquecer que nossas famílias são seções da Família universal, sob a Direção Divina. Estaremos a seu lado para resolver dificuldades presentes e estruturar projetos de futuro, mas não dispomos do tempo para voltar a zonas estéreis de lamentação. Além disso, temos, nesta colônia, o compromisso de aceitar o trabalho mais áspero como bênção de realização, considerando que a Providência desborda amor, enquanto nós vivemos onerados de dívidas. Se deseja permanecer nesta casa de assistência, aprenda a pensar com justeza. Nesse ínterim, secara-se-me o pranto e, chamado a brios pelo generoso instrutor, assumi diversa atitude, embora envergonhado da minha fraqueza. - Não disputava você, na carne – prosseguiu Clarêncio, bondoso -, as vantagens naturais, decorrentes das boas situações? Não estimava a obtenção de recursos lícitos, ansioso de estender benefícios aos entes amados? Não se interessava pelas remunerações justas, pelas expressões de conforto, com possibilidade de atender à família? Aqui, o programa não é diferente. Apenas divergem os detalhes.

Nos círculos carnais, a convenção e a garantia monetária; aqui, o trabalho e as aquisições definitivas do espírito imortal. Dor, para nós, significa possibilidade de enriquecer a alma; a luta constitui caminho para a divina realização. Compreendeu a diferença? As almas débeis, ante o serviço, deitam-se para se queixarem aos que passam; as fortes, porém, recebem o serviço como patrimônio sagrado, na movimentação do qual se preparam, a caminho da perfeição. Ninguém lhe condena a saudade justa, nem pretende estancar sua fonte de sentimentos sublimes. Acresce notar, todavia, que o pranto da desesperação não edifica o bem. Se ama, em verdade, a família terrena, é preciso bom ânimo para lhe ser útil. Fez-se longa pausa. A palavra de Clarêncio levantara-me para elucubrações mais sadias. Enquanto meditava a sabedoria da valiosa advertência, meu benfeitor, qual o pai que esquece a leviandade dos filhos para recomeçar serenamente a lição, tornou a perguntar com um belo sorriso: - Então, como passa? Melhor? Contente por me sentir desculpado, à maneira da criança que deseja aprender, respondi, confortado: - Vou bem melhor, para melhor compreender a Vontade Divina.” (Nosso Lar, capítulo 6 – pelo Espírito André Luiz, psicografia de Francisco Cândido Xavier – editora FEB) Fraternalmente!

Refletindo o Espiritismo

Exibições: 3190

Respostas a este tópico

Belo texto. Preciso me conscientizar dessas verdades.

Concordo plenamente. Lamentação aumenta a dor mental, e faz com que paremos de caminhar. Precisamos trabalhar em nós a aceitação. Aceitação não significa acomodação, mas a forma de encontrarmos uma forma de amenizar a dor, ou até mesmo de resolvermos o problema. As cicatrizes não significam que somos fracos , significam superação. E é para superar, para progredirmos que estamos aqui. Avante, companheiros de jornada. Ainda há muito trabalho a fazer, e não vai ser decepção e dores que irão nos impedir de caminharmos. Elevemos nosso pensamento ao Criador e peçamos a Ele que nos ampare sempre. Um abraço fraterno!

Porta estreita ou porta larga? Essa frase é muito utilizada para denotar os caminhos do Pai. É mais fácil para o ser humano ser o “coitadinho” o “injustiçado”. Para que entrar na porta estreita se serei melhor visto quando entrar pela larga porta? Quando decidimos o caminho mais fácil e é quase um automático comportamento das nossas vicissitudes, vivemos no imediatismo materialista, esquecendo que estamos deixando a colheita apodrecer ao invés de cuidar diariamente e colher bons frutos. O ócio realmente é erva daninha dessa colheita, porque se acreditamos não estar praticando nenhum mal, estamos deixando de praticar o bem, de fazer a diferença. Gostei muito do texto ele nos desperta pra algo que todos nós de algum modo e em algum momento vivenciamos.
Frase do Texto*”Somente conseguiremos equilíbrio, abrindo o coração ao Sol da Divindade”

Lamentação é não aceitar, que o espírito não consegue aceitar das lições da qual precisa e pediu necessárias a evolução do Espírito, e recebe da Escola da Vida as provas que mesma pedira, ou ao longo da mesma existência escolhera erroneamente, por não sabermos qual o resultado da escolha positiva ou negativa, As lamentações é um atraso para evolução. 

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei)

Vaidade ou inveja?

Vladimir Alexei

Belo Horizonte das Minas Gerais,

15 de fevereiro de…

Últimas atividades

Ícone do perfileric tavares pacheco, Ana Paula da Silva Alves, Nelson Martins de Souza e mais 3 pessoas entraram em RAE
3 horas atrás
daniele santos curtiram o evento Transição Planetária de Maurício de Araújo Zomignani
4 horas atrás
daniele santos entrou no grupo de Maurício de Araújo Zomignani
Miniatura

Transição Planetária

Grupo para quem quer se dedicar à reflexão sobre o momento de transição que vimos atravessando no mundo e dentro de nós mesmos. Ver mais...
4 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Nas relações humanas - Evangelho na Rede com Carla Fabres assista pelo youtube https://t.co/4rjbaWw7jx https://t.co/tlmkc78FpL
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"AMAR A SI MESMO" - JOANA DE ÂNGELLIS"!: https://t.co/qMCaAtfo3r
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
5 horas atrás
Juliana Moncorvo curtiram o perfil de Davidson Geraldo Lopes Cardoso
12 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
A Gênese - Programa 04 - Claudio C. Conti assista pelo youtube https://t.co/MhzL6O5BHb https://t.co/tr6gxOA998
Twitter16 horas atrás · Responder · Retweet
daniele santos curtiram a discussão Decálogo para médiuns (André Luiz) de Rosemary Cler da Silva
16 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Parábola do Festim de Bodas - Rafael Papa assista pelo youtube https://t.co/KaSMymU1sw https://t.co/n3MDWiUfek
Twitter16 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Parábola do Festim de Bodas - Rafael Papa assista pelo youtube https://t.co/KaSMymU1sw https://t.co/xg90wHPtSE
Twitter16 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"A influência dos Espíritos em nossos pensamentos" - Matheus Allan Toschi assista pelo youtube… https://t.co/P2PwZ3TvSq
Twitter16 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Parábola do Festim de Bodas - Rafael Papa assista pelo youtube https://t.co/KaSMymU1sw https://t.co/JCw6EwnhOe
Twitter17 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Parábola do Festim de Bodas - Rafael Papa assista pelo youtube https://t.co/KaSMymU1sw https://t.co/TF1aPcdkIa
Twitter17 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Palestra com Dr. Aguinaldo de Paula Vasconcelos assista no youtube https://t.co/IdSGfS36d2 https://t.co/BPa5bvN15t
Twitter17 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Alergia e obsessão - Eduardo Mendes assista pelo youtube https://t.co/DI0r74Jndq https://t.co/GKL7v059Z5
Twitter17 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
O poder da vontade em nossas vidas - Lijamar Iee assista pelo youtube https://t.co/jYCXsmUijD https://t.co/jyb2IiWBCN
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"O Passe (André Luiz)" : https://t.co/i1yEkcUMh9
Twitter22 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Perdoar para evoluir / Evangelho na Rede com Elisabete Azevedo assista pelo youtube https://t.co/KPOdcmetMf https://t.co/GTeqJtNEML
Twitterontem · Responder · Retweet
daniele santos curtiu a postagem no blog Charlatanismo, redes sociais e a fake new do além (Jorge Hessen) de os pae
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço