Achei a causa… – Orson Peter Carrara

Estive pensando nos conflitos de relacionamento, nas dificuldades todas que aí estão, inclusive nas artimanhas e intrigas de bastidores, em empresas, famílias, conhecidos, colegas e mesmo nas atividades voluntárias compartilhadas nas instituições movidas pelo ideal religioso, das variadas denominações no Brasil; estava meditando sobre os ciúmes, as manipulações, os desrespeitos, as agressões, as acusações e críticas sempre reinantes, nos comentários maldosos e mesmo nos desprezos calculados, nos crimes entre cônjuges, nos abandonos de crianças e idosos, nas enfermidades surgidas de abalos emocionais… campo vasto a se abrir quando começamos a pensar nos dramas humanos e na nossa mediocridade moral….

Foi quando me deparei com o trecho abaixo. Ele consta do livro Roteiro, de Emmanuel, e está no capítulo 1 – O Homem ante a vida.

Foi inevitável. Ao ler, nesse momento de tantas dificuldades que nos afetam a todos, em âmbito familiar, social, profissional, nacional…. pude constatar: achei a razão maior. Achei o “fio da meada”. Eis a causa. Acompanhe atentamente. Peço ler vagarosamente… Eis:

“(…) Confinado ao reduzido agrupamento consanguíneo a que se ajusta ou compondo a equipe de interesses passageiros a que provisoriamente se enquadra, sofre a inquietação do ciúme, da cobiça, do egoísmo, da dor. Não sabe dar sem receber, não consegue ajudar sem reclamar e, criando o choque da exigência para os outros, recolhe dos outros os choques sempre renovados da incompreensão e da discórdia, com raras possibilidades de auxiliar e ser auxiliado (…)”

Sugiro releia.  E vá pensando nas dificuldades que tem constatado. O amigo leitor se surpreenderá ao encaixar no acanhado ponto de vista que ainda nos situamos – seja no agrupamento familiar ou na equipe de interesses passageiros –, alimentando ilusões e pretensões descabidas, buscando autopromoção , exigindo além do equilíbrio, tentando imposições ou mesmo agredindo muitas vezes, seja com a omissão ou as posturas que não se conectam ao dever do bem que nos cabe.

Aí surgem os choques variados que temos experimentado, fruto todos de nossa imaturidade e mesmo leviandade muitas vezes.  E pior, criando barreiras para ajudarmos e nos ajudarmos na superação de todas essas lamentáveis mazelas morais.

Claro que isso não é nenhuma novidade. Todos já sabemos. O título foi para provocar curiosidade e levar ao precioso trecho do texto de Emmanuel.

O capítulo em questão é muito valioso e aborda as grandezas da vida, mas nos faz reconhecer a pequenez que ainda nos situamos. A solução continua na vivência cristã que teimamos em nos manter afastados. Estamos convocados a essa nova postura. Seja por gratidão à vida, seja pelo dever de progredir, seja para sairmos da mediocridade que ainda estamos. A vida conspira a nosso favor e o dever que se apresenta é respeitar a vida em toda sua amplitude.

Exibições: 98

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)

Espiritualidade em comportamento de crise

Por Jane Maiolo

 

Então disseram os fariseus entre si: vede que nada é proveitoso! Eis…

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
A mulher do fluxo de sangue - Orlando Ribeiro assista pelo youtube https://t.co/zOKol8Bfoq https://t.co/gRbeecIK7p
Twitter28 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Tormentos voluntários. - Palestra com Herivan Ximenes assista pelo youtube https://t.co/CiPTwdzl6j https://t.co/K6W8gpR9uF
Twitter32 minutos atrás · Responder · Retweet
Diógenes Francisco Pelegrini postou eventos
34 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Márcia Rosane Soares
37 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Silvia Helena Canella Mantoan
37 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Frederico Afonso Fragoso
38 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Ellen
38 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Claudio Wichr
38 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Marcelo Bizzi
38 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Kary Magalhães
38 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de ODILON FAGUNDES DA SILVA
39 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de MARLON DA PAIXAO DOS SANTOS
39 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Alice de Paula
39 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Sabrina
39 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Éder Galúcio
40 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de JOISANE FLOR
40 minutos atrás
Jeferson Fraga e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
40 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de suely I B Melo
40 minutos atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Vera da Silva
40 minutos atrás
Lisiane curi de castro curtiu a postagem no blog O Arrependimento se dá em Vida ou Depois da Morte? de PATRIZIA GARDONA
40 minutos atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço