Foi em 1854 que Allan Kardec ouviu, pela primeira vez, falar das mesas girantes. Um magnetizador, o sr. Fortier, velho conhecido de Kardec, foi quem o informou a esse respeito.
«Já sabe da singular pro-priedade que se acaba de descobrir no magnetismo? Parece que já não são somente as pessoas que podem magnetizar-se, mas também as mesas, conseguindo-se que elas girem e caminhem à vontade». (Kardec, A., Obras Póstumas, Rio: FEB, 1964. p. 237).
Allan Kardec ponderou que tal facto lhe parecia inteiramente possível, visto o fluido magnético poder atuar também sobre os corpos inertes e fazê-los mover-se. Mas Kardec, passado algum tempo, encontrou-se novamente com o sr. Fortier, e este disse: «Temos uma coisa muito mais extraordinária: não só se consegue que uma mesa se mova magnetizando-a, como também que fale. Interrogada ela responde.» (Opus cit. p. 237)
Neste ponto Kardec mostrou-se céptico, dizendo-lhe que só acreditaria se visse o fenómeno. Para ele era um absurdo atribuir-se inteligência a uma coisa puramente material.
No começo de 1855, encontrou-se com o seu amigo sr. Carlotti que lhe falou longamente acerca das mesas girantes, acrescentando uma interpretação para o fenômeno: «a intervenção dos espíritos». Mesmo assim Kardec manteve-se incrédulo.
Em Maio de 1855, Kardec teve a oportunidade de, pela primeira vez, presenciar o fenômeno das mesas girantes. Assistiu, então, a alguns ensaios de escrita direta numa ardósia, com o auxílio de uma cesta. Imediatamente percebeu que por detrás daquele fenômeno situava-se algo muito importante, e resolveu estudá-lo a fundo.
Posteriormente, Kardec relacionou-se com a família Baudin, que residia então à rua Rochechouart, tendo sido convidado para assistir às sessões semanais que se realizavam em sua casa. Eis como ele se referiu a essas sessões:
«(... ) Os médiuns eram as duas senhoritas Baudin, que escreviam numa ardósia com o auxílio de uma cesta, chamada carrapeta e que se encontrava descrita em «O Livro dos Médiuns». Esse processo, que exige o concurso de duas pessoas, exclui toda a possibilidade de intromissão das ideias do médium. Aí tive o ensejo de ver comunicações contínuas e respostas a perguntas formuladas, algumas vezes até a perguntas mentais, que acusavam, de modo evidente, a intervenção de uma inteligência estranha». (Opus cit. p. 240).
Segundo Kardec, os assuntos tratados eram frívolos: «Os assistentes ocupavam-se, principalmente, de coisas respeitantes à vida material, ao futuro, numa palavra, de coisas que nada tinham de realmente sério; a curiosidade e o divertimento eram os motivos capitais de todos. Dava o nome de Zéfiro o espírito que costumava manifestar-se, nome perfeitamente acorde com o seu carácter e com a reunião» (Opus cit. p.240).
Foi nessas reuniões que Kardec começou os seus estudos sérios de espiritismo, «menos, ainda, por meio de revelações, do que de observações. Ele aplicou rigorosamente o método científico positivo em suas investigações e declarou taxativamente: «Compreendi, antes de tudo, a gravidade da exploração que ia empreender; percebi, naqueles fenômenos, a chave do problema tão obscuro e tão controvertido do passado e do futuro da Humanidade, a solução que eu procurara em toda a minha vida. Era, em suma, toda uma revolução nas ideias e nas crenças; fazia-se mister, portanto, andar com a maior circunspecção e não levianamente; ser positivista e não idealista, para não me deixar iludir». (Opus cit. p. 241).
Logo Allan Kardec percebeu que os espíritos nada mais eram do que as almas do homens, não possuindo nem a plena sabedoria, nem a ciência integral: «Conduzi-me pois com os espíritos, como houvera feito com homens. Para mim, eles foram, do menor ao maior, meios de me informar e não reveladores predestinados» — diz Kardec. (Opus cit. p. 241).
Finalmente, em 1857, após minuciosa pesquisa, ele deu a lume a sua primeira obra sobre o que houvera investigado: «Foi assim que mais de 10 médiuns prestaram concurso a esse trabalho. Da comparação e da fusão de todas as respostas, coordenadas, classificadas e muitas vezes remodeladas no silêncio da meditação, foi que elaborei a primeira edição de «O Livro dos Espíritos» entregue à publicidade em 18 de Abril de 1857». (Kardec, A. - Opus cit. p. 243).

Exibições: 180

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Em geral o Espiritismo não trabalha com datas predefinidas para acontecimentos.

Em geral o Espiritismo não trabalha com datas predefinidas para acontecimentos.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Desde que o mundo é mundo o homem busca, por meio das previsões, antecipar-se…

Reflexões sobre ações e críticas

            Você já se perguntou o que é a verdade? Jesus ao ser indagado por P Pilatos, na descrição do Evangelho segundo João, capítulo XVIII, respondeu com o maior silêncio que a humanidade já ouviu. Tenho me perguntado por que Ele adotou tal postura?   

            Neste…

Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)

Espiritualidade em comportamento de crise

Por Jane Maiolo

 

Então disseram os fariseus entre si: vede que nada é proveitoso! Eis…

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
Planejamento Estratégico- Instrumento de Gestão na Casa Espírita- Adelson Nascimento e Marcos Bentes assista pelo… https://t.co/VVjdJYWnEO
Twitter41 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Seminário Transição Planetária (Parte 3) com Anete Guimarães assista pelo youtube https://t.co/fy6NnE49PA https://t.co/MArgaMl2IQ
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Seminário Transição Planetária (Parte 2) com Anete Guimarães assista pelo youtube https://t.co/6rkUE8OODx https://t.co/GJMzYqOLpQ
Twitter3 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
O arco da aliança - (157) Apocalipse - Carlos Alberto Braga e Júlio César Moreira da Silva assista pelo youtube… https://t.co/PC3Kf1hqVP
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Seminário Transição Planetária (Parte 1) com Anete Guimarães assista pelo youtube https://t.co/3ToQzlWAqa https://t.co/m1jeuG4tha
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
GIVANICE MACHADO curtiu a postagem no blog SUA FÉ SUPORTA AS TEMPESTADES DA VIDA ? de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
7 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Para quando chegar a tristeza - 117ª Assistência Espiritual Joanna de Angelis assista pelo youtube… https://t.co/oziQlVDsVo
Twitter18 horas atrás · Responder · Retweet
Rogério Barbosa agora é amigo de Mallu Consas e Decio Ney Rocha Naves
ontem
Feeak Minas adicionou uma discussão ao grupo Artigos Espíritas
Miniatura

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa. Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à reputação, análises mentirosas de situações respeitáveis e escândalos do ridículo.…Ver mais...
ontem
Ícone do perfil via Twitter
Bom dia, hoje as 8h teremos: Aquele que guarda os meus mandamentos é o que me ama! - Evangelho na Rede com Yasmim M… https://t.co/RDYmN0fJKm
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfilANGELAMARIA DE LOURDES FREIRE, Mauro Agenor Dal Belo, Darney Gonçalves Teixeira e mais 8 pessoas entraram em RAE
ontem
Sala de Estudos Chico Xavier compartilhou o vídeo deles em Facebook
ontem
Ícone do perfil via Twitter
Serve e Confia - Fernando Flores assista pelo youtube https://t.co/mFW9B1O5xb https://t.co/0AOGkKaNjw
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Renovar é preciso - Tatto Savi assista pelo youtube https://t.co/kN8ZC2R4HL https://t.co/0bT23P5s7K
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
As mil faces da espiritualidade - Sergio Huallas assista pelo youtube https://t.co/9LsaVCIRF0 https://t.co/1PSdC0uMhW
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Caridade e Saúde" - Otávio Tobias Otávio Tobias Soares Mandra assista pelo youtube https://t.co/D00clfojtQ https://t.co/JLoZY8wVdM
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Espíritos e as homenagens póstumas - Qs 323 a 325a Livro dos Espíritos - Carlos Alberto Braga assista pelo youtube… https://t.co/Ic82cV4wdE
Twitterontem · Responder · Retweet
Maria Fernanda Franco A.Pessanha curtiram a discussão Coleção Emmanuel - Livros para download de Amigo Espírita
ontem
Ícone do perfil via Twitter
Hoje o apresentador Américo Nunes entrevista José Antonio da Cruz ao vivo às 17h30 horário de Brasília. 👉 Acesse:… https://t.co/W0r9JVXPUP
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
O Evangelho Segundo o Espiritismo 3a parte - Evangelho na Rede com Elisabete Azevedo assista no youtube… https://t.co/Vo1mR48xzz
Twitterquinta-feira · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço