Cegos do Espírito

Um dia desses tivemos a oportunidade de vivenciar algo fora do comum.

Ao sairmos do trabalho profissional, no final do expediente diário, seguíamos pelo caminho rotineiro quando vimos que um jovem adulto vinha pela calçada, em sentido contrário ao nosso e em leve corrida, sorrindo largamente e mantendo a mão meio que levantada lateralmente de forma a sentir a vegetação que cobre o alambrado que circunda um condomínio de apartamentos.

Aos nossos olhos aquele rapaz demonstrava uma alegria toda especial.

Mas, o que há de fora do comum em tudo isso? Simples, aquele jovem é cego. Completamente cego. É bem verdade que fazia uso de sua bengala, e também é evidente que já conhecia o caminho, uma vez que reside nas proximidades, conforme constatamos posteriormente. Mas não deixa de ser uma experiência incomum, e os questionamentos são inevitáveis.

Por que um cego tem a coragem de correr, quando nós, que enxergamos, temos preguiça de nos exercitar para manter o corpo saudável?

Por que um cego enche-se de alegria vencendo seus desafios, quando nós, que enxergamos, temos dificuldades para sairmos de estados depressivos causados pelos obstáculos que se apresentam em nossos caminhos?

Por que um cego confia plenamente nos seus sentidos convivendo na escuridão, e nós, que enxergamos, não acreditamos em nossas potencialidades e nas possibilidades positivas da vida?

Simples. Aquele jovem cego enxerga a vida, e nós que enxergamos muitas vezes não a vemos. E não a vemos por vários motivos. Os conceitos e preconceitos, os valores, os medos e as preferências pelo pessimismo e pela descrença, nossas vontades e desejos, quase sempre distanciados dos valores espirituais superiores fazem com que enxerguemos o mundo à nossa maneira, impedindo o máximo aproveitamento da vida que temos, mantendo-nos sintonizados com mentes menos felizes do plano espiritual.

É uma questão de conscientização espiritual. De preferência pelas atitudes a serem tomadas. De posicionamento pessoal diante da vida.

Cada um de nós tem nas mãos o de que é necessário para desenvolver o seu próprio programa reencarnatório, e será muito mais fácil se optarmos pelos sentimentos superiores.

Alguém poderá contrapor dizendo que não é fácil uma mudança íntima.

Concordamos, mas é preciso raciocinar.

Ninguém pode se dizer ignorante quanto às Leis que regem a Sociedade Humana para justificar um crime, qualquer que seja ele. Com a Lei Natural também é assim. Já não podemos justificar nossa situação tão somente pelo prisma com o qual olhamos e agimos diante da vida. As Revelações se sucedem trazendo os esclarecimentos necessários aos nossos espíritos, e se não os conhecemos é pela inércia e imprevidência pessoal, e a Terceira Revelação, personalizada pela Doutrina Espírita, nos orienta quanto à reflexão sobre nossos atos praticados, que refletem nossas aptidões e tendências, justamente para que nos recondicionemos quando forem negativos, ou os reforcemos quando positivos.

Nascemos na carne para mudar, e mudar a nós mesmos. Tanto isso é verdade que, Allan Kardec nos esclarece que o verdadeiro espírita será aquele que se esforçar para mudar suas más inclinações. O esforço, a repetição, a entronização de novos valores, sustentados na lógica imbatível da revelação espírita farão com que venhamos a valorizar o que somos e temos, tornando-nos mais confiantes nas possibilidades da vida, mas, sobretudo nos dará a consciência do tanto que temos a agradecer pelos “talentos” que nos foram concedidos pela Divina Providência para o nosso próprio bem.

Ainda uma última observação. Se aquele jovem cego não precisa de um guia para correr, seja na presença de um ser humano ou um cão treinado, para nós outros, cegos do espírito, concedeu-nos o Criador um amigo incondicional que é o Modelo e Guia da humanidade em marcha. É o Senhor Jesus, e Ele nos alerta “quem me segue não anda em treva” (1) e “Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância.” (2)

Não percamos tempo. Sigamos com e por Jesus, mas nunca sem Kardec. Será sempre mais fácil enxergar e enfrentar a vida. A nossa própria vida.

Pensemos nisso.

Antonio Carlos Navarro

Referências:

(1) Dias, Haroldo Dutra. O Novo testamento, 1ª ed. Brasília: Conselho Espírita Internacional, 2010. Jo 8:12;
(2) Dias, Haroldo Dutra. O Novo testamento, 1ª ed. Brasília: Conselho Espírita Internacional, 2010. Jo 10:10.

Publicado simultaneamente em www.agendaespiritabrasil.com.br

Exibições: 259

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei)

Vaidade ou inveja?

Vladimir Alexei

Belo Horizonte das Minas Gerais,

15 de fevereiro de…

Últimas atividades

Ícone do perfilMarileide da Paixão Moraes Santo, Andréia Cugnasca Albertin, Raimunda Silva Soares e mais 3 pessoas entraram em RAE
15 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
16 horas atrás
Celso Leonardo curtiram a discussão O que aconteceu com a diversidade das mediunidades nas reuniões mediúnicas espíritas? de Amigo Espírita
22 horas atrás
Celso Leonardo curtiram a discussão Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo. de Amigo Espírita
23 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Porque a salvação não depende das obras e sim da vontade de Deus que, através da evolução, nos conduz à salvação."
ontem
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão DEVE-SE PUBLICAR TUDO? E DIVULGAR TUDO QUE SE PUBLICA? de Amigo Espírita
"No ego."
ontem
Silvia Helena Visnadi Pessenda curtiu o vídeo de Amigo Espírita
ontem
Ori Pombal Franco curtiram o evento “Afetividade na Família”, Aloisio Silva de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO, SUBSISTE ALÉM DO TÚMULO ( Emmanuel ) de Jocélia Quintiliano Maurício
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Nossas Obras Ficam Conosco – por Sidney Fernandes de PATRIZIA GARDONA
ontem
ARI DE SOUSA LIMA curtiu a postagem no blog Podemos contribuir para o progresso destruindo o materialismo    (Jorge Hessen) de os pae
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento “Afetividade na Família”, Aloisio Silva de Carlos Pretti - SCEE
ontem
O evento de Carlos Pretti - SCEE foi destacado
Miniatura

“Afetividade na Família”, Aloisio Silva em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

26 maio 2019 de 9 a 10:15
“Afetividade na Família”, este será o tema da palestra do psicoterapeuta, escritor e orador Aloisio Carlos da Silva de Guarapari-ES, no próximo domingo 26 de maio de 2019, de 09 as 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Aloisio Silva é autor de diversos livros entre eles destacamos: “Terapêutica do Perdão”, “Por Entre as Dores”, “Inquietações…Ver mais...
ontem
Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“Afetividade na Família”, Aloisio Silva em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

26 maio 2019 de 9 a 10:15
“Afetividade na Família”, este será o tema da palestra do psicoterapeuta, escritor e orador Aloisio Carlos da Silva de Guarapari-ES, no próximo domingo 26 de maio de 2019, de 09 as 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Aloisio Silva é autor de diversos livros entre eles destacamos: “Terapêutica do Perdão”, “Por Entre as Dores”, “Inquietações…Ver mais...
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Nossas Obras Ficam Conosco – por Sidney Fernandes

Quando se fala em holocausto, logo nos lembramos dos seis milhões de judeus que pereceram na segunda guerra mundial. Poucos, no entanto, conhecem o genocídio ocorrido na África, no início do século XX, quando duas tribos, a dos namaquas e a dos hererós, foram quase dizimadas.Na chamada Partilha da África, ocorrida no final do século XIX, nações…Ver mais...
ontem
luis conforti junior respondeu à discussão DEVE-SE PUBLICAR TUDO? E DIVULGAR TUDO QUE SE PUBLICA? de Amigo Espírita
"Mas, se absolutamente todos são criados perfeitamente iguais, como explicar q as identidades ajam desigualmente? Onde aí está a igualdade?"
ontem
luis conforti junior respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Como compreender isso: Jesus, segundo vc lembrou, diz q "a cada um é dado segundo suas obras" e, por outro lado e ao contrario do que disse Jesus, Paulo afirma "não sois salvos por vossas obras"?!!!"
ontem
Jussara G. Estevam curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO, SUBSISTE ALÉM DO TÚMULO ( Emmanuel ) de Jocélia Quintiliano Maurício
ontem
Jussara G. Estevam curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO, SUBSISTE ALÉM DO TÚMULO ( Emmanuel ) de Jocélia Quintiliano Maurício
ontem
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Porque é a Lei que opera em nós e por nós até que adquirindo consciência suficiente possamos tomar decisões por conta própria. Mas a salvação não vem das obras e sim de Deus que as…"
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço