A entidade mais nova disse que foram atraídas pelo “Requien de Mozart” que ela gostava muito de ouvir quand o estava na Terra.
O outro espírito disse que morava próximo da Serra da Cantareira e amava a Natureza, as montanhas, o verde, o céu, a boa música e almejavam voltar logo à Terra para uma vida de amor e dedicação ao Bem.
Deixou-nos, também, através do médium uma mensagem: Amem a natureza, preservem o verde, mantenham limpas as águas dos mares e dos rios, para que a saúde e a felicidade derramem suas bênçãos de luz sobre o nosso planeta querido.
A mais nova muito preocupada comunicou a Divaldo que havia deixado uma filha em uma determinada cidade, atravessando momentos difíceis.
A filha havia concluído vários cursos universitários com mestrado e doutorado, mas era materialista e agora alcoólatra.
O espírito forneceu a Divaldo o nome de sua filha, o endereço de sua residência e o seu telefone, pedindo-lhe que entrasse em contato com ela.
Divaldo psicografou esses dados com a mão esquerda, pois com a direita psicografava um romance de Victor Hugo.
Contou também que a filha lhe ofereceu o disco “Requien de Mozart”, quando completara 18 anos. Logo depois ela falecera deixando a filha muito revoltada, pois não aceitava a morte.
Continuou explicando que a jovem, no início, iria tratá-lo com aspereza, mas que ele tentasse contar-lhe o ocorrido e os dados recebidos por intermédio dela.
Divaldo telefonou para a moça em questão e falou-lhe que estivera com sua mãezinha desencarnada, narrando-lhe tudo que sua genitora havia lhe confidenciado. Ela, porém, recebeu-o, duramente dizendo:
- Vocês médiuns são na verdade telepatas, captam tudo de nossa mente e depois nos dizem que os espíritos voltam e se comunicam conosco.
Divaldo, então, raciocinou com ela:
- Como poderia ter encontrado seu nome e numero de tel., se não a conhecia?
A jovem doutora não tinha mais argumentos. Começava a perceber que se tratava de assunto mais sério e calou-se. Divaldo falou-lhe, então, que estaria em sua cidade para uma palestra em data bem próxima. Se ela quisesse poderiam conversar na casa de amigos.
Ela aceitou conversar com Divaldo, e bem mais calma, recebeu as suas orientações, mostrando-se menos radical.
O nosso irmão, após orientá-la recomendou-lhe que lesse “O livro dos Espíritos” para que pudesse entender os problemas que a afligem.
Alguns meses depois, em uma de suas viagens, antes de proferir a sua palestra, Divaldo encontrou-se com a moça que muito contente, com os olhos brilhando de felicidade, comentou o conteúdo do Livro Luz, dizendo:
- Agora estou me refazendo do alcoolismo, estou estudando a doutrina espírita e começo a entender os seus postulados.

******************************

Vejam amigos, como a mediunidade com Jesus, exercida fielmente nos objetivos do bem e da verdade, produz frutos abundantes.
Um médium desapegado das vaidades terrenas, humildemente entregue aos seus edificantes, disciplinado, perseverante, fiel ao Cristo, conseguiu erguer uma mulher sofrida saúde física e psíquica para poderem encontrar a paz.
Assim caminham os homens e as mulheres de bem, os peregrinos da paz e da esperança, esquecidos de si mesmos, dedicados ao amor pela humanidade.

Do livro: Para Sempre em Nosso Coração
De: Maria Anita Rosas Batista

Exibições: 694

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 9 setembro 2018 às 8:17

Beethoven & Com Kardec

A música atrai espíritos

A boa convoca os bons

Allan Kardec é ...

 

Faça experiência

Clair de Lune

De Ludwig, a Sonata

https://www.youtube.com/watch?v=miug9YanJsc

 

Ouça Com Kardec

Semelhante atrai. Lei universal

http://wv8.com.br/comkardec.com/tag/luiz-carlos-formiga/

 

Observação:

 https://www.recantodasletras.com.br/artigos/1663311

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 11 agosto 2018 às 23:34

Quando a arte liberta

“Todas as artes contribuem para a maior de todas as artes, a arte de viver”.

Em 2009, ao iniciar suas aulas de dança e teatro na Fundação Casa, unidade de Guarulhos, a bailarina Tatiana Molero Giordano ouviu do diretor que a chamara a sua sala: “Se essa casa virar, quero ver você conseguir dar suas aulinhas de dança e teatro”. Ao registrar a observação em seu caderno de anotações, ela acrescentou: “Por esse motivo quero ensinar dança e teatro para esses meninos, pois sei que isso pode evitar que a casa vire”. Para ela, as rebeliões podiam ser evitadas e reafirma essa convicção, na introdução da dissertação de mestrado resultante de seu trabalho na Casa, por meio de uma frase de Bertold Brecht: “Todas as artes contribuem para a maior de todas as artes, a arte de viver”.

 A Fundação Casa é o órgão responsável pela execução das medidas socioeducativas no Estado de São Paulo. Vinculada à Secretaria de Justiça e da Defesa da Cidadania, tem como objetivo primordial aplicar no Estado as diretrizes e as normas dispostas no Estatuto da Criança e do Adolescente e no Sistema Nacional de Medida Socioeducativa, promovendo estudos e planejando soluções direcionadas ao atendimento de adolescentes autores de ato infracional.  Leia mais http://www.unicamp.br/unicamp/ju/549/quando-arte-liberta

http://www.unicamp.br/unicamp/sites/default/files/jornal/paginas/ju...

 

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 8 agosto 2018 às 20:06

Kardec era educador e com ele a educação se torna “incentivo para que cada ser imortal revele, diante dos homens, a luz que traz em si por herança divina”.  Nessa hora, na sensibilização, as expressões artísticas ganham papel de destaque.

A arte trabalha para dar sentido à vida e facilitar a compreensão do mundo social, cultural e espiritual. Despertando a sensibilidade e aprofundando o senso de contemplação, tem como meta a materialização do belo. Aprimora sentimentos e direciona impulsos, para zonas superiores da vida eterna.

Estas manifestações artísticas, que mobilizam as energias do bem, são capazes de conduzir ao autoconhecimento fazendo desabrochar a estética e a escala de valores morais e éticos. A arte melódica, harmônica, rítmica da música é capaz de chegar ao “fundo da alma”, impulsionando-a para o alto, de modo que a aproxime de campos vibracionais nobres e elevados. O mesmo acontece com o teatro, à literatura e outros.

O papel da arte ganha destaque porque ela conduz à libertação. O espírito passa a autor e personagem de sua própria história. Herdeiro de si mesmo. O domínio da cognição é apenas uma parte do ser multifacetado. A arte propicia a integração do espírito imortal consigo, com o universo e com a Inteligência Suprema.

Fonte - A nova geração. La Nueva generación.

https://issuu.com/merchita/docs/la_nueva_generaci__n_dr_luiz_carlos

https://rinconespirita.wordpress.com/dr-luiz-carlos-formiga/

http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2016/02/a-nova-geracao-i...

http://paespirita.blogspot.com.br/2016/02/a-nova-geracao-inteligent...

 

 

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

Artigos Espíritas

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Últimas atividades

Carlus Martel curtiu a postagem no blog Falsas cartas mediúnicas na era de Facebook (Jorge Hessen) de Codificador do Paracleto
5 horas atrás
Rafael Fernandes Clementino entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos.."Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"Ver mais...
ontem
Posts no blog por Codificador do Paracleto
ontem
Rosana Andrade curtiram o perfil de Rosana Andrade
segunda-feira
Carlus Martel postou um evento
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA respondeu à discussão Teoria da abiogêneses e biogêneses. de Thiago Luiz Félix
"“Não fiquem maravilhados diante do novo nem assustados pelo que ontem vos era desconhecido. Não recuem diante do mistério, mas procurem enfrenta-lo e desvendá-lo… Não se considerem os únicos…"
domingo
Margarida Maria Madruga e Carolina Shank agora são amigos
domingo
Carlus Martel curtiu a postagem no blog Carnaval - não há outra disposição que não seja o da abstinência espontânea do folguedo (Jorge Hessen) de os pae
sábado
Jocilda Almeida de Barros entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Mediunidade

Grupo para estudo da Mediunidade e sua prática conforme os ensinamentos de Allan Kardec, Chico Xavier, Divaldo Franco e espíritos de Escol. Vídeos, textos e todo material disponível nesta área.Ver mais...
sexta-feira
Jocilda Almeida de Barros curtiram o evento Mediunidade de Amigo Espírita
sexta-feira
Frank curtiram a discussão Giordano Bruno de Amigo Espírita
sexta-feira
Elciene Maria Tigre Galindo comentou o evento “A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal de Carlos Pretti - SCEE
"Gratidão!"
sexta-feira
Elciene Maria Tigre Galindo está participando do evento de Carlos Pretti - SCEE
Miniatura

“A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

16 fevereiro 2020 de 9 a 10:15
Palestra no próximo domingo, dia 16 de fevereiro de 2020, de 09 as 10h. da manhã na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas, com o tema “A Lei do Trabalho”, será ministrada pelo advogado, pesquisador e orador Luiz Pretti Leal de Vitória-ES. Luiz Pretti é baiano de Feira de Santana-BA, e trabalhador da SEEIT – Sociedade de Estudos Espíritas Irmão Tomé localizada no…Ver mais...
sexta-feira
Elciene Maria Tigre Galindo curtiram o evento “A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal de Carlos Pretti - SCEE
sexta-feira
Ori Pombal Franco curtiram o evento “A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal de Carlos Pretti - SCEE
quinta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento “A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal de Carlos Pretti - SCEE
quinta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço