Primeiro, porque estão ao nosso lado e vêem tudo o que fazemos. Não existe um segredo que possamos esconder deles – mesmo aqueles que escondemos de nós mesmos.

Além disso, existem os espíritos que conhecem também os atos que praticamos em outras vidas e dos quais, momentaneamente, não nos lembramos.

É muito mais fácil esconder algo de pessoas vivas do que dos Espíritos.

Os bons sempre irão procurar nos ajudar de alguma forma, por mais terríveis sejam nossos pensamentos e atos, por uma questão muito simples: eles não julgam e praticam o Bem sem impor condições.

Já os de natureza inferior vão reagir da forma que faziam quando estavam vivos. Uns vão debochar e zombar de nossas dificuldades, manias, de nossas imperfeições e poderão, se o permitirmos, pregar peças e trazer muitas dificuldades.

Simples assim: os bons pensamentos, boas intenções, o esforço que fazemos por nos tornarmos melhores, atrairão para perto de nós os Espíritos Protetores, especialmente aqueles que são ligados a nós por afeição.

A contrário, quando nosso pensamento é negativo, prejudicial a nós ou a outras pessoas, os Espíritos que pensam de igual modo irão se aproximar de nós por afinidade.

Da mesma forma que possuímos amigos, pessoas que com as quais nos afinamos e cuja companhia nos é agradável, também formamos nosso grupo de Espíritos que nos acompanham por afinidade.

Sabemos que os Espíritos influem sobre nossos pensamentos e atos e, muitas vezes, podem até nos comandar.

Quando a influência é dominadora, coercitiva, denomina-se obsessão, pois ela se torna prejudicial para sua vítima.

Um Bom Espírito jamais irá nos dominar, pois respeita nosso livre-arbítrio. Apenas sugere e aconselha, procurando nos conduzir para o bem a fazer.

É muito difícil distinguir quando uma ideia é nossa ou nos é sugerida pelos Espíritos, já que eles agem sobre nós exatamente porque temos afinidade com eles, quer dizer, pensamos da mesma maneira.

Se pensamos igual, como saber se o pensamento é nosso ou não?

O que pode acontecer então se você ficar irritado? Com a influência dos Espíritos que atrairá a irritação será potencializada, podendo aumentar muito a ponto de você perder o controle e praticar atos não esperados.

Passado o nervosismo e analisadas com mais calma as consequências do seu ato, como ter ofendido pessoas aos gritos, ter agredido alguém etc., você deverá se sentir arrependido do que fez.

Mas da mesma forma que um Espírito mal intencionado potencializa sentimentos ruins em nós (veja bem: o sentimento é nosso, apenas é aumentado), os Bons nos envolvem com ternura e amor, proporcionando bem estar indefinível, quando nos propomos a fazer o Bem.

Sim, o Bem também se propaga.

A sintonia com os Bons Espíritos e os mal intencionados irá sempre depender de nós.

No livro “Pensamento e Vida”, Emmanuel esclarece que sintonizamo-nos com todas as criaturas encarnadas e desencarnadas que pensam como pensamos.

Isso é possível porque o pensamento é uma onda eletro-magnética que percorre o espaço a uma velocidade maior do que a da luz. Portanto, a distância que os Espíritos e as pessoas vivas estão de você, não tem a menor importância. Pensou, sintonizou instantaneamente.

Por isso, quanto maior o número de pessoas que estão juntas, pensando e fazendo a mesma coisa (boa ou não), maior é o poder de realização pois a força dos pensamentos se multiplica.

Pensamentos de intolerância e ódio, por exemplo, podem nos levar à prática de atos insanos, agressivos e até violentos.

A vigilância, que implica em prudência, atenção, cautela, é um recurso que devemos sempre ter como aliado. O outro é a prece que nos ligará aos Bons Espíritos que vão nos ajudar, nos fortalecer nos momentos de tormenta.

A escolha sempre dependerá de nós.

Fernando Rossit

Fonte:

– O Livro dos Espíritos – questões: 456 a 461

Exibições: 140

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

Artigos Espíritas

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Últimas atividades

Carlus Martel curtiu a postagem no blog Falsas cartas mediúnicas na era de Facebook (Jorge Hessen) de Codificador do Paracleto
5 horas atrás
Rafael Fernandes Clementino entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos.."Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"Ver mais...
ontem
Posts no blog por Codificador do Paracleto
ontem
Rosana Andrade curtiram o perfil de Rosana Andrade
segunda-feira
Carlus Martel postou um evento
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA respondeu à discussão Teoria da abiogêneses e biogêneses. de Thiago Luiz Félix
"“Não fiquem maravilhados diante do novo nem assustados pelo que ontem vos era desconhecido. Não recuem diante do mistério, mas procurem enfrenta-lo e desvendá-lo… Não se considerem os únicos…"
domingo
Margarida Maria Madruga e Carolina Shank agora são amigos
domingo
Carlus Martel curtiu a postagem no blog Carnaval - não há outra disposição que não seja o da abstinência espontânea do folguedo (Jorge Hessen) de os pae
sábado
Jocilda Almeida de Barros entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Mediunidade

Grupo para estudo da Mediunidade e sua prática conforme os ensinamentos de Allan Kardec, Chico Xavier, Divaldo Franco e espíritos de Escol. Vídeos, textos e todo material disponível nesta área.Ver mais...
sexta-feira
Jocilda Almeida de Barros curtiram o evento Mediunidade de Amigo Espírita
sexta-feira
Frank curtiram a discussão Giordano Bruno de Amigo Espírita
sexta-feira
Elciene Maria Tigre Galindo comentou o evento “A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal de Carlos Pretti - SCEE
"Gratidão!"
sexta-feira
Elciene Maria Tigre Galindo está participando do evento de Carlos Pretti - SCEE
Miniatura

“A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

16 fevereiro 2020 de 9 a 10:15
Palestra no próximo domingo, dia 16 de fevereiro de 2020, de 09 as 10h. da manhã na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas, com o tema “A Lei do Trabalho”, será ministrada pelo advogado, pesquisador e orador Luiz Pretti Leal de Vitória-ES. Luiz Pretti é baiano de Feira de Santana-BA, e trabalhador da SEEIT – Sociedade de Estudos Espíritas Irmão Tomé localizada no…Ver mais...
sexta-feira
Elciene Maria Tigre Galindo curtiram o evento “A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal de Carlos Pretti - SCEE
sexta-feira
Ori Pombal Franco curtiram o evento “A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal de Carlos Pretti - SCEE
quinta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento “A Lei do Trabalho”, com Luiz Pretti Leal de Carlos Pretti - SCEE
quinta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço