Espíritas ou Simpatizantes? – por Sidney Fernandes

Espíritas ou Simpatizantes? – por Sidney Fernandes


A cena da telenovela chamou minha atenção. Inicialmente, pelo talento das extraordinárias atrizes Irene Ravache e Júlia Lemmertz, depois, pelo conteúdo do diálogo entre elas.

— Meu Deus — pensei —, elas estão falando abertamente de reencarnação! E também sobre o planejamento espiritual, antes da atual vida, da filha de uma das personagens! Será que isso é comum nas novelas de hoje?

Jamais, em meus áureos tempos de juventude, imaginei que ouviria esse tipo de abordagem, de temática eminentemente espírita, em pleno horário nobre televisivo.

Resolvi pesquisar sobre o assunto e descobri que cerca de treze novelas, às quais nunca assisti, ou dei atenção, já falaram de vários assuntos chamados pela mídia de místicos.

Novelas que, desde 1989, já versaram sobre os temas: vidas passadas (Anjo de Mim – 1996), obsessão (A Viagem – 1994 e Amor à Vida – 2014), proteção espiritual (Páginas da Vida – 2006 e Escrito nas Estrelas – 2010), aparições espirituais (O Astro – 1977/78 e 2011(remake)), reencarnação (Alma Gêmea – 2006 e Além do Tempo – 2019) e manifestação mediúnica (Alto Astral – 2014), só para citar as mais conhecidas.

A que se deve o grande interesse dos brasileiros por esses temas? Enquanto os espíritas, segundo o IBGE, não chegam à casa dos cinco por cento da população brasileira, calcula-se que sessenta por cento, ou mais, aceitam a reencarnação. A comunicabilidade com os espíritos e a crença na imortalidade da alma têm percentuais de aceitação ainda maiores.

Naturalmente, não significa que todos sejam espíritas. Numa análise superficial, no entanto, deduz-se que existem muito mais pessoas que aceitam a imortalidade da alma, a comunicabilidade com os mortos e a reencarnação do que a quantidade de espíritas estatisticamente declarados e catalogados.

É bem verdade que a aceitação das teses espiritualista, reencarnacionista e da mediunidade não torna o indivíduo espírita, automaticamente. Essas ideias não são exclusivas do Espiritismo.

Atrevo-me, no entanto, a exemplo do que fez Allan Kardec em sua época, quanto tentou aferir a quantidade de adeptos da Doutrina Espírita, a afirmar que existe uma grande quantidade de simpatizantes, que aceitam os princípios e ideias espíritas, mas não querem ser considerados efetivamente espíritas.

De toda forma, se, por um lado, não podemos cometer a pretensa leviandade de considerar todos os noveleiros como espíritas simpatizantes, por outro, estaríamos cometendo grande engano em aceitar o número oficialmente registrado de espíritas.

Afinal de contas, o Espiritismo — parafraseando Allan Kardec —, é uma questão de fé e de crença, e não de rótulo ou grupamento. Sendo assim, quem aceita a existência e manifestação dos espíritos e admite a possibilidade da multiplicidade de vidas, é, no mínimo, espírita de fato, pois tais princípios não são esposados pelas religiões predominantes no Brasil.

É bem verdade que o brasileiro costuma, em matéria de religião, colocar os pés em duas canoas. Ou seja, há muitos irmãos católicos que vão ao centro espírita submeter-se à aplicação de passes, muitos evangélicos que frequentam terreiros de umbanda e muitos espíritas que se persignam, isto é, fazem o sinal da cruz diante das igrejas, e as frequentam.

Nada contra essa miscelânea de crenças, pois quem sofre, diria meu pai, sabe onde dói o calo, e deve procurar o consolo onde puder.

Quem, no entanto, partilhar as convicções dos espíritas a respeito da existência e da manifestação dos espíritos, da reencarnação e das consequências morais daí decorrentes, não mais poderá se intitular como seguidor de outra religião e estará dando seguro passo no sentido de se tornar um espírita autêntico.

As convicções, sem dúvida, são importantes. Todavia, a qualificação de espírita verdadeiro e sincero pressupõe ser tocado nas fibras do coração com a coragem de se tornar um cristão autêntico e da inabalável determinação de vencer seus defeitos de caráter e maus pendores.

Fiquemos com as palavras de Allan Kardec, em O Evangelho Segundo o Espiritismo:

— Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más.

Já ocorreu em mim a transformação para o homem novo preconizado por Paulo, o apóstolo? Estou assestando todas as minhas intenções para a vitória sobre as minhas más tendências? Se é dessa forma, estarei deixando de ser apenas um espectador de novelas para tornar-me efetivamente um homem de bem, um verdadeiro cristão.

Exibições: 112

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei)

Vaidade ou inveja?

Vladimir Alexei

Belo Horizonte das Minas Gerais,

15 de fevereiro de…

Últimas atividades

Ícone do perfilMarileide da Paixão Moraes Santo, Andréia Cugnasca Albertin, Raimunda Silva Soares e mais 3 pessoas entraram em RAE
16 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
17 horas atrás
Celso Leonardo curtiram a discussão O que aconteceu com a diversidade das mediunidades nas reuniões mediúnicas espíritas? de Amigo Espírita
23 horas atrás
Celso Leonardo curtiram a discussão Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo. de Amigo Espírita
ontem
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Porque a salvação não depende das obras e sim da vontade de Deus que, através da evolução, nos conduz à salvação."
ontem
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão DEVE-SE PUBLICAR TUDO? E DIVULGAR TUDO QUE SE PUBLICA? de Amigo Espírita
"No ego."
ontem
Silvia Helena Visnadi Pessenda curtiu o vídeo de Amigo Espírita
ontem
Ori Pombal Franco curtiram o evento “Afetividade na Família”, Aloisio Silva de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO, SUBSISTE ALÉM DO TÚMULO ( Emmanuel ) de Jocélia Quintiliano Maurício
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Nossas Obras Ficam Conosco – por Sidney Fernandes de PATRIZIA GARDONA
ontem
ARI DE SOUSA LIMA curtiu a postagem no blog Podemos contribuir para o progresso destruindo o materialismo    (Jorge Hessen) de os pae
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento “Afetividade na Família”, Aloisio Silva de Carlos Pretti - SCEE
ontem
O evento de Carlos Pretti - SCEE foi destacado
Miniatura

“Afetividade na Família”, Aloisio Silva em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

26 maio 2019 de 9 a 10:15
“Afetividade na Família”, este será o tema da palestra do psicoterapeuta, escritor e orador Aloisio Carlos da Silva de Guarapari-ES, no próximo domingo 26 de maio de 2019, de 09 as 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Aloisio Silva é autor de diversos livros entre eles destacamos: “Terapêutica do Perdão”, “Por Entre as Dores”, “Inquietações…Ver mais...
ontem
Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“Afetividade na Família”, Aloisio Silva em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

26 maio 2019 de 9 a 10:15
“Afetividade na Família”, este será o tema da palestra do psicoterapeuta, escritor e orador Aloisio Carlos da Silva de Guarapari-ES, no próximo domingo 26 de maio de 2019, de 09 as 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Aloisio Silva é autor de diversos livros entre eles destacamos: “Terapêutica do Perdão”, “Por Entre as Dores”, “Inquietações…Ver mais...
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Nossas Obras Ficam Conosco – por Sidney Fernandes

Quando se fala em holocausto, logo nos lembramos dos seis milhões de judeus que pereceram na segunda guerra mundial. Poucos, no entanto, conhecem o genocídio ocorrido na África, no início do século XX, quando duas tribos, a dos namaquas e a dos hererós, foram quase dizimadas.Na chamada Partilha da África, ocorrida no final do século XIX, nações…Ver mais...
ontem
luis conforti junior respondeu à discussão DEVE-SE PUBLICAR TUDO? E DIVULGAR TUDO QUE SE PUBLICA? de Amigo Espírita
"Mas, se absolutamente todos são criados perfeitamente iguais, como explicar q as identidades ajam desigualmente? Onde aí está a igualdade?"
ontem
luis conforti junior respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Como compreender isso: Jesus, segundo vc lembrou, diz q "a cada um é dado segundo suas obras" e, por outro lado e ao contrario do que disse Jesus, Paulo afirma "não sois salvos por vossas obras"?!!!"
ontem
Jussara G. Estevam curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO, SUBSISTE ALÉM DO TÚMULO ( Emmanuel ) de Jocélia Quintiliano Maurício
ontem
Jussara G. Estevam curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO, SUBSISTE ALÉM DO TÚMULO ( Emmanuel ) de Jocélia Quintiliano Maurício
ontem
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Porque é a Lei que opera em nós e por nós até que adquirindo consciência suficiente possamos tomar decisões por conta própria. Mas a salvação não vem das obras e sim de Deus que as…"
quarta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço