Mediunidade - dom ou castigo?

Olá irmãos! 

Quero dividir com vocês uma situação que me deixou intrigada.

Após inúmeros acontecimentos ao longo da minha vida, os quais foram acontecendo de forma mais séria, aceitei que sou médium e estou no início do desenvolvimento mediúnico.

Um dia, ao toar o passe, entrei em transe (nem sempre tenho o controle ainda) e, ao conversar com uma tarefeira da casa, ela me disse que mediunidade não é dom, como muitos acham, e sim "castigo", uma espécie de "punição", pois em vidas passadas eu devo ter aprontado muito e vim médium para exercer meu lado da caridade.

O que acham sobre essa afirmação?

Confesso que fiquei incomodada. Não acho que mediunidade seja dom e nem castigo, e sim uma ferramenta de auxílio a prática da caridade.

Abraços!

Load Previous Replies
  • para cima

    luis conforti junior

    Aos amigos da Rede Amigo Espírita: Mas, se todos os espíritos são criados por aquele que é perfeita sabedoria, porq é que eles são tão extremamente ignorantes e erram tanto, se tornando desequilibrados e desajustados?

  • para cima

    Marco Túlio Ferreira Silva

    O ego é a resposta.

  • para cima

    Blog LGBT Espírita

    Olá Bárbara.

    Sabemos que você recebeu muitas respostas a essa questão, mas a nossa contribuição é a de que a mediunidade não é dom nem castigo. Diversos textos da literatura espírita (principalmente o Livro dos Médiuns, cuja leitura é obrigatória a todxs que estejam praticando atividades mediúnicas) nos dão conta de que a mediunidade é inerente a todas as pessoas, em níveis variados. Isso ocorre porque a humanidade já atingiu certo grau de madureza do espírito e quanto mais avança em seu processo evolutivo mais aumenta a capacidade de intercâmbio com o plano espiritual.

    Agora, colocar a sua capacidade mediúnica a serviço das outras pessoas, é decisão pessoal e sem dúvida te retorna benefícios espirituais devido a prática caritativa.