Ao atingir o Reino Hominal, o Espírito tem latente em si toda a força dos instintos, desenvolvidos ao longo de sua trajetória pelo reino da animalidade inferior.

Preponderando os instintos de sobrevivência e de manutenção da espécie, a sua preocupação maior é comer, beber, dormir e procriar, colocando em prática as devidas ações para que as coisas aconteçam no sentido de lhe satisfazer essas suas necessidades.

A medida que a inteligência se desenvolve, alargando seu raciocínio, uma segunda necessidade se lhe apresenta ao entendimento: assegurar-se quanto a satisfação de suas necessidades primárias.

Desenvolve, então, territórios físicos, sociais e psicológicos e a posse material, moradias mais seguras, e atividades que lhe garantam a permanência no patamar alcançado.

Mas o Espírito é um ser gregário, social, e por isso desenvolve necessidades relacionadas aos seus iguais, e a medida em que se envolve na sociedade humana, e por ela é envolvido, passa a sentir falta de afeto, amor, afeição, em sentido de duas mãos, ou seja dar e receber, sempre segundo seu amadurecimento. Esse é um terceiro estágio das necessidades humanas.

Percebe-se que este terceiro estágio se dá no campo da subjetividade, em contraposição às duas primeiras, embora estas possam se sobrepor devido ao domínio da viciação e da falta de confiança nos mecanismos da vida.

O próximo patamar é o de ser reconhecido em seus valores, ser estimado e respeitado por tudo o que é, realiza e representa. No entanto, se só exige para si e não retribui, é egoísta, e se já age da forma com que gostaria que agissem com ele, é generoso e em consequência admirado por sua postura humana.

Para o próximo e último estágio no entendimento de suas reais necessidades, que é o da auto realização enquanto ser humano, a distância será correspondente ao grau de consciência de quem ele é, de onde veio e para onde vai, e o que deve fazer enquanto ser pertencente ao mundo dos encarnados. As experiências vividas anteriormente, se bem aproveitadas, lhe darão maiores possibilidades de avanço rápido rumo a sua destinação.

A reflexão íntima, na análise de como se comporta em relação ao próximo, na busca pela identificação de seus valores menos felizes, que geram atitudes negativas e prejudiciais a si e a outrem, demonstrará avanço acelerado rumo à subjetividade maior, fazendo com o que é fisiológico se transforme tão somente em ferramentas para avançar mais e mais na escalada evolutiva.

Estamos todos, Espíritos que somos, em busca dessa subjetividade, e a Doutrina Espírita tem, em sua mensagem, todos os esclarecimentos necessários para que possamos entender, definitivamente, que somos seres espirituais em experiência corporal e não o contrário.

Convém, portanto, em analisando nossos valores, aptidões e tendências, observar atentamente quais são as necessidades que clamam pela nossa atenção e interesse em satisfazê-las, porque se fisiológicas e egóicas em primeiro lugar, mais animalizados estaremos, mas se subjetivas, mais próximas do Reino dos Céus, que outra coisa não é senão o Reino do Espírito, que é de onde viemos com a tarefa de nos prepararmos para lá nos estabelecermos em definitivo, quando atingirmos o grau maior de subjetividade representada pelo amor que Nosso Senhor Jesus Cristo pregou e exemplificou.

Pensemos nisso.

Antônio Carlos Navarro

Exibições: 57

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
7 horas atrás
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog Deus é um imenso “inexistir”? (Jorge Hessen) de os pae
8 horas atrás
Marco Antonio Serra curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
ontem
Edson Luís da Silva Macedo curtiram a página Regras de Publicação de Amigo Espírita
sábado
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"QUARENTENA. MORTE. SENTIDO DA VIDA.  Quem decidiu sobre nossa existência, sobre o seu valor? Qual o sentido do Universo e da existência humana? Que é o homem? O fato de ser portador de um diploma, de conhecimentos, leva o…"
sábado
Ícone do perfilAurora, Marco Túlio Brito e Eliana entraram em RAE
sábado
Ariel Ale Anjo curtiram a página Regras de Conduta de Amigo Espírita
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Prêmio Nobel de Química diz que medidas de isolamento podem ter custado mais vidas do que salvo.  http://www.youtube.com/watch?v=0KfxOFsWwOk"
sexta-feira
Antonio Carlos G. Sarmento curtiram o perfil de Monica lucio
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Com precaução ninguém morre antes da hora. (1) A autópsia das pessoas que morreram em conexão com o coronavírus tinham pelo menos uma doença anterior. Todos eles teriam morrido no decorrer deste ano.…"
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Confiança em Deus. Há sempre um amanhã, diz o poeta. Você pode esperar. Um lindo amanhã há chegar. Há sempre um amanhã, pra quem vive a sofrer, não custa esperar, você vai ver. E…"
28 Maio
Nilton Cardoso Moreira comentou a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
"Muito bem colocado amigo Virgilio. Obrigado pelo comentário."
27 Maio

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço