REDE AMIGO ESPÍRITA

Divulgando, Instruindo e Unificando!!!

LIVRO: O CONSOLADOR - EMMANUEL

337- "Concilia-te depressa com o teu adversário." - essa é a palavra do Evangelho, mas se o adversário não estiver de acordo com o bom desejo de fraternidade, como efetuar semelhante conciliação?

R: Cumpra cada qual o seu dever evangélico, buscando o adversário para a reconciliação precisa, olvidando a ofensa recebida.  perseverando a atitude rancorosa daquele, seja a questão esquecida pela fraternidade sincera, porque o propósito de represália, em si mesmo, já constitui uma chaga viva para quantos o conservam no coração.

Pode-se afirmar a separação entre perdão e a conciliação, o perdão é uma das formas de libertação, tanto para si próprio como para a pessoa envolvida; entretanto, a conciliação é como uma relação de amizade, em que tudo apaga e esquece, porém precisa do perdão como o passo inicial e da compaixão, portanto, quem a pratica terá a compreensão de comportamentos anteriores sendo resultados da ignorância e das experiências iniciais do processo evolutivo, catalisando (atraindo) simpatia e saúde espiritual, sem esperar nada em troca, movimenta a fraternidade, entendimento e amizade.

É o ceder mútuo como acordo entre pessoas, exemplo disto é a famosa forma extrajudicial no mundo jurídico, nos dias atuais. Deixando passar o momento que gerou ressentimentos e ódios perturbadores com o perdão mútuo, cedendo lugar ao amor, antídoto de longa vida, restituindo as energias gastas e as esperanças fanadas, ou melhor, como Joanna de Ângelis afirma,“...é o momento de amor no desenvolvimento dos elevados valores da vida, o amor é conciliador, no entanto não se acumplicia com aquilo que é incorreto, estabelece a paz, auxiliando o incompreendido ou malsinado a conviver em harmonia com aquele que o infelicitou ou lhe gerou problemas, não os recordando, tampouco solicitando esclarecimentos e justificações, aliás, muito do agrado do egoísmo doentio, sabe onde parar, quando prosseguir e como fazê-lo...”, no livro Garimpo de Amor, capítulo 24.

Além disso, conciliação é tentar cativar mais um pouco a cada dia, conquistando um novo amigo, e não deixando para depois, porque mais tarde poderá ser pior, gerando a obsessão, sendo que a maior parte das ocorrências é motivada por vingança de espíritos que conhecemos nesta ou nas passadas, tanto na subjugação quanto na simples, como relata o capítulo XXIII, do Livro dos Médiuns, tendo antes a omissão da caridade e da indulgência ou fizemos mal, consciente ou não.

  • ·         exemplo da senhora que mancava- trabalhadora da casa com egoísmo e orgulho e do obsessor da época colonial que queria que ela pedisse perdão depois de ouvir a doutrina;

·      

Deus permite para que nós possamos aparar as arestas, reparando todo o mal contra o próximo, até o último dano causado por nós, sem que aquele que perdoou sofra qualquer vingança, como afirma o capítulo X do livro Evangelho Segundo o Espiritismo, item 5 6.

  • exemplo de Divaldo, que tinha um obsessor e que deixou o primeiro quando Divaldo acolheu a mãe do segundo e que estava deformada.

Jesus, nosso Mestre e Irmão Maior, pregava a paz no curso de todas as nossas existências, para que nós não perpetuemos mais as nossas discórdias, enquanto que fazia advertência consoladora diante da consciência individual, asseverando a conciliação, fazendo com que o amor impere diante dos sentimentos .

Fazendo a nossa parte, corrigindo os nossos erros, do passado e do atual, e persistindo na boa vontade com bondade e compreensão às faltas, alheias e as próprias, para que tenha julgamento legitimo, gerando o trabalho na harmonização, na paz e o perdão ao ofensor, desenvolvendo os elevados valores da vida, sem por manter apenas uma posição exterior, esperando com confiança a modificação moral do próximo, se o adversário desdenha os bons desejos.

  • ·         exemplo de Chico, e o cãozinho dele com a vizinha que envenenou o segundo com pena do Chico, causando tristeza nele, mas que ele retribuiu com o bem dando o que mais faltava a ela, máquina de costura, por sugestão de Emmanuel.

 Mensagens Relacionadas:

Esquece

Pelo Espírito Scheilla

 Se desejas a paz de consciência por princípio de felicidade, aprende a perdoar.

 Ressentimentos alimentados geram desequilíbrios espirituais e envenenam a organização física.

 O esquecimento da ofensa é como o rio que leva os detritos para longe, deixando pura a água onde saciamos a sede e nos revigoramos na harmonia.

Apaga da tua mente qualquer episódio menos feliz, superando-o com o esforço da vontade.

 Amanhã, surgirão novas oportunidades de progresso, e se estiveres atado ao ressentimento, não lograrás aproveitá-las.

 Segue de bem com a vida rogando ao Pai abençoe os que te ofenderam.

Lembra-te das vezes em que necessitamos do perdão alheio e oferece clemência ao agressor.

 Somos todos membros de uma só família, cuja base do progresso é a caridade, onde se inclui o perdão por regra de convivência saudável.

 

Pensar e Querer

Pelo Espírito Scheilla

O homem foi capaz de desenvolver sofisticados radares para detectar presenças estranhas a longa distância, mas ainda não conseguiu estabelecer um sistema de vigilância em torno da própria mente.

Todo pensamento estabelece uma sintonia.

 Pensando, a criatura interage sobre seus semelhantes, estabelecendo ligações, conforme o campo mental que a envolve.

 Se a situação é gerada por pensamentos infelizes, estabelecem-se as presenças indesejáveis, oriundas do plano extra físico, consolidando, assim, o início de processos obsessivos que poderão aprisionar a pessoa em dolorosos processos de subjugação.

Entretanto, cabe ressaltar que, entre a abordagem do pensamento infeliz e a sua aceitação em nosso campo mental, há uma distância a ser percorrida.

 No mundo, pensamentos infelizes nos ocorrem a todos.

 Cabe-nos, porém, a devida vigilância para rebatê-los com o escudo do bom senso, a fim de que nossa vida interior se desenvolva em bases de equilíbrio desejável.

Pensa com amor e a luz do teu pensamento te iluminará por dentro.

 

Vigia Teus Pensamentos (Pelo Espírito Scheilla)

Grande parte dos casos de obsessão espiritual se estabelece a partir do baixo padrão vibratório da criatura encarnada.

Ódio, ressentimento, rancor, orgulho, mágoa são estados psicológicos que dão às entidades perseguidoras o sinal para avançarem.

Tais Espíritos espreitam sua vítima, à espera do melhor momento para agirem.

Sempre que tais pensamentos te chegarem à mente, busca refúgio na prece.

Eleva-te a Deus, a fim de que os canais de sintonia que te ligam a entidades perseguidoras sejam desfeitos com a força do Bem, que pode brotar dentro de ti mesmo.

Vigia teus pensamentos.

Ora ao Pai.

Dedica-te ao Bem.

Assim agindo, estarás te colocando a salvo das investidas inferiores e te aproximando das esferas elevadas, cujos eflúvios te garantirão a paz interior.

 

Sinais de Alarme

Há dez sinais vermelhos, no caminho da experiência, indicando queda provável na obsessão:

 

      quando entramos na faixa da impaciência;

 

      quando acreditamos que a nossa dor é a maior;

 

      quando passamos a ver ingratidão nos amigos;

 

      quando imaginamos maldade nas atitudes dos companheiros;

 

      quando comentamos o lado menos feliz dessa ou daquela pessoa;

 

      quando reclamamos apreço e reconhecimento;

 

      quando supomos que o nosso trabalho está sendo excessivo;

 

      quando passamos o dia a exigir esforço alheio, sem prestar o mais leve serviço;

 

      quando pretendemos fugir de nós mesmos, através do álcool ou do entorpecente;

 

      quando julgamos que o dever é apenas dos outros.

 

Toda vez que um desses sinais venha a surgir no trânsito de nossas idéias, a Lei Divina está presente, recomendando-nos a prudência de amparar-nos no socorro da prece ou na luz do discernimento.

Scheilla.

Da obra: Ideal Espírita.

 

Se te propões ao convívio mais direto com as criaturas queridas domiciliadas no Mais Além, oferta a elas os teus braços a serviço da fraternidade e do entendimento.

 

Bezerra de Menezes

Exibições: 489

Comentar

Você precisa ser um membro de REDE AMIGO ESPÍRITA para adicionar comentários!

Entrar em REDE AMIGO ESPÍRITA

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

ALJACYRO FIRMINO DE SOUZA curtiu o vídeo de Amigo Espírita
12 minutos atrás
Genivaldo da Silva curtiu o vídeo de Amigo Espírita
23 minutos atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
1 hora atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
1 hora atrás
Jose Carvalho Filho comentou o vídeo de Amigo Espírita
2 horas atrás
Jose Carvalho Filho compartilhou o vídeo de Amigo Espírita em Facebook
2 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
2 horas atrás
Rogério de Souza Melo e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/gI5yMDXkMm
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estamos ao vivo, venha participar conosco!!! Multistreaming with https://t.co/W3cDGMksrg
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Pílulas de Luz nº 3 - Ferramentas pedagógicas de Deus - André Sobreiro: https://t.co/4WSTBnqfdh via @YouTube
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/BTrl6JYiUXílulas de Luz nº 3 - Ferramentas pedagógicas de Deus - André
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ruy Fernandes compartilhou o vídeo de Amigo Espírita em Facebook
2 horas atrás
Ruy Fernandes curtiu o vídeo de Amigo Espírita
2 horas atrás
NILO DAMASCENO REZENDE curtiu o vídeo de Amigo Espírita
2 horas atrás
Feeak Minas adicionou 5 discussões ao grupo Áudios Espíritas
2 horas atrás
The Spiritist Psychological Soci postou um vídeo

Study: The Spirits' Book - THE LAW OF EVOLUTION - The Trials of Wealth and Poverty (18.10.17)

Study: The Spirits' Book - THE LAW OF EVOLUTION -The Trials of Wealth and Poverty - Q. 814, 815, 816 (18.10.17) The Spiritist Psychological Society www.spiri...
3 horas atrás
Virtude Espirita postou vídeos
3 horas atrás
ROBERTO JOSÉ DAMASCENO postou um vídeo

MARIA RUFINA BARROS - " PARÁBOLA DO SEMEADOR " - 17/10/2017 - Irmão Tomé - Vitória/ES.

Palestra de MARIA RUFINA BARROS, em 17/10/2017, na Sociedade de Estudos Espíritas Irmão Tomé, em Vitória/ES
3 horas atrás
Feeak Minas postou vídeos
3 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2017   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço