Filmes de ação, comumente, têm heróis que apanham, são ingênuos, pouco se defendem, quase morrem para, então, no último momento vencerem os que tripudiaram sobre eles. Este é o estereótipo da bondade hollywoodiana.

Tal modelo faz questionar as razões pelas quais a ficção idealiza este tipo de herói que não mostra força e poder até tudo estar do pior jeito e o sacrifício para alcançar a vitória seja muito maior. Talvez seja assim porque “a arte imita a vida” (Aristóteles, filósofo grego, 384 a.C. à 322 a.C.).

A vida, realmente, mostra que muitos “homens bons”, que não fazem o mal, são fracos por não agirem, corajosamente, preferindo o imediatismo à construção do futuro, por terem um instinto de autopreservação individualista mais intenso que o de solidariedade ao que é coletivo.

O que enfraquece os “homens bons” é que a bondade inativa não luta para superar as dificuldades, acomodando-se às piores situações. Afinal, a bondade verdadeira é inclinada a pensar no todo e sabe que o que é bem feito a ela retornará, não precisando ser egoísta. A bondade é calma, mas não é tola, não se permite enganar – ela trabalha.

Aliás, o Espiritismo tem duas assertivas que fazem refletir sobre essa questão:

Em O Livro dos Espíritos, questão 642, o codificador Allan Kardec pergunta: “Será suficiente não se fazer o mal para ser agradável a Deus e assegurar uma situação futura?”. A resposta, proveniente do mundo espiritual, diz “Não; é preciso fazer o bem no limite das próprias forças, pois cada um responderá por todo o mal que tiver ocorrido por causa do bem que deixou de fazer”.

Na mesma obra, questão 932, Allan Kardec questiona: “Por que, no mundo, tão amiúde, a influência dos maus sobrepuja a dos bons?” A resposta indica a responsabilidade dos bons pelo atual estado que vivemos – dizem os espíritos: “Por fraqueza destes. Os maus são intrigantes e audaciosos, os bons são tímidos. Quando estes o quiserem, preponderarão.”

É preciso mudar a crença! Muitas pessoas boas ainda se sentem fracas, agem timidamente, pensam que basta não fazer o mal, não reconhecem sua força, falta-lhes vontade para a luta. O planeta está à deriva de atitudes, há mais comodismo que esforço por um mundo melhor; na prática tornamo-nos materialistas, faltando-nos o verdadeiro mergulho na bondade que semeará um melhor amanhã para todos.

Vania Mugnato de Vasconcelos

Fonte: Agenda Espírita Brasil

Exibições: 110

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Goliveira Goncalves respondeu à discussão PSICOGRAFIA DIGITADA - O que você acha sobre isso? de Marcelo Pimentel
"Amigo, boa noite. Esses posts não são novos, mas resolvi participar mesmo assim.....Creio que precismos educar o nosso olhar para não nos perdermos nesse mar de coisas negativas, correndo o risco de deixar passar um oceano de…"
12 horas atrás
Goliveira Goncalves respondeu à discussão PSICOGRAFIA DIGITADA - O que você acha sobre isso? de Marcelo Pimentel
12 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“LOCKDOWN”. Fazendo “ARTE”. Resolvemos explicar como sofrer menos, quando a idade nos coloca no grupo de risco do vírus - codinome COVID 19.  A fórmula foi a “literatura e o cinema”,…"
17 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Como dizer, através da Arte, em todos os continentes que “Tudo Passa”? Veja em Criações artísticas. No inicio da Regeneração.  As criações artísticas surpreendem e se…"
22 horas atrás
luis conforti junior comentou a postagem no blog QUEM SÃO AS PESSOAS QUE MAIS SOFREM? de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
"E porq é que sofre toda a criação de seres vivos, se absolutamente todos são criados por Deus?"
ontem
luis conforti junior comentou a postagem no blog Saúde e Paz de PATRIZIA GARDONA
"E como entender isso, que periodicamente, de tempos em tempos, Deus nos manda terríveis pragas, como essa atual pandemia, q fazem q a humanidade inteira sofra cruelmente, se ele é soberano amor?"
ontem
luis conforti junior comentou a postagem no blog Vai, e não Peques mais! de PATRIZIA GARDONA
"Se a recomendação é q não pequemos mais, porq não a obedecemos, pois q isso será melhor para nós?"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"ARTE É VIDA, O VALIOSO BEM Não pense em desistir da vida ela é o bem mais valioso. Quem pintou esse quadro?  Fotos no Blog do Bruno Tavares. (BBT) disponível provavelmente entre os dias 05-07 de junho de…"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
quarta-feira
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog Deus é um imenso “inexistir”? (Jorge Hessen) de os pae
quarta-feira
Marco Antonio Serra curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
terça-feira
Edson Luís da Silva Macedo curtiram a página Regras de Publicação de Amigo Espírita
30 Maio

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço