de Jesus). Os espiritualistas, nesse momento difícil, com boa intenção, na tentativa de suscitar uma reação mais positiva, expressam algo como “não fique assim, seu filho não gostaria de te ver assim”. Vale algumas reflexões sobre como ajudar nesse momento de dor profunda e solidão.

O luto é um período necessário para que se possa absorver a ausência permanente da pessoa amada. Nesse momento não é conveniente dar conselhos, decidir sobre o futuro, indicar procedimentos. O melhor modo de auxiliar é permanecer o lado da pessoa, ouvir e ouvir. Deixá-la decidir se vai ou não doar os objetos do desencarnado, se quer ou não arrumar o quarto. O colo e o abraço ajudam muito mais.

A tendência é que, passados os primeiros momentos de choque, as pessoas em geral se esqueçam e deixem de visitar ou ligar para a pessoa, que ainda está em luto. É justamente no passar dos dias que a saudade aumenta e a ausência dói mais. Então ao menos durante um ano é conveniente que os amigos mantenham um contato próximo.

A religiosidade ajuda muito. Se tiver intimidade suficiente com a pessoa, você pode apenas convidá-la a ir à igreja ou ao Cento Espírita. Mas não insista. Coloque-se disponível. Com o caminho aberto, geralmente a pessoa aceita em algum momento e isso ajuda muito a superação do luto.

Mesmo com plena consciência da continuidade da vida, a morte de uma pessoa amada é um momento radical. Por isso, nunca se deve exigir ou julgar suas atitudes diante dessa situação. Saber da existência do espírito não isenta a pessoa de sentir e poder manifestar a sua dor. Pode se comportar de forma equilibrada, resignada ou de outro modo. Julgar e exigir nunca ajuda. Acolher e conversar sim. Como diz a canção “a dor é de quem tem”.

Como, onde e quando a morte vai impactar a nossa vida, não está em nossas mãos. A morte de uma pessoa amada pode até ser um momento de crescimento, mas é preciso tempo. O mundo ocidental vende a idéia de juventude, beleza, consumo e sucesso na vida material como se fossem a essência da alma humana. Sem filosofia ou reflexões sobre o sentido da vida a alma fica pobre, vazia de sua essência espiritual. Pensar na morte antes que o luto nos visite é pensar na vida, no amor, em profundidade.

- Como os espíritas compreendem a morte? Qual o seu significado?

O Espiritismo traz uma mensagem capaz de amenizar as angústias relacionadas à morte, uma vez que encontramos em seus preceitos básicos a informação de que todos somos almas imortais, reencarnantes neste planeta, com o propósito de evolução individual e coletiva. Ademais, através de sua ciência e filosofia, traz evidências robustas de que aqueles que se amam tornam a se encontrar, seja no mundo espiritual ou mesmo no físico, em novas experiências no corpo. Desta forma, a morte nada mais é que a finalização de mais um ciclo, uma passagem para outro estado, outra dimensão. A alma continua viva, mas livre, mantendo sua identidade, dando continuidade ao seu processo de aprendizagem, em constante relação com outros seres.

Entretanto, devemos levar em conta que mesmo os Espíritas são herdeiros de uma cultura de negação da morte, no Ocidente, e muitos, embora consolados por estas informações, não lidam de forma apropriada com o tema em questão, deixando de dialogar a respeito nas mais variadas oportunidades, ou mesmo sem ter recursos apropriados para darem conta das inúmeras demandas que surgem durante o próprio processo de morrer ou o de pessoas significativas.

- Quais são os ritos de passagem do mundo material para o mundo espiritual?

Para os Espíritas não existem ritos, sacramentos, posturas específicas, livros sagrados, roupas especiais, etc. Acredita-se que estes instrumentos não são necessários, mas sim a prece feita com o coração, concentrada e amorosa. Entretanto, os velórios são realizados, tanto para acolhimento dos amigos e parentes, mas também, e principalmente, para que a alma que está desencarnando possa receber as homenagens, sejam elas através de palavras ou em forma de bons pensamentos e orações.

- Qual a visão do Espiritismo sobre o mundo espiritual?

O mundo espiritual vibra em outra dimensão, mais etérea, portanto não perceptível ao olho comum. Os Espíritos que deixam a Terra partem para este outro lugar, passando a atuar nele. Embora o Livro dos Espíritos – obra básica da Doutrina – não trate especificamente sobre detalhes do mundo espiritual, é através das obras psicografadas por médiuns do mundo todo (mas principalmente por brasileiros, uma vez que o Espiritismo foi amplamente difundido em nosso país), que podemos observar as muitas nuanças deste lugar. Segundo a natureza das almas que para lá partem, formam-se espaços específicos, de acordo com aquilo que emanam de suas mentes. Lemos descrições de cidades inteiras, organizadas tanto para acolhimento e realização do bem, mas também algumas outras de baixa vibração, onde as inteligências se reúnem por suas más tendências.

- Por que a reencarnação é um dos princípios fundamentais para o espírita?

Segundo a filosofia espírita, se acatamos a existência de Deus (um Ser obviamente perfeito, senão deixaria de ser Deus), seja através da observação de Seus efeitos, - pela Inteligência percebida em Sua obra – ou por um exercício de fé, o preceito da reencarnação é o único capaz de explicar as inúmeras discrepâncias sociais existentes, sendo também instrumento eficaz para a tendência evolutiva dos seres e do Universo.

Como explicar a existência de um Deus soberanamente bom e amoroso se sabemos de tantos sofrimentos entre crianças e pessoas genuinamente boas? Só a reencarnação, com a Lei de ação e reação, pode nos ajudar na compreensão desta realidade.

Vale salientar, mais uma vez, que é através das inúmeras reencarnações que a alma vai aprendendo os saberes necessários – tanto os de ordem intelectual como moral, extirpando de si as tendências ruins, construindo virtudes.

- Os adeptos do Espiritismo podem ser cremados?

Sim. Apenas pede-se que, para isso, respeite-se um tempo mínimo de 72 horas. Como disse acima, no momento da morte nem sempre todos os laços que prendem a alma ao corpo já estão desfeitos, sendo por vezes preciso algum tempo para este processo ser finalizado.

- Dentre os rituais ligados à morte o que os familiares fazem com os pertences da pessoa que morreu?

Se são pessoas espiritualmente maduras, doam tais pertences, após algum tempo do desencarne. Nem todos os que partem deste mundo estão bem preparados para a morte do corpo. Muitos se prendem demasiadamente às coisas materiais. Desta maneira, sempre é interessante que se aguarde algum tempo antes de se doar os pertences daquele que partiu.

- Como é vivenciado o processo de luto pelos familiares e amigos?

Embora com maiores chances de se sentirem consolados pelos preceitos da Doutrina que abraçam, neste difícil momento, os Espíritas tendem a elaborar seus lutos junto aos amigos e familiares de forma parecida com a dos seguidores de outras religiões cristãs: os lamentos e conversas giram em torno do evento, do morto, as saudades são sentidas, os resultados discutidos, até que a vida finalmente volta ao normal, com as atividades de cotidiano sendo retomadas. Talvez o tempo desta elaboração seja reduzido devido à filosofia que seguem, assim como o sofrimento associado.

“Na vida, não vale tanto o que temos, nem tanto importa o que somos. Vale o que realizamos com aquilo que possuímos e, acima de tudo, importa o que fazemos de nós!” 
(Chico Xavier)

(Compilação dos textos "Ajuda na luta para vencer o luto" de Cristina Helena Rocha e "O Significado da Morte e o Processo de Luto na visão do Espiritismo" de Nazaré Jacobucci)

---

Amor pede passagem - Amor e luto

Exibições: 1002

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Monica lucio curtiu a postagem no blog AMAS O BASTANTE/ de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
7 horas atrás
Monica lucio curtiu a postagem no blog Vai, e não Peques mais! de PATRIZIA GARDONA
7 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Downloads

Grupo para downloads de material EspíritaVer mais...
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan curtiram o evento Downloads de Amigo Espírita
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan curtiram o evento Joanna de Ângelis e Divaldo Franco de Amigo Espírita
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan entrou no grupo de Adriana Horta
Miniatura

Psicologia Transpessoal na Visão Espírita

A quarta força nos propiciando o real desejo de renovação através das sublimes palavras da Veneranda Joanna de Ângelis e do Apóstolo Divaldo Franco. Bem Vindos!
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan curtiram o evento Psicologia Transpessoal na Visão Espírita de Adriana Horta
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan entrou no grupo de The Spiritist Psychological Soci
Miniatura

Jornal de Estudos Psicológicos

Aborda o pensamento espírita, no seu aspecto tríplice,bem como, sua aplicabilidade na vida diária.Objetiva a divulgação do Espiritismo, colaborando para a iluminação das consciências, visando o Ser integral.Ver mais...
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan curtiram o evento Jornal de Estudos Psicológicos de The Spiritist Psychological Soci
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Autodescobrimento: Uma busca interior

Grupo destinado a publicações referente ao estudo semanal realizado na Sala de Conferência "Estudando Espiritismo" através do Hangout.Acompanhe sempre nas terças-feiras, das 18:50 às 19:55 hs com o psicólogo e expositor: Vitor Antenore Rossi,…Ver mais...
8 horas atrás
Issarrar Ben Kanaan curtiram o evento Autodescobrimento: Uma busca interior de Amigo Espírita
8 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço