É preciso falar sobre o assunto nas casas e mocidades espíritas.

O Brasil tem acompanhado a divulgação de inúmeros casos de feminicídio. No mês de agosto, pelo menos quatro deles ganharam repercussão nacional. Mas nem todos chegam à grande mídia. Os números de atos de violência e mortes de mulheres são muito altos.

Feminicídio é o termo usado para denominar assassinatos de mulheres cometidos em razão de gênero. Estima-se que no Brasil doze mulheres sejam assassinadas por dia. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), nosso país é responsável por 40% deste tipo de crime em toda a América Latina. Nós ocupamos o sétimo lugar nessa triste estatística.

Só esses números já seriam suficientes para que diálogos acontecessem. Mas a verdade é que o feminicídio ainda pode ser considerado um tabu. Isso porque, muitas vezes, ele esconde um comportamento social machista e uma visão errada de inferioridade feminina.

Mas o que a Doutrina Espírita fala sobre isso?

Vou citar aqui alguns trechos de “O Livro dos Espíritos”. No capítulo sobre a Lei de Igualdade, Igualdade dos Direitos do Homem e da Mulher, na pergunta 817, Kardec questiona: “São iguais perante Deus o homem e a mulher e têm os mesmos direitos?” E os Espíritos respondem: “Não outorgou Deus a ambos a inteligência do bem e do mal e a faculdade de progredir?”.

Para deixar ainda mais claro, Kardec mais uma vez interroga na 818: “Donde provém a inferioridade moral da mulher em certos países?” E a resposta: “Do predomínio injusto e cruel que sobre ela assumiu o homem. É resultado das instituições sociais e do abuso da força sobre a fraqueza. Entre homens moralmente pouco adiantados, a força faz o direito.”

Seguindo o raciocínio, vou para a 822: “Sendo iguais perante a Lei de Deus, devem os homens ser iguais também perante as leis humanas? O primeiro princípio de justiça é este: Não façais aos outros o que não quereríeis que vos fizessem.”

Crimes de feminicídio também estão relacionados ao sentimento de posse. Ainda confundimos ciúmes como forma de amor. E isso é um engano que não podemos alimentar!

No capítulo “das penas e gozos terrestres”, pergunta 933, os Espíritos advertem: “A inveja e o ciúme! Felizes os que desconhecem estes dois vermes roedores! Para aquele que a inveja e o ciúme atacam, não há calma, nem repouso possíveis. A sua frente, como fantasmas que lhe não dão tréguas e o perseguem até durante o sono, se levantam os objetos de sua cobiça, do seu ódio, do seu despeito”.

No Brasil, desde 2015, feminicídio é crime. A Lei nº 13.104 transformou esse tipo de ato em hediondo, e consequentemente, com penas mais altas. Em um homicídio simples, a pena varia de 6 a 20 anos. Já para feminicídio pode variar de 12 a 30 anos de prisão.

O combate ao feminicídio muitas vezes conta também com a nossa ação. Os casos recentemente divulgados trouxeram à tona a inércia de muitas pessoas, diante de uma discussão de casal ou até mesmo ao presenciar uma agressão. A frase popular “em briga de marido e mulher ninguém mete a colher” ainda ecoa na nossa sociedade de forma errada. É preciso sim denunciar! Existe a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, que recebe e apura denúncias em todo o Brasil. Basta ligar gratuitamente para o 180. O serviço funciona 24 horas, todos os dias. Em casos mais extremos, pode-se também ligar para a polícia, no 190.

E se ainda estiver na dúvida sobre denunciar ou não um caso de violência, lembre-se da pergunta 642: “Para agradar a Deus e assegurar a sua posição futura, bastará que o homem não pratique o mal? Não; cumpre-lhe fazer o bem no limite de suas forças, porquanto responderá por todo mal que haja resultado de não haver praticado o bem.”

Nós, espíritas, não podemos ser omissos. Devemos sempre agir para ajudar ao outro ou para nos melhorar.

Se você é homem e pratica violência contra a mulher, seja física ou psicológica, já está mais do que na hora de parar e mudar a maneira de agir. Se tiver dificuldades, procure ajuda de um especialista. Se você, mulher, que lê esse artigo, passa por qualquer tipo de violência, é hora de se afastar do companheiro e denunciar as agressões, para o seu bem e também dele. Quanto aos que não passam diretamente por esse tipo de situação, também podem ajudar a diminuir os assustadores números de feminicídio. Eduquem desde cedo as crianças sobre a igualdade de direitos de homens e mulheres, não fomentem qualquer tipo de violência, e lembrem-se de denunciar quando estiverem diante de uma agressão. Só com a união, a educação e o entendimento é que iremos conseguir diminuir os casos de feminicídio no Brasil.

 

Autora: Melissa Santos

http://www.correioespirita.org.br/categorias/artigos-diversos/2837-...

Fonte bibliográfica

O Livro dos Espíritos, Kardec Allan questões 642,817,818,822 e 933

Exibições: 38

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

Artigos Espíritas

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog AMAS O BASTANTE/ de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“Meus discípulos serão reconhecidos por se amarem”. O amor é capaz de resumir toda a Doutrina de Jesus. O apelo ao coração de Pedro é significativo. O Mestre não recomenda medidas…"
4 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Valiosas respostas – Orson Peter Carrara

Relaciono ao leitor respostas de Divaldo Franco, em transcrição parcial, de correspondência enviada ao Presidente da FEB em agosto de 1982, respondendo ao questionário que lhe foi proposto. O texto completo pode ser pesquisado no google com o título: Importância da Evangelização Infantil – Seara Espírita Infantil.Face à importância das oportunas…Ver mais...
13 horas atrás
Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“Alegria de Viver”, com Rogério Alencar em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

23 fevereiro 2020 de 9 a 10:15
“Alegria de Viver”, este será o tema da palestra do pesquisador e orador Rogério Alencar de Colatina-ES, no próximo domingo 23 de fevereiro de 2020, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rogério é natural de Petrópolis-RJ, radicado a muitos anos em Colatina, está como dirigente do Centro Espírita Vicente de Paulo, localizado no Bairro São Vicente em Colatina e…Ver mais...
13 horas atrás
Posts no blog por LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA

AMAS O BASTANTE/

¿AMAS LÓ SUFICIENTE?  Com esse título, o autor comenta uma passagem do Evangelho, onde Jesus pergunta três vezes: “Simão, filho de Jonas, amas-me?“ (João, 21:17)Espera é resposta de Abgail no livro “Paulo e Estevão” de Emmanuel . Esperar foi o que fez a mãe de Gregório no livro “Libertação”, de André luiz. Ambos psicografados por Francisco Cândido Xavier.Paciência parece ser fundamental para se conseguir chegar ao objetivo específico. Pode ser necessário esperar, em alguns casos, a mudança do…Ver mais...
13 horas atrás
os pae curtiu a postagem no blog Falsas cartas mediúnicas na era de Facebook (Jorge Hessen) de Codificador do Paracleto
13 horas atrás
Maria da Glória Ferreira Ragazzi curtiu a postagem no blog Carnaval - não há outra disposição que não seja o da abstinência espontânea do folguedo (Jorge Hessen) de os pae
15 horas atrás
Carlus Martel curtiu a postagem no blog Falsas cartas mediúnicas na era de Facebook (Jorge Hessen) de Codificador do Paracleto
16 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Comparação de PATRIZIA GARDONA
19 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Suicídio. Quando ... de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Por que não cometeu suicídio? Outros o fazem depois de aborrecimentos ligeiros. Diante das dores pessoas religiosas e/ou espiritualizadas parecem possuir vantagens, como Jerônimo Mendonça. Foi um gigante…"
20 horas atrás
Carlus Martel curtiu a postagem no blog Falsas cartas mediúnicas na era de Facebook (Jorge Hessen) de Codificador do Paracleto
ontem
Rafael Fernandes Clementino entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos.."Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"Ver mais...
terça-feira
Posts no blog por Codificador do Paracleto
terça-feira
Rosana Andrade curtiram o perfil de Rosana Andrade
segunda-feira
Carlus Martel postou um evento
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA respondeu à discussão Teoria da abiogêneses e biogêneses. de Thiago Luiz Félix
"“Não fiquem maravilhados diante do novo nem assustados pelo que ontem vos era desconhecido. Não recuem diante do mistério, mas procurem enfrenta-lo e desvendá-lo… Não se considerem os únicos…"
domingo
Margarida Maria Madruga e Carolina Shank agora são amigos
domingo

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço