A Dor é Inevitável, o Sofrimento é Opcional

Uma amiga deu um depoimento muito elucidativo de como a dor e o sofrimento são coisas bem diferentes.

Relatou que por ocasião do Plano Real (1994), ela e o marido possuíam uma construtora. Os negócios estavam indo de vento em popa e, da noite para o dia, eles perderam tudo e ficaram devendo milhares de reais para fornecedores e funcionários. A empresa quebrou.

Eles tinham duas opções: se desesperarem, se revoltarem ou encararem o problema de frente e buscarem a melhor solução.

Optaram por aproveitar a dor e transformá-la em ferramenta de crescimento. Passaram por inúmeras dificuldades, privações, mas não se desesperaram. Reuniram forças e deram a volta por cima.

Uma porta se fecha, muitas outras se abrem. Vida é oportunidade.

Uma outra amiga me revelou que tem dois irmãos separados.

O primeiro, seis meses após a separação, conseguiu se reerguer e voltou a ser o que era antes. Deu a volta por cima.

O outro, diante da dor da separação, optou pelo sofrimento e após 17 anos do ocorrido ainda se encontra deprimido.

A pior das mortes é o que morre dentro de nós enquanto vivemos. Tornou-se um morto vivo, um autômato, um zumbi. Morreu por dentro, não sente mais vontade de viver e aguarda o fim “definitivo”.

Imagine um casal que se separou depois de alguns anos juntos. Imagine que um deles sente uma dor terrível no início. É normal? Sim, a dor da separação é natural, é esperada. A dor, vem e vai, ela tem um movimento fluido, ela passa.  Depois de alguns anos, se essa “dor” ainda persiste, na verdade não é mais dor, é “sofrimento”, ou seja, uma dor “arrastada”.

Conheci um casal que perdeu um filho num acidente. Até hoje não se recuperaram. Sofrem dia e noite, num tormento sem fim. Se revoltaram, não aceitam a perda e se colaram na condições de vítimas da vida.

Outro casal que passou pela mesma perda, decidiu ajudar crianças órfãs e pobres. Encontraram na renovação espiritual o suporte para viver com alegria.

As perdas, todas elas, umas mais outras menos, costumam nos trazer grandes sofrimentos, mas não irremediáveis.

Dor e sofrimento são coisas diferentes.

A dor faz parte da vida, não há como evitá-la. O sofrimento, não. O sofrimento pode ser diminuído e até evitado. Vai depender de nós.

Existem maneiras de atenuarmos e evitarmos o sofrimento, trabalhando com nossos pensamentos e emoções.

O sofrimento é como se fosse uma dor crônica, não tratada, não cuidada, negligenciada.

A dor física anuncia que algo em nós não vai bem e precisa ser tratado.

A dor não é castigo: é contingência inerente à vida, cuja atuação enobrece o espírito.

O sofrimento é um conceito mais abrangente e complexo do que a dor: “em se tratando de uma doença, é o sentimento de angústia, vulnerabilidade, perda de controle e ameaça à integridade do eu. Pode existir dor sem sofrimento e sofrimento sem dor. O sofrimento, sendo mais vasto, é existencial. Ele inclui as dimensões psíquicas, psicológicas, sociais e espirituais do ser humano”.

A simples reflexão sobre a dor e o sofrimento basta para evidenciar que eles têm uma razão de ser muito profunda:

  • A dor é um alerta da natureza, que anuncia algum mal que está nos atingindo e que precisamos enfrentar. Se não fosse a dor sucumbiríamos a muitas doenças sem sequer nos dar conta do perigo.
  • “O sofrimento é inerente ao estado de imperfeição, mas atenua-se com o progresso e desaparece quando o Espírito vence a matéria”. “O sofrimento é um meio poderoso de educação para as Almas, pois desenvolve a sensibilidade, que já é, por si mesma, um acréscimo de vida”. “O sofrimento é o misterioso operário que trabalha nas profundezas de nossa alma, e trabalha por nossa elevação”. “Em todo o universo o sofrimento é sobretudo um meio educativo e purificador”. “O primeiro juiz enviado por Deus é o sofrimento, que procura despertar a consciência adormecida”. “É apelo à ascensão. Sem ele seria difícil acordar a consciência para a realidade superior. Aguilhão benéfico, o sofrimento evita-nos a precipitação nos despenhadeiros do mal, auxilia-nos a prosseguir entre as margens do caminho, mantendo-nos a correção necessária ao êxito do plano redentor”. (Equipe Feb, 1995)

Allan Kardec, no cap. VI de O Evangelho Segundo o Espiritismo, diz-nos que todos os sofrimentos, misérias, decepções, dores físicas, perda de entes queridos encontram sua consolação na fé no futuro, na confiança na justiça de Deus, que o Cristo veio ensinar aos homens. Naquele que não crê na vida futura as aflições se abatem com todo o seu peso, e nenhuma esperança vem suavizar-lhe a amargura. O jugo será leve desde que obedeçamos à lei. Mas, que lei? A lei áurea deixada por Jesus: “Fazer aos outros o que gostaríamos que nos fosse feito”. Praticando-a, vamos atualizando as nossas potencialidades de justiça, amor e caridade, primeiramente com relação a Deus e, secundariamente, com relação a nós mesmos e ao nosso próximo.

Fernando Rossit

Bibliografia de apoio:

ÁVILA, F. B. de S.J. Pequena Enciclopédia de Moral e Civismo. Rio de Janeiro: M.E.C., 1967/ KARDEC, A. O Evangelho Segundo o Espiritismo. 39. ed. São Paulo: IDE, 1984/ IDÍGORAS, J. L. Vocabulário Teológico para a América Latina. São Paulo: Paulinas, 1983/ EQUIPE DA FEB. O Espiritismo de A a Z. Rio de Janeiro: FEB, 1995/ http://www.ceismael.com.br/ ;http://grazielabergamini.com.br.

Exibições: 152

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

 

Há, para uma boa parcela de gente, até para aqueles que conhecem um pouco mais os Espíritos e a sua natureza, uma espécie de medo do que eles – os Espíritos – podem fazer…

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Últimas atividades

Lucival Silva curtiram a discussão MÚSICA PARA RELAXAR de Margarida Maria Madruga
3 minutos atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog É Admissível o Aborto em caso de Estupro? de PATRIZIA GARDONA
"Legalização do aborto “o mais rápido possível” O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, disse que pretende fazer “sair o mais rápido possível” a…"
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Os Cinco Pilares da Doutrina Espírita de PATRIZIA GARDONA
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Talismãs e Amuletos, e o que kardec diz sobre a força desses objetos? de PATRIZIA GARDONA
ontem
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
ontem
os pae postou um evento

CONVITE AOS AMIGOS DO PAE-TAGUATINGA-DF em QNM 40 ÁREA ESPECIAL NUMERO 2

16 novembro 2019 de 18 a 19
ontem
Angela Smanio curtiram o perfil de Adriano Moraes
sábado
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Cesar Fontes Gerhard
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Ana Paula D Aquino
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de José Maria Ramalho Pinto Júnior
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de katia maria brinco
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Robson Carlos Rocha Chicarino
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Carmen Angela Guimarães Leal
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Marcelo Myrrha
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Neldalia Silva Fort Bastos
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Elisangela Vargas da Silveira
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Maria Helena
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Olimpia Maria dos Santos
sexta-feira
Cesar Fontes Gerhard curtiram o perfil de Conceição A. Fernandes dos Anjos
sexta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço