Informação

Vivendo e Aprendendo

Esse grupo é formado por pessoas que acreditam que em cada situação, tiramos lições de vida  que poderão ajudar no crescimento individual e coletivo.

Local: Salvador
Membros: 61
Última atividade: 10 Out, 2016

Fórum de discussão

O SERVIDOR NEGLIGENTE

Iniciado por JEFFERSON P B TENORIO 15 Nov, 2013. 0 Respostas

O DISFARCE

Iniciado por JEFFERSON P B TENORIO 30 Out, 2013. 0 Respostas

Perdoar faz bem a sáude

Iniciado por Amigo Espírita. Última resposta de Cleide 8 Maio, 2014. 3 Respostas

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Vivendo e Aprendendo para adicionar comentários!

Comentário de Ana Rita em 14 setembro 2012 às 12:07

Nossa, já havia lido essa mensagem de Shakespeare, mas no meu momento atual ao ler novamente, percebi o quanto tenho que aprende e mudar e que estamos sempre em transformação. Que Jesus continue nos abençoando para que possamos fazer de nossos erros aprendizados...

 

Comentário de Suzete Cristina G. Rodrigues em 4 junho 2012 às 19:30

Boa tarde !   Que as bençãos se façam presentes em nós ...  acabei de entrar e li este lindo texto, que me tocou no mais recondito da alma, pois também eu, tenho muito que aprender ...   Obg, pela mensagem, um bji e que Deus nos envolva a todos...

Comentário de Juliana Patrícia em 8 agosto 2011 às 9:15

Aprendi...

“ Aprendi que eu não posso exigir o amor de ninguém.

Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e Ter paciência, para que a vida faça o resto.

Aprendi que não importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e eu jamais conseguirei convencê-las.

Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos.

Que posso usar o meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando.

Eu aprendi...Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida.

Que por mais que se corte uma pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho.

Aprendi... Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência.

Mas, aprendi também que posso ir além dos limites que eu próprio coloquei.

Aprendi que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles.

Que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sente.

Aprendi que perdoar exige muita prática.

Que há muita gente que gosta de mim, mas não consegue expressar isso.

Aprendi... Que nos momentos mais difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas.

Aprendi que posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel.

Que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são impossíveis, pois seria uma tragédia para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso.

Eu aprendi que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e que eu tenho que me acostumar com isso.

Que não é o bastante ser perdoado pelos outros, eu preciso me perdoar primeiro.

Aprendi que, não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.

Eu aprendi... Que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu faço quando adulto;

Aprendi que numa briga preciso escolher de que lado eu estou, mesmo quando não quero me envolver.

Que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem; e quando duas pessoas não discutem não significa que elas se amem.

Aprendi que por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles vão se machucar e eu também. Isso faz parte da vida.

Aprendi que a minha existência pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes.

Aprendi também que diplomas na parede não me fazem mais respeitável ou mais sábio.

Aprendi que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem critério.

E que amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são amigos.

Aprendi que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre.

Aprendi, afinal, que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.”

William Shakespeare

Comentário de Mara Lacerda em 7 março 2011 às 8:15


Lições de amor

 

Uma senhora com noventa e um anos morreu após uma longa vida de dignidade. Quando se encontrou com Deus perguntou-lhe sobre algo que a tinha incomodado por muito tempo.

- Se o homem foi criado a imagem de Deus, e se todos os homens são semelhantes, então por que as pessoas se tratam tão mal?

Deus respondeu que cada acontecimento em nossa vida tem uma lição para nos ensinar. Isto confundiu a mulher, então Deus explicou.

- Quando alguém mente para você isto lhe ensina que as coisas nem sempre são como parecem. A verdade está freqüentemente bem abaixo da superfície. Olhe além das máscaras que as pessoas usam se você deseja conhecer seu coração. E remova sua própria máscara para deixar que as pessoas conheçam o seu.

- Quando alguém rouba de você isto lhe ensina que nada é para sempre. Aprecie o que você tem, pois você nunca sabe quando poderá perder. E nunca abandone seus amigos e sua família que são a única garantia que você tem.

 

- Quando alguém lhe provoca um ferimento ensina-lhe que o corpo humano é frágil. Proteja e cuide de seu corpo tão bem quanto puder, ele é a única coisa certa que você tem na terra.

- Quando alguém decepciona você isto lhe ensina que duas pessoas não são iguais. Quando você encontra pessoas diferentes de você, não os julgue pela aparência; ao contrário, baseie sua opinião no conteúdo de seu coração.

- Quando alguém machuca seu coração ensina-lhe que amar alguém não significa sempre que a pessoa também o amará. Mas não desista de seu amor porque quando você encontra a pessoa certa, a alegria compensa todos os ferimentos passados.

- Quando alguém mantém um rancor contra você ensina-lhe que todos cometem erros. Quando você é tratado injustamente, a coisa mais virtuosa que você pode fazer é perdoar o ofensor sem fingimento. Perdoar aqueles que nos feriram é a coisa mais difícil e mais corajosa que o homem pode fazer.

 

- Quando quem você ama lhe é infiel isto ensina a você que resistir à tentação é um grande desafio para o homem. Esteja vigilante contra toda tentação. Assim fazendo você será recompensado com um sentimento duradouro de satisfação, bem maior que o prazer temporário pelo qual você foi tentado.

- Quando alguém lhe engana, ensina a você que a ganância é a raiz de todo o mal. Aspire tornar seus sonhos realidade, não importa quão elevado possam ser. Não se sinta culpado sobre seu sucesso, mas nunca deixe a obsessão de alcançar seus objetivos lhe conduzir para atividades malevolentes.

- Quando alguém lhe ridiculariza ensina a você que ninguém é perfeito. Aceite as pessoas por seus méritos e seja tolerante com suas falhas. Não rejeite alguém por imperfeições sobre as quais ele não tem nenhum controle.

 

Ao ouvir a sabedoria de Deus, a mulher ficou preocupada por não haver nenhuma lição a ser aprendida das boas ações do homem. Deus respondeu que a capacidade do homem de amar é um precioso presente. Na raiz de toda a bondade está o amor, e cada ato de amor ensina-nos também uma lição.

A curiosidade da mulher aumentou, Deus uma vez mais começou a explicar.

- Quando alguém nos ama isto nos ensina que amor, gentileza, caridade, honestidade, humildade, perdão e aceitação podem contra-atacar todo o mau no mundo. Para todo bom ato, há um mau ato de menos. O homem tem poder para controlar a balança entre o bem e o mau, mas como as lições de amor não são freqüentes o bastante, o abuso se sobressai.

- Quando você entra na vida de alguém, seja de forma planejada, por uma oportunidade ou uma coincidência, leve em conta que lição você será. Você ensinará amor ou uma cruel lição de realidade? Quando você morrer, sua vida terá resultado em mais amor ou ferimento? Mais conforto ou dor? Mais prazer ou tristeza?

 

Cada um de nós tem poder sobre a balança de amor no mundo. Use sabiamente. Não perca uma só oportunidade para colocar o mundo na direção certa

 

 

Maktub
2081

Comentário de Mara Lacerda em 7 março 2011 às 8:14
Sejam bem vindos!
Comentário de Mara Lacerda em 21 janeiro 2011 às 7:46

 

Perdoar faz bem ao corpo, à alma e às relações

 

 

ANTONIO ARRUDA
da Folha de S.Paulo

 

Sem o perdão, a humanidade pára, estanca, petrifica-se. "O perdão é uma necessidade absoluta para a continuidade da existência humana", escreveu o bispo africano Desmond Tutu na introdução do livro "Exploring Forgiveness" (explorando o perdão), do psicólogo norte-americano Robert Enright, diretor do Instituto Internacional do Perdão ( www.forgiveness-institute.org), da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos.

O livro é apenas uma das iniciativas de um movimento mundial que tem crescido nos últimos anos e cujo objetivo é pesquisar e propagar os benefícios do perdão. Encabeçado por cientistas, psicólogos, líderes políticos, entidades religiosas e até médicos, esse "mutirão" em prol do perdão mostra que perdoar vai além do discurso beatífico da "carola".
Pelo menos 50 pesquisas estão sendo realizadas atualmente, como parte de um programa chamado Campanha para a Pesquisa do Perdão (www.forgiving.org).

Vítimas da guerra no Vietnã, mães que perderam filhos no conflito entre católicos e protestantes na Irlanda do Norte, casais que viveram a infidelidade conjugal e pessoas que tiveram parentes assassinados são exemplos do universo pesquisado.

Perdão de Andreas
Em um momento em que o país ainda está "digerindo" o assassinato de Marísia e Manfred von Richthofen, o filho do casal, Andreas, 15, declarou ter perdoado a irmã, Suzane, 19, pela participação no crime. "Não só perdoei minha irmã Su, mas continuo a amá-la", escreveu Andreas para a imprensa.

A atitude do jovem pode ter espantado muita gente, que, no lugar dele, talvez não perdoasse Suzane. Mas, se ele não tivesse tomado essa atitude, teria colocado um ponto final na relação com a irmã.

"O perdão possibilita que as relações interpessoais fluam. Andreas perdoou Suzane porque quer continuar se relacionando com ela", diz a psicanalista e colunista da Folha Anna Veronica Mautner.

Nesse sentido, diz o teólogo João Décio Passos, o perdão possibilita o processo civilizatório da humanidade. "O perdão é um recurso psicológico e social que regula as relações humanas."

É ele que permite que um casamento não acabe e que uma amizade tenha continuidade depois de um conflito, por exemplo, ou que as relações de trabalho sobrevivam em meio aos desentendimentos que costumam ocorrer em ambiente profissional.

Mas perdoar não significa necessariamente esquecer a mágoa. Quando os fatos foram dolorosos demais, nunca vão embora da memória. "Entretanto a pessoa pode se lembrar do apoio que obteve no momento de dor e fazer com que esse apoio minimize a lembrança dolorosa", disse à Folha o psicólogo americano Frederic Luskin, diretor do Projeto Perdão ( www.learningtoforgive.com), da Universidade de Stanford (EUA), e autor de "O Poder do Perdão".

Proteção da saúde

A medicina não recomenda viver amargurado, com rancor ou raiva contidos. Procurar minimizar o sofrimento -e isso vale tanto para quem toma a iniciativa de pedir perdão como para quem perdoa- é uma forma de proteger a saúde. "Se a pessoa acumula sentimentos negativos, pode desencadear uma série de transtornos não só psicológicos, mas físicos também", diz o psiquiatra José Atílio Bombana, da Unifesp. Por isso os médicos questionam a respeito do estado emocional do paciente -e devem fazer isso ativamente, diz José Antônio Atta, chefe do ambulatório do Hospital das Clínicas de São Paulo. "Se a pessoa consegue se livrar de um sentimento negativo crônico, com certeza isso pode acelerar sua recuperação", diz ele.

Sem perdão
Apesar de tantos benefícios -para o corpo, para a saúde psicológica e para as relações interpessoais-, a pessoa pode sentir uma dificuldade fora do comum para perdoar o outro ou ainda para pedir perdão a quem ela magoou. Se para tanto ela tiver de passar por cima de princípios básicos, tiver de questionar sua própria identidade, talvez deva esquecer a idéia, pois isso também pode fazer muito mal , diz Bombana.

Comentário de Daniel Lopes de Oliveira em 7 janeiro 2011 às 10:14
Tenho participado de reuniões de conselhos federativos, aqui em Salvador, e, tenho visto tantos "erros" ou equívocos, que talvez defina melhor a situação, nos trabalhos de várias Casas Espíritias. Muitas agremiações espíritas, deturpadas, em relação a orientação básica da Doutrina Espírita, com práticas personalistas baseadas no achissmo. Uns companheiros, acham que a Doutrina Espírita é personalista, porque só quer receber nas Casa Espíritas, espíritos elevados, até consideram isso como preconceito em relação aos espíritos menos elevados. A meu ver é falta de conhecimento da Codificação Espírita, se leram não entenderam, ou não tem olhos de ver, porque ainda preferm continuar com o que consideram o certo, isso porque dizem que estão fazendo o bem, ajundando encarnados e desencarnados. Está no Evangelho segundo o Espiritismo, que toda infração as Leis de Deus é uma OFENSA a Ele, e o 7º Mandamento diz: não adelterarás, mas quem se importa com isso? Assim vamos vendo práticas, não condenáveis, mas em desacordo com os ensinos da Falange Verdade. Confundem espiritualismo com espiritismo ou espírita, e incorporam práticas de outros segmentos espiritualistas, que tem seu papel importante perante a espiritualidade, mas na Doutrina Kardecista não deve ser usual, porque os espíritos codificadores nos orientaram como melhor proceder. Conclamo os companheiros, que se dizem espíritas, na acepção verdadeira da palavra, a estudarem e internalizarem as obras da Codificação, para serem coerentes com a verdade e a prática espírtia. Um companheiro, desencarnado, nos observava que na atualidade, o uso da palavra espírita deixou de ser exclusiva do Kardecismo, pois ela dá estatus de seriedade e verdade pura, por isso outras agremiações espiritualistas estão usando-a, para atrair mais adeptos, porque a palavra espírtia tem um peso muito grande com a verdade, e nos espíritas "kardecistas" não devemos inserir nas nossas casas, práticas diferentes das orientações dadas pela Falenage Verdade, pois estamos incorrendo em grave erro, que nos será preciso reparar cedo ou tarde, e então, "aí haverá choro e ranger de dentes". Arrependimento tardio é muito dolorido e sofrido.
 

Membros (61)

 
 
 

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"DEPOIS DA MORTE Em 1965, Yvonne Pereira diz que “o Evangelho é imortal, uma vez que sempre existirão cérebros e corações necessitados de renovação." Ela fala também sobre “uma…"
ontem
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
segunda-feira
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
segunda-feira
Helena Padilha de Meneses curtiram o perfil de Helena Padilha de Meneses
segunda-feira
Ícone do perfilNilton Cardoso deu um presente para José Ricardo Fernandes
domingo
Nilton Cardoso e José Ricardo Fernandes agora são amigos
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Hanseníase. Você o conhece? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"  N.F.P, 23, noiva, não consegue sentir mais os pés, (...) e sua sensibilidade totalmente debilitada. Ela tem hanseníase, doença mais conhecida como lepra. Sua primeira atitude foi querer se suicidar, mas agora,…"
sábado
José Ricardo Fernandes curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
sexta-feira
José Ricardo Fernandes curtiram o perfil de Nilton Cardoso
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog TEORIA E PRÁTICA. O QUE É BOM FAZER de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
2 Jul
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog "Especial de Natal" é Repudiado. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" A atriz Paris Jackson deve interpretar Jesus como uma mulher lésbica no próximo filme. https://observatoriodemusica.uol.com.br/noticia/filha-de-michael-jackson-vai-interpretar-jesus-em-filme-com-artista-que-fez-porno No Brasil…"
1 Jul
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Empoderamento da Mulher. O Exemplo de Norberta de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"NASA renomeia sua sede em homenagem à engenheira Mary W. Jackson A primeira engenheira negra da agência espacial norte-americana trabalhou na construção do túnel de pressão supersônico, que…"
1 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço