As Drogas e suas Implicações Espirituais
Xerxes Pessoa De Luna


I— Introdução
Um dos problemas mais graves da sociedade humana, na atualidade, é o consumo indiscriminado e, cada vez mais crescente, das drogas por parte não só dos adultos, mas, também, dos jovens e lamentavelmente até das crianças, principalmente nos centros urbanos das grandes cidades.
A situação é tão preocupante, que cientistas de várias partes do Planeta, reunidos,chegaram à seguinte conclusão: “Os viciados em drogas de hoje podem não só estar pondo em risco seu próprio corpo e sua mente, mas fazendo uma espécie de roleta genética, ao projetar sombras sobre os seus filhos e netos ainda não nascidos.”
Diante de tal flagelo e de suas terríveis consequências, não poderia o Espiritismo,Doutrina comprometida com o crescimento integral da criatura humana na sua dimensão espírito-matéria, deixar de se associar àqueles segmentos da sociedade que trabalham pela preservação da vida e dos seus ideais superiores, em seus esforços de
erradicação de tão terrível ameaça.

O efeito destruidor das drogas é tão intenso que extrapola os limites do organismo físico da criatura humana, alcançando e comprometendo, substancialmente, o equilíbrio e a própria saúde do seu corpo perispiritual. Tal situação, somada àquelas de natureza fisiológica, psíquica e espiritual, principalmente as relacionadas com as vinculações a entidades desencarnadas em desalinho, respondem, indubitavelmente, pelos sofrimentos, enfermidades e desajustes emocionais e sociais a que vemos submetidos os viciados em drogas.

Em instantes tão preocupantes da caminhada evolutiva do ser humano em nosso planeta, cabe a nós, espíritas, não só difundir as informações antidrogas que nos chegam do plano espiritual benfeitor que nos assiste, mas, acima de tudo, atender aos apelos velados que esses amigos espirituais nos enviam, com seus informes e relatos contrários ao uso indiscriminado das drogas, no sentido de envidarmos esforços mais concentrados e específicos no combate às drogas, quer no seu aspecto preventivo, quer no de assistência aos já atingidos pelo mal.

II - A ação das drogas no perispírito

Revela-nos a ciência médica que a droga, ao penetrar no organismo físico do viciado, atinge o aparelho circulatório, o sangue, o sistema respiratório, o cérebro e as células, principalmente as neuroniais.
Na obra “Missionários da Luz” – André Luiz ( pág. 221 – Edição FEB), lemos: “O corpo perispiritual, que dá forma aos elementos celulares, está fortemente radicado no sangue. O sangue é elemento básico de equilíbrio do corpo perispiritual.” Em “Evolução em dois Mundos”, o mesmo autor espiritual revela-nos que os neurônios guardam relação íntima com o perispírito.

Comparando as informações dessas obras com as da ciência médica, conclui-se que a agressão das drogas ao sangue e às células neuroniais também refletirá nas regiões correlatas do corpo perispiritual, em forma de lesões e deformações consideráveis que, em alguns casos, podem chegar até a comprometer a própria aparência humana do perispírito. Tal violência concorre até mesmo para o surgimento de um acentuado desequilíbrio do Espírito, uma vez que “o perispírito funciona, em relação a esse, como uma espécie de filtro na dosagem e adaptação das energias espirituais junto ao corpo físico e vice-versa.
Por vezes o consumo das drogas se faz tão excessivo, que as energias, oriundas do perispírito para o corpo físico, são bloqueadas no seu curso e retornam aos centros de força.

III - A ação dos espíritos inferiores junto ao viciado

Esta ação pode ser percebida através das alterações no comportamento do viciado, dos danos adicionais ao seu organismo perispiritual, já tão agredido pelas drogas, e das conseqüências futuras e penosas que experimentará quando estiver na condição de espírito desencarnado, vinculado a regiões espirituais inferiores.

Sabemos que, após a desencarnação, o Espírito guarda, por certo tempo, que pode ser longo ou curto, seus condicionamentos, tendências e vícios de encarnado. O Espírito de um viciado em drogas, por exemplo, em face do estado de dependência a que ainda se acha submetido, no outro lado da vida, sente o desejo e a necessidade de consumir a droga. Somente a forma de satisfazer seu desejo é que varia, já que a condição de desencarnado não lhe permite proceder como quando na carne. Como Espírito precisará vincular-se à mente de um viciado, de início, para transmitir-lhe seus anseios de consumo da droga, posteriormente, para saciar sua necessidade, valendo-se para tal do recurso da vampirização das emanações tóxicas impregnadas no perispírito do viciado, ou da inalação dessas mesmas emanações quando a droga estiver sendo consumida.

“O Espírito de um viciado em drogas, em face do estado de dependência a que se acha submetido, no outro lado da vida, sente o desejo e a necessidade de consumir a droga.”

Essa sobrecarga mental, indevida, afeta tão seriamente o cérebro, a ponto de ter suas funções alteradas, com conseqüente queda no rendimento físico, intelectual e emocional do viciado. Segundo Emmanuel, “o viciado, ao alimentar o vício dessas entidades que a ele se apegam, para usufruir das mesmas inalações inebriantes, através de um processo de simbiose em níveis vibratórios, coleta em seu prejuízo as impregnações fluídicas maléficas daquelas, tornando-se enfermiço, triste, grosseiro, infeliz, preso à vontade de entidades inferiores, sem o domínio da consciência dos seus verdadeiros desejos”.

IV — Contribuição do Centro Espírita no trabalho anti drogas desenvolvido pelos
Benfeitores Espirituais


As Casas Espíritas, como Pronto-Socorro espirituais, muito podem contribuir com os Espíritos Superiores no trabalho de prevenção e auxílio às vítimas das drogas nos dois lados da vida. Com certeza, esta contribuição poderia ocorrer através de medidas que,no dia-a-dia da instituição:
Um incentivo cada vez mais constante às atividades de evangelização da infância e da juventude, principalmente com sua implantação, caso a Instituição ainda não o tenha implantado.
Estimular seus frequentadores, em particular a família do viciado em tratamento, à prática do Evangelho no Lar. Estas pequenas reuniões, quando realizadas com o devido envolvimento e sinceridade de propósitos, são fontes sublimes de socorro às entidades sofredoras, além, naturalmente, de concorrer para o estreitamento dos laços afetivos familiares, o que decerto estimulará o viciado, por exemplo, a perseverar no seu propósito de libertar-se das drogas ou a dar o primeiro passo nesse sentido.
Preparar devidamente seu corpo mediúnico para o sublime exercício da mediunidade com Jesus, condição essencial ao socorro às vítimas das drogas, até mesmo as desencarnadas.
No diálogo fraterno com o viciado e seus familiares, sejam-lhes colocados à disposição os recursos socorristas do tratamento espiritual: passe, desobsessão, água fluidificada e reforma íntima.Criar, no trabalho assistencial da Casa, uma atividade que enseje o diálogo, a orientação, o acompanhamento e o esclarecimento, com fundamentação doutrinária, ao viciado e a seus familiares.

V - Conclusão
Diante dos fatos e dos acontecimentos que estão a envolver a criatura humana, enredada no vício das drogas, geradoras de tantas misérias morais, sociais, suicídios e loucuras, nós, espíritas, não podemos deixar de considerar essa realidade, nem tampouco deixar de concorrer para a erradicação desse terrível flagelo que hoje assola a Humanidade. Nesse sentido, urge que intensifiquemos e aprimoremos cada vez mais as ações de ordem preventiva e terapêutica, já em curso em nossas Instituições, e que, também, criemos outros mecanismos de ação mais específicos nesse campo, sempre em sintonia com os ensinamentos do Espiritismo e seu propósito de bem concorrer para a ascensão espiritual da criatura humana às faixas superiores da vida.

(Reformador – Março/98, páginas 86 e 87)

Exibições: 6262

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 21 outubro 2019 às 19:33

O que diz o psiquiatra Jorge Andréa em “Drogas, Mediunidade e Chico Xavier”?

http://mediummediunidade.blogspot.com/2017/02/drogasmediunidadeinte...

http://aumagic.blogspot.com/2013/06/drogasmediunidadeinteligencia-e...

O Núcleo Espírita Universitário divulgou “O Limiar da Transformação”, de um médium estudante de medicina (Marcelo Nazareth, aos 20 anos).

https://blogdobrunotavares.wordpress.com/2019/05/14/o-limiar-da-tra...

O Psiquiatra M. Nazareth estará no Rio de Janeiro. Seminário- Educação Espírita.

https://www.sympla.com.br/seminarios-de-capacitacao-aree-2019__686862

Onde andará nosso estimado Jorge Andréa?

https://www.uemmg.org.br/noticias/dr-jorge-andrea-dos-santos-desenc...

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 19 outubro 2019 às 21:04

DROGAS, OBSESSÃO, PREVENÇÃO, INGENUIDADE ESPIRITUAL, EVASÃO, JOVENS, MOVIMENTO ESPÍRITA.

A infância é fundamental.  “O Espírito, durante esse período, é mais acessível às impressões que recebe capazes de lhe auxiliarem o adiantamento. “O Livro dos Espíritos, 383 (1,2)

Na Inteligência espiritual as ligações neuronais são mais complexas. Maturidade depois dos 30 anos. Essa organização neural permite o pensamento criativo, capaz de insights, formulador e revogador de regras.

Pessoa inteligente (QI) pode ser estúpida, em relação aos valores espirituais. (3)

Aproveitemos a entrevista “O Jovem na Casa Espírita. Acesso, permanência e participação.” Programa – Reflexão à Luz do Espiritismo.

Médico entrevistado – Adriano Barros. Professor Universitário. Membro do CEERJ e da Coordenação da COMEERJ.

Dia 29/10/1019 – 16 horas

Acompanhe pelo MAP OFICIAL (4) e Radio Rio De Janeiro 1400 AM

  1. https://drive.google.com/file/d/0B9CFzVtKHMeYZ3FWOXh4aVZqZ1U/view
  2. https://www.facebook.com/pergrupogdei/videos/680133769159695/
  3. http://www.espiritualidades.com.br/Artigos/F_autores_FORMIGA_Luiz_t...
  4. https://www.facebook.com/search/top/?q=map_oficial&epa=SEARCH_BOX

 

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

 

Há, para uma boa parcela de gente, até para aqueles que conhecem um pouco mais os Espíritos e a sua natureza, uma espécie de medo do que eles – os Espíritos – podem fazer…

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Últimas atividades

MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Fundamentalistas no poder, por Dora Incontri A foto de Luis Fernando Camacho invadindo o Palácio do Governo da Bolívia, de Bíblia em punho e invocando o nome de Deus; um trecho de um vídeo de partidários do golpe…"
1 hora atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Precisamos obter o comprometimento do próximo governo de esquerda em montar a Faculdade de Filosofia Espirita. Tradução adaptada e comentada de: https://skeptiko.com/scientific-evidence-of-afterlife-overwhelming-chris-carter/"
2 horas atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Isto tudo que as classe dominantes e os Neoliberais e Fascistas em geral abominam, na verdade, serve também a elas mesmas, porque a reencarnação costuma se fazer com alternância de classes sociais. Entretanto no Brasil,…"
2 horas atrás
Katia Cilene Dias Severino curtiram a discussão BENEFÍCIOS DAS REUNIÕES MEDIÚNICAS ESPÍRITAS (José Couto Ferraz) de Amigo Espírita
4 horas atrás
Katia Cilene Dias Severino curtiram o evento Mediunidade de Amigo Espírita
4 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog A Fraqueza dos Bons de PATRIZIA GARDONA
4 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog PESSOAS TÓXICAS. AMBIENTES TÓXICOS. de Nilton Cardoso Moreira
5 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Escultores de Almas – Iniciação Mediúnica de PATRIZIA GARDONA
5 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
7 horas atrás
Regina Ianagui e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
9 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

O INFERNO E OS DEMÔNIOS - Esclarecimentos por Léon Denis

Baseando-se nos casos de obsessão, nas manifestações ruidosas dos Espíritos frívolos e zombeteiros, a Igreja entendeu dever atribuir aos demônios todos os fenômenos do Espiritismo e condená-los como Inúteis ou perigosos.Antes de refutar essa interpretação, convém lembrar que o Catolicismo acolheu do mesmo modo todas as grandes descobertas, todos os progressos consideráveis que assinalam os fastos da História. Raras são as conquistas científicas que não foram julgadas como obras diabólicas. Era,…Ver mais...
12 horas atrás
Ícone do perfilAndréa, José Francisco Maranhão Junior, Joana D´Arc Ferreira e mais 4 pessoas entraram em RAE
12 horas atrás
Carmen comentou a postagem no blog Espíritas progressistas?... Que coisa mais estranha! (Jorge Hessen) de os pae
"Boa noite! Excelente texto."
21 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Não nos deixes cair em tentação... de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Reflexões de Emmanuel de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog EFEITOS DO DESESPERO de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
André Carlos Silva Pimentel curtiram o perfil de Larissa Maia
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

O Futuro (somente) a Deus Pertence?

Sidney Fernandes– 1948@uol.com.brSubitamente, o desconhecido entrou no velatório. A funerária, geralmente lotada, naquela manhã estava calma. Nenhum cliente havia dado entrada naquela noite. Os funcionários de plantão — agente funerário, motorista, tanatopraxista, auxiliar e ornamentador — conversavam calmamente, quando entrou senhor de…Ver mais...
ontem
helida abrao curtiram o perfil de Anete Guimarães
ontem
Gleidiston Rodrigues Mendes curtiram o perfil de Carlos Pretti - SCEE
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço