REVELAÇÕES DE JESUS SOBRE A TRANSIÇÃO – Parte final: Os progressos definitivos do homem espiritual

Quando saberemos que a Terra já alcançou o estágio de Mundo de Regeneração? Que sinais atestarão essa transformação? O que podemos fazer para colaborar com esse processo? Que papel terá o Espiritismo nesse momento? São muitas as perguntas que assomam à mente do trabalhador espírita sobre a Transição Planetária.

Encontramos no trecho final de nossos estudos, elementos importantíssimos para o estudo dessas questões, sempre tendo por base a fala de acolhimento feita por Jesus ao primeiro grupo de cristãos sacrificados no circo romano, conforme apresentado à página 205, Capítulo VI – Alvoradas do Reino do Senhor, do livro Há Dois Mil Anos, de autoria de Emmanuel e psicografia de Francisco Cândido Xavier. 

Eis a parte final da fala do Mestre:

"Trabalharemos com amor, na oficina dos séculos porvindouros, reorganizaremos todos os elementos destruídos, examinaremos detidamente todas as ruínas buscando o material passível de novo  aproveitamento e, quando as instituições terrestres reajustarem a sua vida na fraternidade e no bem, na paz e na justiça, depois da seleção natural dos Espíritos e dentro das convulsões renovadoras da vida planetária, organizaremos para o mundo um novo ciclo evolutivo, consolidando, com as divinas verdades do Consolador, os progressos definitivos do homem espiritual".

1) Quando saberemos que a Terra já alcançou o estágio de Mundo de Regeneração?

Saberemos que a Terra alcançou o estágio de mundo de regeneração “quando as instituições terrestres reajustarem a sua vida”.  

Trata-se de uma revelação de luminosa esperança. Tanto tempo temos vivido, e com tanta amargura, problemas como a corrupção na política, a violência policial, as injustiças do poder judiciário, a falência do hospital e da escola, a exploração econômica, os terríveis abusos e violências familiares que naturalizamos esses fatos, parecendo-nos impossível que haja mudanças significativas no futuro próximo.

2) Que sinais atestarão essa transformação?

Emendando a primeira com a segunda questão, para tão profundas transformações nas instituições sociais, o próprio senso comum nos faz repetir que o mundo precisaria de um “chacoalhão”, necessitaria “começar de novo”, tudo isso sendo sinônimo das “convulsões renovadoras da vida planetária”, sem dúvida promotoras “da seleção natural dos Espíritos” já longamente anunciada. Será esse contexto de comoção e destruição, bem como de afastamento dos indivíduos mais atrasados moralmente, sem dúvida, o ambiente ideal e sinalizador para a grande transformação da Terra.

3) O que podemos fazer para colaborar com esse processo?

A perspectiva apontada para as mudanças, que se darão “na fraternidade e no bem, na paz e na justiça” nos dão, no entanto, a dimensão, o alcance, a profundidade do trabalho a ser realizado. Uma saúde, uma educação e uma família solidamente alicerçadas na fraternidade, uma política totalmente voltada ao bem, uma economia promotora de justiça social se, por um lado, parecem ser um ousado resumo de nossos melhores sonhos, por outro, surgem como um campo de trabalho extenso e árduo, embora tremendamente realizador para todos.

4) Que papel terá o Espiritismo nesse momento?

Fica claro, no entanto, que não se trata de um reformismo apenas político e institucional, havendo um gigantesco trabalho de formação moral da humanidade nesse processo, sem o qual nada irá realmente se transformar. Assim, os verdadeiramente cristãos, sob a coordenação direta do Mestre, “organizaremos para o mundo um novo ciclo evolutivo, consolidando, com as divinas verdades do Consolador, os progressos definitivos do homem espiritual".

Ratificando outras mensagens segundo as quais o Espiritismo não será a religião do futuro, mas o futuro das religiões, não se diz aqui que os progressos definitivos do homem espiritual se darão no seio de uma instituição religiosa, mas “com as divinas verdades do Consolador”. Isso exigirá de seus promotores, ao mesmo tempo, profunda clareza de princípios, enraizada em sua própria transformação interior, mas tolerância, flexibilidade e generosidade para que passem ao largo de disputas, posições, dominações e privilégios.

Exibições: 1044

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

ASSISTA AO VIVO

Artigos Espíritas

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

 

Há, para uma boa parcela de gente, até para aqueles que conhecem um pouco mais os Espíritos e a sua natureza, uma espécie de medo do que eles – os Espíritos – podem fazer…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Jesus e Humanidade. Os bons são tímidos. Clique nos títulos Sônia Formiga, JESUS e Humanidade   https://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=6853186 FORMIGA, “testemunho de fé…"
1 hora atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Espíritos de Pessoas Vivas: Uma História de Reconciliação de PATRIZIA GARDONA
12 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" Evolução da Inteligência. Neuroplasticidade, https://www.facebook.com/groups/1499993836709886/permalink/2747572258618698/"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"  SENADO FEDERAL. Sessão para homenagear Allan Kardec. https://www25.senado.leg.br/web/atividade/notas-taquigraficas/-/not... Então, com a palavra, Haroldo Dutra Dias. Muita honra e alegria passar a palavra para V. Exa.…"
ontem
Ícone do perfilRafael Fernandes Clementino, Veronica M. dos Santos Teixeira, ANTONIO LUCIO DE O. CORREIA e mais 4 pessoas entraram em RAE
ontem
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Questão 124 de "O Livro dos Espíritos" de Marco Túlio Ferreira Silva
"Não o bicho homem, mas todo esse universo. A criação Divina está antes desse universo. O homem, o animal, o tempo, o espaço, a energia, enfim , a matéria é criação da criatura que negou…"
segunda-feira
Euripedes Mariano da Cunha respondeu à discussão Questão 124 de "O Livro dos Espíritos" de Marco Túlio Ferreira Silva
"Se o bicho homem não é criação de Deus, então existe outra Inteligencia superior a Deus que contraria a vontade de Deus e cria por sua conta própria, ou sjea, Deus já não é mais a causa…"
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA respondeu à discussão SUICÍDIOS E TIRANOS DISFARÇADOS de Amigo Espírita no grupo Artigos Espíritas
"O Ator Carlos Vereza comentou que é preciso deixar de olhar o mundo através de viseiras…"
domingo
Luiz Claudio Macedo de Oliveira curtiu a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
domingo
Luiz Claudio Macedo de Oliveira curtiram o perfil de Nadia Rosangela
domingo
Luiz Claudio Macedo de Oliveira curtiram a página Bate-Papo de Amigo Espírita
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Afastemo-nos, das nossas inibições e aprendamos com o Cristo a “sair para semear”. Fonte Viva, 64. Emmanuel/Chico Xavier http://bibliadocaminho.com/ocaminho/txavieriano/livros/Fv/Fv64.htm"
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" Nós temos uma missão nesta Terra, nesta vida, temos que cumpri-la e fazer com que esses ensinamentos possam ser cada vez mais divulgados e propagados nas nossas atividades para a nossa sociedade como um todo. Homenageio aqui…"
domingo
Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“O que fazer quando não há mais nada a fazer?”, com Dr. Aldeniz Leite em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

26 janeiro 2020 de 9 a 10:15
“O que fazer quando não há mais nada a fazer?”, este será o tema da palestra do psiquiatra, pesquisador e escritor Dr. Aldeniz Leite de São Paulo-SP, no próximo domingo 26 de janeiro de 2020, de 09 às 10h. da manhã na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Dr. Aldeniz Leite da Silva Júnior nasceu em Belém do Pará, formou-se médico em sua cidade natal e transferiu-se…Ver mais...
sábado
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Eusébio, “No Mundo Maior”. André Luiz/Chico Xavier, cap.2. Sejamos instrumentos do bem, acima de expectantes da graça. A tarefa demanda coragem e suprema devoção a Deus. Sem que nos convertamos em luz,…"
sábado
LENICE AGEMIRO SILVEIRA curtiram o evento Estreia no teatro A História Nunca Contada de Allan Kardec, O Cientista do Infinito de Erika Silvira
sábado

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço