A DISCIPLINA DO PENSAMENTO E A REFORMA DO CARÁTER

Extraido de Leon Denis


Somos o que pensamos, com a condição de pensarmos com força, vontade e persistência. Pensamos raras vezes por nós mesmos, refletimos os mil pensamentos incoerentes do meio em que vivemos. Poucos sabem viver do próprio pensamento, nesse grande reservatório de inspirações que cada um traz consigo, mas que a maior parte ignora. Por isso criam um invólucro povoado das mais disparatas formas. Seu Espírito é como uma habitação franca a todos os que passam. Os raios do bem e as forças do mal lá se confundem, num caos perpétuo. E o combate incessante da paixão e do dever em que, quase sempre a paixão sai vitoriosa. Primeiro que tudo, é preciso aprender a fiscalizar os pensamentos, a diciplina-los, a imprimir-lhes uma direção determinada, um fim nobre e digno.A fiscalização dos pensamentos implica a fiscalização dos atos, por que, se uns são bons, os outros ser-lo-ão igualmente, e todo o nosso procedimento achar-se-á regulado por uma concatenação harmônica. Ao passo que, se  nossos atos são bons e nossos pensamentos maus, apenas haverá uma falsa aparência do bem e continuaremos a trazer em nós um foco malfazejo, cujas as influências, mais cedo ou mais tarde, derramarão fatalmente sobre nossa vida. Não há progresso possível sem observação atenta de nós mesmos.É necessário vigiar todos os nossos atos impulsivos para chegarmos a saber em que sentido devemos dirigir nossos esforços para nos aperfeiçoarmos.Não basta crer e saber, é necessário viver nossa crença, isto é, fazer penetrar na prática diária da vida os princípios superiores que adotamos. É necessário habituarmo-nos a comungar pelo pensamento e pelo coração com os Espíritos eminentes que foram os reveladores, com todas as almas de escola que serviram de guias à humanidade, viver com eles numa intimidade quotidiana, inspirarmos em suas vistas e sentir sua influência pela percepção íntima que nossas relações com o mundo invisível desenvolve.Entre essas grandes almas é bom escolher uma como exemplo, a mais digna de nossa admiração e, em todas as circunstâncias difíceis, em todos os casos em que nossa consciência oscila entre dois partidos a tomar, inquirimos o que ela teria resolvido e procedermos no mesmo sentido. Assim, pouco a pouco, iremos construindo, de acordo com esse modelo, um ideal moral que se refletirá em todos os nossos atos. Todo homem, na humilde realidade de cada dia, pode ir modelando uma consciência sublime. A obra é vagarosa e difícil, mas, por isso são nos dado os séculos.É pela vontade que dirigimos nossos pensamentos para um alvo determinado. Aprendamos, pois, a servimos de nossa vontade e por ela, a unir nossos pensamentos a tudo o que é grande, à harmonia universal cujas as vibrações enchem o espaço e embalam os mundos. A vontade, confiança e o otimismo são outras tantas forças preservadoras, outros tantos baluartes opostos em nós a toda causa de desassossego, de perturbação interna e externa. Bastam, às vezes por si sós, para desfiar o mal; ao passo que o desânimo, o medo e o mau humor nos desarmam e  entregam a ele sem defesa. O labor educativo, por isso mesmo, impõe incessantes contribuições, exigindo valiosos investimentos de sacrifícios a benefício do conjunto. Equilíbrio e educação portanto em qualquer circunstância a partir da vontade constante, como sinal de vitória sobre as paixões e de renovação na luta.

 

SEEB - Sociedade de Educação Espírita da Bahia

Exibições: 1549

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de Tiago Ferreira em 19 agosto 2012 às 21:15

Poxa, excelente... por mais que saibamos, nunca é tarde para aprender...

Comentário de Rosane Gil em 19 agosto 2012 às 1:41

MUITO BOM, ESTAVA NECESSITADA DE LER ALGO ASSIM!!!

Comentário de Maria Aparecida Vieira em 18 agosto 2012 às 19:22

Linda sua mensagem, como somos pequenos diante das paixões,quebrando nossa confiança no ser humano e em nós mesmos!!!!Reformar o carater deve ser prioridade para aqueles que trilham o caminho do espiritismo,mas também para toda humanidade, posto sermos todos filhos de Deus!!Espíritos de luz o iluminem sempre!

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Médiuns. 171. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“Sandálias Douradas”.  Credibilidade é fundamental. Alguns médiuns ganham credibilidade, mas são infectados pelo orgulho e/ou vaidade. Fator complicador - obsessão. A entidade passa a exercer…"
2 horas atrás
Antonio Carlos G. Sarmento e Edileuza R. Rodrigues agora são amigos
2 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" Sincera solidariedade agrega, solidariedade forçada segrega. O humanista de boutique precisa do preconceito. É o oxigênio vital dele, diz jornalista em Hipocrisia in…"
ontem
augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
terça-feira
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
terça-feira
ANDREA REGINA DE SA curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
segunda-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Ao tentar processar o Porta dos Fundos, por retratar Jesus como um gay, igreja teve um prejuízo de R$ 82…"
1 Ago
Madelon Fonseca curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
31 Jul
Joao Iudes Nodari respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"A Marlene apresentou uma realidade constatada diariamente no processo de palestras ministradas nos centros e unidades espíritas. Está-se chegando numa fase onde a ênfase oratória pergaminha atitudes emocionais e…"
31 Jul
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Espiritismo e Evangelho

Grupo destinado a estudos do Evangelho a Luz da Doutrina EspíritaVer mais...
31 Jul
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Estudo: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"

Estudo Interativo da Série: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"Áudios  e vídeos da Sala de Conferência Estudando EspiritismoAo vivo semanalmente as 20h00 pelo link…Ver mais...
31 Jul
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Marlene, Grato pelo seu comentário. Deus a abençoes . Precisando de qualquer informação estamos a disposição.."
31 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço